Posts

Instituições municipais culturais atenderão mediante agendamento

Nesta segunda-feira, 22, o Governador Eduardo Leite anunciou que a macrorregião da Serra permanece na bandeira preta no distanciamento controlado. Em reunião com o Gabinete de Atenção ao coronavírus o prefeito, Diogo Siqueira anunciou que o Município vai seguir o modelo de cogestão, e os novos regramentos estabelecidos pelo Governo do Estado.

Assim sendo, a Secretaria de Cultura, a Fundação Casa das Artes vêm informar que os atendimentos serão individualizados mediante agendamento horário das 8h às 11h45 e das 13h30 às 17h45. Para agendar o atendimento é preciso entrar em contato por meio do telefone (54) 3771-4224.

O Museu do Imigrante seguirá o seu horário normal das 8h às 11h45 e das 13h30 às 17h45. No entanto, a instituição atenderá grupos de até 6 (seis) pessoas mediante agendamento. Já no Anexo Administrativo do Museu do Imigrante o atendimento terá que ser agendado e será atendida uma pessoa por vez.

A Biblioteca Pública Castro Alves está atendendo com horário diferenciado, com atendimento agendado e individualizado das 8h às 12h e das 13h às 17h, por meio do telefone que atende pelo número (54) 3452-5344. O atendimento será realizado conforme as orientações abaixo:

– Atendimento de um usuário por vez (portando máscara)

– Os livros para empréstimos devem ser solicitados na recepção

– Aumento do prazo de devolução para 30 dias

– As devoluções ficam em quarentena por 14 dias

 

Assessoria de Comunicação Social

Casas históricas e centenárias são foco de concurso cultural

As casas históricas e centenárias da linha São Pedro são tema do concurso cultural que teve período de inscrição ampliado até dia 26 de fevereiro de 2021. A ação é promovida pela Associação Caminhos de Pedra de Bento Gonçalves, que fará uma exposição fotográfica na abertura de sua sede, junto a histórica Casa Merlin, prevista ainda para o primeiro trimestre deste ano.

No período de apogeu da Linha Palmeiro, as casas eram grandes e expressavam a prosperidade da família que, normalmente, era numerosa.

As casas imponentes que hoje atraem visitantes de todo o Brasil, são resultado de esforços conjuntos: dos imigrantes que às construíram e mais recentemente, dos descendentes e da comunidade de São Pedro. No final da década de 80, iniciou-se um trabalho de restauração dos casarões que resistiram à passagem do tempo, não só com intuito de transformar o local em atração turística, mas também como um resgate do patrimônio histórico e cultural.

Os passeios nas casas são uma viagem no tempo, sendo que algumas foram construídas em 1880.  É o caso da Família Strapazzon, que hoje disponibiliza a casa de 140 anos para visitação e espaço de degustação de vinhos. Um dos marcos na história dos Caminhos de Pedra foi a utilização da casa transformada em cantina, como cenário para filmagens do filme “O Quatrilho”, lançado em 1995.

Casa da Família Strapazzon

Casa da Família Strapazzon

 

Além destas, outros destaques são as casas de pedra construídas em 1878 para moradia, que mais recentemente foram restauradas e transformadas em hospedagens. A casa de pedra construída em 1878 para moradia da família de Sebastiano De Marchi, imigrantes da região do Veneto na Itália, foi adquirida por Timóteo Cantelli em meados do século XX, e mais recentemente, seus descentes a restauraram e a transformaram em pousada. Construída com pedras irregulares, com dois pisos e “granaro”, (sótão destinado à secagem e estocagem de grãos), a casa construída pelo imigrante Giovanni Barp, por volta de 1878, é uma das mais antigas da região e hoje também foi transformada em local de hospedagem.

Casa da Família Cantelli

Casa da Família Cantelli

 

Tem até casa que hoje é restaurante, é o caso da construção feita por volta de 1880 pelo imigrante Giuseppe DallAcqua, que adquirida pela Família Bertarello por volta de 1925, foi rebocada em 1930, o que a deixou totalmente descaracterizada por mais de 60 anos. Em 1994 readquiriu sua beleza original ao ser a primeira casa restaurada pelo Projeto Cultural Caminhos de Pedra. Com muitas histórias fascinantes, ao lado desta casa também está a árvore Maria Mole ou Umbu, a pequena gruta formada por suas raízes serviu como abrigo para os primeiros imigrantes que chegaram à região, o que atribui a ela grande valor histórico.

