Posts

2ª Edição da Maratona Urbana ocorre no próximo domingo

O Maratona Urbana nasceu da ideia de levar o Hip Hop para mais pessoas e lugares. Sua segunda edição será em 24 de junho, no Bairro Ouro Verde em Bento Gonçalves. serão realizados workshops gratuitos de graffiti e deejay , além de um bate papo sobre produção de eventos com artistas da cidade e de outras partes do Rio Grande do Sul. Também ocorrerá pintura dos muros da Praça CEU e batalhas de dança para iniciantes e para adultos.

O evento itinerante ocorre pelo segundo ano consecutivo. Nesta edição, serão feitos Collabs com outros eventos do estado, com excursões vindas de outras cidades. A Collab da vez será do evento Batalha Da Prova, de Caxias Do Sul, que é um encontro voltado para projetos sociais que trabalham com oficinas continuadas de Hip Hop. Está confirmada a participação de dois ônibus com crianças e professores de diversos projetos sociais de Caxias, além dos alunos das Oficinas Da Praça CEU em Bento.

1 edição

Após as competições de dança, também será oferecido um lanche para as crianças participantes, com apoio dos projetos sociais envolvidos e do comércio da comunidade do Bairro Ouro Verde.

Durante mais outras quatro edições mensais, serão visitadas praças do Município incentivando crianças e jovens a se interessar por cultura urbana.

Maratona Urbana
Cronograma:
13:00h Workshop Graffiti – ComBernardo Duarte
13:00h Workshop Deejay – ComZion
13:45h Workshop Produção De Eventos -William Sarate Ballestrin
13:45h Momento All Style
15:00h Batalha de Iniciantes 1×1
16:00h Seven To Smoke Breaking
17:00h Final Iniciantes
17:30h Café Com Breaking
18:00h Encerramento

Elenco:
Jurado:Bernardo Duarte
Mc/hoast:Pedrinho Footwork Squad
Deejays: Zion //Jua Mariano // Cheirinho
Writers:Rodrigo de Almeida
Exposição De Jaquetas Customizadas
Fotos:Bruna Ferreira
Video:Victor Costa
Organização:Nest Panos
Atividades 100% Gratuitas
Projeto Financiado Pelo Fundo Municipal de Cultura de Bento Gonçalves

Oficinas de dança mudam realidade de adolescentes em Bento

Práticas são oferecidas no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) de Bento Gonçalves

A arte pode transformar vidas. A dança enquanto um processo educacional, não se resume simplesmente em aquisição de habilidades, mas sim, pode contribuir no desenvolvimento das potencialidades humanas e na relação com o mundo.

Uma iniciativa do Governo Federal em parceria com as administrações municipais, os Centros de Artes e Esportes Unificados (CEUs) tem o objetivo de promover a cidadania em territórios de alta vulnerabilidade social das cidades brasileiras. Em Bento Gonçalves, o CEU promove acesso à educação, cultura e esporte a cerca de quatro mil pessoas de todas as faixas etárias, dos bairros Zatt, Aparecida, São Roque, Ouro Verde e Loteamento Bertolini, localizado na Praça CEU (https://bit.ly/2kgnYYc).

“Através da Praça CEU, uma série de atividades e oficinas são realizadas para o desenvolvimento cultural de crianças e adolescentes em vulnerabilidade. Tudo isso em um espaço qualificado, o que nos faz ter uma possibilidade muito maior de desenvolvimento e, consequentemente, de melhor aproveitamento do espaço público”, destaca o secretário da Cultura de Bento Gonçalves, Evandro Soares.

No local são ofertadas seis oficinas culturais e artísticas de forma gratuita: de violão, de capoeira, de artesanato em madeira, de danças urbanas, de grafite e de crochê e amigurumi para cerca de 150 alunos, entre crianças, adolescentes e grupos da melhor idade.

