Posts

Proamb celebra evolução no padrão de serviços

A aposta no conhecimento propiciou à Fundação Proamb não apenas tornar-se líder em gestão ambiental no Rio Grande do Sul, mas também diferenciar-se de seus concorrentes pela qualidade reconhecida de seus serviços. Para a organização de Bento Gonçalves, o ano que mais uma vez veio acompanhado de recessão e incertezas políticas encerra-se de forma positiva, com a empresa fazendo parte do seleto grupo dos certificados pela ISO 9001.

A conquista, conferida pela Bureau Veritas à unidade de coprocessamento, instalada em Nova Santa Rita, revela a estratégia adotada pela Proamb como empresa capaz de atender às exigências de um mercado cada vez mais competitivo. “A nossa busca por qualidade é única e exclusiva para oferecer ao mercado o que há de mais moderno em termos de soluções ambientais, oportunizando aos clientes o crescimento da melhor forma, ou seja, sustentável em todos os aspectos, social, econômico e ambiental”, comenta o Presidente da Proamb, Neri Basso.

Para a Proamb, é importante que o conhecimento não fique restrito apenas ao corpo técnico da empresa. É fundamental que ele seja levado à sociedade, de forma a capacitá-la também para os desafios de gerir o ambiente que a cerca. A Fiema, realizada em abril pela Proamb, foi um exemplo de como a organização opera para que a ciência seja parceira neste sentido.

Realizada a cada dois anos, a feira de soluções e tecnologia ambiental oportuniza a chance de gerar negócios em múltiplas frentes – de tratamentos de águas e efluentes, passando pela gestão de resíduos até chegar às energias renováveis. Neste ano, uma das apostas foi o 1º Seminário Internacional de Resíduos Industriais e Urbanos, com a presença de agentes internacionais que participam de projetos na área em países como Portugal e Finlândia. Dessa parceria, nasceu uma comissão para interceder com o governo gaúcho para que o Estado invista na área, a fim de aproveitar o grande potencial no beneficiamento de resíduos.

E não foi só. Em agosto, a partir dessa aproximação, uma equipe da Proamb viajou à Finlândia para uma missão técnica. O país é conhecido pela gestão de resíduos sólidos com fins de transformação energética. É mais ou menos o que faz a unidade de coprocessamento da Proamb, só que com outro tipo de energia, a térmica. A ideia é ampliar os serviços da unidade para que, aos poucos, ela passe a produzir energia elétrica.

Neste ano, também, a Proamb colocou em operação seu LABORATÓRIO AMBIENTAL, Centro de Análises Ambientais, serviço voltado não só à análise de águas e efluentes como também à resolutibilidade dos problemas encontrados. Ao todo, foram investidos R$ 3,2 milhões no CAA, complexo com quatro centros de diagnóstico – Microbiologia, Físico-Química, Instrumental Orgânico e Instrumental Inorgânico – que cumprem as determinações da ISO/IEC 17.025, norma internacional de acreditação de laboratórios.

Neste cenário de investimentos em conhecimento, outro setor fundamental nas operações da Proamb comemorou expressivos avanços ao fortalecer seus laços com órgãos de ensino superior, mostrando a preocupação da empresa em oferecer qualidade em todos seus campos de atuação. Além do já conhecido vínculo com a Universidade de Caxias do Sul (UCS) ter sido ampliado para a oferta de mais cursos de qualificação em questões envolvendo o tratamento de água e efluente, a área de Educação celebrou uma parceria com a ESIC Business Marketing & School para oferecer, no Estado, o inédito MBA em Neuroestratégia e o Pensamento Transversal em 2019. O máster, realizado juntamente com o centro universitário espanhol, tem como foco a tomada de decisões e é voltado aos líderes que ocupam essa função nas empresas. “Sempre, em seus quase 30 anos, a Proamb buscou na capacitação suas ferramentas para oferecer aos clientes a qualidade que é capaz de elevar o nível de competitividade das empresas”, comenta Basso.