Casa Bertarello

Casa da Família Bertarello

 

A Casa Merlin, também construída na década de 1880, por exemplo, foi restaurada recentemente e ainda no ano de 2021 disponibilizará espaço para exposições sobre a Família Merlin, para ensaio e apresentação de grupos folclóricos. A Família Merlin foi responsável por construir a maior casa de pedra de Bento Gonçalves, tombada pelo município, com 43 aberturas, três pavimentos e 400 metros quadrados de área construída.

Mas nem só de casas de pedra se fez o sucesso da Linha Palmeiro, a casa que hoje recebe visitantes para contar a história da produção da erva-mate, foi construída toda em madeira pela Família Cecconello em 1884, e a roda d’água à transformou em um verdadeiro cartão postal para os visitantes.

Como premiação pela participação no concurso cultural, os vencedores das categorias profissional e amador, receberão uma cesta com produtos coloniais produzidos nas casas. Todos os participantes receberão certificado de participação e terão suas fotos expostas na Casa Merlin, até o final de 2021. O envio das fotos e especificações técnicas para participação estão disponíveis em http://bit.ly/ConcursoRCP.

 

Capa: Casa Merlin

Battle In The Cypher reúne equipe de grafiteiros e busca muros para colorir em Bento Gonçalves

Programada para acontecer de 29 de março a 04 de abril, a Battle In The Cypher vai reunir um time de feras do graffiti para colorir os muros de Bento Gonçalves. O encontro que articula todos os elementos da Cultura Hip Hop já convocou artistas e coletivos atuantes da cena da arte urbana gaúcha para o evento: Digão (Santa Cruz do Sul), Hydes 1 (Canoas), Felipe Reis (Porto Alegre), Guilherme Nerd (Caxias do Sul), Studio Flop (Caxias do Sul), Jackson Brum (Porto Alegre), Michel Firma (Guaíba). De Florianópolis, devem baixar Wagner Wagz e João Vejam.

Para dar vazão à criatividade destes grafiteiros todos, os organizadores do evento estão atrás de muros da cidade de Bento Gonçalves para os grafiteiros colorirem. Casas particulares, estabelecimentos comerciais, espaços coletivos e outras edificações cujos proprietários ou responsáveis estejam dispostos a receber arte urbana em suas paredes podem fazer contato.  

Neste ano, para a sua 12ª edição, a Battle In The Cyper escolheu como lema “Inspirar e Fortalecer”. Nesse contexto, a proposta é seguir articulando a cena da cultura urbana da Serra Gaúcha com o ambiente nacional e latino-americano. A proposta do Coletivo Nest Panos é a realização de um encontro presencial, seguindo os cuidados necessários e determinados pelas autoridades sanitárias diante da pandemia da Covid 19.

O projeto foi selecionado no Edital de Concurso Produções Culturais – SEDAC nº 09/2020, da Lei nº 14.017/2020, a Lei Aldir Blanc.

 

Foto: Bruna Ferreira

Homenagem é prestada a empresários que incentivam a Cultura em Garibaldi

Como forma de agradecer e estimular as empresas que destinam parte de seus impostos para ações culturais por meio de leis de incentivo ou de projetos próprios, a Prefeitura de Garibaldi, por meio da Secretaria de Turismo e Cultura, prestou uma homenagem no último 24 de outubro, no Gabinete do Prefeito. A atividade integrou as comemorações do aniversário de 118 anos do Município.

O prefeito, Antonio Cettolin, reforçou o quanto o incentivo das empresas tem auxiliado as entidades de Garibaldi e os eventos que a cidade realiza. “Usar os impostos para os projetos culturais de Garibaldi é uma forma de ver esse dinheiro voltado diretamente aos munícipes e ao desenvolvimento em nossa cidade”, frisou. Também destacou a diversidade cultural presente no Município, por meio de vários segmentos como dança, música e teatro.

Homenagem aos apoiadores a cultura - Alexandra Ungaratto (2)

A presidente do Conselho de Políticas Culturais de Garibaldi, Rosana Marina, agradeceu às empresas pela importância da verba destinada à cultura, trabalhando o desenvolvimento das pessoas e mantendo os hábitos que formam a identidade garibaldense.

