Posts

Lançado o primeiro edital deste ano do Fundo Municipal de Cultura

O primeiro edital de Edital de cultura2017 para financiamentos de projetos culturais através do Fundo Municipal de Cultura (FMC), foi lançado na noite da última terça-feira (18), na Casa das Artes. Nesse edital estão sendo disponibilizando recursos financeiros na ordem de R$ 685.826,00, com teto de até R$ 33.000,00 por projeto concorrente. 

Entre as principais mudanças nesse edital em relação aos anteriores o limite de projetos aprovados por proponente e o prazo de execução. Segundo a nova redação, os proponentes poderão inscrever um número ilimitado de projetos, porém apenas um deles será financiado caso mais de um seja aprovado. Também de acordo com o novo texto, os projetos aprovados no Edital 01/2017 só poderão ser executados a partir de 2018. O Fundo Municipal de Cultura  foi instituído com o objetivo de incentivar o desenvolvimento e difusão de projetos ou produtos culturais e artísticos de Bento Gonçalves. O prazo para inscrições encerra no dia 25 de maio. 

O Fundo Municipal de Cultura foi instituído pela Lei Municipal nº 5.072, de 13 de setembro de 2010 e alterado pela Lei Municipal nº 5.467, de 15 de maio de 2012 e pela Lei Municipal nº 5912, de 4 de março de 2015. As regras e critérios apresentados no edital foram analisados e aprovados pelo Conselho Municipal de Política Cultural. A presidente do Conselho Municipal de Política Cultural, Ivete Todeschini Menegotto, ressalta que os incentivos financeiros do Fundo são repassados de forma democrática, viabilizando criações artísticas e culturais.Numa cidade onde não se desenvolvem os talentos, as pessoas adoecem”, salienta ela.

Parceiros Voluntários apresenta projetos ao executivo de Bento Gonçalves

Iniciativas sugeridas são voltadas à capacitação de organizações do terceiro setor e à mobilização nas escolas

Representantes da Parceiros Voluntários de Bento Gonçalves e foto parceiroscoordenadores estaduais da entidade estiveram reunidos com o Executivo Municipal para formatar uma aliança entre a ONG e a prefeitura, que pode resultar na aplicação de dois projetos inéditos na cidade. A primeira ação apresentada é a implantação do Eixo Fortalecimento da Teia Social, relacionada à capacitação de organizações não-governamentais por meio de cursos preparatórios para os voluntários em temas essenciais para a sustentabilidade da sociedade civil.

Lições de cidadania

Já a segunda ação, denominada  Eixo Valores na Educação,  busca parcerias entre voluntários e escolas para incentivar os estudantes a adotarem uma postura de participação social. A partir da mobilização juvenil, são trabalhados diferentes temas, como Meio Ambiente, Cultura e Educação para a Paz, tanto na sala de aula quanto na instituição de ensino e na própria comunidade. “Dessa forma, a ação não é da Parceiros Voluntários, não é do CIC e não é da prefeitura, e sim de toda a comunidade”, diz o superintendente da Parceiros, José Alfredo Nahas. Em Bento Gonçalves, a ONG atua sob a guarda do Centro da Indústria, Comércio e Serviços, tendo o engajamento dos setores produtivos como um dos principais diferenciais de sua atuação. “A ONG é muito ativa na comunidade e há mais de 15 anos vem escrevendo passagens importantes na história da cidade. Todos temos a ganhar com a multiplicação e aperfeiçoamento dessas ações coletivas”, afirma o presidente do CIC-BG, Laudir Piccoli.

Foto: Exata Comunicação