Curso técnico aborda remoção de fósforo e nitrogênio de efluentes

Capacitação é oferecida pela Proamb em parceria com a UCS

 Muito presente no esgoto doméstico, o nitrogênio e o fósforo são nutrientes que, em excesso, podem comprometer a qualidade das águas de rios e lagoas caso não recebam o tratamento adequado para serem devolvidas à natureza. O curso Aspectos Práticos e Operacionais na Remoção de Nitrogênio e Fósforo, promovido pela Proamb em parceria com a Universidade de Caxias do Sul (UCS), abordará as questões centrais desse processo importante no reuso de águas residuais.

As aulas serão divididas em três dias, de 8 a 10 de novembro, na sala 409 do bloco V, no campus-sede, em Caxias. Entre os assuntos que serão desenvolvidos durante as aulas estão os fundamentos da remoção microbiológica de nitrogênio e fósforo, os principais parâmetros de controle na remoção microbiológica desses dois elementos, a remoção química de fósforo e as diferentes formas de aplicação de compostos químicos para remoção do fósforo.

Aspectos práticos e operacionais na remoção

Tanto o fósforo como o nitrogênio são responsáveis pelo fenômeno da eutrofização dos corpos hídricos. Dessa forma, é de suma importância que eles sejam removidos dos efluentes. Para tanto, podem ser utilizados processos microbiológicos ou físico-químicos. Os processos microbiológicos utilizados para remoção de nitrogênio são associações de processos aeróbios e anóxicos. Já, para o fósforo podem ser utilizados associações de processos aeróbios e anaeróbios.

Em relação aos processos físico-químicos, podem ser utilizados desde processos oxidativos, de adsorção, absorção seguido de oxidação para o nitrogênio. Já para a remoção de fósforo, o processo físico-químico clássico é o de coagulação/floculação seguido de sedimentação ou flotação, utilizando sais de alumínio, ferro ou cálcio.

As inscrições, limitadas, estão abertas até o dia 7 de novembro e devem ser feitas no site da Proamb (www.proamb.com.br), na aba Educação. As aulas serão das 8h às 12h e das 13h30min às 17h30min.

SERVIÇO:

O que: Curso ‘Aspectos Práticos e Operacionais na Remoção de Nitrogênio e Fósforo’

Quando: aulas de 08 a 10 de novembro

Onde: bloco V, no campus-sede da Universidade de Caxias do Sul

Inscrições e informações: www.proamb.com.br

Legenda: Curso ‘Aspectos Práticos e Operacionais na Remoção de Nitrogênio e Fósforo’ ocorre no mês de novembro

Imagem: Divulgação

Em parceria com a UCS, Proamb realiza temporada de cursos

Sete qualificações em tratamento de água e efluentes serão oferecidas até novembro

A intensa agenda de cursos da Fundação Proamb para a reta final de 2018 ganhou a realização de mais sete qualificações técnicas até novembro – além das quatro já confirmadas para ocorrer entre setembro e outubro. O ingresso desses cursos vem com o respaldo da Universidade de Caxias do Sul (UCS), sendo o campus sede o QG central das aulas.

A aproximação entre as organizações, já conhecida de outrora com a realização de treinamentos, foi estreitada neste ano. Em abril, a UCS organizou o Congresso Internacional de Tecnologia para o Meio Ambiente na Fiema, feira voltada à gestão ambiental promovida pela Proamb. “Tanto UCS quanto Proamb enxergaram que havia mais elementos a serem explorados, e uma das demandas era por mais cursos”, diz o professor Lademir Beal, que conduziu os trabalhos do congresso e responde pela coordenação do Mestrado Profissional em Engenharia e Ciências Ambientais na universidade.

Proamb

Basicamente, os cursos giram em torno do tratamento de água e efluentes, uma área que apresenta uma demanda grande na região, diante do alto índice de indústrias. O primeiro a ser ofertado é o de Dimensionamento de Reatores Anaeróbios, dia 13 de setembro (veja relação abaixo). “Nossa intenção é oferecer cursos de qualidade para capacitar melhor tanto os operadores quanto os profissionais de nível superior”, comenta Beal, que será responsável por ministrar a maioria dos cursos, todos com vagas limitadas.

As inscrições podem ser feitas no site da Proamb (www.proamb.com.br), na aba Educação, com até um dia de antecedência antes do início de cada curso. Há opção de parcelar em até cinco vezes o valor de cada qualificação.

