Posts

Definido o patrono e o tema da Feira do Livro 2018 de Garibaldi

Concurso para slogan também abriu inscrições

O patrono da Feira do Livro 2018 de Garibaldi será o agrônomo, publicitário e cartunista Alexandre Beck. A feira ocorrerá de 02 a 06 de outubro, na Praça Loureiro da Silva. Também estão abertas as inscrições para o slogan deste ano, que considera o tema “Quadrinhos e a leitura”.

Com quase um milhão de seguidores no Facebook, o personagem Armandinho, criado por Alexandre, é um menino inteligente, bem-humorado e que, por meio de uma linguagem simples, provoca diversas reflexões. O garoto de cabelo azul e língua afiada foi arrecadando fãs, e, depois de ganhar a internet, tem suas tiradas irônicas e sagazes estampadas em nove livros.

A inspiração de Alexandre Beck para criar as histórias do Armandinho é o próprio mundo; bem como os costumes e os hábitos das pessoas. O catarinense atribui o sucesso do personagem a uma possível identificação do público com os filhos, alunos ou até mesmo com a própria infância.

Em sintonia com o trabalho do patrono, e por ser um gênero de grande identificação com o público, o tema da Feira do Livro 2018 será “Quadrinhos e a leitura.” Ao apresentar texto e imagem, as histórias em quadrinhos estabelecem uma ideia de complementaridade. Muito popular entre crianças e adolescentes, a ideia é discutir um gênero que, por muitas vezes, é o início da descoberta no mundo dos livros.

Beck entende que os Quadrinhos são bem abrangentes. “As tirinhas são uma pequena história em quadrinhos. Inclusive há tiras sequenciais, que dependem da leitura em sequência para compreensão, longas (não como as do Armandinho, que em geral funcionam isoladas) que depois são publicadas como revistas em quadrinhos”, explica. “Nas tirinhas – diferente de charges e cartuns, e mais parecido com quadrinhos – conseguimos desenvolver personagens, e mesmo tendo espaço limitado (são três ou quatro quadros), é possível desenvolver melhor uma ideia.”

O secretário de Turismo e Cultura, Paulo Salvi, destaca a importância do envolvimento da comunidade na Feira. “Reuniremos boas atrações para as escolas e para a comunidade, criando um ambiente diversificado em prol da cultura e do incentivo à leitura”, enfatiza.

A Feira do Livro 2018 é uma promoção da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura e Biblioteca Pública Municipal Frei Miguel. A Secretaria Municipal de Educação e o Conselho Municipal de Políticas Culturais (Concult) apoiam o evento. Mais informações no telefone (54) 3462 8235.

Alexandre Beck_ Crédito da foto Divulgação Agência RBs

Crie o slogan da Feira do Livro 2018       

Toda a comunidade garibaldense está convidada a participar da criação do slogan da Feira do Livro 2018. O prazo de entrega dos trabalhos vai até 10 de agosto. A feira ocorrerá de 02 a 06 de outubro, na Praça Loureiro da Silva.

O slogan deverá expressar a importância da leitura e observar o tema do evento Quadrinhos e a leitura. O Concurso é aberto a toda população residente em Garibaldi e cada pessoa poderá participar com apenas um slogan. Os critérios para o julgamento dos trabalhos serão os seguintes: originalidade, criatividade, correção linguística, coerência e coesão de ideias.

Os interessados deverão deixar o slogan em ficha própria disponibilizada na Biblioteca Pública Municipal Frei Miguel (Av. Rio Branco, 317). O trabalho classificado será divulgado na imprensa e será utilizado no material de divulgação da Feira do Livro 2018. Durante o evento, haverá premiação para o vencedor. Confira os detalhes do regulamento no link.

Leia as tirinhas de Armandinho abaixo!

Tirinhas Armandinho - criação de Alexandre Becjk - patrono da Feira do Livro de Garibaldi 18 (1)

Tirinhas Armandinho - criação de Alexandre Becjk - patrono da Feira do Livro de Garibaldi 18 (1)

Clube de Leitura de Garibaldi traz obra de George Orwell

Verdadeiro clássico moderno, concebido por um dos mais influentes escritores do século 20, A Revolução dos Bichos, de George Orwell, é o tema do encontro do Clube de Leitura que será realizado em Garibaldi na quarta-feira, dia 30 de maio. A atividade ocorre a partir das 19h, na Biblioteca Pública Frei Miguel.

