Posts

Movelsul Brasil 2018 encerra com 30.284 mil visitantes

Organização comemora a visitação e negócios gerados, mesmo com redução de um dia na feira

 A Movelsul Brasil reafirmou esta semana sua relevância para o setor moveleiro nacional com o sucesso de sua 21ª edição, realizada de 12 a 15 de março, no Parque de Eventos de Bento Gonçalves. Mesmo com redução de um dia frente às edições anteriores, a maior feira de móveis da América Latina para o lojista e o importador encerrou com 30.284 visitantes profissionais de 33 países.

Para os 246 expositores participantes, fica a expectativa de um bom desempenho no ano a partir dos negócios fomentados na feira, que devem ultrapassar os R$ 300 milhões projetados inicialmente pelo Sindmóveis Bento Gonçalves, entidade promotora da Movelsul Brasil. Para a organização, fica a satisfação do dever cumprido em mais uma edição do evento, que nesse ano trabalhou a temática do turismo aliado aos negócios para atrair o visitante ao coração da Serra Gaúcha.

Em todos os seus pronunciamentos antes e durante a feira, o presidente da Movelsul Brasil, Edson Pelicioli, salientou a relevância do trabalho realizado pelo Sindmóveis na promoção do setor moveleiro nacional. A Movelsul Brasil surgiu há 40 anos para engrandecer o setor moveleiro local. Mas, na sua trajetória, acabou fortalecendo a indústria moveleira nacional e levando o nome de Bento Gonçalves para o Brasil e para o mundo. “O Sindmóveis conhece as necessidades do setor e sabia que a necessidade desse momento era um impulso forte de retomada. Foram meses buscando alternativas, buscando reinventar, buscando atrair o expositor e o lojista. O resultado mostra que conseguimos”, salienta o presidente.

 movel1

Internacionalização da feira

O caráter internacional da feira comprovou-se pela circulação de lojistas e distribuidores de 32 países além do Brasil: África do Sul, Alemanha, Argentina, Bolívia, Camarões, Chile, China, Colômbia, Costa Rica, Curaçao, Equador, Escócia, Espanha, Estados Unidos, França, Gana, Guatemala, Irlanda, Itália, México, Moçambique, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Portugal, Porto Rico, Quênia, República Dominicana, Trinidad e Tobago, Reino Unido, Uruguai.

As rodadas de negócios do Projeto Comprador para indústrias e designers brasileiros colocaram frente a frente nossas empresas exportadoras com compradores em potencial para o móvel brasileiro. Foram números recordes para o projeto, realizado na feira desde o ano 2000. Ao todo, 70 importadores convidados negociaram com 145 empresas e a expectativa é uma geração de US$ 60 milhões em exportações a partir dessas reuniões.

Isso mostra a visão de longo prazo do Sindmóveis Bento Gonçalves e da Movelsul Brasil para exportações, considerando que o contato com as exigências e peculiaridades do mercado internacional torna as empresas ainda mais competitivas no mercado doméstico, promovendo o desenvolvimento do setor moveleiro como um todo. “Temos um cenário de retomada da competitividade da indústria brasileira no mercado internacional com oportunidades para todos os segmentos, desde o móvel RTA até o design inovador, com muitos casos de um mesmo comprador buscando linhas variadas para seu portfólio”, aponta a consultora do Sindmóveis para o mercado internacional, Ana Cristina Schneider.

Inovação e conhecimento em outras ações paralelas

A Movelsul Brasil 2018 teve quatro projetos paralelos que trouxeram design, conhecimento e inovação para a feira, fomentando ainda mais os negócios. Além do Projeto Comprador com suas rodadas de negócios voltadas às exportações, a feira provocou o expositor a criar novidades para o lojista nacional, desafiando as indústrias a desenvolverem lançamentos com design assinado no Projeto Varejo. Foram 19 expositores participantes, que criaram 50 novos produtos para as principais redes de varejo e e-commerce do país.