Para o secretário de Turismo e Cultura, Paulo Salvi, a cultura é responsável direta por manter e valorizar a história de Garibaldi. “Nossos eventos vão além do entretenimento, tendo como base os valores de nossa gente e a força de nossa história. O apoio das empresas se soma ao esforço do Poder Público e mostra o comprometimento dos empresários com a nossa cultura”, acredita.

Foram contempladas as empresas: Banrisul; Caixa; Cooperativa Agrícola Cairu; Cooperativa Vinícola Garibaldi; Metalúrgica Simonaggio; Nechamp Alimentos; Nutrire; Provedor Redesul; Sicredi Serrana; e Tramontina.

Foto:Alexandra Ungaratto

YANGOS lança clipe gravado em Portugal

Vídeo de ‘Gaita ou Sanfona’, do disco ‘Brasil Sim Senhor’, já está disponível no Youtube

É ao som de Gaita ou Sanfona, no ritmo de uma cativante “chamarra”, que o grupo YANGOS apresenta nesta segunda-feira, 17, seu mais recente clipe, gravado em apenas oito horas nas freguesias de Graça, Alfama e Alcantara, em Lisboa, Portugal. Trata-se do seu vídeo mais bem produzido, com captação e edição de imagens que traduzem muito da energia e do profissionalismo do grupo de Caxias do Sul, na Serra Gaúcha, hoje referência na música latina instrumental no sul do Brasil.

O esmero com a produção tem uma justificativa técnica, a expertise da equipe da produtora portuguesa Wondr, coordenada por Pedro Coelho. Mas tem também – e muito – uma relação de amizade e cumplicidade entre o diretor do clipe, o caxiense Filipe Mello, e a YANGOS. Radicado há um ano em Lisboa, Mello recebeu os amigos por lá durante uma breve parada que o quarteto fez em Portugal antes de seguir para a Rússia, onde se apresentou durante a Copa do Mundo, em julho.

A fotografia de Maurício Franco, que divide a direção com Mello, e a produção de Carine Panigaz dão ao clipe beleza estética e dinamismo, conceituando as cenas com a descontração típica da YANGOS. “Nunca tivemos pretensão de fazer algo extraordinário, estávamos todos ali para celebrar o nosso encontro aqui na Europa. Foi tudo meio no improviso, mas com suporte profissional. O clipe é uma celebração da amizade, nada mais do que isso”, resume Mello.

Para o tecladista e autor de Gaita ou Sanfona, Mello era a pessoa certa para fazer o clipe. “Essa música busca minimizar as diferenças, desfazer os rótulos. Por exemplo, não importa se chamamos gaita ou sanfona, o que importa é criar, tocar, fazer a coisa acontecer. E o vídeo mostra isso, nossa linguagem estética visual, quem somos e a nossa proposta por meio da música instrumental. O olhar do Filipe foi certeiro nesse sentido”, destaca Casara.

Confira o clipe de Gaita ou Sanfona:

https://youtu.be/hTBnfDswtw8

Ficha técnica:

Produtora: Wondr

Direção: Filipe Traslatti de Mello e Maurício Franco

Direção de Fotografia: Maurício Franco

Assistente de Fotografia: Virgílio Pinto

Produção: Carine Panigaz

Edição: Filipe Traslatti de Mello

Gaita ou Sanfona 4 - Produtora Wondr

A YANGOS

Formado por César Casara (piano), Cristiano Klein (percussão/cajón e bombo leguero), Rafael Scopel (acordeon) e Tomás Savaris (violão), é um dos grupos referência da música instrumental sul-brasileira. Faz da união desses instrumentos um encontro cheio de energia, transmitida por ritmos como milonga, vaneira, chacarera e chamamé, misturados com um punhado de performance rock e uma pitada jazzística. Em 13 anos de carreira, o quarteto soma cinco álbuns, um DVD, uma premiação e três indicações ao Prêmio Açorianos de Música (2015/2016), uma menção honrosa no Festival Audiovisual da Serra Gaúcha (2017) e uma nominação ao Latin GRAMMY Awards ® (2017). Foi selecionado com outros 10 grupos do Brasil para apresentar-se durante a FIFA World Cup 2018, Moscow/Russia. Conquistou público e crítica de todas as regiões do Brasil e em mais de uma dezena países em todas as três Américas e Euro-Ásia.