A proposta do encontro é comentar o livro e debater as diversas ideias que surgem de uma mesma leitura. O ideal é que os participantes tenham lido a obra.  Ao final, um livro será sorteado entre os presentes, como forma de incentivo à leitura. O Clube de Leitura é uma atividade promovida pela Secretaria de Turismo e Cultura, por meio da Biblioteca Pública Frei Miguel. Mais informações no fone (54) 3462 8167.

A obra

 A Revolução dos Bichos é uma fábula sobre o poder. Narra a insurreição dos animais de uma granja contra seus donos. Progressivamente, porém, a revolução degenera numa tirania ainda mais opressiva que a dos humanos. Escrita em plena Segunda Guerra Mundial e publicada em 1945 depois de ter sido rejeitada por várias editoras, essa pequena narrativa causou desconforto ao satirizar ferozmente a ditadura stalinista numa época em que os soviéticos ainda eram aliados do Ocidente na luta contra o eixo nazifascista.

A Revolução dos Bichos Capa do Livro Créditos Reprodução

Crédito das fotos: Divulgação

Estudante, de 10 anos, assina livro infanto-juvenil do gênero conto de fadas

Perfume de Rainha

Por Natália Zucchi

A estudante Manuela Baú Ribeiro, de 10 anos, em março deste ano publicou seu primeiro livro infanto- -juvenil “Perfume de Rainha”, dentro do gênero literário conto de fadas. O imaginário da menina leva o leitor à história de duas garotas muito espertinhas escolhidas para desvendar um grande mistério envolvendo perfume, rainha, princesa, bruxa e duendes, em um reino paralelo ao que vivem. É uma aventura cercada de emoções e diversão, destinada principalmente a crianças e pré-adolescentes, relatada em 52 páginas e dez capítulos.

Primeiro livro publicado por Manuela é um conto de fadas de aventura e diversão

A jovem escritora é aluna do quinto ano do ensino fundamental do Colégio Sagrado Coração de Jesus, de Bento Gonçalves. Com o apoio e incentivo financeiro dos pais, Jaqueline Baú Ribeiro, 44 anos, e Luis Manoel Ribeiro, 48 anos, serão impressos 500 exemplares do livro, com lançamento previsto para este mês de abril, no Colégio Sagrado, em data a ser definida. Após o lançamento, poderá ser adquirido porR$ 20 em livrarias do município.

Manuela começou a escrever o conto de fadas no primeiro semestre do ano passado, intercalando a atividade com os estudos e provas escolares, finalizando o conteúdo em janeiro deste ano. Mas a vontade e a criatividade de Manuela é tanta que a garota já iniciou a escrita dos capítulos do próximo livro, intitulado “Efeito Cintilante”.

Experiência literária

A mãe conta que, desde muito pequena, Manuela gostou de ouvir historinhas contadas por ela ou pelas professoras na escola. “Ela passou a recontá-las, de sua maneira, sempre com muita criatividade”, orgulha-se Jaqueline. Ela salienta que toda a criança deve ser estimulada à leitura e atividades culturais durante os primeiros anos da infância para, no futuro, ter habilidade na escrita. ”Alguns estímulos como ouvir música, atividades de colorir, jogos educativos, quebra-cabeça, além de muita contação de histórias, despertam a curiosidade e a imaginação”, observa.

Manuela2

Mesmo muito jovem, Manuela possui uma vasta experiência literária, passeando por vários gêneros narrativos e formatos, lendo revistas, gibis e livros. ”Curto demais a coleção Kylie Jean, de Marci Peschke”,afirma a estudante. Sua lista de autores preferidos é extensa, entre eles nomes como os brasileiros Ruth Rocha, Jonas Ribeiro, Clarice Lispector, Monteiro Lobato e Ana Maria Machado. Na literatura infantil internacional, Rosie Banks, Cindy Jefferies e Rachel Renée Russell. Além de escritora, a Manuela é artesã, escoteira, jogadora de vôlei e estuda teatro e inglês.

