Posts

Cooperativa Vinícola Garibaldi prevê investimento de R$ 10 milhões

No ano de seu nonagésimo aniversário, a Cooperativa Vinícola Garibaldi reafirma o compromisso no investimento em melhorias tecnológicas e processuais, visando sua sustentabilidade. Para 2021, aplicará R$ 10 milhões ao longo do ano, demonstrando como o planejamento é capaz, sim, de superar adversidades imprevisíveis, como foi o caso da pandemia.
Os recursos alimentarão o incentivo à produção de uvas para espumantes, a capacidade de processamento e o acréscimo de tecnologia visando a qualidade dos produtos. Mesmo enfrentando um ano atípico, a cooperativa conseguiu crescer 7% em 2020, resultado obtido graças a um esforço que combina, há anos, planejamento, gestão de propósito, governança e um caixa saudável.
Atributos assim reforçam a imagem séria da cooperativa, que sucessivamente vem registrando acréscimo no faturamento e no número de premiações mundo afora, principalmente desde quando, em meados dos anos 2000, voltou seu foco para o aumento da qualidade de seus espumantes. Isso e outros fatores têm sedimentado a crença num futuro contínuo de expansão. “Com nossa boa situação financeira e nossa produção gerando receitas, certamente a cooperativa terá condições de fazer planos mais audaciosos para o futuro”, analisa o presidente da vinícola, Oscar Ló.
O envolvimento dos associados e dos colaboradores foi e é fundamental nesse processo, que ajudou na reconstrução da imagem de cooperativa sólida financeiramente. “Nossa cooperativa passou de uma produtora de commodities para apresentar ao mercado produtos que agregam valor e valorizam a marca pela qualidade e tecnologia”, observa o diretor-executivo da vinícola, Alexandre Angonezi.
Ações assim redefiniram a história recente da marca. Por dois anos seguidos (2018 e 2019), foi a marca brasileira de espumantes mais premiada no mundo, também obteve o reconhecimento como melhor fornecedora de espumantes pela Agas nos últimos seis anos e foi a marca mais lembrada e preferida dos gaúchos em 2020 do “Marcas de quem decide”.
São reconhecimentos que referendam o esforço de cooperativa nas últimas duas décadas em transformar seus produtos a partir da qualidade. Para o futuro, os desafios são seguir na continuidade do desenvolvimento sustentável e buscar a referência nacional em espumantes. É um caminho que passa pelo planejamento estratégico, com planos e metas estruturados, promovendo o propósito da “vida em harmonia”. “Esse propósito se traduz em nossas ações do dia a dia, fazendo sempre o correto e o melhor para todos os envolvidos na vida da cooperativa, desde o cooperado, passando pelos colaboradores, fornecedores, a sociedade como um todo e, também, nossos clientes e consumidores”, diz Angonezi.
Para Ló, estar à frente da cooperativa em seus 90 anos é um momento que mistura alegria e orgulho, mas sobretudo gratidão. “Preciso agradecer aos associados, que entenderam o momento difícil que enfrentamos e acreditaram que juntos venceríamos as dificuldades. Da mesma forma, à nossa equipe, que sabia do potencial da cooperativa e que ela precisava de algumas mudanças de foco e comportamento. Sabemos que nada está garantido para sempre, mas com ética, governança, planejamento e união de todos, o caminho sempre fica mais fácil”, observa Ló.
Capa: Imagem aérea – Cooperativa Vinícola Garibaldi
Crédito: Augusto Tomasi

Safra 2021: Vinícola Garibaldi projeta safra 25% maior que 2020

Na Cooperativa Vinícola Garibaldi, as primeiras uvas da colheita, estimada em 25 milhões de quilos, começaram a serem processadas em janeiro. O volume representa cerca de 25% a mais do colhido na safra passada, considerada uma das melhores da história da vitivinicultura brasileira, e deve render o envase de cerca de 20 milhões de litros incluindo sucos, espumantes e vinhos.

O presidente da cooperativa, Oscar Ló, afirma que “estamos passando da metade da safra e o que se vê é uma qualidade muito semelhante a de 2020. A sanidade das uvas e a graduação são muito parecidas”.

Ele também comentou sobre as chuvas da última semana que, na sua visão, não devem comprometer a qualidade da uva. “Na última semana tivemos chuvas acima da média, mas como a previsão para o restante do mês de fevereiro é de chuvas abaixo da média, acredito que as uvas mais tardias não serão comprometidas e que manterão a qualidade que se verificou nas variedades mais precoces”, acredita.

