Caixa registra 12 milhões de transações após liberação do FGTS

A Caixa Econômica Federal registrou 12 milhões de transações no primeiro sábado com agências bancárias abertas para o pagamento do saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Segundo o banco, foram creditados R$ 4,97 bilhões nas contas de mais de 12 milhões de trabalhadores.

Por meio do Twitter, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, informou que o banco está preparado para atender os trabalhadores interessados em fazer a retirada dos valores disponíveis.

“A cada duas semanas, vamos liberar mais de R$ 5 bilhões. A Caixa está preparada para atender a população com tranquilidade nos mais de 55 mil pontos de atendimento em todas as regiões do Brasil”, disse.

De acordo com a Caixa, com os pagamentos do FGTS liberados na sexta-feira (13), o banco atingiu o maior número de transações da história no Internet Banking. Até ontem, foram mais de 33 milhões de movimentações, aumento de 97% comparado com o dia 14 de agosto.

Horário especial

Caixa também vai trabalhar com horário estendido por duas horas nas próximas segunda (16) e terça-feira (17). Assim, as agências, que normalmente abrem às 11h, vão iniciar o atendimento às 9h. Já as que abrem às 10h iniciarão os trabalhos às 8h e as que abrem às 9h atenderão a partir das 8h e terão uma hora a mais ao final do expediente. No caso de agências que abrem às 8h, serão duas horas a mais ao final do expediente normal.

Depósito automático

A Caixa começou a fazer o depósito automático para quem tem conta poupança, seguindo calendário do mês de nascimento. Os próximos a ter acesso ao saque são os nascidos em maio, junho, julho e agosto, no dia 27 de setembro. Em seguida, no dia 9 de outubro, será a vez de os nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro. Os clientes da Caixa que têm conta corrente podem fazer o pedido de crédito por meio dos canais de atendimento.

Segundo o banco, cerca de 33 milhões de trabalhadores receberão o crédito automático na conta poupança. Os clientes do banco que não quiserem retirar o dinheiro têm até 30 de abril de 2020 para informar a decisão em um dos canais disponibilizados pela Caixa.

Além das agências bancárias, a Caixa disponibiliza os seguintes canais de atendimento: o aplicativo do FGTS, a página na internet, o Internet Banking Caixa e o telefone 0800 724 2019.

Para aqueles que não têm conta poupança na Caixa, aberta até o dia 24 de julho de 2019, ou conta-corrente, o calendário começa no dia 18 de outubro, para os nascidos em janeiro, e vai até 6 de março de 2020, para os nascidos em dezembro.

Fonte: Agência Brasil 

Caixa fgts

Último dia para conferir o Festival de Balonismo

O último dia do Festival de Balonismo iniciou com o voo competitivo no estilo Caça à Raposa. Na prova o “balão raposa” sai à frente para ser seguido pelos competidores e, ao final, quando o balão raposa pousa, vence quem jogar sua marca sobre o alvo ou então descer mais próximo do ponto onde desceu o balão principal.

No gramado da Fundaparque neste domingo, 15, os pilotos começaram a encher os balões e dar início ao aquecimento dos maçaricos. Dado o tempo para a largada às 7h, os balões começaram a pintar, aos poucos, o céu de Bento Gonçalves.

A noite do sábado,14, contou com carreata de fogos, Night glow e um balão em formato de palhaço foi inflado para alegria das crianças. “Os dias estão sendo de muitas emoções. Bento pela primeira vez recebe um Festival de Balonismo, a Serra Gaúcha esta vivendo isso. Convido a todos para que venham até a Fundaparque acompnhar o último dia do evento”, destaca o Secretário de Turismo, Rodrigo Ferri Parisotto.

O Festival de Balonismo é uma realização da Secretaria Municipal de Turismo e Federação Gaúcha de Balonismo. Com o patrocínio da Caixa, Governo Federal, Expobento/ Fenavinho, Malhas G’Dom, Giordani Gastronomia Cultural, Valle Bier, Giordani Turismo e Vinocap.

Confira a programação:

15h – Show com bandas.

16h – Último voo competitivo. Atrações: Banda Jovem Ainda, Eletric Blues Celebration e Eder e Emerson.

* A programação poderá sofrer alterações.

Ingresso: R$ 15,00 por dia (menores de 12 anos não pagam).

Ingresso dá acesso ao evento, acompanhar voo dos balões, Nightglow, shows e estrutura de foodtrucks.

Estacionameno: R$10,00

Informações: turismo@bentogoncalves.rs.gov.br ou (54)3055-7130

Foto: João Pedrassani

balonismo 3

Natalia Borges Polesso lança hoje seu primeiro livro de romance, em Bento Gonçalves

Evento de lançamento acontece às 15h na Dom Quixote Livraria e Cafeteria  

A escritora Natalia Borges Polesso lança neste sábado, às 15h, em Bento Gonçalves, o seu primeiro romance intitulado “Controle”. O evento acontece na Dom Quixote Livraria & Cafeteria.