“Ajudar as pessoas”

Com tantos sonhos, Manuela pretende continuar escrevendo, espalhando suas histórias e ideias através de futuros livros. “Se por algum motivo isso não acontecer e eu não seguir carreira de escritora, gostaria muito de ser médica e, com o meu aprendizado, ajudar as pessoas que precisam e não dispõem de recursos financeiros. Mas a escrita sempre fará parte de minha vida, mesmo que em pequenos bilhetes”, declara a jovem escritora. “Esperamos que ela seja muito feliz, que construa seu futuro e realize seus sonhos com base em nossos ensinamentos. Que seja sempre humilde, ética, gentil e,principalmente, muito corajosa para assumir todas as suas decisões e desafios na vida”, destaca o pai Luis Manoel.

Potencial crítico e criativo

Manuela estará presente no projeto Oficina Literária com sessões de Contação de Histórias promovido pela Biblioteca Pública Castro Alves. O evento ocorre durante o mês de abril, com encontros na segunda ou sexta-feira, com turmas do ensino fundamental de escolas públicas de Bento Gonçalves. O projeto proporciona à criança despertar e explorar sua imaginação, desenvolver seu potencial criativo e crítico. Manuela também participou do 1º Sarau Literário da Biblioteca Pública Castro Alves, ocorrido no último dia 23 de março. O evento reuniu músicos e escritores locais para celebrar a troca da estação.

IMG-20180409-WA0022

Clube de Leitura de Garibaldi traz autora para bate-papo

Encontro ocorre no dia 28 de março com Kênia Michelin

A obra O Preço de Um Testemunho, de Kênia Michelin, é o tema do encontro do Clube de Leitura que será realizado em Garibaldi no dia 28 de março, quarta-feira. A atividade, que contará com a presença da escritora para um bate-papo descontraído, ocorre a partir das 19h, na Biblioteca Pública Frei Miguel.

Inspirado em autores como Agatha Christie e Sidney Sheldon, o romance desperta a curiosidade do leitor. A ideia também é mostrar aos participantes como funciona o processo de escrever um livro, visto que a publicação é fruto de um projeto escolar, quando a autora tinha 14 anos.

A proposta do encontro é comentar o livro e debater as diversas ideias que surgem de uma mesma leitura. O ideal é que os participantes tenham lido a obra.  Ao final, um livro será sorteado entre os presentes, como forma de incentivo à leitura.

O Clube de Leitura é uma atividade promovida pela Secretaria de Turismo e Cultura, por meio da Biblioteca Pública Frei Miguel. Mais informações no fone (54) 3462 8167.

 

A obra

“No carro, a caminho do restaurante, Mark não conseguia parar de pensar no que Kelly lhe dissera. Jake Sanderson, Jake Sanderson… esse nome não saia de sua cabeça. Por que será que ele se sentia tão ameaçado com essa fuga? Não estaria com medo da promessa que Jake lhe fizera, estaria? ‘Bobagem! Aquilo foi só da boca pra fora’, pensava Mark. Jake ainda se lembraria de uma vingança prometida há oito anos?”

Lançamento do livro A Primeira Profecia ocorre no dia 10 de fevereiro em Bento

 

Na história do livro, o mal descobre sua origem sombria

 “Eu sou o monstro que me fazem ser”. Esta é a afirmação de Lucífer, personagem do livro “A primeira Profecia”, de 229 páginas, escrito em parceria entre Lucas de Lucca e Anderson Lopes. Na narrativa, Lucífer trilha um caminho entre as sete camadas do inferno a procura do próprio ser e descobre sua origem sombria. O livro será lançado no próximo dia 10 de fevereiro, em dois locais da cidade de Bento Gonçalves. Às 14 horas, na Fundação Casa das Artes e às 18 horas, na Livraria Dom Quixote. Em ambos os lançamentos, os locais serão ambientados com ilustrações de Lopes.

IMG_4741

Universo Homekan 

A Primeira Profecia é um spin-off, termo usado para chamar histórias derivadas de outras já existentes, do mesmo universo literário de Homekan – Herdeiros de Gaia, livros também criados por Lopes em formato mangá.  A história original da A Primeira Profecia, escrita por Lopes, foi adaptada no início de 2016 com a participação de Lucas. “Nos mangás, os personagens são óbvios, o leitor consegue ver suas características no momento exato da leitura. Já na narrativa, o personagem é desenvolvido ao longo da história. Como a ideia era mesclar os dois gêneros, optamos por ter o narrador na primeira pessoa, para ressaltar os sentimentos e a personalidade do personagem”, ressalta Lucas. Ele acrescenta que a ilustração da capa do livro segue as características visuais do mangá nos traços, cores e posição do personagem, no mesmo padrão gráfico dos outros livros do universo Homekan.