CONHEÇA OS CURSOS

Dimensionamento de Reatores Aeróbios: destinado a capacitar os profissionais de nível superior a dimensionar diferentes tipos de reatores aeróbios, como lodos ativados com nitrificação, lodos ativados com pré-desnitrificação, lodos ativados com pós-nitrificação, sedimentador secundário, entre outros. As aulas ocorrem de 27 a 29 de setembro, das 8h às 12h e das 13h30min às 17h30min, no Bloco V, sala 409

Análise Quantitativa Aplicada ao Tratamento de Efluentes: neste curso, o objetivo écapacitar profissionais para organizar dados, escolher tipos de gráficos adequados e analisar dados utilizando a estatística descritiva. Dias 5 e 6 de outubro, das 8h às 12h, e das 13h30min às 17h30min, no Bloco 71, sala 300

Operação e Microbiologia de Lodos Ativados: capacita profissionais na operação e na análise microbiológica e microscópica de lodos ativados. As aulas ocorrem nos dias 18 e 19 de outubro, das 8h às 12h e das 13h30min às 17h30min, no Bloco 71, sala 300

Aspectos Práticos e Operacionais na Remoção de Nitrogênio e Fósforo: capacita profissionais na operação de estações de tratamento de efluentes para remoção de nitrogênio e fósforo. As aulas ocorrem de 8 a 10 de novembro, das 8h às 12h e das 13h30min às 17h30min, no Bloco V, sala 409.

Reuso de Águas e Efluentes: proporcionar conhecimentos dos princípios básicos de reutilização de águas e efluentes para que seja possível planejar, projetar, executar e operar de forma eficiente unidades de reaproveitamentos de águas pluviais e efluente tratado. De 22 a 24 de novembro, das 8h às 12h, e das 13h30min às 17h30min, no Bloco V, sala 409.

 Texto: Exata Comunicaçã

Foto: Divulgação

Proamb confirma qualificações para setembro

O braço educacional da Fundação Proamb confirmou a realização de um workshop e de dois cursos no mês de setembro. A agenda inicia com o workshop Tratamento de Efluentes (14.09), onde o engenheiro químico Carlos Guilherme Renne falará sobre processos de tratamento físico químico de efluentes líquidos industriais e processos de tratamento biológico.

No mesmo dia inicia o curso Segurança e Manuseio de Produtos Químicos, a cargo da química Eliana Dalltoé, que tem passagens por empresas como Braskem e Ipiranga. Ela falará sobre temas como os efeitos de produtos químicos na saúde e contenção de derramamento, entre outros aspectos.

Na sequência do mês, ocorre o curso Operadores de ETA, Caldeiras e Torres de Resfriamento (26 e 27), onde serão abordados conceitos, problemas e soluções envolvendo os tratamentos de ETA, de caldeiras e de torres de resfriamento.

As capacitações ocorrem no Dall’Onder Grande Hotel e já estão com inscrições abertas pelo e-mail [email protected] Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (54) 3055.8700.

Cursos

Workshop: Tratamento de Efluentes – Soluções para Dificuldades Operacionais

Facilitador: Consultor Carlos Guilherme Renne

Quando: dia 14 de setembro, das 18h às 22h

Inscrições: até 11 de setembro

Curso: Segurança e Manuseio de Produtos Químicos

Facilitador: Quimica Eliane Daltoé

Quando: dia 14 de setembro, das 13h30 às 17h30

Inscrições: até 11 de setembro

Curso: Operadores de ETA, Caldeiras e Torres de Resfriamento

Facilitador: Consultor Carlos Guilherme Renne

Quando: dias 26 e 27 de setembro, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30

Inscrições: até 21 de setembro

Legenda: Capacitações técnicas da Proamb ocorrem em setembro

Crédito: Exata Comunicação 

Proamb promove curso sobre cuidados com produtos químicos   

A lida com produtos químicos requer conhecimentos especiais para manter os riscos afastados e a segurança dos trabalhadores em dia – assim como os procedimentos corretos a serem adotados em caso de acidente. Qualificar ainda mais os profissionais que trabalham com essa função é o foco do curso Segurança e Manuseio de Produtos Químicos, que a Fundação Proamb promove no dia 6 de julho, às 13h30.