Segundo a autora, “Controle” é antes de tudo um livro sobre solidão. Ele conta a história de Maria Fernanda, epilética desde a infância e rodeada de cuidados da família. “O contraponto à rigidez surge com Joana, a amiga que transborda espontaneidade e logo se torna uma paixão avassaladora. É importante ressaltar, no entanto, que Controle não foca apenas na homossexualidade da protagonista. São muitos os dilemas em debate”, diz.

“A sexualidade não é o ponto central. Maria Fernanda é uma pessoa com epilepsia, que cresceu cercada de regras e tensões. Sobretudo, é uma história que aborda a necessidade de romper com nossas cascas protetoras, de como lidar com o próprio corpo, com os desejos, com os instintos reprimidos”, salienta a autora de 37 anos, natural de Bento Gonçalves e radicada em Caxias desde 1998.

Sobre a autora
Natalia Borges Polesso, é considerada um dos principais nomes da literatura gaúcha na atualidade. Não apenas pela irreverência narrativa ou pela coragem de dar protagonismo às mulheres lésbicas, mas também por, em apenas seis anos desde sua primeira publicação solo, a autora ter conquistado os prêmios Açorianos (2013) e Jabuti (2016), além de figurar na antologia chilena Bogotá39, que reúne os escritores jovens mais promissores da América Latina.

Com reconhecimento nacional e dezenas de contos, crônicas e poesias na bagagem, faltava a Natalia outro passo na consolidação de sua trajetória: mergulhar na profundidade que somente um romance é capaz de suportar.

“Raros escritores transitam com a mesma desenvoltura entre o conto e o romance. Natalia Borges Polesso é um desses casos. Autora do premiado Amora, ela faz em Controle a sua primeira incursão pelo romance, e o resultado é uma narrativa bela, potente e transformadora.”, pontua Carola Savedra, na contracapa do livro.

Natalia Borges Polesso publicou “Recortes para álbum de fotografia sem gente” (2013), “Coração a corda” (2015), “Pé atrás” (2018), e “Amora” (2015), vencedor do Prêmio Jabuti. Natalia tem seu trabalho traduzido para o inglês e o espanhol e publicado em diversos países.

(Texto baseado em reportagem de Ronaldo Bueno, publicado em 16.07.2019, no Jornal Pioneiro)

Controle

Participantes do Enem poderão usar identidade vencida

Participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) poderão usar documentos vencidos para identificação nos dias do exame. Essa é uma novidade na aplicação deste ano.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), esses documentos, no entanto, devem ser originais e conter foto. Cópias simples, autenticadas em cartório ou documentos sem foto não serão aceitos pelos aplicadores.

Todos os candidatos inscritos no Enem deverão apresentar um documento de identificação para fazer as provas. O MEC alerta que quem apresentar a via original do documento oficial de identificação que esteja danificada, ilegível, com foto infantil ou que inviabilize a sua completa identificação, ou de sua assinatura, poderá realizar o Enem, desde que se submeta à coleta de dado biométrico, de informações pessoais e da assinatura em formulário oferecido pelo aplicador.

Participantes que perderem ou tiverem o documento roubado ou furtado deverão apresentar boletim de ocorrência, expedido por órgão policial há, no máximo, noventa dias do primeiro domingo do exame. Os candidatos também terão que se submeter à coleta de dados e assinatura de formulário para fazer o exame.

Somente serão aceitos documentos físicos. Documento digital em aparelho de celular não poderá ser usado como identificação. Um dos motivos, de acordo com a pasta, é que o documento precisará ficar visível na mesa do candidato durante o exame. Por questão de segurança, o celular será desligado, guardado e lacrado dentro da sala de prova.

O Enem 2019 será realizado nos dias 3 e 10 de novembro, em 1.727 municípios brasileiros. Mais de 5 milhões de pessoas farão o exame, em 14 mil locais de aplicação de provas.

Quem já concluiu o ensino médio ou vai concluir este ano pode usar as notas do Enem para se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em instituições públicas de ensino superior. Os estudantes podem ainda concorrer a bolsas de estudo pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e ser beneficiados pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Veja a lista completa dos documentos aceitos no Enem 2019

Cédulas de identidade (RG) emitidas por Secretarias de Segurança Pública, Forças Armadas, Polícia Militar e Polícia Federal;

Identidade expedida pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública para estrangeiros, incluindo refugiados;

Carteira de Registro Nacional Migratório;

Documento provisório de Registro Nacional Migratório;

Identificação fornecida por ordens ou conselhos de classes que por lei tenha validade como documento de identidade;

Carteira de Trabalho e Previdência Social emitida após 27 de janeiro de 1997;

Certificado de Dispensa de Incorporação;

Certificado de Reservista;

Passaporte;

Carteira Nacional de Habilitação com fotografia;

Identidade funcional de acordo com o Decreto 5.703/2006.

