Posts

Hotel Villa Michelon: Há 20 anos celebrando a vida

Por: Raquel dos Santos Piegas

Jornalista | co[email protected]

 

No coração do Vale dos Vinhedos, no dia 15 de março de 2001, ouviu-se o abrir de uma porta para o mundo encantado do enoturismo. Chegava ao Complexo Turístico Vale dos Vinhedos – Hotel Villa Michelon, a primeira hóspede de uma história que se tornaria pioneira no roteiro até então voltado somente para a vitivinicultura.

Era inaugurada uma construção majestosa e interligada, de baixa altura, idealizada e executada pela arquiteta Vanja Hertcert, obedecendo às exigências e ideias da inquieta mente de Moysés Luiz Michelon. E foi exatamente essa atividade cerebral inovadora do empresário que enxergou no Vale dos Vinhedos um potencial turístico grandioso.

O primeiro hotel do Vale dos Vinhedos abria não somente as suas portas, mas uma gama de oportunidades que fizeram do distrito um dos principais roteiros enoturísticos do Brasil. Na época de sua inauguração, a região contava até então com apenas seis vinícolas familiares, o que fazia com que o turista necessitasse retornar ao centro urbano da cidade para descansar e se alimentar, uma vez que não havia pousadas, hotéis e restaurantes no Vale.

Era, sem dúvidas, uma inovação, que não abriu mão da valorização do legado da família Michelon. O que poucos sabem é que o Hotel Villa Michelon é herdeiro de uma trajetória na hotelaria que iniciou com Antonio e Josephina Michelon, pais de Moysés Michelon. 

Externamente, o hotel pioneiro no Vale dos Vinhedos é uma releitura do Hotel Bela Vista, estabelecimento que, dentre 1945 e 1960, recebia os turistas que vinham a Bento Gonçalves para tratamentos de saúde. A preocupação em valorizar essa herança cultural se estendeu a diversos aspectos da atual edificação, uma arquitetura inspirada nas casas dos primeiros imigrantes italianos que colonizaram a região.

 

Um hotel com ares de casa

Não basta ser pioneiro e abrir as portas para o turismo. Para se manter sendo o hotel preferido do roteiro por famílias e turistas de todo o país, é necessária uma valorização do atendimento humanizado. Nos seus vinte anos de história, o Hotel Villa Michelon foi cenário da trajetória de diversas famílias, com rotatividade de turistas e também colaboradores – como em todo empreendimento.

No entanto, dentro de sua equipe, conta com trabalhadores que participaram dos primeiros momentos do Villa Michelon e que ainda estão na ativa. Uma delas é a atual chefe de recepção Jociane Brandelli, funcionária do Hotel desde 2001. “Tantos obstáculos superados e tantos objetivos alcançados nessa trajetória que até hoje me faz evoluir como pessoa e como profissional! Tenho muito orgulho em fazer parte dessa empresa e, como em toda história, tivemos diversos ajustes, imprevistos e etapas que constantemente nos fazem dar sentido ao nosso trabalho”, reflete Jociane, que também é moradora do Vale dos Vinhedos.

O pensamento de Jociane é compartilhado por Marcel Vaz, atual executivo de Contas do Hotel Villa Michelon e colaborador há 15 anos do Complexo Turístico. “Comecei minha trajetória aqui como mensageiro. Recebi várias oportunidades para trabalhar na recepção do hotel, mas as gorjetas que eu recebia ajudavam muito e não deixei o cargo (risos). No entanto, assumi o desafio até 2011, quando fui convocado pelo Sr. Moysés a assumir a área de Eventos. Era uma responsabilidade muito grande, que encarei com um pouco de medo, mas muita gratidão”, relembra.

É claro que todo o empenho em manter um atendimento cuidadoso com os hóspedes e também um ambiente de trabalho saudável aos colaboradores se refletem em satisfação. Durante os vinte anos de Villa Michelon, histórias foram construídas e alimentadas. Hóspedes se tornaram amigos e até mesmo família. É o caso de Luciana Tremea, hóspede há 19 anos do Hotel Villa Michelon junto à sua família. “Se eu fosse resumir em uma palavra o que sentimos quando estamos hospedados certamente seria aconchego. É inexplicável o bem-estar que se sente neste lugar: acomodações impecáveis, serviço de ótima qualidade e uma paisagem de tirar o fôlego. Para a minha família, conhecer o Hotel Michelon ainda tem um significado muito especial, pois nos tornamos muito mais que clientes. A Elaine e o Matiello ganharam o coração do meu filho e foram convidados para serem padrinhos de Crisma dele. De clientes a amigos, nos tornamos compadres… Cúmplices de muitas conquistas, de muitas vitórias e muitas vivências”, conta Luciana.

 

Herança de um visionário

Villa Michelon - Raquel Piegas

Nos corredores do Hotel, a herança do legado de Moysés Luiz Michelon se faz presente em cada metro quadrado da edificação. 