O treinamento, no Dall’Onder Grande Hotel, inclui um capítulo essencial para estimular esse propósito: conhecer os efeitos dos produtos químicos sobre a saúde humana. “O cuidado deve ser sempre com a segurança dos funcionários, mantendo o respeito à legislação vigente”, ensina a ministrante do curso, a química Eliane Daltoe.

Proamb - crédito Divulgação

Para a eficácia dessa proteção, é necessário atentar para outros aspectos que serão abordados durante o curso. O manuseio correto dos produtos químicos, os equipamentos necessários para proteção individual (EPIs) e as embalagens adequadas são alguns deles, assim como a armazenagem e o transporte dessas substâncias e a contenção em caso de derramamento. “As consequências em relação ao manuseio inadequado podem acarretar em acidentes desastrosos tanto para funcionários, quanto para o patrimônio e o meio ambiente”, alerta Eliane, que tem experiência de mais de 20 anos na indústria química, com passagens por empresas como Petrobras, Braskem, Ipiranga e Rhodia.

Estar preparado para manusear produtos químicos – ou contornar uma situação de risco – requer conhecimento e treinamento. O uso de EPIs, de acordo com a classificação química de cada elemento manuseado, é substancial, assim como a ciência sobre a classificação de cada produto, no caso de uma contenção de vazamento. “A contenção se baseia na classificação do produto através de um número estabelecido pela Organização das Nações Unidas. Para cada elemento, existe particularidades específicas que, na maioria das vezes, se não houver treinamento interno por pessoas habilitadas, deve-se contatar o fabricante”, orienta Eliane.

Serviço

O que: curso Segurança e Manuseio de Produtos Químicos

Quando: dia 6 de julho, das 13h30 às 17h30

Onde: Dall’Onder Grande Hotel (Herny Hugo Dreher, 197), em Bento Gonçalves

Quanto: clientes Proamb, R$ 300 – público em geral, R$ 330

Inscrições: até 3 de julho, pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone 3055.8703

Crédito: Divulgação Proamb

Proamb oferece extensa lista de cursos de capacitação no segundo semestre

A crença na educação como fator de transformações sociais e comportamentais é um dos pilares que sustentam a atuação da Fundação Proamb. Ao longo de seus mais de 25 anos de atuação na área ambiental, a entidade tem ampliado o desafio de capacitar profissionais e qualifica-los para o desafio de transformar o polo industrial gaúcho em referência no quesito sustentabilidade. Exemplo desse esforço é a extensa agenda de cursos programados para o segundo semestre deste ano. Já são dez confirmados para os próximos meses (veja a relação no quadro –, todos no Hotel Dall’Onder).

O primeiro deles, abrindo a programação no dia 26 de junho, é o curso ‘Soluções para Dificuldades Operacionais em ETE’, a partir das 18h, pelo consultor engenheiro químico Carlos Guilherme Renne, atuante na área há 32 anos e assessor técnico de controle. Para essa capacitação, as inscrições devem ser feitas até o dia 21 de junho pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone (54) 3055.8703. Clientes da Proamb têm preço especial de R$ 300 – demais público, R$ 330.

 Proamb

A agenda do mês de julho segue com as capacitações ‘Impacto da Legislação Ambiental no Negócio’, ‘Segurança e Manuseio de Produtos Químicos’, e ‘Aperfeiçoamento Técnico de Operadores de Estações de Água e Efluentes Líquidos’. Em agosto, os cursos oferecidos serão os de ‘Operadores de ETA, Caldeiras e Torres de Resfriamento’ e ‘Reuso das Águas’. Também estão previstos outros temas como ‘Cargas Perigosas / Resolução ANTT 5232/16’, ‘Sistemas de Tratamentos de Efluentes – Reatores, Processos Oxidativos’, ‘Aplicação de Novas Tecnologias no Tratamento de Efluentes’ e ‘Tratamento de Efluentes: Processos Oxidativos Avançados’ – todos com data a confirmar.