Fonte: Agência Brasil

Enem 2019

Balões pintam o céu e encantam bento-gonçalvenses durante Festival de Balonismo

Atrações seguem até este domingo, 15, no gramado da Fundaparque

O cenário de muitos bento-gonçalvenses ganhou um colorido diferente. Não demorou muito para que as redes sociais fossem tomadas por fotografias de balões que sobrevoavam a cidade. É oficial: iniciou o primeiro Festival de Balonismo da Serra Gaúcha, que segue até este domingo, 15.

Onze pilotos iniciaram esta sexta-feira, 13, com o voo competitivo no estilo Caça à Raposa. A prova funcionava dessa maneira: um “balão raposa” sai à frente para ser seguido pelos competidores e, ao final, quando o balão raposa pousa, vence quem jogar sua marca sobre o alvo ou então descer mais próximo do ponto onde desceu o “raposa”.

No gramado da Fundaparque começaram a encher os balões e dar início ao aquecimento dos maçaricos. Dado o tempo para a largada às 7h, os balões começaram a pintar, aos poucos, o céu de Bento Gonçalves.

Se a manhã começou assim, a noite não podia ser diferente. A partir das 20h30, começa o espetáculo de luzes e cores. O Night Glow consiste em exibir os balões fixados por cordas para ficarem próximo ao solo e, assim, perto dos espectadores. Eles ficam acesos como lâmpadas gigantes e coloridas, proporcionando ao público uma noite brilhante. A atração será embalada pelo rock de Sunset Riders e DJ Metz.

Antes do início do espetáculo, a partir das 19h30, os pilotos fazem uma carreata pelo Centro da cidade, levando os cestos sobre os veículos e acendendo os maçaricos para chamar a atenção do público.

 

Programação atualizada

 

 

Dia 14 (sábado)

16h – Quarto voo competitivo.

19h30 – Carreata de fogos saindo do centro até o local do Nightglow.

20h30 – Nightglow e shows de bandas.

Atrações: Filipe Girardi e DJ Rustty.

 

Dia 15 (domingo)

7h – Abertura dos portões da Fundaparque.

Quinto voo competitivo.

15h – Show com bandas.

16h – Último voo competitivo.

Atrações: Banda Jovem Ainda, Eletric Blues Celebration e Eder e Emerson.

 

* A programação poderá sofrer alterações.

Ingresso: R$ 15,00 por dia (menores de 12 anos não pagam).

Ingresso dá acesso ao evento, acompanhar voo dos balões, Nightglow, shows e estrutura de foodtrucks.

Estacionamento: R$10,00

Hotel oficial do evento: Vinocap, telefone 54 3455.7100

Agência receptiva oficial: Giordani Turismo, telefone 54 3455.2788

Informações: turismo@bentogoncalves.rs.gov.br ou (54)3055-7130

Fotos: José Martim Estefanon

balonismo

balonismo 2

13 clássicos do terror para assistir nesta sexta-feira 13

Por Rodrigo De Marco 

rodrigo@integracaodaserra.com.br 

Hoje é sexta-feira 13, data que flerta com o imaginário dos aficionados por histórias de horror e o universo paralelo repleto de mistérios. Para os fãs do cinema de terror também é uma oportunidade para rever clássicos e conhecer novas obras do gênero. É pensando nesses leitores que o Integração da Serra preparou uma lista de 13 longas que marcaram gerações e continuam sendo cultuados entre os cinéfilos. Quem nunca adentrou madrugadas para vibrar com as garras de Freddy Krueger? A mescla entre sonho e realidade é a grande tônica da história. Esse é apenas um dos personagens que pintarão na lista que preparamos para se divertir nesta sexta-feira 13. Ótimos filmes e boa noite.

o exorcista

O Exorcista

Ao criar uma lista com clássicos do terror não tem como deixar de fora um dos maiores clássicos de todos os tempos, não apenas do gênero, mas da história do cinema mundial. O Exorcista apavorou, surpreendeu e levantou muita polêmica com religiosos. Não é à toa que isso aconteceu, já que se trata do primeiro trabalho cinematográfico voltado ao tema do exorcismo, na época tratado com extremo sigilo pela Igreja Católica. O longa foi dirigido por William Friedkin e escrito por William Peter Blatty, baseado no livro homônimo de sua autoria. O filme aborda a possessão demoníaca de uma garota de 12 anos. O livro de Blatty teve inspiração no exorcismo de um garoto de 14 anos de idade, documentado em 1949.

Sinopse

Em Georgetown, Washington, uma atriz vai gradativamente tomando consciência de que a sua filha de doze anos está tendo um comportamento completamente assustador. Deste modo, ela pede ajuda a um padre, que também é um psiquiatra, e este chega a conclusão de que a garota está possuída pelo demônio. Ele solicita então a ajuda de um segundo sacerdote, especialista em exorcismo, para tentar livrar a menina desta terrível possessão.

