Posts

No Dia Mundial da Água, é hora de economizar o líquido mais precioso do planeta

Informações: MSLGROUP ANDREOLI

Já parou para pensar na quantidade de água e energia que você consome todos os dias? Na hora do banho, de usar o aspirador ou mesmo no momento de lavar a louça, é muito importante poupar recursos naturais – e ainda dá para economizar dinheiro fazendo isso.

Nas últimas décadas o consumo de água cresceu duas vezes mais do que a população e a estimativa é que a demanda cresça 55% até 2050. Se continuarmos esbanjando, em 2030 o mundo enfrentará um déficit no abastecimento de água de 40%. Ou seja, precisamos economizar mesmo!

O mesmo vale para o consumo de energia. Estima-se que daqui a trinta anos a população passe de sete para mais de nove bilhões de pessoas. Serão necessários quase três planetas Terra para manter o atual estilo de vida da humanidade. Não queremos que isso aconteça, certo? Por isso, para economizar água, energia e dinheiro, separamos dicas eficientes e que você pode adotar agora mesmo.

1. Não lave mais louça
Não estamos dizendo que você precisa deixar a louça suja na pia para sempre, mas comprar uma lava-louças é a melhor opção. Sabia que para cada copo que sujamos, são necessários mais dois copos de água limpa para lavá-lo? Em quinze minutos de torneira aberta na pia gastam-se em média 90 litros de água. Na lava-louças, a economia pode chegar a 27 mil litros em um ano, o que vale a 55 caixas d’água de 500 litros!

2. Peneirando o chuveiro
Uma opção barata e fácil, os arejadores, também chamados de “peneirinhas”, misturam ar à água dando a sensação de maior volume. A eficiência é a mesma, mas os respingos que levam ao desperdício serão menores. E ele pode ser implantado na pia também. A peça custa cerca de R$ 60 e você nem precisa chamar o encanador – basta rosquear os arejadores nos bicos das torneiras e chuveiros e pronto. Fácil!

3. Sem desperdício
Já pensou em reutilizar a água da pia do banheiro na descarga? A pia fica acoplada ao vaso sanitário, e toda a água utilizada nela é direcionada à descarga. Isso proporciona uma economia de até 70% da água usada no banheiro.

4. “Lavar roupa todo dia”. Só que não
Uma lavadora de cinco quilos consome 135 litros de água a cada uso. Acumule roupas da semana para lavar de uma só vez e, se for possível, reuse aquela blusinha de segunda, que continua limpa, na sexta. Lavar roupas sem necessidade é bobagem!

5. Em modo “stand by
Você sabia que os aparelhos domésticos ficam em stand by e gastam energia mesmo nessa função? Não adianta só desligar os aparelhos no comando, é preciso tirá-los da tomada também. Isso pode acontecer com TVs, computadores, carregadores de celular, equipamento de canal a cabo e etc.

6. Na dança do balde
Enquanto você está encolhido no canto do box esperando a água do chuveiro esquentar, prepare um balde para receber a água fria. Você pode reutilizá-la para lavar as roupas, o quintal, o carro etc. No final do dia, você poupou mais de 8 litros de água! Você também pode captar água enquanto toma banho. É só colocar uma bacia sob os seus pés.

7. Aproveitando a piscina ao máximo
Você pode reutilizar a água da piscina de montar para regar os jardins quando não for mais usá-la! Verifique se o nível de cloro não está alto para as plantas, pois isso pode matá-las. Você provavelmente não vai utilizar toda a água de uma piscina de 10 litros, por exemplo, então dividi um pouquinho com o seu vizinho não terá problema nenhum e fará com que todos saiam felizes: você, seu bolso, a água e as plantinhas.

1ª edição do projeto Unir para Crescer ocorre em Bento Gonçalves, na Fundação Casa das Artes

Bento Gonçalves foi escolhida entre os municípios da Serra Gaúcha para receber a primeira edição do projeto Unir para Crescer, no próximo dia 15 de março. O evento tem como proposta a troca de conhecimento em prol do crescimento econômico do país e será realizado na Fundação Casa das Artes das 9h às 20h. Inspirado no evento italiano Festival della Crescita, que busca fomentar a reação econômica do país por meio de uma cultura colaborativa entre empresas, o projeto percorrerá o Brasil durante o ano de 2017. Inscrições através do site http://unirparacrescer.com.br/bento-goncalves/ no valor de R$ 110.