Outras informações podem ser obtidas no site www.proamb.com.br

AGENDA DE CURSOS DE QUALIFICAÇÃO

JUNHO

Dia 26, às 18h – Soluções para Dificuldades Operacionais em ETE

Ministrante: Carlos Guilherme Renne

JULHO

Dia 4, às 13h – Impacto da Legislação Ambiental no Negócio

Ministrante: Luisa Falkenberg

Dia 6, às 8h – Segurança e Manuseio de Produtos Químicos

Ministrante: Eliane Daltoé

Dias 9 e 10 – Aperfeiçoamento Técnico de Operadores de Estações de Água e Efluentes Líquidos

Ministrante: Carlos Guilherme Renne

AGOSTO

Dias 6 e 7 – Operadores de ETA, Caldeiras e Torres de Resfriamento

Ministrante: Carlos Guilherme Renne

Dias 14 e 15 – Reuso da água, conceitos, teorias, legislação e práticas

Ministrante: Carlos Guilherme Renne

Foto: Fundação Proamb amplia o desafio de capacitar profissionais

Credito: Divulgação/Proamb

Serra gaúcha ganha Centro de Análises Ambientais

Fundação Proamb investiu R$ 3,2 milhões em laboratório de análises ambientais em águas e efluentes

O Rio Grande do Sul terá uma das mais completas estruturas de apoio às empresas na gestão em sustentabilidade, com serviços especializados, para auxiliar os empreendedores no desafio de lidar com seus resíduos e cuidar do meio ambiente. Esse suporte é abrangido pela Fundação Proamb – e acaba de ganhar mais um importante ponto de referência. Em maio, a instituição inaugurou o Centro de Análises Ambientais, moderno laboratório voltado ao atendimento de normas técnicas e dos requisitos legais exigidos às empresas contratantes do serviço.

 A estrutura fica na cidade de Bento Gonçalves, município sede da Fundação, e ocupa 494 m² no bairro Licorsul. Mais do que a imponência do prédio, o que impressiona é o conhecimento técnico ali concentrado. O Centro de Análises Ambientais é um complexo com quatro laboratórios: Microbiologia, Físico-Química, Instrumental Orgânico e Instrumental Inorgânico. Os dois últimos guardam os aparatos tecnológicos mais valiosos – cromatógrafos para análise de compostos orgânicos como pesticidas e agrotóxicos e um ICP/OES, para análise de metais, instalados, respectivamente, em cada um dos departamentos.

 O complexo tem capacidade de atender até 3 mil amostras/mês, sob o comando de um corpo técnico formado por biólogos e engenheiros químicos. O Centro de Análises Ambientais oferece à comunidade empresarial mais de 200 parâmetros e serviços de amostragem conforme requisitos da ISO/IEC 17.025. Dessa forma, já nasce atendendo às diretrizes dessa norma que rege os requisitos gerais para competência de laboratórios de ensaio e calibração – é, portanto, um serviço que surge certificado pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam). “Essa certificação é extremamente criteriosa para garantir a qualidade do serviço e a acuracidade dos dados analíticos”, observa o diretor de Operações da Proamb, Gustavo Fiorese.

DSC_2875

 O empreendimento, voltado tanto ao atendimento de pessoas físicas quanto jurídicas, reafirma o credo da Proamb no desenvolvimento sustentável. O investimento de R$ 3,2 milhões chega pouco mais de seis meses depois da modernização na planta de coprocessamento da fundação, em Nova Santa Rita, cujo aporte foi de R$ 6 milhões – ambos tendo o BRDE como parceiro.

 Por que o laboratório é importante

O Centro de Análises Ambientais mostra sua competitividade, oferecendo ao cliente um serviço complementar à análise – ou seja, uma consultoria sobre como sanar a irregularidade. Esse aporte vem graças a expertise de mais de 25 anos da Fundação Proamb em gestão ambiental, hoje expresso em suas diversas unidades de negócio (Central de Resíduos Sólidos Industriais, Coprocessamento, Engenharia Ambiental e Educação). “Esse é um grande diferencial competitivo, o atendimento completo do ciclo. Temos condições de entregar um produto com valor agregado sem comparativos no mercado, que é um diagnóstico do que fazer com o resultado da análise das amostras, em vez de simplesmente fornecer um laudo técnico”, avalia Fiorese.