Direção: William Friedkin

Lançamento: 1974 (2h 01 min)

texas-chainsaw-massacre-1974

O Massacre da Serra Elétrica

Um dos slashers mais famosos e aterradores é sem dúvida, O Massacre da Serra Elétrica. O longa de produção independente foi dirigido por Tobe Hooper. O enredo gira em torno de dois irmãos que viajam com seus amigos ao Texas com o objetivo de verificar o túmulo supostamente vandalizado de um parente; porém, no caminho até o local, são atacados por uma família de canibais. Hooper concebeu a ideia do filme depois de ter acompanhado a cobertura da mídia com relação aos atos de violência em andamento na cidade de San Antonio, além das mudanças no panorama cultural e político da época; pequenos detalhes da trama, como o personagem Leatherface, foram inspirados pelos crimes do assassino em série Ed Gein (1906-1984). A maior parte do elenco era formada por atores até então desconhecidos do grande público e sem experiência anterior com cinema. Esse foi apenas o primeiro filme da franquia, que inclui até mesmo remakes.

Direção: Tobe Hooper

Lançamento: 1974 (84 min)

a profecia

A Profecia

As crianças fizeram história atuando em filmes de terror. Em 1976 uma, em especial, brilhou nas telas de cinema encarnando um menino enviado pelo próprio demônio e que começa a deixar um rastro de sangue por onde passa. O filme foi dirigido por Richard Donner e é baseado no livro de David Seltzer. O filme recebeu criticas positivas, incluindo a nota 86% no site americano cinematográfico Rotten Tomatoes, tornando-se um clássico para o gênero do terror.

Sinopse

Um diplomata americano preocupado em não chocar a esposa, em virtude da morte do seu filho ao nascer, lhe oculta o fato e adota um recém-nascido de origem desconhecida. Mortes misteriosas começam a cercar a família do homem, que sem saber, pode estar criando o AntiCristo em pessoa.

Direção: Richard Donner

Lançamento: 1977 (1h 51 min)

halloween-600x400

Halloween- A noite do terror

O primeiro slasher da história do cinema pede passagem. Isso mesmo, Halloween é um marco do terror do final dos anos 1970. O filme foi filmado em 1978 e lançado no mesmo ano provocando um verdadeiro êxtase no público. A grande estrela da história é o assassino serial, Michael Myers. Para muitos fãs de Halloween, o filme foi a grande inspiração para a criação do outro aclamado filme do gênero. Estou me referindo de Sexta-Feira 13, lançado também em 1980. Um fato curioso é que o orçamento de Halloween foi tão baixo que não existiu nem mesmo figurinistas. Os próprios atores usavam as próprias roupas nas filmagens. A máscara para o personagem Michael Myers foi comprada numa loja de bairro por um preço simbólico numa loja que ficava no bairro onde o filme foi filmado.

Sinopse:

Michael Myers (Tony Moran) é um psicopata que vive em uma instituição há 15 anos, desde quando matou sua própria irmã. Porém, ele consegue fugir de seu cativeiro e retorna à sua cidade natal para continuar seus crimes na localidade que, aterrorizada, ainda se lembra dele.

Direção: John Carpenter

Lançamento: 1978 (1h 31 min)

Terror-em-Amityville-1979-1

Terror em Amityville

O final dos anos 1970 foi balançado com a estreia de um filme que causou um misto de euforia e pavor. A história baseada numa chacina ocorrida em 1974 ganhava as telas de cinema, após o lançamento do livro de mesmo nome lançado em 1977. A história gira em torno da família Lutz, que compra uma casa por uma bagatela num bairro de classe média de Nova Iorque e que dias após se mudarem para o imóvel começam a ser perturbados por uma força sobrenatural na casa. A família em questão deixou a casa após apenas 27 dias de estadia. O horror que pinta a casa de vermelho começa em 1974 quando um jovem mata a família toda naquele mesmo imóvel. O assassinato inspirou um livro e posteriormente o filme.

Sinopse

13 de novembro de 1974. Em Amityville, um pai, uma mãe e os filhos foram assassinados sem motivo aparente, por um dos filhos do casal. Um ano depois a casa é habitada pela família Lutz, que gradativamente descobre que o novo lar é possuído por um espírito demoníaco. Assim eles passam a conviver com um medo da morte cada vez maior.