Oscar-Ló.vinhedos-Crédito-Dandy-Marchetti-2-e1608730616251

Crédito: Dandy Marchetti

Ainda de acordo com Ló, a expectativa é que o ano seja positivo para todo o setor. “Acredito que 2021 vai ser um ano muito positivo para todo o setor. Para o produtor, entregando uvas de qualidade e em quantidade maior que 2020. Para a indústria e as Cooperativas, por terem estoques baixos, terão volumes e produtos de boa qualidade para ofertar ao mercado. E para o consumidor, que cada vez mais opta por vinhos e espumantes nacionais, terá novamente um produto de alta qualidade”, salienta.

A qualidade da safra deste ano passa pelas questões climáticas. É uma conjuntura de fatores que combina o cenário até aqui, no qual o pequeno período de estiagem para os vinhedos foi amenizado pelas chuvas no início de dezembro, com a previsão climática para os meses de janeiro e fevereiro. “É um período que indica a ocorrência do fenômeno La Niña, que reduz os níveis de chuvas, favorecendo a maturação das uvas e permitindo que a colheita seja realizada no ponto de maturação ideal, a exemplo do que ocorreu na safra 2020”, observa o enólogo chefe da cooperativa, Ricardo Morari.

A colheita mais farta em 2021 encontra explicação nos investimentos da cooperativa. Nos últimos anos, novas áreas de vinhedos ganharam cultivo pelos associados e, agora, estão iniciando seus ciclos produtivos. Mais de 40 variedades serão entregues na vinícola. Para a elaboração dos premiados espumantes da marca, as principais cepas são os Moscatos, o Prosecco, o Trebbiano, o Chardonnay, o Riesling e o Pinot Noir, que juntas chegam a 30% do total das uvas recebidas. Já para a elaboração de vinhos finos, as uvas mais representativas são Merlot, Cabernet Sauvignon e Tannat e para os sucos e vinhos de mesa, o destaque é para as variedades Isabel e Bordô.

Para Morari, não há nenhuma variedade em destaque, pois uma das características da cooperativa é monitorar a maturação de todas as cepas, a fim de que sejam colhidas no ponto ideal para o estilo de produto almejado. Por isso, todas recebem o mesmo tratamento, incluindo os cultivos de teste para estudar variedades que melhor se adaptem às condições de solo e clima.

“Avaliamos não somente a questão de açúcares, mas também a acidez, pH e polifenóis totais (esse no caso das tintas), a fim de determinarmos o ponto de colheita. Com isso temos conseguido bons resultados nas diferentes variedades, destacando principalmente as utilizadas na elaboração dos espumantes e nos vinhos finos”, destaca o enólogo.

Foto de capa: Augusto Tomasi

Cooperativa Vinícola Garibaldi reafirma excelência de produtos com coleção de reconhecimentos

Em 2020, marca conquistou 67 distinções em concursos pelo mundo

Nos últimos anos, os produtos da Cooperativa Vinícola Garibaldi experimentaram uma forte tendência de internacionalização. A presença em concursos mundo afora veio coroada por um grande número de premiações – 67 somente neste ano –, alavancando a imagem da marca no Brasil e no mundo, com produtos de qualidade certificada internacionalmente.

Mas como uma vinícola de forte presença comunitária consegue obter tamanho alcance global? A resposta está no fazer bem feito. “Gostamos de empregar paixão em todas as partes do processo que envolve elaborar um rótulo. É o manejo no campo, o constante contato com o associado, o cuidado na colheita e nos métodos de vinificação”, aponta o presidente da cooperativa, Oscar Ló.

 Depois de ter sido pelos últimos dois anos seguidos a vinícola brasileira mais premiada, a marca gaúcha voltou a registrar em 2020 um desempenho performático em conceituados concursos mundiais. Foram distinções em países-ícones da produção vitivinícola – Itália e França – e também em nações que importam grande quantidade de vinho, caso da Inglaterra.

Na Itália, a vinícola estreou no exclusivo 5StarWines – The Book 2021, guia internacional organizado pela Vinitaly, a maior feira de vinhos do país. E com dois produtos, Garibaldi Prosecco Rosé Brut – o único do Brasil e o Espumante Garibaldi Moscatel. Na França, o feito foi com o Espumante Garibaldi Chardonnay, eleito o melhor do Brasil entre os participantes do concurso Citadelles du Vin, enquanto o Garibaldi Espumante Prosecco Rosé, o Garibaldi Espumante Moscatel e o Garibaldi Espumante VG Extra Brut saíram medalhados do Decanter World Wine Awards, na Inglaterra.