Prêmio Salão Design

Já o Prêmio Salão Design, em suas comemorações de 30 anos, revelou durante a Movelsul Brasil a classificação dos vencedores nas modalidades Estudante, Profissional e Indústria. Foram concedidos, ainda, três superprêmios para os melhores produtos da edição: primeiro superprêmio para a Luminária Costureira, de André Ferri (Belo Horizonte); segundo superprêmio para Biblioteca Latorna, do estúdio Enbruto (Cordoba); e terceiro superprêmio para linha Zina, do studio Zanini (Rio de Janeiro). Com patrocínio de Berneck e Interprint, o prêmio terá uma segunda mostra de produtos esse ano. Vai ser em agosto, na feira High Design Home & Office Expo, em São Paulo, durante o DW! São Paulo Design Weekend.

IMG_7268

Por fim, as palestras do primeiro Fórum Movelsul Brasil reuniram lojistas, expositores e representantes para refletir sobre o tema dos novos modelos de varejo e como o consumo all line vai impactar o setor moveleiro. Essa abordagem que a feira trouxe está alinhada às discussões mundiais sobre a relação com o consumidor. Na última edição da NRF Annual Convention, apelidada de Big Show do Varejo, realizada em Nova Iorque, o varejo all line foi tema principal. Além de quebrar todas as barreiras existentes entre as plataformas de compra física e eletrônica, o conceito all line prioriza o engajamento, a audiência e a jornada do consumidor até o produto.

Com patrocínio de Sayerlack e Banrisul, a Movelsul Brasil é realizada desde 1977 pelo Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis). A próxima edição da feira será em 2020.

De Mostra do Mobiliário a Movelsul, feira alavancou o crescimento do setor moveleiro em Bento Gonçalves

MOVELSUL BRASIL 2018

Feira alavanca o setor moveleiro nacional

Por Kátia Bortolini e Natália Zucchi

Na metade da década de 50, Bento Gonçalves começou a fabricar móveis tubulares cromados em série, mudando o perfil econômico e social do município. A precursora do produto foi a Barzenski Móveis, fundada em 1955, seguida pela Pozza Indústria de Móveis, fundada em 1963. Em poucos anos o setor moveleiro se tornou a principal atividade econômica da cidade, superando o setor vinícola. Em 1973, foi criada a Associação Profissional das Indústrias da Construção e do Mobiliário de Bento Gonçalves. Em 1977, a Associação passou a ser o Sindicato das Indústrias da Construção e do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis), que assumiu a promoção da feira.

D3X_G101517

A primeira edição, denominada Mostra do Mobiliário, ocorreu em 1977, com 24 empresas expositoras, como evento paralelo à 3ª edição da Festa Nacional do Vinho (Fenavinho). A denominação mudou para Movelsul na 6ª edição da feira, ocorrida em 1988, sob a presidência do empresário Dorvalino Pozza (in memoriam), com mais de 100 expositores. A mudança, divulgada por uma campanha publicitária com várias peças, incluindo um jingle até hoje lembrado por muitos, rendeu visibilidade nacional e muitos visitantes, uma vez que a exposição era aberta ao público em geral.

D3X_G101126

Outra inovação ocorrida na edição de 1988 foi a primeira edição do Prêmio Salão Design, que comemora agora 30 anos nesta edição da feira, fomentando o design como diferencial competitivo para a indústria moveleira. A internacionalização da feira consolida-se em 2000, quando acontece a primeira edição do Projeto Comprador. Atualmente, o polo moveleiro de Bento Gonçalves é formado por 300 indústrias que respondem por 41% da economia do município. Além disso, é o maior do Brasil em número de peças produzidas (IEMI). Em 2016, as indústrias moveleiras locais faturaram R$ 1,81 bilhão. Dentro da indústria de transformação, esse segmento é o que mais emprega em Bento Gonçalves, que tem 114 mil habitantes (IBGE, 2016).