Direção: Stuart Rosenberg

Lançamento: 1979 (1h 54 min)

sexta_feira_13_1980_plano_critico-599x400

Sexta-Feira 13

Os anos 1980 foram um deleite para a imaginação e a década do nascimento dos assassinos em série mais famosos da história do cinema. O outro filme que figura entre o gênero é o próprio Sexta-Feira 13. Com uma produção de baixo orçamento o longa está longe de agradar a todos. Nesse primeiro filme da franquia o assassino não aparece nas telas, deixando o público ainda mais apreensivo e curioso. O famoso Jason Voorheese só seria conhecido em Sexta-Feira parte III. Um fato curioso é que o lançamento não agradou a críticos, que o classificaram entre um dos piores filmes daquele ano. Na época recebeu duas indicações para o Framboesa de ouro (premiação dos piores filmes). Foi por pior filme e pior atriz coadjuvante (Betsy Palmer). Mesmo com as ressalvas, é um título importante para entender a origem da história que culmina com uma das franquias mais famosas do cinema.

Direção: Sean S. Cunningham

Lançamento: 1980 (1h 36 min)

O Iluminado (1)o iluminado

O Iluminado

Considerado o filme de terror mais assustador de todos os tempos… pelos exagerados fãs da história, O Iluminado acelera os batimentos cardíacos de quem assiste. O longa carrega uma carga pesada de drama, suspense e claro, terror. O filme é dirigido por Stanley Kubrick, com roteiro de Diane Johnson e do próprio Kubrick baseado no romance homônimo de Stephen King. Embora a resposta inicial para o filme tenha sido mista, a avaliação posterior da crítica ficou mais favorável e agora está classificado entre os maiores filmes de terror, enquanto alguns consideram um dos maiores filmes de todos os tempos. O diretor de cinema, Martin Scorsese, escrevendo para o The Daily Beast, classificou-o como um dos 11 filmes mais assustadores de todos os tempos.

Sinopse

Durante o inverno, um homem (Jack Nicholson) é contratado para ficar como vigia em um hotel no Colorado e vai para lá com a mulher (Shelley Duvall) e seu filho (Danny Lloyd). Porém, o contínuo isolamento começa a lhe causar problemas mentais sérios e ele vai se tornado cada vez mais agressivo e perigoso, ao mesmo tempo em que seu filho passa a ter visões de acontecimentos ocorridos no passado, que também foram causados pelo isolamento excessivo.

Direção: Stanley Kubrick

Lançamento: 1980 (2h 23 min)

 

lobisomemum-lobisomen-americano-750x380

Um lobisomem Americano em Londres

É um filme angloamericano de 1981 dos gêneros horror e humor negro, escrito e dirigido por John Landis. O filme venceu o Oscar de melhor maquiagem e o prêmio Saturn Award, como melhor filme de horror de 1981. Curiosamente, esta foi uma das três produções cinematográficas lançadas em 1981 sobre lobisomens. As outras foram The Howling e Wolfen. Depois de anos o filme continua com fãs, que o consideram um “cult” clássico.

Sinopse

David Kessler (David Naughton) e Jack Goodman (Griffin Dunne) são colegas de colégio, que vieram dos Estados Unidos para conhecer a Inglaterra. Pedindo carona nas estradas, eles chegam a uma pequena cidade. Lá vão ao bar, sendo friamente recepcionados pelos moradores locais. A situação piora ainda mais quando Jack pergunta o porquê do local ter velas e um pentágono na parede. Ao deixar o local, eles caminham por uma estrada deserta e enevoada. Logo percebem que um animal está cercando-os. Jack é então atacado por um enorme lobisomem, tendo seu corpo dilacerado. David foge, mas é também atacado. Ele fica apenas com cortes no rosto e nos ombros, o suficiente para que se transforme em um lobisomem.

Direção:  John Landis

Lançamento: 1981 (1h 37 min)

a_hora_do_pesadelo_1984_plano_critico_2

A Hora do Pesadelo

Posso dizer que esse é um dos meus filmes prediletos do gênero slasher. O grande mérito da história fica por conta do assassino serial Freddy Krueger, que ataca suas vítimas nos sonhos. O filme foi dirigido e escrito pelo mestre do terror Wes Craven, e o primeiro filme da franquia A Hora do Pesadelo. Wes Craven produziu o longa com um orçamento estimado de apenas 1,8 milhão de dólares, investimento que o filme arrecadou na sua primeira semana de exibição nos cinemas. Ao todo, o filme conseguiu arrecadar 25,5 milhões de dólares nas bilheterias americanas. A Hora do Pesadelo foi recebido com elogios críticos e passou a ter um impacto muito significativo sobre o gênero horror, gerando uma franquia que consiste em uma linha de sequências, uma série de televisão , uma passagem com sexta-feira 13, para além de vários outros obras de imitação; um remake do mesmo nome foi lançado em 2010.

Direção: Wes Craven

Lançamento: 1984 (91 min)

o brinquedo assassino

O Brinquedo Assassino

Chucky, sem dúvidas, é um dos personagens que me aterrorizaram crianças no mundo todo. Quem nunca ficou de luz acesa após ver as matanças de Chucky na televisão. O boneco assusta, e muito. dirigido e co-escrito por Tom Holland e produzido por David Kirschner a partir de uma história de Don Mancini. É o primeiro filme da série Child’s Play onde é apresentado o personagem Chucky.

