Posts

Polo moveleiro de Bento Gonçalves cresce 10,9% em 2020

Incremento no faturamento coloca o setor em trajetória ascendente, mas não representa, ainda, crescimento real devido à alta nos insumos e outros reajustes

O polo moveleiro de Bento Gonçalves reverteu a queda de desempenho verificada nos primeiros meses da pandemia. O balanço total de 2020, conforme dados apurados esta semana pela Inteligência Comercial do Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis), aponta que o polo teve faturamento de R$ 2,23 bilhões, um crescimento nominal de 10,9% em relação a 2019.

Atualmente, as empresas do polo moveleiro de Bento Gonçalves respondem por 27,2% do faturamento do estado, onde o total faturado em 2020 foi de R$ 8,22 bilhões – crescimento nominal de 9,1% em relação ao ano anterior. A retomada que teve início no segundo semestre fica muito evidente no comparativo interanual do segundo semestre. Em Bento, houve crescimento nominal de 22% e no RS, 25,5%.

O economista do Sindmóveis, Eduardo Santarossa, explica que apesar da trajetória positiva nos últimos meses, as perdas decorrentes da pandemia ainda não foram recuperadas. Dentre os principais motivos, estão a alta dos custos e a falta de matérias-primas e insumos em decorrência da desestruturação da cadeia produtiva. Nesse contexto, as vendas se recuperaram de modo mais rápido do que a produção em um cenário de estoques em baixa e alta no preço dos insumos, em especial os dolarizados.

Conforme o presidente do Sindmóveis, Vinicius Benini, a pandemia vai deixando para o setor moveleiro o aprendizado de que o status quo pode mudar abruptamente. Segundo ele, fica claro que as empresas mais preparadas tomaram frente nesse mercado que pede um dinamismo muito grande no atendimento, gestão de produção e entregas. “Estrategicamente, é crucial que as empresas se aproximem das entidades que as representam. Mais do que nunca, é preciso que as pessoas se proponham a contribuir coletivamente para alcançarmos um melhor entendimento do período pós-pandemia. Não vejo como nenhuma de nossas empresas possa crescer isoladamente, sem que tenhamos um ambiente propício a toda indústria moveleira e um polo competitivo no mercado”, propõe.

Empregos

No polo de Bento Gonçalves, que inclui quatro municípios, a variação verificada no ano de 2020 foi positiva em 4,7% em relação ao início do ano passado. O saldo em dezembro foi positivo de 274 empregos e um total de 6.169 empregos diretos gerados pela indústria de móveis. No RS, a variação é positiva de 4,0% em relação ao início de 2020, com um total de 36.066 empregos diretos.

Mesmo com a crise, o crescimento na geração de empregos pela indústria moveleira supera a média das indústrias de transformação no estado e no país, e o ritmo é praticamente o mesmo em Bento Gonçalves. Também é importante destacar que supera os patamares pré-crise.

Exportações

As exportações moveleiras reagiram de modo favorável nos últimos meses de 2020 e a região conseguiu recuperar boa parte das perdas que ocorreram no segundo trimestre do ano passado, considerado o pior período para os embarques de móveis. No polo moveleiro de Bento Gonçalves, os valores exportados em dólares ficaram praticamente estáveis em relação ao ano anterior e melhor desempenho em comparação ao estado e país. Foram exportados US$ 47,6 milhões, o que representa uma queda de 0,2% em comparação a 2019.

Os Estados Unidos estão consolidados como o principal destino dos móveis da região. Destaques também para os bons resultados foram registrados para Peru, Reino Unido, Porto Rico, Equador, França e Emirados Árabes Unidos. Os dados são originários do Comex Stat – portal oficial de estatísticas de comércio exterior do Brasil – e apurados pela Inteligência Comercial do Sindmóveis Bento Gonçalves.

Bento Gonçalves encerrou o ano passado com melhor desempenho em comparação ao estado e país. Embora as exportações do RS e Brasil os últimos meses do ano tenham retomado uma trajetória positiva a partir dos níveis pré-pandemia, ainda não foram capazes de recuperar as perdas do ano. No RS, a queda foi de 9,8% e, no Brasil, de 2,0%.

Expectativas para 2021

O setor começa 2021 aquecido e com expectativa de continuidade nas contratações neste primeiro trimestre. Em termos de faturamento, o Sindmóveis projeta um crescimento real de 4% para o polo moveleiro de Bento Gonçalves em 2021. Em termos nominais (sem descontar-se o aumento dos custos, inflação do período, etc), está sendo projetado um crescimento de 9% no faturamento.