“Meu pai sempre buscou valorizar o hóspede, participar ativamente das estadas, conversando no café da manhã, cuidando de cada detalhe. Era uma experiência maravilhosa para quem aqui se hospedava trocar experiências com o grande Moysés Luiz Michelon. Um homem tão acessível, atencioso e inovador, com uma inteligência estratégica sem igual. Meu pai fez o hotel nascer de uma ideia visionária que teve e assim se manteve até seus últimos dias de vida, quando enviava a nós bilhetes com o que deveríamos fazer ou não enquanto ele se recuperava no hospital”, conta a diretora geral e filha do fundador, Elaine Michelon.

Elaine assumiu a direção após o falecimento de seu pai, ocorrido em outubro de 2017. O processo de transição se fez necessário para dar continuidade ao legado. “De uma maneira natural, meu pai me preparou para dar continuidade ao que ele construiu. Falando em especial de nossa trajetória no Villa Michelon, as reuniões diárias com ele me fizeram conhecer a fundo os projetos e a forma de trabalhar com hotelaria que meu pai desenvolveu de maneira única. Ele carregava consigo o entusiasmo pelo desenvolvimento do Vale dos Vinhedos, e não é exagero dividir a história do roteiro enoturístico entre antes e depois do Villa Michelon”, avalia a diretora geral.

 

Representatividade no Turismo

Valorizando a herança cultural do Vale dos Vinhedos, o Villa Michelon consolidou o seu nome como um hotel referência em Bento Gonçalves e região não somente pelo empenho em bem receber os turistas. O Complexo Turístico tem grande papel na economia e projeção da cidade, como explica o Secretário de Turismo de Bento Gonçalves, Rodrigo Ferri Parisotto. “Falar do Villa Michelon, é falar da história de Bento. A memória viva onde o seu Moysés Michelon permanece presente. Ele sempre teve na sua veia o turismo e sempre trabalhou muito por todo o setor”, avalia Parisotto, que está no comando da pasta desde setembro de 2017. “Lógico que grandes pessoas deixam legados e esse legado se personifica na pessoa da Elaine Michelon, líder nata, empreendedora, pessoa de referência para todos, que seguiu não apenas os caminhos do pai, mas caminhou ao seu lado e hoje conduz este maravilhoso hotel. Sem dúvida, é um privilégio ser bento-gonçalvense influenciado por essas pessoas que, além de exemplares, contribuíram diretamente com todos”, complementa.

Em períodos pré-pandêmicos, o Villa Michelon chegou a receber turistas de oito países para eventos como La Bella Vendemmia, uma festa que celebra a colheita da uva. Nesta nova era do que se chama “novo normal”, adequou-se a protocolos necessários para receber hóspedes com segurança e cuidados necessários. Com isso, garantiu o seu papel no turismo da região, sendo o primeiro hotel a conquistar o Selo Ambiente Limpo e Seguro.

Novas eras se desenham para o Complexo Turístico mais charmoso do Vale dos Vinhedos, que soube se adaptar e caminhar com as realidades vigentes nessas duas décadas de história. Entre todos os depoimentos coletados para esta reportagem especial, uma frase é unânime, que traduz o desejo de continuar um legado: “Vida longa ao Villa Michelon!”.

 

Fotos: 

1- Rita Michelin

2- Raquel Piegas

Despertar do Vale acontece neste final de semana, no Vale dos Vinhedos

Evento reunirá principais atrativos do Vale dos Vinhedos associados a Aprovale, em uma feira ao ar livre, nos dias 24 e 25 de novembro

Chegou a hora de homenagear de fato a transição entre a primavera e o verão, momento de grande expectativa no Vale dos Vinhedos. Será neste final de semana, dias 24 e 25 de novembro, das 11h às 19h, o Despertar do Vale, evento que reunirá comunidade, empreendedores locais e visitantes nos jardins do Hotel Villa Michelon.

Primavera Vale dos Vinhedos011 Fotos- Gilmar Gomes

O ingresso do evento poderá ser adquirido pela internet e nos pontos de venda, até às 18h do dia 23 de novembro, pelo valor de R$ 15,00. No local, o ingresso custará R$ 20,00, sujeito a disponibilidade. A compra do ingresso garante a taça oficial do evento. Crianças até 12 anos não pagam, e ganham o gibi do Vavu, mascote do Suco de Uva 100%. O evento contará com uma bilheteria única, onde poderão ser adquiridos tickets de consumo para os produtos comercializados pelos expositores.

Em caso de chuva, o evento será realizado da mesma maneira, pois contará com estrutura coberta com mais de 700m².

ATRAÇÕES

Venda e exposição de produtos das seguintes empresas: Miolo Wine Group, Almaúnica, Dom Cândido, Peculiare, Terragnolo, Pizzato, Larentis, Don Laurindo, Torcello, Casa Valduga, Lidio Carraro, Famiglia Tasca, Casa Madeira, Dolcetto Fredo, Couros do Valleh e Essência di Fiori.