Contemplado em 2016 pelo Fundo Municipal de Cultura, serão impressos mil exemplares da obra. Destes, 100 serão doados a Secretaria de Cultura e outra centena será doado às escolas públicas municipais e estaduais de Bento Gonçalves, por meio da Secretaria Estadual de Educação (CRE) e pela Secretaria Municipal de Educação (SMED). A Primeira Profecia será a terceira obra publicada por De Lucca, primeira em parceria com outro escritor. De Lucca também é autor do livro O Corvo Negro e Nova Rajux, e já prepara o lançamento de seu quarto livro “O Corvo Branco” até o final de 2018.

Lucas de lucca

anderson

Dom Quixote Livraria e Cafeteria: Acesso à literatura e ao conhecimento

Foi em dezembro de 2016 que Dom Quixote de La Mancha e seu fiel escudeiro Sancho Pança fixaram seus pés em Bento Gonçalves. No dia 9 de dezembro do ano passado, a Dom Quixote Livraria e Cafeteria iniciou no município sua missão de propagar literatura amigável em terras já conhecidas por seus proprietários, a bibliotecária Eunice Pigozzo e seu marido, Roberto Vargas, o Beto dos Livros.

LEIA TAMBÉM: “Sem idioma a gente não existe no mundo”

IMG_20171121_110236473A livraria, localizada no térreo do Centro Comercial 13 de Maio, na rua General Osório, centro, comemora seu primeiro aniversário com programação especial nos próximos dias 8 e 9 de dezembro. Tanto na sexta como no sábado, a programação inclui contação de histórias para crianças, cinema de rua e shows acústicos.

“Queremos reunir as pessoas que, ao longo deste ano, conheceram e participaram da nossa história. Também queremos ser visitados por pessoas que gostam de ler e ainda não conhecem a Dom Quixote. Todos serão bem-vindos para celebrar conosco”, ressalta Eunice.

16406823_1310953952295794_5522685178037458368_nNa cafeteria do estabelecimento, o cardápio tem sido adaptado ao gosto dos clientes e as opções de salgados, doces, tortas e bebidas só cresceram. Hoje também são oferecidos combos promocionais diários com alimentos e bebidas, para dinamizar as opções dos lanches e do happy hour. Eunice adianta que, para 2018, está sendo planejada uma série de eventos com temáticas bem diversificadas, para pessoas de todas as idades, ampliando ainda mais os bate-papos, palestras e debates que vem ocorrendo semanalmente no estabelecimento. As contações de histórias infantis, que ocorrem nos sábados, serão a cada 15 dias.

16299072_1310954095629113_8700291908058644288_n

Atmosfera literária

O primeiro ano de atividades do estabelecimento, segundo Eunice, tem sido importante para conhecer o mercado, compreender e estabelecer um relacionamento com o público, que se torna mais íntimo, e também para fidelizar o endereço da livraria no centro da cidade. “Unimos nossas experiências, a minha durante anos na Biblioteca Pública e a do Beto como vendedor de livros. Neste primeiro ano, o desafio tem sido como transformar essas experiências em um negócio autossustentável e, ao mesmo tempo, promotor da cultura literária em Bento Gonçalves”, acrescenta ela. Eunice ressalta que o foco da Dom Quixote é buscar ser uma referência de literatura e troca de saberes para a cidade. “Hoje sentimos uma atmosfera literária em Bento Gonçalves”, observa ela.

LEIA TAMBÉM: Um Viking para chamar de nosso

20294147_1492837744107413_3428114084562261266_nAs estantes que rodeiam o interior do estabelecimento são repletas de títulos variados, dos mais diferentes assuntos e de autores renomados. O foco é na literatura, prezando pela qualidade das obras. O mesmo padrão de qualidade se mantém com a literatura infantil e infanto-juvenil, abrigada no mezanino da livraria, planejado para receber crianças e jovens.

Na livraria há um espaço destinado aos autores locais. O estabelecimento foi escolhido diversas vezes durante o ano para lançamentos de livros de autores residentes no município e também de escritores de outras cidades, de renome nacional, entre eles o jornalista Juremir Machado.