Dentre as atividades desenvolvidas, as oficinas de danças urbanas que atualmente são ofertadas uma vez por semana, todas as quartas-feiras, contam com a participação de 40 adolescentes. Fernando Sarate, 14 anos, morador do Bairro Zatt participa da oficina de dança e também da de grafite relata que as aulas o tiram do comodismo e diminuíram o índice de violência no local. “Estou gostando muito, pois tira a gente do mau caminho e ocupa nosso tempo com coisas boas. O local está sendo melhor frequentado por pessoas que cuidam da praça. Está sendo bem legal conviver aqui”, afirma entusiasmado.

Divulgaçao CEU

O professor da oficina, William Sarate Balestrin salienta que os projetos desenvolvidos servem como atividades extracurriculares. “As oficinas da Praça CEU são de suma importância para comunidade em geral, pois desenvolvem arte, cultura e educação numa área de maior vulnerabilidade social do município. As crianças e adolescentes ganham opções para desenvolverem suas habilidades e conhecimento”, diz.

Laura Kirchhof (1)

Além das oficinas, são disponibilizadas ações para formação e qualificação para o mercado de trabalho, serviços socioassistenciais, de prevenção à violência e de inclusão digital. Com previsão de início ainda para este ano, no local também serão oferecidos o desenvolvimento de práticas esportivas. Leia mais em: https://bit.ly/2kgnYYc

Arquivo ASCOM

As ações da Praça CEU são coordenadas em conjunto pelas secretarias municipais de Habitação e Assistência Social, Cultura, e de Juventude, Esporte e Lazer.

CEU em Bento Gonçalves

Localizada no Bairro Ouro Verde, a estrutura conta com quadra poliesportiva coberta, pista de caminhada, academia ao ar livre, pista de skate, mini palco de apresentações, biblioteca, telecentro, salas multiuso e um Centro de Referência e Assistência Social (CRAS).

“Deve-se observar que o país tem vários Centros ainda em construção, outros ainda se reconstruindo após vandalismo e depredação, e alguns como a de nosso município que ultrapassaram esta fase e estão em pleno funcionamento. Isso demonstra o trabalho responsável, sério e dedicado da Administração Municipal que entende a importância de todo complexo estar disponível para a população. As comunidades abraçaram a Praça CEU e participam com assiduidade de todas as atividades e eventos ofertados”, ressalta a coordenadora da Praça, Patrícia Da Rold.

Laura Kirchhof (2)

Oficina de Danças Urbanas

As oficinas de danças urbanas têm por objetivo contemplar o público jovem, explorando a dança, a expressão e o movimento numa mistura de ritmos que abrange os elementos da cultura urbana (que são diferentes estilos da dança, conhecidos como Locking, Popping, Breaking, Freestyle, House Dance e Krump, assim como as suas subdivisões) compondo performances dinâmicas e repletas de movimentos.

Quatro dias voltados à arte das ruas no Hasta La Cypher

Cultura hip hop

Por Natália Zucchi

A 9ª edição da Battle In The Cypher, evento já consagrado na cultura hip hop do Brasil, ocorre de 29 de março a 1 de abril deste ano, em Bento Gonçalves, sob nova denominação: “Hasta La Cypher”. Nos quatro dias de programação, ocorrem workshops, oficinas e batalhas de dança na sede da Fundação Casa das Artes, em escolas das redes municipal e estadual, mais intervenções artísticas urbanas.

BATTLE CYOHER

Focando a profissionalização da cena hip hop, com o intuito de democratizar a cultura na região, o evento reunirá no município cerca de 200 convidados, entre jurados, competidores, instrutores, dançarinos, grafiteiros, rappers, DJs e skatistas, de países da América do Sul e da Europa. Os competidores foram selecionados em pré-edições qualificatórias ocorridas no estado do Mato Grosso do Sul e nos países do Uruguai e no Paraguai. A atividade, que integra o Calendário de Eventos de Bento Gonçalves, é promovida pelo Coletivo Nest Panos, com verba oriunda de projeto aprovado pelo Fundo Municipal de Apoio à Cultura (FAC).