Restaurantes: Trattoria Mamma Gema, que oferecerá pizza de parilla e sanduiche de barriga de porco com maionese de alecrim picante. A Osteria Del Valle oferecerá arancini recheado com mussarela de búfala e presunto Parma. O Valle Rustico Restaurante oferecerá Rustico Burger, Veg Burger, risoto de cogumelos e sonho com doce de leite artesanal. O Alitália Posto Per Mangiare oferecerá a tábua de frios.

Passeio de quadriciclo e o lançamento da tirolesa sobre o lago do Villa Michelon, com a Gasper Vale dos Vinhedos Adventure.

No dia 24, às 16h, teremos a Escolha das Soberanas do Vale dos Vinhedos no palco principal, em parceria com a Associação Comunitária do Vale dos Vinhedos.

Em ambos os dias, a partir das 15h haverá show acústico com Maurício e Roger.

Lounge Gambatto Sul Jeep: espaço dedicado àqueles que gostam de conforto e qualidade ao pilotar, com lançamentos especiais Jeep e a possibilidade de dar uma voltinha com os novos carros da marca.

Lounge Tramontina: a ambientação do Despertar do Vale fica por conta da Tramontina, com móveis diversos.

Lounge ELO: espaços de descanso com vista para o lago, com paletes e ombrelones da marca.

O evento é uma realização APROVALE / Vale dos Vinhedos, com apoio Gambatto Sul Jeep, Tramontina, ELO, Hotel Villa Michelon, Grupo Tomasi, Bento Convention Bureau, SEGH, Camilu Moda Profissional, IBRAVIN, Bento Pura Inspiração, Associação Comunitária do Vale dos Vinhedos, Prefeitura de Bento Gonçalves, Brigada Militar – 3° BPAT.

SERVIÇO:

O que: Despertar do Vale 2018

Data: dias 24 e 25 de novembro

Horário: das 11h às 19h

Local: no entorno do lago do Hotel Villa Michelon. RS 444, Km 18,9, Estrada do Vinho – Vale dos Vinhedos.

Ingresso antecipado: R$ 15 por pessoa com direito a uma taça do evento. No dia do evento, R$ 20 por pessoa, sujeito a disponibilidade. Crianças até 12 anos não pagam.

Aquisição antecipada de ingresso: sede da Aprovale, Gambatto Sul Jeep, varejo da Vinícola Dom Cândido, Trattoria Mamma Gema, Valle Rustico Restaurante e nas lojas da Couros do Valleh de Bento Gonçalves.

Também no site Sympla: www.sympla.com.br/despertar-do-vale__378867

Informações: www.valedosvinhedos.com.br/despertardovale2018 ou [email protected]svinhedos.com.br. Também pelo telefone 54.3451.9601

Cinco candidatas concorrem ao título de Rainha do Vale dos Vinhedos

Anúncio das escolhidas será no dia 24 de novembro, junto ao Despertar do Vale

Alessandra Vinhatti, Gabriele Carraro, Jéssica Tomasi, Nadine da Veiga e Tamiris Cassineli desfilarão na passarela do Despertar do Vale,  no dia 24 de novembro, nos Jardins do Hotel Villa Michelon, às 16h. As candidatas que representam 5 comunidades distintas do Vale, buscam a faixa de Rainha do Vale dos Vinhedos, título hoje ocupado por Rochelli Conzatti Pereira, acompanhada pelas princesas Graziela Feil e Júlia Zorrer.

O Despertar do Vale 2018 abraçará a Escolha das Soberanas do Vale dos Vinhedos como uma atração integrante de sua programação. Pela primeira vez comunidade, associados Aprovale e visitantes do Despertar do Vale se reunirão na ação de reconhecimento das representantes da comunidade que receberão o título de rainha e princesas. A iniciativa tem por objetivo a integração do Vale dos Vinhedos por meio dos festejos em homenagem a transição entre a primavera e o verão, véspera da safra da uva.

Além de apreciar a Escolha das Soberanas, que iniciará às 16h no dia 24/11, os presentes poderão usufruir da estrutura do evento macro Despertar do Vale: vinhos, espumantes e suco de uva, pratos da gastronomia e da agroindústria local estarão dispostos no entorno do palco onde a escolha acontecerá, sendo possível que o público presente consuma os produtos antes, durante e depois da escolha do novo trio de representantes.

O ingresso para o Despertar do Vale e para a Escolha das Soberanas do Vale dos Vinhedos é único, e a venda iniciará em breve. O valor para compra antecipada será de R$ 15,00, o que dá direito a uma taça personalizada do evento.

Pré-concurso

Enquanto o evento é organizado pela Associação Comunitária em parceria com a Aprovale, a preparação das candidatas já iniciou. Além dos ensaios para o desfile, as representantes das comunidades do distrito também estão participando de palestras e visitas especiais em empreendimentos do Vale dos Vinhedos. O objetivo é aproximá-las dos atrativos do roteiro, ampliando os conhecimentos em torno da única região com Denominação de Origem de vinhos do Brasil. Mais do que beleza, as candidatas representarão a história e a cultura do distrito, sendo de fundamental importância este período de preparação. Os dois primeiros encontros aconteceram em 29 de setembro, com a apresentação das candidatas para a organização do concurso, e no dia 06 de outubro, em uma conversa descontraída com as ex soberanas Vanessa Crestani e Letícia Dal Magro, rainha e princesa do Vale dos Vinhedos nos anos de 2011 e 2012. Neste encontro também esteve presente a atual rainha Rochelli Conzatti Pereira e a princesa Graziela Feil.