Na Dom Quixote também podem ser encomendados livros. Toda semana a equipe traz de Porto Alegre novos exemplares e procura nas distribuidoras os títulos solicitados. “Mesmo que a gente sofra com a competição muito forte do mercado virtual, nós entendemos que várias pessoas vêm até nós pelo atendimento diferenciado que proporcionamos. Criamos um relacionamento com nosso público, uma vez que eles não procuram apenas a compra ou encomenda, mas também dicas, sugestões ou até mesmo dialogar sobre as obras”, explica.

24294350_1614010971990089_106629881604570729_n

O que mudou em 12 meses

A Dom Quixote firmou parcerias com as escolas da cidade, oferecendo o espaço para reuniões pedagógicas, antecedidas por uma oficina sobre mediação de leitura ministrada por Eunice. As escolas também estão sendo convidadas a visitar a livraria com grupos de alunos para desenvolver atividades. O atendimento diferenciado aos estudantes também se estende aos valores dos exemplares, com descontos especiais para as escolas parceiras. “É uma oportunidade para os professores conhecerem a livraria e também usufruírem deste espaço para atuar com a educação”, explica Eunice. A livraria também promove parcerias com entidades e empresas oferecendo descontos.

Confira a programação: 

24067799_1609479149109938_175068484269081207_n

VEJA TAMBÉM: A Felicidade em forma de crônica

SAIBA MAIS: Acesso gratuito aos esportes para mais de 2.500 crianças e adolescentes

Feira do Livro de Garibaldi inicia nesta terça-feira, 17

Edição 2017 vai de 17 a 22 de outubro na Praça Loureiro da Silva

Com o tema do evento “Encontro com as artes”, a edição 2017 da Feira do Livro de Garibaldi ocorre a partir de amanhã, 17 de outubro, seguindo até o domingo, 22 de outubro. Na Feira, garibaldenses e visitantes terão a oportunidade de conferir teatros, oficinas, bate-papos e diversas apresentações artísticas e culturais junto aos estandes de livros dispostos na Praça Loureiro da Silva.

Feira do Livro 2016 (2) - Gabriele BaruffiA cerimônia oficial de abertura ocorre nesta terça-feira, 17, às 19h. Toda a comunidade está convidada a participar. O patrono da Feira do Livro é o escritor, jornalista, professor universitário, escritor e colunista do Correio do Povo, Juremir Machado da Silva. O slogan desta edição, criado pelo aluno da Escola Municipal de Ensino Fundamental Visconde de Cairu, Pedro Baruffi Ferret,  é “Leitura e arte sem censura libertam a cultura”.

Um dos destaques da programação é o escritor e cartunista Alexandre Beck – criador das tirinhas do personagem Armandinho, que estará presentes em dois momentos: na sexta à tarde e nosábado pela manhã. A página do personagem no Facebook possui quase um milhão de seguidores e encanta todo o país com a sagacidade, bondade e inteligência do universo que envolve o menino.

Outro destaque é a participação da autora gaúcha Letícia Wierzchowski – autora de A Casa das Sete Mulheres, na sexta-feira, dia 20 de outubro. O romance foi adaptado como uma minissérie pela Rede Globo e esse ano lançou o livro Travessia, romance que narra a história de amor entre Anita e Giuseppe Garibaldi.

A quinta edição do Cineserra – Festival do Audiovisual da Serra Gaúcha também integra a programação deste ano. A exibição de curtas, realizada na Câmara Municipal de Vereadores de Garibaldi, ocorre na quinta-feira, dia 19 de outubro.  Além disso, haverá passeios diários de Tim-Tim, contação de histórias e interação constante com o público presente na feira. Diversas atividades culturais, principalmente com grupos garibaldenses, esperam envolver a comunidade em torno da magia dos livros e do universo da literatura e das artes no geral.

A Feira do Livro é uma promoção da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura e Biblioteca Pública Municipal Frei Miguel. A Secretaria Municipal de Educação e o Conselho Municipal de Políticas Culturais (Concult) apoiam o evento. Mais informações no telefone (54) 3462 8235.