Sinopse

Um serial killer é morto em um tiroteio com a polícia, mas antes de morrer utiliza seus conhecimentos de vodu e transfere sua alma para um boneco. Um menino ganha exatamente este brinquedo como presente da sua mãe. O menino tenta alertar que o boneco está vivo, mas sua mãe e um detetive da polícia só acreditam nele após o brinquedo ter feito várias vítimas. Mas o boneco está realmente interessado é no garoto, pois só no corpo dele poderá continuar vivo, e isto coloca a criança em grande perigo.

Direção: Tom Holland

Lançamento: 1989 (1h 27 min)

Entrevista_com_o_vampiro-770x521

vampire

Entrevista com o vampiro

Um dos clássicos filmes de vampiro (e o meu preferido) e um dos mais cultuados de todos os tempos. Estrelando Tom CruiseBrad PittAntônio BanderasChristian Slater e Kirsten Dunst, o filme foi lançado em novembro de 1994, recebendo críticas positivas e indicação ao Oscar para os prêmios de melhor direção e de melhor trilha sonora. Kirsten Dunst foi ainda indicada ao Golden Globe por melhor atriz coadjuvante.

Sinopse

São Francisco, anos 1990. Um jornalista entrevista um jovem que afirma ser vampiro, narrando suas experiências dos últimos 200 anos. Em flash-back, conhecemos Louis de Pointe du Lac (Brad Pitt), um homem que perdeu a mulher, morta durante o parto, e a vontade de viver. Com a ajuda de uma criatura da noite, Lestat de Lioncourt (Tom Cruise), ele se torna um vampiro e precisa aprender uma nova forma de vida.

Direção: Neil Jordan

Lançamento: 1994 (2h 03 min)

Pânico-1996-5

Crítica-Pânico-1996-2

Pânico

O filme que é do subgênero slasher foi escrito por Kevin Williamson e dirigido por Wes Craven. O longa revitalizou o gênero nos anos 1990, utilizando um conceito que combinava cenas assustadoras com diálogos que satirizavam os clichês dos filmes de terror e foi considerado o único no momento da sua estreia em que os personagens estavam cientes de filmes de terror no mundo real. Baseado, em parte, no caso Gainesville RipperPânico foi inspirado pela paixão de Williamson por filmes de terror, especialmente Halloween (1978). O roteiro, originalmente intitulado Scary Movie, foi comprado pela Dimension Films e foi renomeado pela The Weinstein Company um pouco antes de completarem as filmagens. A produção enfrentou problemas de censura com a Motion Picture Association of America e dificuldades com moradores durante as filmagens no local.

Sinopse

Sidney Prescott (Neve Campbell) começa a desconfiar que a morte de dois estudantes está relacionada com o falecimento da sua mãe, há cerca de um ano. Enquanto isso, os jovens da pacata cidadezinha começam a receber ligações de um maníaco que faz perguntas sobre filmes de horror. Quem erra, morre. As perguntas seguem uma lógica que será desvendada numa grande festa escolar.

Direção: Wes Craven

Lançamento: 1996 (1h 50 min)

bbbbb

A Bruxa de Blair

É um filme norte-americano de 1999 em forma de pseudo documentário, escrito e dirigido por Daniel Myrick e Eduardo Sánchez. Em sua terceira semana de exibição, entre 14 e 16 de agosto do ano de estreia, o filme fez sucesso nas bilheterias e atingiu um faturamento de mais de US$ 107 milhões. Alcançou os US$ 140 milhões. É um dos 100 filmes americanos de maior faturamento de todos os tempos. Muitas pessoas que assistiram o longa na época pensavam se tratar de uma história real (eu inclusive me incluo nessa lista).

Sinopse

Três estudantes de cinema embrenham-se nas matas do estado de Maryland para fazer um documentário sobre a lenda da bruxa de Blair e desaparecem misteriosamente. Um ano depois, uma sacola cheia de rolos de filmes e fitas de vídeo encontrada na mata. As imagens registradas pelo trio dão algumas pistas sobre seu macabro destino.

Direção: Daniel MyrickEduardo Sanchez

Lançamento: 1999 (1h 18 min)

Projeto falando sobre é nesta segunda-feira, 16, na casa das artes, às 19h30

Integrando os Festejos Farroupilhas 2019, o Projeto Falando Sobre debate a “Cultura e Costumes Gaúchos” na próxima segunda-feira, 16 de setembro, às 19h30min, na Fundação Casa das Artes. A História do Rio Grande do Sul, a sua formação, a figura do gaúcho, sua representatividade e importância na manutenção da Tradição serão os grandes temas do evento.

Os debatedores convidados são o tradicionalista homenageado dos Festejos Farroupilhas 2019, Omair Trindade, Leandro Magnuagno, Iraci Dalla Valle e Suelen Beltran Marini.