Novos treinamentos acontecerão nos dias 20 de outubro, com visita aos atrativos do Vale dos Vinhedos, mini curso de degustação e apresentação sobre a Denominação de Origem Vale dos Vinhedos, e 27 de outubro será dedicado às dicas de beleza e comportamento. As atividades visam a qualificação para a entrevista oficial com os jurados, que acontecerá no dia 10 de novembro. A programação de treinamentos é coordenada pela atual rainha, Rochelli Conzatti Pereira.

SERVIÇO

Escolha das Soberanas do Vale dos Vinhedos

Data: 24 de novembro de 2018, durante a realização do Despertar do Vale

Local: Jardins do Hotel Villa Michelon

Horário do evento de Escolha: 16h

Ingresso antecipado: R$ 15 por pessoa, com direito a taça oficial do evento. Consumo a parte.

Pontos de venda: serão divulgados em breve

Conheça as candidatas (fotos em alta resolução podem ser baixadas no link: https://we.tl/t-uoQJ2JA9NP):

 Alessandra Vinhatti Alessandra Vinhatti

Comunidade: Vinosul

Idade: 25 anos

Alessandra é Designer especializada em Desenvolvimento de Produtos pela FTEC, com atuação em empresa de móveis.

 Gabriela Carraro Gabriele Carraro

Comunidade: Linha 40 da Leopoldina

Idade: 18 anos

Gabriele é estudante do curso de Bacharelado em Administração pela FTEC, com atuação como secretária em clínica estética.

 Jessica Tomasi Bonet Jéssica Tomasi Bonet

Comunidade: Linha Ceará da Graciema

Idade: 26 anos

Jéssica é Engenheira de Bioprocessos e Biotecnologia pela UERGS, com atuação na área de marketing e controle de qualidade em uma vinícola.

 Nadine da Veiga Nadine da Veiga

Comunidade: Linha 8 da Graciema

Idade: 20 anos

Nadine é estudante do curso de Arquitetura e Urbanismo pela UCS, com atuação na área administrativa em uma vinícola.

 Tamiris Cassinelli Tamiris Cassinelli

Comunidade: Linha 15 da Graciema

Idade: 21 anos

Tamiris é Técnica em Agropecuária pelo IFRS, estudante do curso de Bacharelado em Psicologia pela UCS, com atuação no setor público.

Festival de Coros encanta comunidade no Vale dos Vinhedos

Evento ocorreu no último sábado, 11, na linha 40 da Leopoldina

O soar das vozes que compuseram os 10 corais presentes, o Festival de Coros celebrou a religiosidade, a tradição e também a brasilidade em uma ocasião marcada pelo dinamismo e pela confraternização no Vale dos Vinhedos,  no dia 11 de agosto,  na linha 40 da Leopoldina .

Festival-Coral (91)

Durante cerca de três horas, a comunidade desfrutou de um forte intercâmbio cultural. O espetáculo, comandado pelo Maestro Geraldo Farina, teve como anfitrião o Coral do Vale dos Vinhedos, que, na coordenação de Florindo Portaluppi, presenteou o público com uma bela e comovente versão de Viva La Gente já na abertura. Os 23 integrantes do Coral convidaram todos a celebrarem a vida e o amor. “Procuramos realizar um Festival diversificado, no que chamo de um evento simples, mas com todo o coração. Selecionamos corais da região, em uma tarefa árdua, porque temos uma riqueza extraordinária de vozes em nosso entorno. Posso dizer que esse evento é um coroamento do meu caminhar como maestro. Sem dúvidas, inesquecível”, pontuou Geraldo Farina.

Florindo Portaluppi

A emoção também fez parte da fala de Florindo Portaluppi. “É um momento único para mim, de uma responsabilidade enorme. Estamos aqui lidando com a cultura, com a raiz de um povo. A música provoca sentimentos, alegrias, lágrimas, sorrisos. Por isso é importante escolhermos bem os coros, as letras e celebrarmos toda essa diversidade”.

Em um Festival que muito se assemelhou positivamente a uma confraternização entre amigos, a exigência, por parte da organização do evento, foi de que, cada um dos coros convocados, inserissem uma música no idioma italiano em seu repertório, o que garantiu um afloramento de emoções percebidas a olhos nus por parte da plateia.