Movelsul 1977 (1)

AF_linha_do_tempo_MOVELSUL

26ª edição reúne 246 expositores

A 26ª edição da Movelsul Brasil, que ocorre de 12 a 15 deste mês, das 12 às 20 horas, na Fundaparque, sob a presidência do empresário Edson Pellicioli, será focada na diversidade e inovação do mobiliário. Serão 246 expositores, entre os segmentos de escritório, cozinha, dormitórios, área de serviço, banho, móveis para jardim, eletros, copas, salas de jantar e estar, tapetes, estofados e colchões, apresentando suas novidades para um público estimado em cerca de 30 mil visitantes profissionais de 50 países. O evento é voltado para lojistas, representantes, arquitetos, designers, decoradores, importadores e jornalistas. A entrada é gratuita para pessoas credenciadas. Na edição de 2016, a Movelsul Brasil recebeu 29 mil visitantes profissionais de 48 países.

#Fórum Movelsul

A geração de conhecimento para a cadeia moveleira terá destaque na feira com a realização do Fórum Movelsul. Na programação do evento, palestras sobre o tema A reinvenção do varejo – Consumo all line, nos dias 13, 14 e 15 de março, das 9h30min às 12horas, no Centro Empresarial Bento Gonçalves (acesso pelo Parque de Eventos). Serão duas palestras por dia, com vagas limitadas e inscrições gratuitas, que poderão ser feitas pelo site da feira. Os palestrantes serão Alberto Serrentino, vice-presidente e membro do conselho deliberativo da SBVC (Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo); Ricardo Martinez Finger, da Netshoes México; Salvatore Figliuzzi, designer alemão da Interprint; Felipe Pojo, da IBM Watson; Francisco Lumertz, da Selcon RH, e Fabio Freitas Jacques.

salao-design-11

30 anos do Salão Design

O Prêmio Salão Design, maior premiação de design de produto da América Latina, apresentará os projetos finalistas e vencedores dessa edição, que marca os 30 anos de realização pelo Sindmóveis Bento Gonçalves. Destaque nesse ano para mudanças no regulamento. Em lugar das tradicio – nais categorias, serão concedidas premiações para primeiro, segundo e terceiro lugares para cada uma das modalidades – Estudante, Profissional e Indústria/Varejo. Haverá, ainda, três superprêmios para os melhores produtos da edição. Diariamente, o estande do Prêmio Salão Design também terá talks sobre design e inovação. O patrocínio é da Berneck e da Interprint.

movelsul2

Projeto Comprador

Apostando no otimismo do setor moveleiro em relação ao mercado internacional, a Movelsul Brasil 2018 vai sediar a maior edição de Projeto Comprador. Serão 50 lojistas e distribuidores estrangeiros convidados a negociar com 145 participantes, entre indústrias e designers brasileiros, em rodadas durante a feira. A ação tem apoio da Apex-Brasil por meio dos projetos setoriais Brazilian Furniture, da Abi – móvel, e Raiz, do Sindmóveis.

movelsul1

Projeto Varejo

Durante a feira, cerca de 50 empresas farão lançamen – tos de produtos assinados por designers, criados para aten – der demandas específicas do varejo nacional. A equipe do Sindmóveis fez uma pesquisa qualitativa para avaliar tipos de produtos, demandas de inovação e apelo de vendas com as principais redes de lojas clientes da indústria move – leira participantes da Movelsul Brasil.

Com a palavra, o empresário Edson Peliciolli, presidente da Movelsul 2018

Qual é expectativa em relação ao Projeto Varejo, preparado pelo Sindmóveis para essa edição da feira?

É a melhor possível. De forma geral, as empresas vêm para a feira com lançamentos adaptados ao cenário econômico e seu perfil de atuação no mercado. O ganho do Projeto Varejo é o de ter desafiado a indústria a criar produtos inéditos para o mercado nacional, com base num briefing transmitido pelos próprios lojistas a partir de uma pesquisa qualitativa conduzida pelo Sindmóveis. Esses lançamentos têm design agregado, pois uma das regras do projeto é que as peças sejam assinadas. Eles são a surpresa dessa edição da feira. É justamente a partir dessa proposta de aliar inovação e design que o Sindmóveis e a Movelsul 2018 querem gerar mais negócios para a indústria.