Outro destaque foi a medalha conquistada no mais antigo concurso de vinhos da Ásia, o Japan Wine Challenge, realizado em Tóquio, no Japão. O Espumante Moscatel Amaze, produção exclusiva para o mercado internacional, saiu do certame com medalha, a única de uma vinícola brasileira na prova.

Mas as quase 70 premiações alcançadas neste ano também tiveram a contribuição de conquistas obtidas no Brasil. Por aqui, por exemplo, o Riesling Granja União concedeu à casa o título de melhor vinho branco não aromático da Avaliação Nacional de Vinhos – Safra 2020. A vinícola também saiu do Brazil Wine Challenge com o maior número de espumantes premiados do certame – oito no total.

Com esse retrospecto obtido tanto nos certames internacionais quanto nos nacionais, a Cooperativa Vinícola Garibaldi reafirma as estatísticas como uma das vinícolas brasileiras mais premiadas no mundo – título do qual foi bicampeã em 2018 e em 2019. Mas reforça, principalmente, as peculiaridades de seus produtos, assinados pelo talento de quem está há quase 90 anos fazendo o que mais sabe: engarrafar qualidade em cada rótulo.

Foto: Cassius Fanti

Cooperativa Vinícola Garibaldi tem o melhor vinho branco da Avaliação Nacional de Vinhos 2020

Riesling Granja União foi destaque entre brancos não aromáticos. Para ator Antônio Calloni, comentarista da amostra, vinho é tão chique que precisa ser bebido de smoking

Para a Cooperativa Vinícola Garibaldi, a alta expectativa depositada na safra 2020, tida como histórica por conta de sua alta qualidade, começou com uma grande confirmação. O Riesling da casa, envasado sob a marca Granja União, foi eleito o melhor vinho branco não aromático da Avaliação Nacional de Vinhos – Safra 2020, realizada neste mês, em Bento Gonçalves.

A distinção soma-se aos inúmeros prêmios obtidos ao longo do ano em concursos nacionais e internacionais e confirma, mais uma vez, a excelência dos produtos da cooperativa. O varietal recebeu nota 89, sendo classificado entre as 16 amostras representativas do concurso. Ao todo, a Avaliação Nacional de Vinhos recebeu 395 amostras em seis categorias.

Os vinhos foram degustados às cegas por 64 enólogos entre os dias 15 e 18 de setembro, no Laboratório de Análise Sensorial da Embrapa Uva e Vinho. As amostras representativas podiam ser adquiridas pelo público que, no último dia 7, acompanhou de modo online, nos canais digitais da promotora do certame, a Associação Brasileira de Enologia, a grande degustação ocorrida no Spa do Vinho, no Vale dos Vinhedos.

Para Calloni, Riesling Granja União é “fantástico, encantador e chique”

Ao mesmo tempo da realização do evento, o púbico podia descobrir os vinhos juntamente com os comentaristas convidados do evento. O vinho da Vinícola Garibaldi foi comentado pelo ator da Rede Globo e enófilo Antônio Calloni, que deu nota 92 para a amostra.

Encantado com o Riesling Granja União, o ator elogiou a evolução do vinho brasileiro e disse ser fã dessa variedade. “Que vinho sensacional, tem um aroma intenso. A gente percebe um cítrico aqui maravilhoso e também um abacaxi. É um vinho de aspecto límpido, fantástico, de cor sensacional e, no nariz, muito persistente”, elogiou o ator.

A surpresa com o vinho, o qual chamava de “brazuca”, não parou por aí. Calloni disse estar acostumado com o paladar do Riesling elaborado na região da Alsácia, na França, e também o oriundo da Alemanha, que têm notas bem minerais. “Provavelmente, às cegas eu não identificaria a uva aqui. Mas a beleza da uva é essa, num lugar ela apresenta alguns aromas e sabores e, em outros, dependendo do terroir, ela apresenta as características desse terroir. Esse brazuca tem um pêssego também, mas o que mais salta é o cítrico e o abacaxi, nossa, fantástico”, enalteceu, continuando sua admiração pelo vinho. “Esse vinho é elegantérrimo. Tem uma notinha salgada e uma coisa que eu adoro no vinho que é quando ele apresenta essa nota, acho que dá um charme. Nossa, é encantador esse vinho mesmo, muito bom, harmônico. Esse vinho é tão chique que da próxima vez vou ter que vestir um smoking para tomar, porque elegância aqui sobra. É um vinhaço”, aplaudiu Calloni.