Voice in Soul

Participou também 0 Coro Gospel Voice In Soul dela Filarmonica Cittadelense. Em uma visita que retribuiu majestosamente a presença do Coral do Vale dos Vinhedos em Cittadella, em 2014, o conjunto de vozes regido pela cativante Antonia Pia emocionou a todos com oito canções entoadas de maneira única. Ao final da apresentação, o coral foi convidado a retornar ao palco, entoando um “dueto” com a empolgada plateia, que cantou a canção “Va Pensiero”. “É uma honra estar aqui. Sou muito patriota e ligada à minha Itália. Ver que ela está presente em cada canto, em uma comunidade tão pequena e bela como esta, é emocionante”, emocionou-se Antonia, complementada pela presidente do Coral, Vania Conte: “Somos um coral essencialmente Gospel, mas trouxemos para o evento canções tradicionais também. Foi indescritível estar aqui e retribuir a visita de nossos amigos”.

O Festival de Coros do Vale dos Vinhedos foi financiado pelo Fundo Municipal de Cultura e realizado pela produtora cultural, Lenise Miorando, da empresa Triângulo da Produção Cultural e Coral Vale dos Vinhedos.

 Fotos: Vagão Filmes

Bento Gonçalves recebe primeira edição de feira de Patchwork em agosto  

Encontro temático ocorrerá no Vale dos Vinhedos nos dias 16, 17 e 18

 A criatividade das formas, a alegria das cores e a delicadeza da técnica do Patchwork tomarão conta do Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves, no mês de agosto – quando ocorre a primeira edição do encontro ‘Universo Patchwork’. Entre os dias 16 a 18 do próximo mês, a feira exibe máquinas, aviamentos, tecidos, linhas, moldes e materiais para o mundo do artesanato. São mais de 20 expositores participantes e cerca de 3 mil visitantes esperados, vindos de todas as regiões do Estado. Além da comercialização de insumos para a prática da atividade, o encontro oferecerá ampla programação com aulas de várias técnicas e oficinas ministradas por mais de 10 professores. Para o público, haverá também mostra de ambientação dos trabalhos e venda de produtos finais.

Iniciativa inédita no Rio Grande do Sul, a ‘Universo Patchwork’ surge como projeto de Eliana Volpato e Sylvia Dreher – apaixonadas praticantes da arte que encamparam a missão de transformá-la em um encontro pioneiro, promovendo a técnica e oportunizando às adeptas a chance de conhecer tendências e novidades do segmento – além de gerar uma valiosa integração entre a comunidade. “O trabalho manual foi me apresentado aos 6 anos de idade, a partir daí nunca mais parei. O patchwork, minha paixão há 24 anos, é o motivo deste novo desafio. Organizar esta mostra para apresentar esta arte para todos os apaixonados”, conta Eliana.

Foto Patchwork

O mesmo amor de longa data é a motivação para o envolvimento de Sylvia. “Nos domingos da minha infância trocava a brincadeira com os primos para aprender tricot e crochet com minha mãe, avós e tias na frente da lareira da sala. As habilidades manuais sempre me encantaram e me acompanharam por toda a vida. Depois de muito bordar tapetes fui incentivada a unir quadradinhos e me dedicar ao patchwork. Nunca mais parei e, agora, queremos oportunizar a mais pessoas a chance de incluir o artesanato em suas vidas”, diz. O hobby – cada vez mais frequentemente associado a um estilo de vida – e, em muitos casos, forma de sustento alternativo e atividade com finalidade inclusive terapêutica – motivos pelos quais sua promoção é, também, um serviço de cunho social.

Os ingressos de acesso à feira custam R$ 20,00 (meia entrada R$ 10,00) e podem ser adquiridos na hora. As inscrições para as oficinas devem ser feitas à parte, com contato pelo e-mail [email protected]

AGENDA DE OFICINAIS

Dia 16 de agosto

Das 9h às 12h:

            Marisa Tanaka (Bordado criativo parte I)

            Millyta (boneca)

            Lidia Ana (Bordado da Vovó)

Das 13h às 16h:

            Marisa Tanaka (Bordado criativo parte II)

            Eliana Yazbek (Hand Quilting)

            Jane Leonetti (Feltragem molhada parte I)

Dia 17 de agosto

Das 9h às 12h:

            Mariângela Bacchi (Virada de agulha parte I)

            Millyta (boneca)

            Caravana do Bordado Arte e Borda (Embroidery Felt)

Das 13h às 16h:

            Mariângela Bacchi (Virada de agulha parte II)

Jane Leonetti (Feltragem molhada parte II)

Fabiana Stedile (Cartonagem)

Dia 18 de agosto

Das 9h às 12h:

            Sandra Callegari (Foundation à mão)

Millyta (boneca)

Marisa Tanaka (Mundo encantado dos Pontos parte I)

Das 13h às 16h:

            Lidia Ana (Trapunto à mão)

Marisa Tanaka (Mundo encantado dos Pontos parte II)

            Eliana Yazbek (Projeto com plumas-quilting à máquina)

Serviço:

O que: Universo Patchwork’, feira de negócios e mostra de tendências

Quando: 16,17 e 18 de agosto de 2018

Onde: Centro de Eventos do Hotel Villa Michelon, Vale dos Vinhedos, Bento Gonçalves.