Qual é a importância do design no atual cenário de mercado?

As empresas que vinham investindo em design e inovação atravessaram de forma mais tranquila os últimos anos de crise econômica e política do Brasil, pois conseguiram captar melhor os nichos e tendências de mercado. 2018 é um ano decisivo para a retomada do crescimento das empresas e do polo moveleiro. O Sindmóveis, como entidade que representa e defende os interesses desse polo, já está diante do seu grande desafio no ano, que é a realização dessa edição da Movelsul Brasil, carregada de expectativas, tanto por parte dos expositores quanto visitantes. Todos esperam que a feira seja a virada da indústria moveleira.

Edson Pelicioli

Os negócios firmados dentro da feira, como no Projeto Comprador, costumam se tornar clientes fidelizados para as empresas nos anos seguintes?

Sim, para aquelas empresas que têm planejamento e estratégia consolidados de internacionalização, e também investimento em design, inovação e marca. Existe um grande potencial no qual as exportações brasileiras ainda têm muito espaço para crescer. Mas existem exigências no que se refere a maior preparação e investimento para realizar negócios no mercado internacional, muito em função da alta concorrência e exigência de competitividade.

Qual é a porcentagem de negócios gerados para exportação?

Ainda é muito baixa mas, aos poucos, a presença internacional vem se fortalecendo. Isso é de suma importância, pois acreditamos que a integração com o mercado internacional é essencial para a sustentabilidade dos negócios no próprio mercado doméstico, ampliando a competitividade global, além do desenvolvimento da cadeia moveleira como um todo.

 

Henrique Tecchio assume a presidência da FIMMA Brasil 2019

A feira conta com 40% dos espaços vendidos e agregará novidades em segmentos

Nesta quarta-feira, 21 de fevereiro, o empresário Henrique Tecchio foi anunciado como novo presidente da Feira Internacional de Máquinas, Matérias-Primas e Acessórios para a Indústria Moveleira (FIMMA Brasil) 2019, oportunidade em que foram apresentados também os demais integrantes da diretoria. A FIMMA Brasil 2019, que acontecerá de 26 a 29 de março do próximo ano, será a feira da Diferenciação e entre as novidades estará a ampliação dos segmentos florestal e vidros e ainda ganhará o segmento rochas em uma área de 200m².

DiretoriaFimma2019_21_02_Foto_MichelAlban-16

O presidente da Associação das Indústrias de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul (Movergs), Volnei Benini, entidade que promove o evento, foi o responsável por fazer o anúncio e dar as boas-vindas aos profissionais do setor moveleiro que estarão à frente de uma das cinco maiores feiras mundiais do segmento. “Tenho a certeza de que a FIMMA está em boas mãos, a começar pelo Henrique Tecchio que sempre esteve muito engajado com os interesses do setor e conta com uma trajetória junto às entidades. Sem dúvida, a nova diretoria dará continuidade ao bom trabalho realizado em 2017, comandado pelo Rogério Francio, com o apoio dos diretores e dos colaboradores”, ressaltou.

LEIA TAMBÉM: CDL de Bento Gonçalves divulga inadimplência de 2017

Para 2019, a intenção é manter o mesmo patamar de sucesso da edição anterior, quando participaram 360 expositores de mais de 30 países, gerando US$ 290 milhões em negócios. Rogério Francio, presidente da FIMMA Brasil 2017, agradeceu a confiança e o comprometimento de cada um para que a feira se tornasse surpreendente. “Foram 25 mil visitantes que tiveram a oportunidade de conhecer os projetos FIMMA Marceneiro, Comprador, Imagem, Workshop FIMMA, além do Laboratório Inovação o Seminário 4.0 e NR-12 e outras iniciativas”, lembrou.