Saiba mais:

O trabalho da Yangos está disponível em todas as plataformas de streaming e nos canais oficiais do Spotify, YouTube e Soundcloud, além do Facebook e Instagram @yangosoficial.

www.yangos.com.br

You tube: https://www.youtube.com/user/yangosquarteto

Crédito da imagem em anexo: Produtora Wondr

Espetáculo ‘’O TEMPLÁRIO’’ encerra as apresentações teatrais da ARTE NA MARGEM

O Grupo Ueba Produtos Notáveis apresenta o espetáculo “O Templário – Reflexões à Beira da Morte”. Serão duas sessões no Moinho da Cascata nos dias 29 e 30 de junho, sempre às 20 horas, em Caxias do Sul.

O Templário é um solo escrito e atuado por Jonas Piccoli, com direção de Aline Zilli e surge a partir de pesquisas históricas sobre a ordem dos Cavaleiros Templários. Esta organização atuou por cerca de dois séculos na idade média, e tinha como objetivo proteger cristãos que peregrinavam a Jerusalém, porém os templários sofrem um golpe do Rei, que por ganância e poder prende seus integrantes para não pagar-lhe dividas e empréstimos.

O espetáculo traz à cena um prisioneiro que aguarda sua execução na masmorra. Nestes momentos finais de sua vida ele rememora os fatos que o levaram até a cela. Por mais que esses fatos tenham acontecido há muitas décadas, os assuntos sobre a condição humana ainda são muito atuais e as reflexões necessárias. Entre passagens leves, densas, cômicas ou momentos históricos, só lhe resta um confidente em quem confiar.

Por Aline Zilli

A peça ‘’O Templário – Reflexões à Beira da Morte’’ é o encerramento da programação de apresentações do MOSTRA ARTE NA MARGEM que possui financiamento FINANCIARTE. O projeto atuou durante os meses de abril, maio e junho recebendo cerca de 1500 pessoas na sede do grupo, o Centro Histórico e Cultural Moinho da Cascata. Além da encenação, a Ueba realiza exposição de fotos e figurinos. Todas as atividades são GRATUITAS e ABERTAS AO PÚBLICO.

SINOPSE

Jean foi um bravo guerreiro, um cavaleiro Templário, que lutava por uma causa que acreditava ser justa e digna, porém fora traído justamente por aqueles que ele defendia. Encontra-se agora em uma masmorra pacientemente aguardando sua execução e de seus companheiros, dentre esses o líder Jaques Demolay, por traição a Igreja.

Entre torturas e angustia ele lembra suas histórias ora de forma fraterna ora visceral, levanta questionamentos, fala sobre sua ordem e de sociedades secretas, como a dos Pedreiros Livres. Na hora de sua morte relembra a busca por justiça social, por democracia, liberdade e igualdade.

Wladi Costa lança novo trabalho no Teatro do Sesc Bento Gonçalves

A apresentação do projeto “A arte do afago” acontece no dia 29 de junho, a partir das 21h

 Sesc Bento Gonçalves traz ao município o show de lançamento do disco “A arte do afago”, novo trabalho do músico Wladi Costa. No dia 29 de junho, próxima sexta-feira, a partir das 21h, o Teatro do Sesc local recebe a apresentação do espetáculo, que flerta com gêneros como Reggae, Rap, MPB, Rock, Soul e a música gaúcha contemporânea. Os ingressos custam R$ 20 e podem ser adquiridos antecipadamente no chaveiro Pertile, no Shopping Bento, ou uma hora antes do show na portaria do Teatro. Mais informações estão disponíveis no telefone (54) 3452-6103 ou no site www.sesc-rs.com.br/bento_goncalves/.

O segundo disco da carreira reafirma Wladi como compositor que mistura vários gêneros musicais, mas não perde sua identidade. Ele canta a paixão pela música, as poesias que fez para a esposa, os namoros dos amigos, as viagens, a luta contra o relógio e o amor que transborda de vida em vida. Para este show o cantor promete tocar todas as músicas do segundo trabalho “A arte do afago” e as principais músicas do primeiro álbum “Na ponta dos pés” (2013).