BATTLE CYPHER 1

“Pronto como um macaco para ser lançado no espaço”

“A estimativa total de público é mais de dez mil pessoas, reafirmando a importância desse encontro cultural tanto para a comunidade local, quanto para a cena urbana nacional e sul-americana”, ressalta um dos organizadores Pedrinho Foortwork Squad. Entre os artistas e especialistas da cultura hip hop da 9ª edição, o Rapper Gigante no Mic, que ministra o primeiro workshop sobre produção de hap. Mais DJ Gio Marx e integrantes do grupo Atentado Napalm. Formado em 2012, em Goiás, o grupo ganhou destaque nacional em 2013 com o álbum intitulado “Pronto Como um Macaco para ser Lançado ao Espaço”. A dupla vem com a proposta de causar impacto por meio de ideais e reflexões que contribuam para uma mudança sociocultural relevante. Rodrigo Elemento X, de Belo Horizonte, Amendoim Diademaica, de São Paulo, A Uruguaia Viky, do grupo de breaking Elemento Suicida e do Uruguay Rap Underground são no mês confirmados no evento, nos papéis de jurados e instrutores.

LEIA MAIS: Museu do Imigrante recebe exposição de Sebastião Salgado

O artista urbano Xadalu de Porto Alegre, que trabalha com a arte dos styckers (adesivos) e tem seu personagem “indiozinho” colado nas ruas de em torno de 60 países do mundo, dará uma aula sobre street art e produção de adesivos. “É interessante ver a bagagem deste artista, porque ele foi além do perímetro urbano e buscou nas artes plásticas mais base para trabalhar. É a primeira edição de um workshop com serigrafia no evento”, destaca Pedrinho.

BATTLE (2)

A lista de DJs também é animadora. Além do Dj Gio Marx, o cearense Flip Jay, referência de Deejay no Breaking Nacional, Zion, de Porto Alegre, Saturn, do Paraguai, e o residente Bugs. “Queremos que as pessoas entendam que o hip hop é diversão, mas também é trabalho sério, com qualidade. Os convidados brasileiros e estrangeiros vêm com conhecimento técnico proveniente de muita dedicação e estudo. O evento mostra que a cultura hip hop tem qualidade”, afirma o organizador.

BATTLE CYPHER (2)

Ainda, segundo Pedrinho, ao longo dos anos os moradores de Bento Gonçalves têm tomado gosto pelas atividades oferecidas, boa parte delas gratuitas. “O reconhecimento está aumentando porque o evento se propõe a ser formador, com conteúdo profissionalizante focado na cena”.

PROGRAMAÇÃO – FUNDAÇÃO CASA DAS ARTES

Abertura oficial, com presença de autoridades e público geral, com a tradicional Expo Falantes, dos Boombox da Nest Panos, e a exposição das Jaquetas Customizadas do Artista Wagner Wagz em Colab com Amanda Medeiros 29 de março, às 19 Horas, na Fundação Casa das Artes

BATTLE (1)

Cine Battle: exibição do filme Wild Style, de Charlie Ahearn, que mostra o início da cultura Hip Hop, de maneira em que os personagens do filme representavam seus próprios papéis na vida real. Após exibição, bate papo.
30 de março, 14 horas, na Fundação Casa Das Artes

SAIBA MAIS: Secretaria de Cultura lança concurso Ilustra’s Stock

Workshops e palestra com artistas renomados da dança, turntablism e graffiti. Serão seis aulas de 1h30min cada, divididas em 2 dias. 30 e 31 de março, às 14 horas, na Fundação Casa Das Artes

BATTLE CYPHER (1)

Cypher Livre: cyphers e flash mobs de passinhos de soul funk. 31 de março, às 15h30 na Fundação Casa Das Artes

Happy Hour Dance: atividade em local aberto, com cyphers , competição de danças e batalha de Deejay. 31 de março, às 19 horas, no Queens Bar

BATTLE (3)

Battle In The Cypher: grande final do evento, com três ambientes diferentes e batalhas de breaking, e campeonato de skate modalidade best trick no Mad Max, carro da Nest Panos customizado, como um obstáculo para manobras. 1 de abril, às 14 horas, na Fundação Casa Das Artes

Battle In The Cypher Graffiti: festival paralelo ao Battle In The Cypher, com artistas renomados que irão graffitar diversos muros na cidade.