Com 40% dos espaços comercializados, o que representa cerca de 140 expositores confirmados, a diretoria da 14ª edição da feira intensificará a divulgação internacional, justamente com o objetivo de fortalecer o evento fora do país, buscando assim ainda mais visibilidade na busca por novos expositores e visitantes. Nos meses de maio e agosto parte da diretoria fará visitas a duas feiras, a Xylexpo, em Milão, e a IWF, em Atlanta, para conhecer e estreitar relacionamentos. Tecchio enfatizou que será um desafio muito grande e prometeu dar o seu melhor em prol do setor. “Agradeço a confiança e acredito que 2018 é o momento da retomada da economia e, consequentemente, dos negócios, o que favorecerá para que a feira tenha êxito”, apontou.

Henrique Tecchio é executivo da Bentec Móveis Planejados, com sede em Bento Gonçalves, e atua em entidades empresariais de Bento Gonçalves desde 2008, quando foi diretor Internacional do CIC/BG e presidente da entidade na gestão 2010/2011. Na gestão 2012/2013 do Sindmóveis, exerceu a função de vice-presidente e, posteriormente, assumiu a presidência da entidade 2014/2015. O empresário também é membro do Conselho Administrativo da Associação Brasileira da Indústria do Mobiliário (Abimóvel) para o triênio 2016/2018.

 DiretoriaFimma2019_21_02_Foto_MichelAlban-18

Diretoria FIMMA 2019

Presidente – Henrique Tecchio

Diretor Admin. Financeiro – Cleiton Paludo

Diretor Industrial – Artur Bertolini

Diretor de Serviços – Douglas Giordani

Diretor Comercial – Vinicíus Geremia

Diretora de Comunicação – Sílvia Koff Barbosa Spiller

Diretor Internacional – Marcelo Haefliger

Fotos: Michel Alban

Intensificados preparativos para a Movelsul 2018

Feira ocorre de 12 a 15 de março, no Parque de Eventos

Os preparativos para a Movelsul 2018, maior feira de mó- veis do Brasil, estão se intensificando. De 12 a 15 de março, 200 expositores estarão em Bento Gonçalves aguardando milhares de visitantes de todo o país, da América Latina e de outros continentes para a realização de bons negócios. Durante os quatro dias da feira, as principais tendências e soluções de móveis planejados para ambientes residenciais e corporativos estarão reunidas em diversos estandes no Parque de Eventos oferecendo o ambiente ideal para lojistas, engenheiros, arquitetos, decoradores, designers e jornalistas conhecerem o que está em alta no setor. Nomes de peso como Bertolini, BRV Móveis, Colchões Castor, Dalmóbile, Ditália Móveis, Gazin Colchões, Henn, Kappesberg, Móveis Carraro, Multimóveis, Telasul e Tramontina já estão confirmados para a 21ª edição da feira, promovida pelo Sindmóveis a cada dois anos.

Feira alinha negócios e incrementa vendas do setor

Desde 1977 a Movelsul aquece o setor moveleiro alinhando negócios e promovendo a indústria nacional para além das fronteiras do Brasil. Símbolo de notoriedade, a feira de móveis tem reconhecimento por parte de expositores, lojistas e especificadores. Com o Projeto Comprador, a partir dos anos 2000, o evento firmou sua relevância internacional e hoje a Movelsul gera negócios e serviços em escala mundial.

image description

Argentina, Chile, Colômbia, Paraguai, México, Peru, Emirados Árabes, Estados Unidos, Austrália, Qatar, Índia, Bolívia e Guatemala são apenas alguns dos países que a Movelsul espera receber representantes nas rodadas de negócios. Na edição passada, o Projeto Comprador agrupou 30 importadores em um total de 780 rodadas de negócios junto a 120 empresas brasileiras. Em 2018, a feira de móveis pretende alcançar a maior edição do Projeto Comprador, reunindo 50 importadores para rodadas de negócios e diversas empresas moveleiras nacionais.