Feira do Livro 2017

Tema: Encontro das Artes

Patrono: Juremir Machado da Silva

Slogan: Leitura e arte sem censura libertam a cultura, de autoria de Pedro Baruffi Ferret

PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

17 de outubro – Terça-feira

08h30min: Abertura e premiação do Guia O Vermelhinho

10h: Projeto “Conte Outra Vez” com a Cia Acto

14h: Apresentação da EMEF Nossa Senhora da Glória

Das 14h às 17h: Pintura na Praça com a Associação dos Artistas Plásticos de Garibaldi

15h: Contação de histórias e interação com o público

15h30min: Oficina de customização de ecobag (vagas limitadas)

16h: Show com o palhaço Pitoresco do Grupo Hora Vaga

18h: Happy Hour Musical

19h: Abertura oficial com a presença do patrono Juremir Machado da Silva e premiação para o vencedor do slogan “Leitura e arte sem censura libertam a cultura”, de autoria de Pedro Baruffi Ferret

18 de outubro – Quarta-feira

09h: Contação de história com o boneco Tunico – Vera Souza

10h: Apresentação de danças da EMEF Valentin Tramontina

10h30min: Apresentação de música da EMEF Attílio Tosin

14h: Contação de história com o boneco Tunico – Vera Souza

15h: Apresentação do Coral e Banda de Latas da EMEF Valentin Tramontina

16h: Projeto Apeme de Música

16h30min: Oficina de customização de ecobag  (vagas limitadas)

17h: Contação de histórias e interação com o público

18h: Happy Hour Musical

19h: Apresentação do Coro Simplesmente

19 de outubro – Quinta-feira

09h: Apresentação musical da EEEF Armando Peterlongo

10h: Espetáculo teatral juvenil – Companhia Luz e Cena

14h: Oficina “Musicando” com a Cia Acto

15h: Espetáculo teatral infantil – Companhia Luz e Cena

16h: Contação de histórias e interação com o público

18h: Happy Hour Musical

19h: Exibição de curtas do Cineserra – Festival do Audiovisual da Serra Gaúcha. Local: Câmara Municipal de Vereadores de Garibaldi

20 de outubro – Sexta-feira

08h30min: Bate-papo e sessão de autógrafos com Letícia Wierzchowski  – autora de A Casa das Sete Mulheres

10h: Projeto Apeme de Dança de Rua e Ballet

14h: Bate-papo com o escritor e cartunista Alexandre Beck – criador das tirinhas do personagem Armandinho

16h: Apresentação Teatral da EEEF Armando Peterlongo

18h: Premiação do cartaz do projeto “Manifesto da Paz” – promovido pelo LIONS Clube e LEO Clube

19h: Apresentação da Orquestra Jovem de Garibaldi

21 de outubro – Sábado

10h: Bate-papo e oficina com o escritor e cartunista Alexandre Beck – criador das tirinhas do personagem Armandinho

13h30min: Tarde cultural com sarau dos professores do Centro Social São José
A partir das 14h: Encontro de escritores garibaldenses
15h: Estreia do musical “Comigo não, Camaleão!” com a participação e fala da escritora Evelyn Heine

16h30min: Apresentação do e-book “Comigo não, Camaleão!”

22 de outubro – Domingo

10h: Apresentação de dança do CTG Sentinela da Serra e mateada

10h30min: Apresentação do Grupo de Danças Stella D’Italia

14h: Apresentação do Grupo Sons e Acordes e Coro Infanto Juvenil – Escola São Marcos de Marcorama

15h: Apresentação do Coral show Canarinhos

16h: Encerramento da Feira do Livro 2017

Atividades permanentes

Contação de histórias

Comercialização de livros

Passeio diário de Tim-Tim – saindo da Praça todos os dias. Preço diferenciado de R$ 3, 00 com guia turístico

Declamação de poemas

Interação com o público

Foto: Gabriele Baruffi

 

Livro com poesias eróticas do jornalista Rodrigo De Marco será lançado em setembro

Por Natália Zucchi

foto loucaO erotismo é o tema do primeiro livro de poesias do jornalista Rodrigo De Marco, 26, intitulado Escritos da Carne. A obra será lançada no próximo dia 9 de setembro, às 15 horas, na Dom Quixote Livraria e Cafeteria. Contemplado pelo Fundo Municipal de Cultura em 2016, o livro tem mais de cem poesias em português e espanhol escritas nos últimos cinco anos pelo jovem autor, em 124 páginas. O lançamento também será marcado por exposição artística com ilustrações baseadas no livro de De Marco. Os ilustradores são: o cartunista, ilustrador e músico Ernani Cousandier, de Bento Gonçalves, a tatuadora Nicole Martinato e a ilustradora Isadora Gazzi, ambas de Caxias do Sul. Eles vão criar cinco ilustrações cada, com diferentes poesias previamente selecionadas. Serão mil exemplares impressos, entre eles, cem serão doados à Secretaria de Cultura do município. Para o futuro, De Marco adianta que já está pensando no segundo livro de contos eróticos.