Quanto: ingressos a R$ 20,00 (meia entrada a R$ 10,00). Inscrições para as oficinas à parte

Informações: https://www.facebook.com/universopatchwork

Legenda: Feira de Patchwork compartilha amor pelo artesanato e tendências do segmento

Crédito: Divulgação

Estratégia, identidade e união como receita de sucesso para o turismo do vinho 

Próximas edições do Congresso de Enoturismo serão intercaladas entre América Latina e Europa para promover troca de informações entre os principais roteiros mundiais de turismo do vinho

A programação de palestras do 7º Congresso Latino-Americano de Enoturismo encerrou na tarde da última sexta-feira, 29 de junho, no Vale dos Vinhedos, comprovando a importância de uma governança e do fortalecimento da identidade regional, assim como da diferenciação dos atrativos de forma a complementar a oferta turística aos visitantes. Esses pontos permearam a maioria das apresentações realizadas no evento, que reuniu 220 congressistas argentinos, uruguaios e brasileiros de oito estados e do Distrito Federal. Neste sábado (30), o Congresso segue com o último de atividades, com a visita-técnico turística em Flores da Cunha e Farroupilha.

Representantes de instituições, associações, universidades e empreendimentos dos países de Portugal, Estados Unidos, Argentina, Brasil, Chile e Uruguai apresentaram estratégias, tendências e oportunidades da atividade com casos bem-sucedidos no turismo mundial, como as regiões dos vales de Napa e Sonoma, Mendoza e dos diferentes roteiros do Uruguai, Portugal e Chile. Em contrapartida, o Brasil foi representado por apresentações de cases da Serra e da Campanha Gaúcha, além da divulgação de dados de mercado e das iniciativas de articulação política do setor.

O encontro, que iniciou no último dia 27, foi encerrado com um debate sobre as políticas e os projetos de desenvolvimento do turismo do vinho no Brasil. O diretor de Relações Institucionais do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Carlos Paviani, destacou alguns pontos que considera fundamentais para o fortalecimento da atividade no país. Entre eles, a mudança do Decreto 27048/49 para que seja regulamentado, mediante acordo entre as partes, o trabalho aos domingos. Outro item apontado pelo dirigente como estratégico é a criação de uma Rede Brasileira das Cidades do Vinho, tendo como exemplo a organização que já ocorre na Europa com a Rede Europeia das Cidades do Vinho (Recevin). Paviani também citou a necessidade de implantação de uma certificação das vinícolas para o enoturismo, o fortalecimento e a institucionalização da Associação Internacional do Enoturismo (Aenotur), e a busca por financiamentos para investimentos na estrutura turística dos empreendimentos, com taxas e prazos longos coerentes com o tempo de retorno. “Pois o ganho, além de econômico, é também social na medida que gera empregos e distribuí riqueza”, assinala.

Segundo o diretor de turismo do Governo do Rio Grande do Sul, Abdon Barreto Filho, o Estado possui 371 municípios localizados em 180 roteiros, em 27 regiões turísticas. “Constatamos que entre as atividades com maior potencial para alavancarmos está o enoturismo na primeira colocação, seguido pelo turismo rural e depois o de negócios”, apresentou o diretor, informando ainda que a atividade representa 4% do PIB gaúcho.

Congresso Latino-Americano de Enoturismo _ Crédito Roberto Furtado, Ibravin

O deputado federal Afonso Hamm, que coordena a Frente Parlamentar de Defesa e Valorização da Produção Nacional de Uvas, Vinhos, Espumantes e Derivados, elencou os temas que estão sendo defendidos no Congresso Nacional pelo grupo. Entre eles, está a redução da carga tributária e a atualização da Lei do Vinho, além da modernização da Lei Geral do Turismo, com a inclusão de políticas voltadas ao enoturismo. O deputado também defende que a fórmula para a evolução da atividade no país está na parceria efetiva e organizada. “Nosso trabalho associado com instituições dá para potencializar os resultados. O setor vitivinícola representa 5,6% do PIB agrícola do Estado, imagina com o crescimento do enoturismo”, pontuou Hamm.

LEIA TAMBÉM: Qualidade marca a safra de uva 2018 no Rio Grande do Sul 

A coordenadora do segmento de Turismo Rural do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Andrea Faria, falou sobre o projeto Valorização dos Vinhos Brasileiros que, em parceria com o Ibravin, visa o estímulo à formalização das micro e pequenas vinícolas por meio do Simples Nacional, da divulgação das Indicações Geográficas (IGs) e do aprimoramento no trabalho de Inteligência Competitiva para a geração de informações qualificadas. “É o terceiro convênio em conjunto com o setor, e, neste ano, estamos com foco acentuado em promoção, mas sem esquecer a qualificação da produção, a sensibilização do canal on trade com o projeto Qualidade na Taça e ações de endomarketing junto aos próprios produtores para que valorizem as IGs”, detalhou.