Prêmio Salão Design

Maior premiação de design de produto da América Latina, o Prêmio Salão Design ocorre junto à feira de móveis com a premissa de estimular design no setor moveleiro, agregando conceito e valor aos produtos. Os projetos vencedores serão anunciados durante a programação da Movelsul 2018.

Feira de móveis reserva novidade em 2018

O Projeto Varejo é a grande novidade da Movelsul. A iniciativa consiste em desafiar os expositores a desenvolverem projetos assinados por designers, apresentando soluções para o varejo brasileiro. Serão disponibilizados selos para que os expositores sinalizem os resultados em seus estandes durante a feira de móveis.

Fórum Movelsul

A maior feira de móveis do Brasil também oferece o Fórum Movelsul, que neste ano apresentará palestras dentro do tema “A reinvenção do varejo – Consumo all line”. Os encontros ocorrem nos dias 13, 14 e 15 de março, das 9h30min às 12h, no Centro Empresarial Bento Gonçalves (acesso pelo Parque de Eventos, onde também ocorre a feira).

O Fórum Movelsul terá a realização de duas palestras por dia, mediante inscrição paga pelo site da feira (as vagas são limitadas). Ricardo Morales, da Netshoes México, Salvatore Figliuzzi da Interprint, e Felipe Pojo, da IBM Watson, são alguns dos nomes que falarão aos participantes.

Negócios, cultura e turismo

Os participantes da Movelsul Brasil terão acesso a traslados dos principais aeroportos e hotéis. Em Bento Gonçalves e outros municípios da região são disponíveis cerca de 7.600 leitos. Além dessa comodidade, os visitantes da feira de móveis são estimulados a “turistar” para conhecer a gastronomia, a cultura e as belezas naturais locais. Vinhos, espumantes e diversos pratos com influência dos imigrantes italianos prometem enriquecer ainda mais a estadia na Serra Gaúcha. A Movelsul Brasil 2018 acontece das 12h às 20h, com entrada gratuita para credenciados (lojistas, representantes, arquitetos, designers, decoradores, importadores, profissionais da construção civil e jornalistas).

 

Fimma Brasil 2017 abre nessa terça-feira

banner_sindimov_MG_980x300pxA 13ª Feira Internacional de Máquinas, Matérias-Primas e Acessórios para a Indústria Moveleira – FIMMA Brasil 2017 abre nessa terça-feira, dia 28, em Bento Gonçalves, nos pavilhões da Fundaparque.  A quinta maior feira do mundo no setor moveleiro, a FIMMA Brasil 2017 deve reunir cerca de 25 mil visitantes entre os dias 28 e 31 de março. Organizada pela MOVERGS, a feira construiu e consolidou credibilidade no setor moveleiro, em mais de 20 anos de existência.

Durante quatro dias, o evento reunirá os principais players do mercado, que estarão expondo lançamentos, produtos e serviços, além de inovações. “As empresas participantes têm a chance de expor em uma vitrine mundial, fortalecendo as marcas em âmbito global, ampliando a rede de contatos e fomentando alianças estratégicas”, destaca o presidente da FIMMA Brasil 2017, Rogério Francio.

Em 2015, a FIMMA Brasil registrou números expressivos e que pretende repetir este ano. Ao todo, serão cerca de 360 marcas expositoras, de 30 países diferentes, como: Espanha, França, Itália, Alemanha, Índia, Áustria, Portugal, Turquia, República Tcheca e Peru.

Segundo Francio, a expectativa é de captar um volume de negócios semelhante ao alcançado na edição anterior. “Nossa meta é chegar a U$$ 290 milhões”, informa o presidente, que avalia: “A feira tem um compromisso firmado com e pelo setor. É uma ferramenta de auxílio a indústria e seus executivos na tomada de decisões, na concretização de parcerias e geração de negócios”.