Wladi é natural de Porto Alegre e viveu em Alegrete até os seis anos de idade. Foi a Bento Gonçalves e viveu até os 24 anos. Há três anos voltou para a capital. Todas estas mudanças influenciaram nas suas referências e contribuiu para o desenvolvimento de sua composição. Em 2013 lançou o seu primeiro trabalho “Na ponta dos pés” no teatro da Casa das Artes, em Bento Gonçalves.

Sobre o Arte Sesc – Cultura por toda parte – Criado pelo Sistema Fecomércio-RS em 2007, o programa reúne todas as atividades culturais desenvolvidas pelo Sesc no Rio Grande do Sul, entre teatro, música, artes plásticas, literatura e cinema. Além de promover uma intensa troca de experiências e ampliar o acesso à produção artística, o Arte Sesc busca ser reconhecido como promotor de ações culturais no Estado, sendo elas não só apresentações artísticas, mas também de caráter formativo e educacional, orientadas por três eixos: transversalidade, diversidade e acessibilidade.

 

Wladi Costa – Bento Gonçalves

 Data: 29 de junho (sexta-feira)

Horário: 21h

Local e endereço: Teatro do Sesc Bento Gonçalves – Rua General Cândido da Costa, 88

Ingressos: R$ 20 e podem ser adquiridos antecipadamente no chaveiro Pertile, no Shopping Bento, ou uma hora antes do show na portaria do Teatro

wladi-costa4675948

Raul Seixas terá show em sua homenagem na Semana do Rock

Rodrigo Seixas, cover de Raul, irá se apresentar no Anfiteatro da Fundação Casa das Artes

Inspirado na obra de Raul Seixas, o cantor Rodrigo dos Santos irá se apresentar no dia 12 de julho, às 20h, no Anfiteatro da Fundação Casa das Artes. Realizado pelo Sistema Fecomércio-RS/Sesc com apoio da Fundação Casa das Artes e Secretaria de Cultura, o evento terá ingressos com valores entre R$ 12 e R$ 26, comercializados no Sesc Bento Gonçalves (Rua General Cândido da Costa, 88). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (54) 3452-6103, no site www.sesc-rs.com.br/bentogoncalves e na página www.facebook.com/sescbentogoncalves.

Há 20 anos, Rodrigo dos Santos trabalha como cantor e desde 2001 como cover de Raul Seixas – de lá para cá assina o seu nome artístico como Rodrigo Seixas. O artista revive nos palcos os melhores momentos do “Maluco Beleza”, com ênfase na fase mais jovem de Raul, mas sem se esquecer de sucessos como “Gita”, “Metamorfose Ambulante” e “Há 10 mil anos atrás”.

Tributo a Raul Seixas (3)

Tributo a Raul Seixas

Data: 12/07

Local: Anfiteatro da Fundação Casa das Artes (R. Herny Hugo Dreher, 127 – Planalto)

Horário: 20h

Ingressos à venda no Sesc (Rua General Cândido da Costa, 88):

R$ 12,00 + doação de 1kg de alimento não perecível – Categoria Comércio e Serviços do Cartão Sesc/Senac
R$ 18,00 + doação de 1kg de alimento não perecível – Categoria Empresários do Cartão Sesc/Senac
R$ 26,00 + doação de 1kg de alimento não perecível – Público em geral

R$ 13,00 + doação de 1kg de alimento não perecível – Estudantes, professores, idosos e classe artística

2ª Edição da Maratona Urbana ocorre no próximo domingo

O Maratona Urbana nasceu da ideia de levar o Hip Hop para mais pessoas e lugares. Sua segunda edição será em 24 de junho, no Bairro Ouro Verde em Bento Gonçalves. serão realizados workshops gratuitos de graffiti e deejay , além de um bate papo sobre produção de eventos com artistas da cidade e de outras partes do Rio Grande do Sul. Também ocorrerá pintura dos muros da Praça CEU e batalhas de dança para iniciantes e para adultos.

O evento itinerante ocorre pelo segundo ano consecutivo. Nesta edição, serão feitos Collabs com outros eventos do estado, com excursões vindas de outras cidades. A Collab da vez será do evento Batalha Da Prova, de Caxias Do Sul, que é um encontro voltado para projetos sociais que trabalham com oficinas continuadas de Hip Hop. Está confirmada a participação de dois ônibus com crianças e professores de diversos projetos sociais de Caxias, além dos alunos das Oficinas Da Praça CEU em Bento.