O ‘Projeto Falando Sobre’ é uma realização da Fundação Casa das Artes e da Biblioteca Pública Castro Alves, com o apoio da Secretaria Municipal da Cultura, da Prefeitura de Bento Gonçalves, do Sesc Bento Gonçalves e do Programa Cultura do Bem. Nesta edição, conta com o patrocínio da Companhia Riograndense de Saneamento – Corsan. Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Novas Façanhas. O evento é aberto ao público e tem entrada gratuita mediante a doação de 1kg de alimento não-perecível ou 1kg de ração.

Serviço

O que: Projeto Falando Sobre – “Cultura e Costumes Gaúchos”

Quando: 16 de setembro

Horário: 19h30

Onde: Fundação Casa das Artes – Rua Herny Hugo Dreher, 127, bairro Planalto

cultura e costumes gaúchos

 

Perícia aponta que perfis fakes foram acessados dentro da Câmara de Vereadores de Bento Gonçalves

Informação foi revelada pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Fake News, durante oitiva do vereador investigado, Moacir Camerini

Durante a oitiva do vereador Moacir Camerini (PDT), a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Fake News, divulgou que perícia técnica apontou que o perfil falso chamado de “Roberta Almeida”, que consta no processo da investigação, foi acessado por IPs da Câmara.

A leitura dos autos do processo foi feita pelo membro da CPI, vereador Anderson Zanella (PSD), antes de prosseguir aos questionamentos. “Os dados técnicos obtidos acerca do perfil falso na rede social facebook, chamado Roberta Almeida, condizem e reafirmam com o que disseram os ex-assessores do investigado, em seus depoimentos. A perícia baixou todos os dados do perfil falso desde sua criação. E analisando os dados da perícia técnica, segundo contagem que realizei, os IPs aparecem 83 vezes nos acessos e na maioria dessas ocasiões os acessos ocorreram entre 8h às 12h e entre 13h às 17horas. Tais acessos ocorreram entre junho de 2018 e março de 2019, período que todos os assessores que aqui deram depoimento trabalhavam no seu gabinete” , discorreu Zanella.

Ao ser questionando se o investigado tinha conhecimento que o perfil Roberta Almeida estava sendo acessado pelo referido IP de dentro de seu gabinete, o vereador rebateu dizendo que não tinha o conhecimento. “Eu não tenho conhecimento de nenhum fake ter sido usado no meu computador, na minha estrutura, eu não tenho conhecimento de fake nenhum, quando eu descobri estava fora do horário de trabalho, quando eu descobri que eles estavam usando esse fake, era no domingo”, defendeu-se Camerini.

Durou quase três horas o depoimento do vereador Moacir Camerini (PDT). A oitiva pode ser acessada na íntegra nas redes sociais da TV Câmara Bento.

Entenda o caso

A CPI das Fake News foi instaurada em 17 de maio pela Resolução n° 267/2019,  para investigar a suposta utilização da estrutura funcional da Câmara Municipal de Bento Gonçalves, pelo vereador Moacir Camerini (PDT), para disseminar conteúdos falsos em redes sociais.

Todas as Sessões da CPI foram transmitidas pela TV Câmara Bento por meio de suas redes sociais. Além do vereador investigado, já foram ouvidos três ex-assessores, e Rogéria Policárpio:

– A primeira oitiva ocorreu dia 10 de junho, quando a comissão ouviu o ex-coordenador de gabinete do vereador, Dênis Alex de Oliveira.

– No dia 17 de junho, a comissão ouviu o ex-assessor Jorge Bronzatto Júnior.

– No dia 24 de junho, foi ouvido o ex-assessor Jorge Mattos.

– No dia 1º de julho, foi ouvida a senhora Rogéria Policárpio.

Atua na defesa do vereador Moacir Camerini, o advogado Vinícius Boniatti.

Ao término dos trabalhos, conforme o parágrafo 8º do artigo 67 do Regimento Interno, a Comissão Parlamentar de Inquérito apresentará relatório circunstanciado contendo a descrição resumida de todo o processo, com suas conclusões.

Integram a Comissão, os vereadores Jocelito Tonietto (PDT) como presidente, Idasir dos Santos (MDB) como vice-presidente e Volnei Christofoli (PP) como relator, tendo como membros titulares, os vereadores Anderson Zanella (PSD) e  Gilmar Pessutto (PSDB).

camerini 2

Exemplo gaúcho de combate à informalidade é compartilhado no Rio

Trabalho realizado pela Fecomércio-RS, através da CCI, é apresentado para a CNC e inspira outras Federações