Programação Intensa

Projeto Imagem, Projeto Comprador, FIMMA Marceneiro, Laboratório de Inovação e Workshop de Móveis

Para dar maior visibilidade aos expositores, a FIMMA Brasil realizará o Projeto Imagem, que levará para o evento formadores de opinião e profissionais da imprensa internacional para apresentar e divulgar as potencialidades da indústria moveleira nacional e, consequentemente, fomentar a construção e disseminação da imagem setorial no exterior.

A ampliação do mercado para a cadeia de madeira e móveis também receberá incentivo através do Projeto Comprador, que possibilitará o contato direto entre importadores de máquinas, matérias-primas e acessórios para móveis e exportadores brasileiros. Desenvolvido de forma estratégica e com foco na efetivação de transações comerciais internacionais e parcerias futuras, o projeto terá rodadas de negócios e visitas técnicas previamente agendadas.

Tanto o Imagem, quanto o Comprador recebem apoio da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – APEX Brasil, através do Projeto Orchestra Brasil, e da ABIMÓVEL, pelo Projeto Brazilian Furniture. “Teremos a participação de 50 compradores internacionais e dez jornalistas e formadores de opinião dos Estados Unidos, México, Panamá, Chile, Colômbia, Peru, Reino Unido, Emirados Árabes Unidos, Argentina, Uruguai, Bolívia e África do Sul. Sem esse importante suporte, isso não seria possível”, destaca Francio.

Outra atividade realizada durante a feira será o FIMMA Marceneiro. O projeto tem o objetivo de disseminar a cultura empreendedora entre os micro e pequenos empresários do ramo de marcenaria, com ações direcionadas que facilitam o acesso às informações, promovem o desenvolvimento sustentável e aproximam os profissionais das novidades do setor.

No “Espaço Marceneiro”, os alunos do SENAI demonstrarão na prática as etapas da fabricação de móveis que serão doados a entidades carentes após a FIMMA Brasil. FIERGS, SENAI, SEBRAE e ABIMÓVEL são alguns dos apoiadores desse projeto que se consagra também pelo caráter social. “É uma prática da MOVERGS promover ações sociais. Além disso, não queríamos perder a oportunidade de demonstrar ao vivo para os visitantes um pouco do que acontece no dia-a-dia das pequenas empresas”.

A feira promoverá também – com apoio do Instituto SENAI de Tecnologia Madeira e Mobiliário/ FIERGS – o inédito Laboratório de Inovação, que tem o objetivo de ser um espaço de inovação, onde serão alavancadas as demandas da indústria e poderão ser analisadas soluções para empresas, através de uma rede integrada e colaborativa de tecnologia e projetos. No local, que vai enfatizar robótica e eletrônica e o desenvolvimento de soluções inovadoras, os visitantes terão a oportunidade de jogar, criar, aprender, orientar, inventar e ter contato com especialistas, técnicos, pesquisadores, educadores e redes colaborativas de conhecimento.

Para complementar o intercâmbio de informações, o Workshop de Móveis vai abordar e discutir caminhos e oportunidades para uma gestão mais competitiva, tanto com produtos, quanto em processos. Ação estruturada vai disponibilizar conhecimento aos profissionais do setor, estabelecendo vínculos com outros empreendedores e proporcionando uma abordagem sobre temas relacionados a tecnologia, inovação, mercados, consumo, design e marca.

Seminários

E os debates continuarão com dois importantes eventos paralelos a feira: o “Seminário Internacional sobre a Indústria 4.0 – A Revolução Tecnológica em Curso”, que vai aprofundar e disseminar informações a respeito da quarta revolução industrial, e o “Seminário da Industria sobre a NR 12 – Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos”, que abordará os impactos e oportunidades para o setor moveleiro, bem como a aplicação NR 12 no segmento, o Anexo que o setor vem construindo à norma e as tratativas para o seu atendimento. “A FIMMA Brasil é muito mais do que uma feira, é uma chance que as pessoas têm de ampliar seus conhecimentos e fazer novas conexões, estabelecendo um importante relacionamento com um mundo de novidades que a cerca”, finaliza Francio.