Posts

Teatro Viajante ensina crianças sobre vida saudável e suco de uva em Bento Gonçalves

 

unnamed (10)Espetáculo fez o público de 1,2 mil espectadores mirins interagir e se divertir aprendendo sobre vida saudável e benefícios do suco de uva

Curiosas e animadas – assim chegaram as crianças convidadas a participar do projeto Teatro Viajante, na Casa das Artes, em Bento Gonçalves. Com a peça Abra a Boca e Feche os Olhos, apresentada na última terça-feira, dia 21, alunos da Educação Infantil e dos anos iniciais do Ensino Fundamental das escolas públicas tiveram uma aula diferente sobre alimentação saudável e os benefícios do suco de uva.

No musical, a personagem Íris divide-se entre a casa, os filhos e o seu trabalho na TV. Envolvida em um novo projeto, Íris é apresentadora de um programa infantil, falando sobre vida e alimentação saudável. Dentro da temática, a uva e seu suco recebem destaque lúdico durante todo o roteiro – e também fora da peça, envolvendo o jovem público em brincadeiras.

unnamed (12)Os alunos também puderam degustar os produtos das empresas associadas ao projeto 100% Suco de Uva do Brasil. Além disso, foram entregues materiais informativos sobre as diferentes categorias de sucos para os pais e kits para as crianças. Cerca de 1,2 mil estudantes participaram da atividade que ocorreu em três sessões.

Quem assistiu, curtiu

“Eu amei! Gostei também de tomar o suco e ganhar o kit”, disse Luís Fernando Dall’Onder Poletto, sete anos. Para Pâmela dos Santos da Silva, sete, as partes mais divertidas foram as músicas e a hora que montam a árvore com diversas frutas. Já Felipe da Silveira, sete, resumiu: “gostei de tudo”.

O projeto Teatro Viajante é uma realização do Governo Federal, através Ministério da Cultura/Lei de Incentivo à Cultura, com patrocínio Verallia e promoção DWR Som e Luz Produções Culturais Ltda. O evento tem o apoio do Ibravin e Prefeitura de Bento Gonçalves.

Dall’Onder Grande Hotel lança evento inédito voltado para a saúde e bem-estar

dia da mulher dallPapo só entre elas marca a primeira edição do projeto “Dall’Onder é vida e mais saúde com Laura Medina”, que acontece no dia 17 de março, às 20h, no Centro de Eventos Malbec do Dall’Onder Grande Hotel. O encontro propõe um bate-papo sobre saúde da mulher, beleza, comportamento e sexualidade.

Atualmente, estar de bem com o corpo, com a saúde, ter vitalidade, bons amigos é mais que um objetivo: é um estilo de vida. Isso não significa seguir à risca todas as regras para se manter 100% saudável. “ É preciso ter prazer e saber como construir um novo jeito de se relacionar com a gente mesmo, com a nossa saúde, com as nossas emoções, com a nossa felicidade”, reforça a jornalista Laura Medina, que irá comandar o encontro ao lado da ginecologista e sexóloga Sandra Scalco e da hair styler Jane Beauty

De acordo com a gerente geral, Denise Araújo, a ideia é organizar outros encontros ao longo do ano, com a mesma proposta de saúde e bem-estar, também com a participação da Laura Medina e convidados especiais das áreas, para compartilhar dicas, novidades e tudo aquilo que contribua para um estilo de vida mais saudável.

As inscrições são limitadas: R$ 50,00 convite (10% de desconto para estudantes). A programação inicia com recepção com espumante e atendimento da equipe Jane Beauty, apresentação das palestrantes e dos patrocinadores, bate-papo sobre saúde, sexualidade, comportamento e beleza com Laura Medina, a ginecologista e sexóloga Sandra Scalco e a hair styler Jane Beauty. O evento é patrocinado pela Don Diovanni e pela marca Carmen Steffens, que estará presente com um STAND de roupas exclusivas para divulgar o lançamento da nova loja em Bento Gonçalves.  No final, confraternização com espumante e sorteios especiais de beleza.

Mulheres com câncer tornam-se personagens do mundo fantasy em Mostra Fotográfica

Mulheres que venceram o câncer fazem parte de um mundo mágico no ensaio fotográfico realizado pelo projeto Borboletas da Rede do Bem. A mostra está exposta na Fundação Casa das Artes até o dia 31 de março. As visitações ocorrem nos horários das 8h às 11h45min e 13h30min às 17h45min.

16602642_1439603779418066_5702952855082877529_nCada uma das nove mulheres participantes, entre 20 e 88 anos, se tornarem fadas, magas, anjas, guerreiras e índias, personagens que tivessem semelhanças com cada uma das modelos.  Participaram das fotos Angela Bissolotti, Jaqueline Borile Fávero, Aline dos Santos, Rachel Casagrande, Salete De Toni, Liziane Firmini, Simone Dias Jannke, Sheila Caron Matevi e Nona Maria Putton. “A experiência de estar viva para fazer parte deste projeto me enche de amor e gratidão”, agradece Aline dos Santos, 39 anos.

O nome da Mostra Borboletas foi isnspirada na frase de Rubem Alves “Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses” e buscou retratar a beleza das metamorfoses na vida das modelos. Segundo Eliana Passarin, fotógrafa do projeto, “as mulheres quando foram convidadas encantaram-se com a proposta, pois era algo alegre, com estética feliz, longe do culto apenas da doença e com cunho solidário.”

16708258_1439603836084727_3556829724361868909_nO projeto foi desenvolvido pela fotógrafa Eliana Passarin, com o apoio da maquiadora Letícia Gowaski, do design Alexandre Pillotti, apresentação da jornalista Rosane Marchetti e do ator João Signorelli.