Ao final, Ivane Fávero, presidente da Aenotur, anunciou que o Congresso Latino-Americano de Enoturismo se revezará com o evento europeu, com realização nos anos pares na América e, nos ímpares, na Europa, mas sempre de forma integrada. As próximas edições latinas serão realizadas no Chile (2020), no Uruguai (2022) e, novamente no Brasil (2024), com apresentação do pedido de Vila Flores para sediar os debates. Fechando a programação Ivane deixou um conselho aos presentes: “Trabalhar com enoturismo é vender experiências territoriais. Mas deixo uma dica, escolham serem felizes, porque o enoturismo é o exercício da felicidade”.

SAIBA MAIS: Carlos Barbosa recebe grupo italiano de teatro Le Arti per Via

O 7º Congresso Latino-Americano de Enoturismo é uma realização da Aenotur, do Ibravin e do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, com o patrocínio do Spa do Vinho Autograph Collection Hotel e apoio institucional do Sebrae, Vale das Vinhas e Bento Convention Bureau.

FOTORoberto Furtado/Ibravin

7º Congresso Latino-Americano de Enoturismo inicia nesta quarta em Bento

Palestras com especialistas no tema, visitas técnicas e festival aberto ao público ocorrem de 27 a 30 de junho

 Bento Gonçalves será, mais uma vez, referência em enoturismo. O município sedia a 7ª edição do Congresso Latino-Americano de Enoturismo, que inicia nesta quarta-feira, 27, e segue até o dia 30, no Vale dos Vinhedos. Com o tema “Território, vinho e turismo: harmonização que dá certo”, é esperado um público de mais 250 pessoas provenientes de diversos estados brasileiros e de países da América Latina. Esta é a quarta vez que a Serra Gaúcha recebe a atração.

O Congresso será composto por palestras conduzidas por especialistas brasileiros e internacionais que abordarão temas relacionados ao desenvolvimento, inovação, tendências e oportunidades para o segmento do turismo do vinho, além de painéis que discutirão as políticas públicas de incentivo ao enoturismo.

A programação ocorrerá no turno da manhã, com exceção da abertura oficial, que será à noite. Para o período da tarde, e durante o sábado, estão programadas visitas técnico-turísticas para destinos já consolidados da Serra Gaúcha. A programação completa está disponível no www.congressoenoturismo.com.br.

O evento é destinado aos profissionais do setor do turismo, enólogos, empresários e gestores do setor vitivinícola, gestores públicos, estudantes e demais interessados. As inscrições podem ser efetuadas no local, mediante disponibilidade.

SPA DO VINHO

Paralelo a isso, a combinação de vinho, gastronomia e atrações musicais ganham destaque na sexta-feira, 29, na terceira edição do Wine Festival. A iniciativa gratuita e aberta ao público reunirá sete vinícolas nacionais, cinco food trucks e duas apresentações artísticas, das 17h às 23h30, na Rua Coberta.

O 7º Congresso Latino-Americano de Enoturismo é uma realização do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Vinhos do Brasil, Aenotur e Governo do Estado e conta com apoio da Prefeitura de Bento Gonçalves, por meio da Secretaria de Turismo, Spa do Vinho, Bento Convention Bureau, Vale das Vinhas Turismo, Viaggiotur, Giordani Turismo e Sebrae.

A edição será transmitida ao vivo por meio da página de Facebook do projeto setorial Vinhos do Brasil.

Serviço

7º Congresso Latino-Americano de Enoturismo

Data: 27 a 30 de junho de 2018

Local: Hotel e Spa do Vinho, RS 444 Km 21, Vale dos Vinhedos – Bento Gonçalves

Tema: Território, vinho e turismo: harmonização que dá certo

Foto: Marina Teles 

Congresso Latino-Americano de Enoturismo tem mais de 200 participantes inscritos    

 Além de brasileiros, evento terá congressistas da Argentina e Uruguai. Programação terá pausa para que o público possa assistir junto ao jogo da seleção brasileira

A meta prevista pela organização do 7º Congresso Latino-Americano de Enoturismo já foi alcançada. Mais de 200 participantes da Argentina, do Brasil e do Uruguai, ligados diretamente ao setor vitivinícola e ao turismo, estarão reunidos de quarta-feira (27) a sábado (30), no Spa do Vinho Autograph Collection Hotel, no Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves (RS).

A abertura do oficial do Congresso será na tarde do dia 27, a partir das 13h30min, com as boas-vindas aos congressistas. Às 14h15min, Ivane Fávero, presidente da Associação Internacional de Enoturismo (Aenotur) – uma das entidades promotoras – contará o histórico e a concepção do evento e da própria instituição que preside.

O case do Vale dos Vinhedos, local escolhido para a realização da sétima edição do Congresso e que foi palco também do primeiro do encontro, em 2010, será apresentado, às 15h, por Deborah Villas-Bôas Dadalt, diretora de infraestrutura da Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos (Aprovale). Ela discorrerá sobre o pioneirismo da região no enoturismo.