A ideia de trazer uma versão brasileira do Festival della Crescita é do grupo Focus Excelência, liderado pela socióloga, antropóloga e pesquisadora Marinez Pretto, que viu no festival uma possibilidade de auxiliar a economia brasileira a se reerguer do cenário atual. “Atualmente o Brasil é um país sem perspectivas para voltar a crescer à altura de seu potencial. É por isso que mais do que nunca é preciso ser criativo para voltar a crescer e de forma sustentável”, explica Marinez.

A proposta consiste em eventos de integração entre empresariado, instituições, universidades, profissionais liberais, e cidadãos com a fim de encorajar e impulsionar o crescimento através da troca de informações e experiências. A meta é de que essa união entre setores e saberes auxilie os envolvidos a pensar fora da caixa e combater a estagnação. O evento é destinado para empresas, comércio em geral, profissionais liberais, universidades, pesquisadores, estudantes e governo.

Os principais eixos discutidos serão: Os novos paradigmas do futuro, educar e cultivar, inventar e criar, comunicar e transmitir, empreender e inovar. A parte final do evento está destinada para uma consultoria dada por profissionais especializados na área a fim de auxiliar do pequeno ao grande empreendedor a alcançar seus objetivos.

 

 

Programação

08:30 – ABERTURA

09:00  – INTRODUÇÃO AO PROJETO “UNIR PARA CRESCER”
Francesco Morace }
Future Concept Lab (on line)
09:45 – OS NOVOS PARADIGMAS DO FUTURO
Marinez Pretto
10:30 – EDUCAR E CULTIVAR
Gustavo Borba
Unisinos
Case Anderson Yanzer
11:30 –  O PODER TRANSFORMADOR DA CRIAÇÃO ARQUITETÔNICA: DO MACRO AO DETALHE
Flama Savio
12:30 – ALMOÇO
14:00 – MOMENTO CULTURA
14:30 – COMUNICAR E PARTILHAR
Melissa Lesnovski
Case Dinamize
15:45 – EMPREENDER E INOVAR
Guilherme Masseroni
Case Bruno Pazzin (Operação Serenata do Amor)
17:00 – RAÍZES E INOVAÇÃO
Case Valduga
17:30 – NETWORKING
Coquetel Unir para Crescer
18:30 – CLÍNICA DE SOLUÇÕES
19:30 – ENCERRAMENTO

 

Vale a pena antecipar a restituição do IR?

Por Reinaldo Domingos*

Muita gente, nessa época do ano, busca por um serviço que, embora possa parecer uma mão na roda, é perigoso, se não for feito com cautela: a antecipação da restituição do Imposto de Renda. Além de considerar os juros, é preciso ter certeza de que a declaração entregue está inteiramente correta, pois o contribuinte pode cair facilmente na malha fina e ter que arcar com o empréstimo do próprio bolso. 

O contribuinte também deve prestar muita atenção na hora de preencher, pois se não colocar todos os dados corretamente pode acabar perdendo dinheiro de dedução. É válido buscar o máximo de informação possível sobre o serviço e/ou procurar um especialista contábil para evitar problemas. 

É claro que o adiantamento do valor pode ajudar nas contas, no entanto, o que as pessoas não entendem é que, além de correrem riscos, estão apenas remediando um problema. Precisar dessa quantia já é uma prova de que as coisas não vão bem e que está faltando educação financeira. Caso contrário, não estariam precisando antecipar o recebimento de algum dinheiro para honrar com um compromisso que não conseguiu pagar com o seu próprio orçamento. 

Sendo assim, a recomendação é que, antes de tomar qualquer decisão, se realize um diagnóstico financeiro, para saber dos ganhos mensais e para onde está indo cada centavo do dinheiro, podendo, dessa maneira, identificar o que exatamente precisa ser resolvido, ou seja, quais despesas estão sendo supérfluas que podem ser diminuídas ou até mesmo eliminadas. 

Se os juros que está pagando em uma dívida forem maiores do que os da antecipação, também pode ser um bom negócio. Mas ainda assim é importante fazer uma boa pesquisa entre as instituições financeiras, uma vez que a concorrência é alta, fazendo com que as taxas cobradas variem muito. Agora, caso os juros da dívida sejam menores do que o da antecipação, o melhor é aguardar.

 *Reinaldo Domingos é doutor em educação financeira, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) e da DSOP Educação Financeira e autor do best-seller Terapia Financeira, do lançamento Diário dos Sonhos e da primeira Coleção Didática de Educação Financeira do Brasil.