Rede do Bem

A Rede do Bem é coordenada por Salete De Toni e não é ligada a nenhuma ONG ou instituição. São voluntários que arrecadam recursos por meio da venda de cartões postais do projeto e de camisetas. A renda é doada para mulheres que estão passando pela doença e em situação de vulnerabilidade social.

Consumo de álcool pode trazer sequelas irreversíveis

 

Cirrose hepática e até mesmo câncer de fígado representam a consequência deste hábito

O início do ano é sempre um momento de reflexão e reavaliação. Também é importante estar atento aos cuidados com a saúde e o consumo de álcool deve ser levado em consideração, até mesmo durante o Carnaval. Afinal, a ingestão excessiva pode comprometer a saúde e trazer sequelas irreversíveis. Uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde, no ano passado, revelou que 52% dos brasileiros beberam pelo menos uma vez no último ano e os 48% restantes relataram estar abstinentes.

O hábito de consumo de bebidas alcoólicas é uma condição que representa uma postura social e guarda relação com a cultura do meio no qual cada indivíduo se encontra inserido. Beber pouco, moderadamente ou ser abstêmio depende ainda de características intrínsecas pertinentes a genética e a hábitos adquiridos, destaca Dr. Pedro Oliveira, diretor médico da ePharma, empresa líder no mercado de assistência de benefícios farmacêuticos. Estas características pessoais devem balizar a capacidade e a resistência de cada indivíduo.

A ingestão de bebidas alcoólicas traz um agravante adicional no período de verão. O calor provoca intensa desidratação e a presença de significativos teores de álcool na corrente sanguínea impacta exponencialmente nos órgãos vitais: cérebro; fígado e rins com progressiva degeneração nestes órgãos, com destaque para o fígado, no qual tais efeitos podem, inclusive, desencadear o câncer.

A cirrose hepática tem, ao longo do tempo, sido destacada como estágio final do contínuo uso de bebidas alcoólicas. Outras moléstias, com menor evidência, concorrem para comprometimento da condição de saúde física e mental.

O alcoolismo agudo tem sido apontado como a principal causa urbana de mortes e lesões por acidente. A associação do uso de bebida alcoólica com a baixa ingestão alimentar potencializa as manifestações orgânicas imediatas e tardias e se agrava no tempo de calor.

“Beber com moderação”, como divulga o Ministério da Saúde, permanece a melhor recomendação, sustenta o Diretor Médico da ePharma.

Liga de Combate ao Câncer conscientiza comunidade sobre prevenção de DST

DSC_0492A Liga de Combate ao Câncer promoveu ações de conscientização para a população de Bento Gonçalves sobre a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis(DSTs), no último sábado, dia 11. A Liga recebeu o apoio do 6º Batalhão de Comunicação de Bento Gonçalves e dos atletas do time de rugby Snakes. Os voluntários abordaram pedestres e veículos em oito pontos específicos da cidade, repassando orientações e material informativo para conscientizar a população a adotar hábitos saudáveis, especialmente no período carnavalesco.

unnamed (1)A ação ocorreu durante toda a manhã na Via Del Vino; na esquina das ruas 13 de maio com Salgado Filho e com a Saldanha Marinho; da rua Antonio Guindani com a General Gomes Carneiro; da Ramiro Barcelos com a Júlio de Castilhos; da Saldanha Marinho com a Marechal Deodoro; da Saldanha Marinho com a Marechal Floriano e da Avenida São Roque com a Celeste Agostin.

“Estamos trabalhando para transmitir a mensagem de que, mesmo em meio a um momento de alegria e descontração como é o Carnaval, a saúde deve estar em primeiro lugar. A festa será ainda melhor se for aproveitada de forma responsável, sem consequências prejudiciais e até mesmo irreversíveis para a saúde”, destaca a presidente da Liga, Maria Lúcia Gava Severa.

unnamedUm dos focos da ação foi o alerta contra o HPV (papilomavírus humano), que pode evoluir para um câncer. De acordo com o Inca, pelo menos 13 tipos de HPV são considerados oncogênicos, apresentando maior risco ou probabilidade de provocar infecções persistentes e de estarem associados a lesões precursoras. Ainda conforme a instituição, entre os HPVs de alto risco oncogênico, os tipos 16 e 18 estão presentes em 70% dos casos de câncer do colo do útero, por exemplo. O alerta envolve, ainda, o perigo de que o HPV cause câncer de vagina, vulva, ânus, pênis, boca e orofaringe.

Os interessados em informações complementares podem contatar a Liga de Combate ao Câncer pelo fone (54) 3451-4233, em Bento Gonçalves.

Relatório sobre condições do hospital Tacchini é entregue pela Fiscalização em Saúde

745133464425A Secretaria Estadual da Saúde entregou ao Ministério Público do Trabalho (MPT), em Caxias do Sul, relatório sobre as condições sanitárias do hospital Tacchini de Bento Gonçalves. O documento foi elaborado com base na inspeção realizada de 6 a 9 de dezembro, parte de operação em hospitais no Rio Grande do Sul, coordenada pelo MPT. Foram analisados dimensionamento de espaços, riscos de contaminação e procedimentos de higienização, entre outros aspectos. O bloco cirúrgico e a Central de Material Esterilizado (CME) foram os setores com maior número de irregularidades constatadas pela equipe.

O hospital foi notificado no dia nove de dezembro, devendo adotar 33 providências para corrigir as situações encontradas. Os prazos para cumprimento variam e alguns vão até março deste ano.

O documento é assinado pelos fiscais sanitários Ronaldo Ribeiro Bicca (Coordenadoria Regional de Saúde de Erechim) e Solange Terezinha Alves de Oliveira (Coordenadoria Regional de Saúde de Cachoeira do Sul). 

Clique aqui para acessar o relatório.

Fonte: Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Sul (MPT-RS)