O interesse pela temática erótica surgiu quando De Marco tinha 20 anos, influenciado por autores como Paulo Leminski, poeta curitibano e por obras cinematográficas, “filmes cult” como Ninfomaníaca, Azul é a Cor Mais Quente, 100 Escovadas Antes de Dormir e Ata-me, de Pedro Almodóvar. Pela música, De Marco sempre teve o artista David Bowie como figura inspiradora, por sua ousadia na arte. Segundo De Marco, as poesias possuem várias intensidades. Umas são mais leves, outras são mais pesadas e picantes. Elas são baseadas em uma mescla de experiências pessoais, inspiradas na literatura, cinema, música e também pelo imaginário do jornalista. As poesias em espanhol foram produzidas durante e após seu intercâmbio em Buenos Aires, na Argentina. De forma livre, elas mostram passagens sexuais sem distinção de gênero.

LEIA TAMBÉM: Ernani Cousandier: trajetória artística do homenageado da próxima Feira do Livro de Bento Gonçalves

Entre os títulos, alguns que recheiam o livro “Escaldante prazer”, “Pétalas”, “El Bar” e “Mosteiro”. “Estou me abrindo para a sociedade de
uma forma fora dos padrões convencionais, e muito menos puritanos. Nunca me censurei ou me contive na hora de produzir meus escritos. Não me prendi às métricas rígidas da poesia, apenas mantive meu estilo. Toda criação foi bem natural e bem rápida, na emoção. Recebi muito apoio da minha mãe, Rita De Marco e da minha namorada, Luiza Aiolfi. Em nenhum momento tive medo de julgamentos da sociedade, porque acredito que a função do livro é fazer com que as pessoas, pelo menos, reflitam sobre a liberdade individual e sexual de cada um e se deixem levar por seus sentimentos, sem restrições”, destaca.

CAPA - ESCRITOS DA CARNETambém com estilo boêmio, as poesias dão apoio a libertinagem e ao amor e prazer entre os indivíduos, sem restrições por raça ou gênero. “A sociedade está muito presa a preconceitos e preceitos religiosos que reprimem seus sentimentos, suas vontades e a própria felicidade, com uma visão pecaminosa do que é natural do ser humano. Meu livro usa do sarcasmo como forma de brincar com o tesão e o pecado, com o proibido. A ideia é que as pessoas se deixem levar pela obra, se abram para essas ideias e sintam prazer lendo”, explica.

Capa

As imagens da modelo Paula Giusto, que ilustra a capa do livro, e outras encontradas ao longo da obra, foram produzidas pela fotógrafa Kamila Vendrame, de Bento Gonçalves. Pepe Pessoa, natural de Pernambuco, hoje morador de Caxias do Sul, produziu e maquiou a dançarina Paula Giusto, da Companhia Municipal de Dança de Caxias. No corpo dela, palavras citadas no livro foram pintadas, expondo as ideias de De Marco.

Cultura Nerd e Pop: Lucas de Lucca lança novos livros em 2017

19274786_1204239119704739_8148201844920670071_nNossa reportagem de capa mostra a cobertura do Nerd Land em Bento Gonçalves, evento da cultura nerd e pop, ocorrido no último dia 03 de junho na UCS-CARVI. Entre os convidados do Nerd Land, alguns perfis do município e região. 

Rodas Literárias

O convidado Lucas de Lucca, 19 anos, acadêmico de Jornalismo da UCS, autor do livro O Corvo Negro, da Trilogia das Plumas, natural de Curitiba, há 11 anos residente em Bento Gonçalves, participou do evento em rodadas literárias. Entre elas, uma com os escritores Affonso Solano e Christopher Kastensmidt, em um bate-papo sobre literatura e produção cultural.

Abaixo, as novidades sobre o lançamentos dos livros do escritor Lucas de Lucca.