Um forte indício da qualidade excepcional dos vinhos e dos espumantes que chegarão ao mercado com o rótulo de 2020, o ano que oportunizou a “safra das safras”.

Foto: Cassius Fanti 

Cooperativa Vinícola Garibaldi repassa doação a Liga Feminina de Combate ao Câncer

Valor de R$ 5 mil foi arrecadado durante campanha temática do Outubro Rosé

O compromisso da Cooperativa Vinícola Garibaldi com a comunidade onde está inserida ganhou mais um exemplo prático de como é possível incluir o exercício da solidariedade na rotina e encontrar formas criativas de ajudar o próximo. Durante o mês de outubro, a cooperativa aplicou uma campanha prevendo o repasse de 5% do valor obtido com a comercialização de espumantes e vinhos do tipo rosé realizada no Varejo do Complexo Enoturístico para a Liga de Combate ao Câncer do município. A ação foi uma alusão ao Outubro Rosa, mundialmente dedicado à conscientização sobre o câncer de mama.

Dessa iniciativa resultou a doação de R$ 5 mil entregues pela Cooperativa Vinícola Garibaldi à entidade na tarde de sexta-feira (06). “A valorização das pessoas faz parte de nossos princípios, e uma das formas mais assertivas de colocar esse compromisso em prática é por meio da participação e do envolvimento efetivo com a comunidade. Assim, sempre que temos a oportunidade de colaborar com aquelas instituições que fazem a diferença em nosso município, o fazemos com grande alegria”, comenta o presidente da Cooperativa, Oscar Ló.

O retorno de iniciativas como essa aparecem sob a forma de reconhecimento. “Toda ação que venha a somar, para ajudar nossos pacientes, é bem-vinda. Essa doação da Cooperativa Vinícola Garibaldi vai auxiliar muito nesse tempo de pandemia pois nossas atividades para angariar fundos ficaram restritas. A quantia será utilizada na compra de medicamentos e materiais necessários. Somos muito gratas”, diz a secretária da entidade, Marisa Chesini Pedrotti.

A campanha ‘Outubro Rosé’ estendeu-se, também, pelas redes sociais na vinícola, com o sorteio de produtos rosé da marca e mais uma série de itens – ofertados durante uma ação de engajamento no Instagram.

Cooperativa Vinícola Garibaldi comemora retomada e crescimento dos negócios

Na última quarta-feira (28) foi comemorado o Dia Mundial do Champanhe e a Cooperativa Vinícola Garibaldi tem muitos motivos para comemorar, já que celebra a recuperação seguida de crescimento nas vendas de espumantes.

 

Depois de acompanhar com apreensão os números desse segmento caírem 25% entre março e agosto – consequência direta da pandemia e seus impactos sobre o comportamento social, com extinção de eventos e celebrações – a cooperativa registrou um dado impressionante. O mês de setembro teve comercialização de espumantes 55% superior que o mesmo mês de 2019 – um indicativo e tanto no aumento da confiança na recuperação do ano. Outro movimento importante é a antecipação e aumento do volume de compras desse tipo de bebida por parte do varejo. O reaquecimento do mercado já permite a Cooperativa Vinícola Garibaldi projetar crescimento de 30% na comercialização de espumantes em 2020, virando o jogo em um ano que parecia perdido para os negócios.

 

Não é, no entanto, apenas no mercado nacional que está depositada a confiança da vinícola. A reconhecida qualidade de seus produtos – foi a vinícola brasileira mais premiada nos últimos dois anos, 2018 e 2019 – chancela sua expansão também no Exterior. Neste ano, apesar de todos os dificultadores, a Cooperativa Vinícola Garibaldi estreou em novos mercados asiáticos, realizando as primeiras vendas ao Japão e Taiwan. São marcas que, de fato, merecem ser comemoradas. Logicamente, com espumante, como manda a tradição.