1 edição

Após as competições de dança, também será oferecido um lanche para as crianças participantes, com apoio dos projetos sociais envolvidos e do comércio da comunidade do Bairro Ouro Verde.

Durante mais outras quatro edições mensais, serão visitadas praças do Município incentivando crianças e jovens a se interessar por cultura urbana.

Maratona Urbana
Cronograma:
13:00h Workshop Graffiti – ComBernardo Duarte
13:00h Workshop Deejay – ComZion
13:45h Workshop Produção De Eventos -William Sarate Ballestrin
13:45h Momento All Style
15:00h Batalha de Iniciantes 1×1
16:00h Seven To Smoke Breaking
17:00h Final Iniciantes
17:30h Café Com Breaking
18:00h Encerramento

Elenco:
Jurado:Bernardo Duarte
Mc/hoast:Pedrinho Footwork Squad
Deejays: Zion //Jua Mariano // Cheirinho
Writers:Rodrigo de Almeida
Exposição De Jaquetas Customizadas
Fotos:Bruna Ferreira
Video:Victor Costa
Organização:Nest Panos
Atividades 100% Gratuitas
Projeto Financiado Pelo Fundo Municipal de Cultura de Bento Gonçalves

Cia Teatral Acto abre inscrições para oficina de teatro

Teatro físico será tema da primeira oficina do projeto que pretende trazer, até setembro, quatro professores de fora, trabalhando diferentes linhas de estudo teatral 

A Cia Teatral Acto está com inscrições abertas para a primeira oficina de teatro que integra o projeto aprovado junto à Prefeitura Municipal de Garibaldi, por meio da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura. As aulas de Teatro Físico ocorrem nos dias 22, 23 e 24 de junho, abrindo uma sequência de quatro oficinas agendas até o mês de setembro, trazendo profissionais renomados, em estilos como Mimo Corporal (mímica), Comicidade – Clown e Bufão. Todos os encontros serão realizados em uma sexta, das 19h às 22h; sábado e domingo, das 9h ao meio dia, e das 13h às 17h, além de uma mostra aberta agendada para o domingo, às 18h. As oficinas são gratuitas, com limite de 20 vagas a serem preenchidas por moradores de Garibaldi.

f178f15c4fd7b81bde0a488712ef2da8

A construção de personagens por meio do teatro físico será o tema da primeira oficina, neste mês, ministrada pelo professor Sidinei do Carmo, de Minas Gerais. Ao longo dos encontros o professor pretende unir a teoria e a prática de teatro físico a partir do Método Grotowsky, relacionando e apropriando os espaços cênicos e uso de objetos em cena; onde os participantes irão compor cenas/ações que podem ser conduzidas para micro peças e intervenções na cidade.

SERVIÇO

O que? Oficina Teatro Físico, com Sidinei do Carmo

Quando? Dias 22, 23 e 24 de junho

Onde? Centro Social e Cultural São José (ao lado do Hotel Mosteiro São José | R. Buarque de Macedo, 3590 – Centro)

Quanto? Oficina gratuita. Vagas limitadas!

Inscrições abertas pelo [email protected].

OFICINAS 2018*

JUNHO | Teatro Físico

Construção de Personagens

Ministrante: Sidinei do Carmo (MG)

Dias 22, 23 e 24 de junho

JULHO | Mimo Corporal

Oficina introdutória

Ministrante: Mhirley Lopes (SC)

Dias 27, 28 e 29 de julho

AGOSTO | Comicidade Clown

O teatro do palhaço

Ministrante: Melissa Dornelles (RS)

Dias 24, 25 e 26 de agosto

SETEMBRO | Bufão

A beleza disforme

Ministrante: Simone De Dordi (RS)

Dias 28, 29 e 30 de setembro

*As oficinas ocorrem sempre na sexta, das 19h às 22h, sábado e domingo, das 9h ao meio dia; e das 13h às 17h, no Centro Social e Cultural São José. As inscrições ocorrem de forma independente e incluem uma mostra final, no domingo, às 18h.