Com esse novo negócio, a Fundação Proamb oferece a “solução completa” ao cliente, disponibilizando a gestão ambiental total. Por meio de suas unidades de Aterro e Coprocessamento, prestará serviços de tratamento de resíduos classe I e classe II. Já a unidade de Engenharia dará suporte a várias áreas da empresa – qualidade, segurança, gestão de resíduos, gestão de efluentes, monitoramento ambiental, licenciamentos, atendimento aos requisitos legais e gestão da energia. Com as unidades de Educação e Fiema, a missão é transferir conhecimento e tecnologia, preparando novos profissionais para atuarem no mercado de trabalho. E, como forma de completar o ciclo, a Proamb oferecerá análises laboratoriais dos despejos industriais e das águas brutas e para consumo humano.

 Foto: Divulgação

FIEMA Brasil 2018 inicia nesta terça-feira

A FIEMA Brasil 2018 inicia nesta terça-feira, 10 de abril, em Bento Gonçalves, com intensa programação de atividades. Novidades em gestão ambiental e debates técnicos com mais de 50 palestras serao durante os congressos e seminários do Fiemacon.
Abrindo a feira, o primeiro compromisso na agenda de trabalhos é o Meeting Empresarial, às 9 horas, reunindo importantes lideranças para o debate sobre atitudes sustentáveis.
Fiema Convite Meeting
Na sequência, as 13h30, ocorre a solenidade oficial de abertura, com previsão de presença do Governador do estado do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori.

Proamb tem ano de investimento de olho no futuro

Em um cenário de recessão, coragem para investir. Aliado a isso, visão estratégica e gestão equilibrada. Essa foi a receita para a Fundação Proamb encarar o difícil 2017 e, mais do que isso, se preparar para o futuro. O ano de 2018, já com prognósticos mais positivos para a economia, tende a ser um período de conquistas para a entidade, que em abril realiza sua oitava Fiema Brasil – Feira de Negócios, Tecnologia e Conhecimento em Meio Ambiente, no Parque de Eventos de Bento Gonçalves.

Será o mesmo mês da inauguração do Centro de Análises Ambientais (CAA), mais um dos investimentos que tiveram início ainda em 2017, junto com a expansão da Unidade de Energia (coprocessamento), em Nova Santa Rita; a ampliação da Unidade de Disposição, em Pinto Bandeira; e a inauguração da Unidade de Transbordo, em Farroupilha. Apenas em Nova Santa Rita, a Proamb aplicou R$ 6 milhões, aumentando a produção em recuperação energética de resíduos sólidos industriais como borra de tinta, solvente, madeira, plástico, entre outros.

Neri Basso

São investimentos que preparam a Proamb para cumprir uma de suas metas, a atuação em outras áreas do Estado. “Temos muito espaço para crescer, até mesmo dentro da Serra. E também de ocupar posições importantes em centros industriais como a Região Metropolitana”, comenta Neri Gilberto Basso, presidente da Proamb.

LEIA TAMBÉM: CDL-BG inicia 2018 com foco na qualificação do comércio

Além da aplicação de recursos em suas unidades de negócios, a fundação tem apostado na qualificação de equipe técnica e em equipamentos. O ano de 2017 também foi abundante em cursos nas mais diversas áreas de gestão ambiental, capacitando e qualificando a mão de obra e, assim, cumprindo um de seus preceitos, o de oferecer e apresentar as melhores soluções no segmento. Foram mais de 15 capacitações técnicas, aperfeiçoando os conhecimentos de cerca de 300 profissionais. Para 2018, a meta é de incrementar significativamente esses números, sobretudo com o aporte do módulo de educação à distância, que deve ganhar força entre o rol de projetos em expansão. “Nosso negócio é trabalhar com tecnologia e conhecimento, de modo a atender nosso propósito de deixar um mundo melhor para as pessoas. E pessoas melhores para o mundo”, reflete Basso.

SAIBA MAIS: 5 importantes mudanças no Simples Nacional para 2018

VEJA TAMBÉM: Patas e Focinhos -Integração na rede de apoio a animais abandonados ou vítimas de violência