Fotos: Augusto Tomasi

vinícola

Cooperativa Vinícola Garibaldi traz única medalha ao Brasil em concurso no Japão

A mais antiga e prestigiosa competição de vinhos da Ásia premiou, com a medalha de bronze, o Espumante Moscatel Amaze, da Cooperativa Vinícola Garibaldi. A bebida foi a única do país a receber distinção na 23ª edição do Japan Wine Challenge, realizado entre os dias 14 e 17 de setembro, em Tóquio. Mais de mil amostras de 30 países, como Austrália, Chile, França, Alemanha, Itália, e Nova Zelândia, foram inscritas e julgadas por um time internacional de juízes.

Com o anúncio dos vencedores, a marca gaúcha ratifica sua posição como uma das vinícolas brasileiras mais premiadas em concursos mundo afora e também comprova sua aceitação no mercado oriental. Neste ano, a cooperativa abriu mercado, pela primeira vez, justamente com o Japão, onde ocorreu o concurso. O país nipônico receberá 5 itens do portfólio da marca, com espumantes e suco de uva.

Esse não foi o único país que a vinícola abriu fronteiras no Oriente. Taiwan também recebeu os espumantes da marca pela primeira vez, aumentando, assim, a presença num mercado gigante no qual a China já é um tradicional parceiro dos produtos Garibaldi.

O espumante premiado integra uma linha exclusiva para exportação da vinícola. São bebidas leves e com baixo teor alcoólico que apresentam ainda características frutadas, com a cara do Brasil.

Foto: Cassius Fanti

Cooperativa Vinícola Garibaldi atinge recorde de faturamento

Impulsionado pela venda de espumantes, crescimento levou a número histórico de R$ 155 milhões

 Os números provam que, definitivamente, o ano de 2018 foi emblemático na história da Cooperativa Vinícola Garibaldi (Garibaldi, RS). Com um trabalho de gestão focado no desenvolvimento de toda a pirâmide produtiva, a gaúcha registrou faturamento recorde de R$ 155 milhões – crescimento percentual de 16% em relação a 2017. Os resultados foram impulsionados pela venda de espumantes que hoje já representam 32% do faturamento total da cooperativa, bebida consagrada como carro-chefe da marca. Sucos de uva, Vinhos finos, filtrados e atrações do complexo enoturístico completam o sucesso de desempenho.

“A ascensão da Cooperativa Vinícola Garibaldi nos últimos anos, especialmente em 2018, é fruto de uma gestão comprometida com qualificação e união das famílias produtoras; investimentos em produção; diversidade no enoturismo e atenção em cada detalhe na elaboração das bebidas para oferecer experiências únicas aos consumidores. Nossa meta, agora, é trabalhar para encerrar 2019 com crescimento em torno de 20% no faturamento total”, comenta o presidente Oscar Ló.

Vinícola Garibaldi brinda o desempenho em 2018 - foto Cassius André Fanti

Atualmente, os estados brasileiros com maior representatividade nas vendas da Cooperativa Vinícola Garibaldi são Rio Grande do Sul, São Paulo e Minas Gerais. Já os estados onde a marca mais cresceu foram Mato Grosso (57%), Pernambuco (50%) e Santa Catarina (37%). Os três rótulos mais comprados pelos brasileiros em 2018 foram os espumantes Garibaldi Moscatel (premiado como Melhor espumante do Cone Sul) e Garibaldi Vero Brut, além do suco de uva Garibaldi Integral.

 Retrospectiva

            Outro número importante para a Cooperativa Vinícola Garibaldi em 2018 foram as 86 premiações conquistadas no período, atingindo o status de marca nacional mais premiada no ano. O complexo enoturístico também encerrou o ano com recorde: a estrutura recebeu 128 mil pessoas em busca de experiências no universo vitivinícola, um crescimento de 15% em relação ao total recebido em 2017.

O reconhecimento também veio do varejo gaúcho: Melhor Fornecedora de Espumantes (Prêmio Mérito Lojista promovido pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do RS) e, pelo 4º ano consecutivo, Carrinho Agas – categoria Melhor Fornecedor de Espumantes.

Sobre a Cooperativa Vinícola Garibaldi

A história da Cooperativa Vinícola Garibaldi começou a ser escrita em 1931, pela união de diversas famílias de agricultores como alternativa para vencer as dificuldades econômicas do país na época. Atualmente, são 400 famílias associadas, localizadas em 15 municípios da Serra gaúcha. Seu portfólio tem 70 produtos distribuídos em 12 marcas, entre espumantes, vinhos tintos e brancos, linhas de exportação, frisantes, filtrados, sucos de uva e opções orgânicas.