O comércio ilegal no Brasil é uma realidade que não para de crescer. No ano passado, a economia paralela movimentou R$ 1,173 tri (16,9% do PIB) contra R$ 983 bi em 2017. O problema tem sido uma das principais pautas da Fecomércio-RS que, através da Comissão de Combate à Informalidade, vem atuando incansavelmente para atacar de frente o assunto. Pioneira no país, a ação gaúcha foi compartilhada no Rio de Janeiro, no dia 9 de setembro, a convite da Câmara Brasileira do Comércio de Produtos e Serviços Ópticos (CBÓptica), da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

O trabalho foi apresentado pelo coordenador da Comissão, Daniel Amadio, também presidente do Sindilojas Regional Bento. Ele relatou que só no Rio Grande do Sul a perda na arrecadação equivale a R$ 5,66 bi somente no ano passado. Segundo ele, dados do Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial e do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas mostram que o valor saltou de R$ 52,7 bi para R$ 76,48 bi de 2017 para 2018. “A pirataria é um assunto que levamos muito a sério. Percorremos o estado conscientizando entidades, poder público e iniciativa privada que, na maioria das vezes, não se dão conta que toda pessoa que adquire um produto falsificado e contrabandeado está alimentando a violência no Brasil. Isso porque grande parte desses produtos chegam pelas mãos de traficantes de armas, drogas e até de pessoas, utilizando rotas e mecanismos similares”, destaca. Junto com Amadio também esteve presente o presidente do SindiÓptica-RS, André Roncatto.

O exemplo vem chamando a atenção de outras Federações que já manifestaram interesse em conhecer melhor o trabalho para implantar medidas em seus estados. No Brasil, a Fecomércio-RS é a única a atuar neste sentido e compartilhar esta experiência com outras unidades. “Ficamos felizes em poder inspirar outras Federações a atuar no combate à informalidade. Esperamos poder contribuir e ver surgiu mais braços nesta luta Brasil afora”, avalia Amadio. Mais de 15 entidades gaúchas integram a Comissão, entre elas a Fiergs, Federasul, AGAS, ACPA, FCDL e Procon RS.

No dia 12 de agosto, a atuação da Comissão de Combate à Informalidade no RS ganhou voz junto à Assembleia Legislativa com a criação de uma Frente Parlamentar Gaúcha de Combate à Pirataria, uma conquista que dá força ao movimento.

IMG_4672

“Agricultura e Desenvolvimento Rural Sustentável” e “Psicologia da Aprendizagem” são os novos cursos a distância gratuitos ofertados pelo IFRS

Dois novos cursos de extensão a distância gratuitos estão sendo ofertados pelo Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS): “Agricultura e Desenvolvimento Rural Sustentável” e “Psicologia da Aprendizagem”. Os cursos têm flexibilidade de horário e geram certificado aos aprovados. Os interessados podem se inscrever e já iniciar as aulas. As inscrições estão abertas até dezembro de 2019.

No total, são mais de 70 opções de cursos gratuitos, online, abertos a qualquer interessado (não é necessário ser aluno do IFRS), nas áreas ambiente e saúde, ciências exatas, educação, gestão e negócios, idiomas, informática, produção alimentícia, recursos naturais, turismo e hospitalidade e o Pré-IFRS (voltado aos que querem se preparar para o processo seletivo de ingresso nos cursos técnicos e superiores do IFRS). As cargas-horárias vão de 4 a 90 horas. É permitido realizar mais de um curso simultaneamente.

Sobre as inscrições

As inscrições para os cursos EaD do IFRS são gratuitas e feitas pelo próprio estudante diretamente no ambiente virtual. Para se inscrever é preciso ter CPF próprio e conta de e-mail. Os interessados devem ficar atentos aos requisitos mínimos de cada curso.

Sobre o certificado

O certificado é emitido digitalmente pelo próprio estudante quando aprovado no curso.

Saiba mais:

Todas as opções e mais informações estão disponíveis no Moodle ou no site da Coordenação de Educação a Distância do IFRS: ead.ifrs.edu.br.

Conheça os novos cursos

Agricultura e Desenvolvimento Rural Sustentável
Questão agrária e sustentável; Agroecologia e agrossistemas; Solo e biodiversidade.
Duração: 40 horas.
Requisitos: Conhecimento básico em informática e internet, compreensão de leitura e escuta em língua portuguesa, possuir e saber manusear o leitor de arquivos PDF.

Psicologia da Aprendizagem
História e conceituação da inteligência do ser humano; concepções de aprendizagem; conceitos de aprendizagem; resiliência e autoestima; motivação, relações interpessoais e respeito ao próximo; as principais teorias da aprendizagem e as concepções: inatista, ambientalista e interacionista de educação; as múltiplas inteligências – Howard Gardner; concepções de educação em Vygotsky, Piaget, Ferreiro e Wallon.
Duração: 40 horas.
Requisitos: Compreensão de leitura em língua portuguesa, possuir e saber manusear o leitor de arquivos PDF.

As inscrições já estão abertas em https://moodle.ifrs.edu.br. Os cursos são totalmente online, gratuitos, abertos a todos e com início imediato.

IFRS