Nova Rajux

Paralelo aos projetos culturais que De Lucca desenvolve, seu novo livro infanto-juvenil Nova Rajux já está com lançamento agendado para agosto, no Ovelha Café Literário. A obra, primeira da nova trilogia escrita por De Lucca, é narrada em um cenário medieval, onde o extremismo religioso, a ganância e o poder fazem com que três reinos deem início a uma guerra repleta de conflitos psicológicos. “O livro mostra um mundo sem intolerância social, nem conceito de família formada. Acontece a miscigenação das raças fantásticas, dando origem a personagens com corpos antropomórficos e outros que podem ter seus corpos metade cão e metade dragão, por exemplo”, explica De Lucca. Contemplado com o Fundo Municipal de Cultura, Nova Rajux terá 1500 exemplares, dentre eles, 380 serão doados para escolas de Bento Gonçalves e Secretaria Municipal de Cultura.

18699934_1328822173904530_9198024410944652388_nO jovem escritor também está programando uma temporada de palestras sobre literatura em escolas de Bento Gonçalves. De Lucca está produzindo ainda um outro livro, em parceria com o ilustrador bento-gonçalvense Anderson Lopes, intitulado A Primeira Profecia. A história terá Lúcifer como personagem principal, numa releitura sobre a queda do anjo para o inferno, onde ele tem que descobrir quem realmente é.

O primeiro manuscrito de O Corvo Negro começou a ser produzido em 2012, quando De Lucca tinha 15 anos, no início da carreira como escritor. O livro somente foi lançado em 2016, financiado pelo Fundo Municipal de Cultura de Bento Gonçalves. Agora, o autor está em parceria com blogueiros brasileiros, distribuindo O Corvo Negro para análises por esses perfis. São dez blogueiros parceiros que mensalmente enviam crí- ticas, tanto positivas como negativas, e também publicam resenhas sobre o livro. Com essas avaliações, De Lucca pretende reeditar O Corvo Negro e publicá-lo de forma gratuita no site Amazon até o fim de 2017. Já o segundo livro da trilogia, intitulado O Corvo Branco, será lançado de forma gratuita em formato e-book, também pela Amazon, no final de 2018.

Biblioteca Pública Castro Alves recebe premiação de Biblioteca do Ano

Evento contemplou profissionais que promovem e desenvolvem projetos de incentivo à leitura

Biblio_Castro_AlvesA Biblioteca Pública Municipal Castro Alves recebeu a premiação de Biblioteca do Ano na noite dessa terça-feira, 25, pela Câmara Rio-Grandense do Livro. A celebração contemplou profissionais e organizações que promovem a leitura no Rio Grande do Sul.

O secretário Municipal de Cultura e presidente da Fundação Casa das Artes, Evandro Soares, a bibliotecária Eunice Pigozzo e as funcionárias Marlene Gabbardo Barbosa e Salete Cibulski receberam o reconhecimento das ações. “É algo gratificante, pois percebemos que uma biblioteca pública faz toda diferença para a comunidade que pode contar com um espaço de estudo, realização de trabalhos de aula e a prática da leitura, por exemplo. A premiação coroou os profissionais que desempenharam um papel fundamental durante esses 77 anos de existência”, destaca Eunice.

O espaço literário realiza seis projetos ao longo do ano: Feira do Livro, Projeto Protagonistas da Palavra, Balaio da Saúde Literária – disponibilização de livros, revistas e gibis às unidades básicas de saúde, Contação de Histórias, Projeto Leitura em Movimento – troca de livros, e Oficinas Temáticas.

Soares destaca a importância da leitura e os projetos desenvolvidos pela Biblioteca. “Em tempos de novas tecnologias que ocupam cada vez mais a vida das pessoas, o livro também faz parte do cotidiano, quando se pensa em conhecimento, entretenimento e desenvolvimento social. Bento Gonçalves tem feito o seu papel, no sentido em que realiza uma das melhores Feiras do Livro do interior do Estado e é um dos poucos municípios que tem a oportunidade de realizar duas feiras – literatura infantil e geral. Em 2017, temos trabalhado em vários projetos, como a Semana do Livro, e vamos continuar focados em resgatar e fortalecer o hábito da leitura”, frisa.

A Biblioteca Pública Castro Alves conta com um acervo de cerca de 33.500 obras catalogadas. O acervo está informatizado e disponível pela internet para consultas, reservas de livros e renovações dos empréstimos.