Ao término, haverá uma pausa para que os congressistas possam torcer juntos pela seleção brasileira de futebol na Copa do Mundo. Uma estrutura, no próprio Spa do Vinho, estará à disposição para quem quiser assistir à partida entre Brasil e Sérvia. Ao final do jogo, haverá o Welcome Wine, na esplanada do Spa do Vinho.

O Congresso Latino-Americano de Enoturismo é uma realização da Aenotur, do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e do Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Esta será a quarta vez que o evento é realizado na região. A primeira (2010) e segunda (2012) edições ocorreram em Bento Gonçalves. Já a terceira edição (2014) teve a programação distribuída nos municípios de Bento Gonçalves, Garibaldi, Flores da Cunha e Caxias do Sul.

SERVIÇO
7º Congresso Latino-Americano de Enoturismo

Quando: 27 a 30 de junho de 2018
Onde: Spa do Vinho Autograph Collection Hotel (Rodovia RS-444, km 21), em Bento Gonçalves (RS)
Programação completa: www.congressoenoturismo.com.br
Informações: [email protected]

Dia das Mães no Villa Michelon

Não é segredo para ninguém o significado do Dia das Mães ao redor do mundo. É tempo de celebrar a existência da mãe e o papel da maternidade. Carregada de significados, a data é uma oportunidade de filhos demonstrarem a adoração pela figura materna. Mais  do que um dia de presentes, a celebração de Dia das Mães – tradicionalmente no segundo domingo de Maio – é a oportunidade de comemorar a vida e desfrutar de momentos junto a quem se ama. Pensando nisso, o Villa Michelon elaborou um pacote especial para a ocasião, onde os prazeres de estar no coração do Vale dos Vinhedos se unem à alegria de celebrar a vida.

O pacote de duas diárias inclui o tradicional café da manhã do Villa Michelon, com mais de 50 variedades entre bolos, frutas, pães caseiros e outras iguarias, além de opções para dietas com restrições alimentares. A gastronomia está presente também com a meia-pensão jantar e com almoço especial de Dia das Mães no domingo, 13 de maio, garantindo o late-check out até às 16h. Há também um brinde especial de Dia das Mães e passeio de quadriciclo cortesia para uma pessoa
por apartamento.

Villa Michelon - Páscoa (1)

A promoção também contempla as crianças. Em apartamentos com dois adultos pagantes, a criança tem cortesia. Além disso, durante a estada, há recreação infantil, garantindo momentos de diversão aos pequenos.

Estrutura

O Villa Michelon se destaca pela excelente estrutura e oferta de opções de lazer que agrada a todas as faixas etárias. O empreendimento, distribuído em uma área de 23 hectares no Vale dos Vinhedos, une o conforto dos grandes hotéis com atrativos naturais e culturais em seu entorno.

Internamente, o hotel disponibiliza de piscina térmica, sala fitness, restaurante, sala de jogos, sala de estar e conta com 57 apartamentos, divididos em quatro categorias: Econômico, Standard, Super Luxo e Suíte Especial.

O contato com o meio ambiente é um diferencial. Os hóspedes podem desfrutar de trilhas ecológicas, quadras esportivas, lago com pista e pesca esportiva, pomares, fazendinha, parque infantil externo e academia ao ar livre. O complexo oferece estrutura para toda a família, proporcionando experiências inesquecíveis de contato com a natureza.

Para reservas: 0800.703.3800, 54 2102.1800 ou e-mail: [email protected]

BBQ Vale Festival ocorre neste domingo no Vale dos Vinhedos

A chuva e o mau tempo do último sábado, 21, atrapalharam os planos de quem pretendia degustar um cardápio regado a churrasco americano, cervejas artesanais e rock. A primeira edição do BBQ Vale Festival foi transferida para o próximo domingo, dia 29, no Sítio Valduga (passando o Hotel Villa Michelon, logo após a entrada do Condomínio Parque dos Vinhedos).

O BBQ Vale Festival irá apresentar os pratos elaborados pela equipe do BBQ Bueno, de Caxias do Sul, e trará opções de pratos que vão de R$ 15 a R$ 40. Destaque para o Brisket, tradicional corte do churrasco americano que tem como diferencial o modo de cozimento, feito a partir de defumação e que pode levar até 18 horas para ficar pronto. Vai rolar, ainda, ilha de caipiras, espumantes e drinks e deliciosos brigadeiros.

BBQ Foto Rafael Sartor

Na trilha sonora muito rock com as bandas Blackbirds e Voz do Brasil. A discotecagem fica por conta do Dj Zonattão e seus discos de vinil. O evento inicia às 10 horas da manhã e se estende por todo o dia. Os ingressos são limitados e custam R$ 25 (antecipado), com direito a 01 copo personalizado do evento e um chopp 300ml. No local, o valor será R$ 35. O estacionamento é gratuito e o evento é Pet Friendly. Mais informações pelo fone 54 9 9932-8829, ou na fan page do festival: facebook.com/bbqvalefestival. Em caso de mau tempo o evento será transferido novamente, desta vez para o feriado de 1º de maio.

Fotos: Marino Neves e Rafael Sartor