O polo moveleiro de Bento Gonçalves é o principal do país em número de empresas e peças produzidas, com aproximadamente 300 indústrias localizadas no município sede e também em Monte Belo do Sul, Pinto Bandeira e Santa Tereza. O Sindmóveis fomenta, desde 1977, um cenário de desenvolvimento para o polo e o setor moveleiro nacional seja por meio da representação sindical ou ações de apoio aos associados, articulação política, ações comerciais e programas inovadores.

Movergs promove mudanças em sua diretoria

Volnei Benini deixa a presidência da Movergs

A Associação das Indústrias de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul (Movergs) anunciou no dia 26 de novembro mudanças em sua diretoria. Volnei Benini, à frente da entidade desde 2016, deixa o cargo de presidente após quase três anos dedicados à articulação da defesa dos interesses dos empresários do setor moveleiro.

A decisão, segundo Benini, foi tomada em virtude de seu filho, Vinicius Benini, ter sido eleito no último dia 19 de novembro presidente do Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis). Em função da boa relação entre Sindmóveis e Movergs, Benini decidiu que sua saída seria fundamental para reafirmar a respeitosa convivência entre as entidades.

“Avaliei como necessária a minha saída da entidade, seguindo minha consciência e meu trabalho pautado pela honestidade e transparência. Agradeço aos membros do Conselho Fiscal e do Conselho da Presidência, assim como à diretoria e à equipe de colaboradores da Movergs pelo excelente trabalho que desenvolvemos no período em prol de um setor cada vez mais fortalecido”, destacou.

Volnei Benini, presidente Movergs

De forma interina, Rogério Francio, atual vice-presidente, assume o comando da entidade.

Benini ressaltou que continuará engajado e trabalhando para apoiar o desenvolvimento do setor. Durante sua gestão, Benini participou de importantes momentos do setor moveleiro gaúcho, entre eles a inauguração da nova sede da entidade, em parceria com Sindmóveis e CIC/BG; a realização da FIMMA Brasil 2017, que mesmo em um cenário de estagnação econômica, registrou excelentes resultados; a organização de ações comemorativas aos 30 anos da entidade,com homenagem aos ex-presidentes; e reuniões em Brasília, com o intuito de pleitear ações relacionadas à NR 12 e à desoneração da folha de pagamento.

Projeto Comprador ForMóbile deve gerar US$ 3,5 milhões em exportações

Sindmóveis Bento Gonçalves, mais uma vez, coordena as rodadas de negócios entre importadores e empresas brasileiras fornecedoras da indústria moveleira

 De 10 a 13 de julho, durante a ForMóbile, em São Paulo, o Sindmóveis mais uma vez vai coordenar as rodadas de negócios do Projeto Comprador, por meio do Projeto Orchestra Brasil de incentivo às exportações de fornecedores da indústria moveleira – promovido em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). A expectativa é gerar US$ 3,5 milhões em negócios no mercado internacional para empresas brasileiras fabricantes de insumos, acessórios e tecnologia.

As rodadas de negócios serão nos dias 12 e 13, num estande montado especialmente para o Projeto Comprador. Ao todo, 24 empresas brasileiras vão participar das reuniões com 11 importadores de oito países: África do Sul, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, México, Paraguai e Peru.

O Sindmóveis Bento Gonçalves fomenta o desenvolvimento da cadeia moveleira em todas as suas etapas: desde os fornecedores, incentivando as exportações por meio do Projeto Orchestra Brasil, até o design, com a promoção do Prêmio Salão Design e do Projeto Raiz de internacionalização do serviço do designer brasileiro. A realização da Movelsul Brasil completa esse olhar integral da entidade para a cadeia. “A internacionalização da cadeia de fornecedores da indústria moveleira e do serviço dos designers ampara o posicionamento que desejamos para o Brasil no mercado internacional no que diz respeito à competitividade e inovação”, salienta o presidente do Sindmóveis, Edson Pelicioli.

 IMG_5348

Sobre o Projeto Orchestra Brasil

O Projeto Orchestra Brasil existe desde 2006 e promove a inserção competitiva de fornecedoras do setor moveleiro no mercado internacional. Para isso, são promovidos estudos de mercado; missões prospectivas; ações individuais; Projetos Comprador, Vendedor e Imagem, além da participação nas principais feiras mundiais do setor. Os mercados prioritários para este convênio são África do Sul, Argentina, Bolívia, Colômbia, Chile, Estados Unidos, Índia, México, Peru e República Dominicana.

 

Serviço

ForMóbile – Feira Internacional de Fornecedores da Indústria Madeira e Móveis

Data – 10 a 13 de julho de 2018

Local – São Paulo Expo I Rodovia dos Imigrantes – Km 1,5

Horário – das 10h às 19h

www.feiraformobile.com.br

Foto: Ana Carolina Azevedo/Sindmóveis