Foto: Cassius André Fanti

Cooperativa Vinícola Garibaldi realiza ação solidária na comunidade

Atividade em parceria com a Cooperativa Cairú integra a programação do Dia C

Engajada na programação nacional do Dia C – série de ações voluntárias capitaneadas pelas cooperativas de todo o país na busca por um mundo mais justo e igualitário –, a Cooperativa Vinícola Garibaldi compartilhou seu compromisso social com a participação em diversas atividades no município. Uma delas presentou duas escolas do bairro Fenachamp com momentos especiais de valorização e integração. Cerca de 230 crianças das escolas Municipal Valentin Tramontina e Estadual Santa Mônica curtiram um lanche diferenciado, com Suco de Uva Garibaldi e sanduíches – e também puderam se divertir com brinquedos infláveis. A ação ocorreu nos dias 19 e 20, respectivamente, e foi realizada de forma combinada entre as Cooperativa Vinícola Garibaldi e Cooperativa Cairú.

Crianças da escola Valentin Tramontina curtiram um lanche diferenciado, com Suco de Uva Garibaldi e sanduíches - Crédito Divulgação Cooperativa Garibaldi

Externando sua postura ativa no que tange à responsabilidade social, a participação na agenda de atividades temáticas revela, também, o propósito da Cooperativa de contribuir ativamente com a comunidade. “Entendemos e procuramos desempenhar nosso papel no processo de transformação por meio do engajamento. Essa série de ações é uma forma carinhosa e espontânea de estarmos mais presentes e atuantes no município que tão bem nos acolhe”, comenta o presidente da Cooperativa, Oscar Ló.

Escola Santa Mônica também foi contemplada na programação do Dia C - crédito Cooperativa Garibaldi

A ação nas escolas soma-se a outras que ocorreram – no dia 11 de junho, mais de 30 alunos da FTEC Bento Gonçalves estiveram na Cooperativa Garibaldi participando de uma palestra sobre gestão cooperativa, quando também houve recolhimento de alimentos. A arrecadação desses donativos segue com ponto de coleta na cooperativa, acompanhando a programação que se estende até o dia 30 de junho, quando está prevista a doação de sangue numa iniciativa em parceria com o Leo Clube.

Fotos: Divulgação Cooperativa Vinícola Garibaldi

Cooperativa Vinícola Garibaldi traz medalha do Oriente

Garibaldi Espumante Prosecco foi destaque em concurso realizado na China

Uma das filosofias seguidas pela Cooperativa Vinícola Garibaldi no decorrer dos seus 87 anos é o cuidado primoroso na produção de vinhos e espumantes – desde os parreirais até o engarrafamento. E seu desempenho em concursos internacionais prova que a marca está indo pelo caminho certo. A honraria mais recente vem do Oriente, onde o Espumante Garibaldi Prosecco recebeu medalha de Prata no 25º Concours Mondial de Bruxelles, realizado em Pequim, na China, de 10 a 14 de maio.

Neste ano, o concurso teve 9.180 amostras inscritas, oriundas de 48 países produtores de vinho. Um time com cerca de 330 jurados de mais 50 nacionalidades ficou encarregado de degustar todas as amostras às cegas. Este é o único concurso itinerante do planeta, que também realiza controle de qualidade dos vinhos premiados.

Garibaldi Espumante Prosecco

Visual marcado por tom de amarelo palha, reflexos esverdeados e excelente formação de perlage são as principais características deste espumante elaborado pelo método Charmat. Aromas com notas de pera, marmelo e um pouco de limão conquistam o olfato dos apreciadores. Em boca, é delicado e cremoso, com acidez equilibrada e refrescante.

Sobre a Cooperativa Vinícola Garibaldi

Em 2018, a Cooperativa Vinícola Garibaldi ergue as taças para comemorar a passagem de seu 87º aniversário, celebrando a concretização de mais um ano em sua história – que começou a ser escrita pela união de diversas famílias de agricultores como alternativa para vencer as dificuldades econômicas do país na época. Atualmente, congrega 400 famílias associadas, distribuídas em 15 municípios da Serra gaúcha. Seu portfólio tem cerca de 60 produtos distribuídos em 15 linhas, entre vinhos tintos e brancos, espumantes de diversas variedades, linhas de exportação, frisantes, filtrados, sucos de uva e opções orgânicas.

Controle de qualidade na cantina

Foto crédito Cassius Fanti