Fora da programação financiada:

Hasta La Cypher Hip Hop Party: tradicional festa do evento, sem financiamento público, que contará com Show do grupo Atentado Napalm, Seven To Smoke de Top Rock, batalha show de MCs, e muita cypher ao som dos deejays Gio Marx, Flip Jay, Bugz e Zion
30 de março, às 23 horas, no Ferrovia Live.

Fotos: Bruna Ferreira

26º BENTO EM DANÇA – O espetáculo vai continuar

CIC de Bento Gonçalves confirma apoio decisivo para Festival prosseguir

O Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC-BG) acaba de confirmar coparticipação, garantindo a cobertura de investimentos imprescindíveis para a realização da 26ª edição do Bento em Dança, em outubro de 2018.  Com edições anuais desde 1993, o evento ficou comprometido por falta de incentivo financeira anunciado em 2017.

 O apoio garante a locação do espaço que compreende o Pavilhão E do Parque de Eventos de Bento Gonçalves, além do consumo de água e energia elétrica. “O CIC abraçou o Bento em Dança e garantiu a continuidade do evento. Este apoio é de fundamental importância para seguir promovendo a arte da dança, formando bailarinos do Brasil e do exterior”, agradece a presidente do Bento em Dança, Erci Grapiglia.

 Junto ao Centro está a Fundaparque, administradora do Parque de Eventos. O presidente do CIC-BG, Elton Gialdi, anunciou o suporte em reunião com o secretário de Turismo, Rodrigo Parisotto, realizada no início da tarde desta quarta-feira, 7. O empresário adiantou que buscará respaldo junto a outras entidades da cidade. “O Bento em Dança é de Bento, promove a cidade, atrai visitantes e faz nossa economia girar. O CIC não poderia deixar que este sonho chegasse ao fim”, destaca o presidente Elton Gialdi. Parisotto se comprometeu com serviços de logística.

DSC_0025

 A interrupção do evento havia sido anunciada pela presidente Erci Grapiglia na cerimônia de abertura no ano passado. A falta de incentivo levou à decisão, que imediatamente resultou no movimento #ficaBentoemDança. Bailarinos e coreógrafos manifestaram-se a favor da continuidade, assim como Ana Botafogo e Carlinhos de Jesus, artistas que já participaram do Bento em Dança no palco e como jurados e professores. Na ocasião, o secretário de Cultura do Estado do Rio Grande do Sul, Victor Hugo Alves da Silva, também deu seu depoimento lamentando o fim do evento.

 “Agora vamos recuperar o tempo perdido e organizar a 26ª edição. As luzes do palco não se apagaram, pelo contrário, estão mais acesas do que nunca. Com certeza, hoje, o mundo da dança segue embalado pelo ritmo da felicidade”, finaliza Erci, que também aposta no apoio do Poder Público Municipal.

 Com a participação de 150 mil bailarinos de mais de 20 países, o evento é considerado um dos principais festivais de dança do país no gênero. Somente na edição anterior, o Bento em Dança reuniu mais de 6.327 bailarinos em 627 coreografias e 18 oficinas. O festival também premiou os destaques com 22 bolsas de estudo em escolas na Itália, no Uruguai e no Brasil.

 Fotos: Kauê Camargo / Conceitocom Brasil

Fundação Casa das Artes abre matrículas para o Programa de Oficinas Artísticas 2018

Período de inscrições é de 26 de fevereiro a 09 de março

Inicia nesta segunda-feira, 26, e seguem até o dia 09 de março, o período de inscrições para o Programa de Oficinas Artísticas 2018 da Fundação Casa das Artes (FCA). Neste ano estão sendo oferecidas 28 oficinas (ver lista abaixo), nas áreas de artes cênicas, dança, música, artesanato e artes visuais, e mais de 650 vagas que contemplam crianças, jovens e adultos. A novidade é que em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura, 6 oficinas serão realizadas no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), no Bairro Ouro Verde.

Inscrições

As inscrições para o Programa de Oficinas serão realizadas somente de forma presencial na FCA e no CEU. Na FCA, o horário de atendimento será de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 18h, sem fechar ao meio dia. Para realizar a inscrição são necessários os seguintes documentos: CPF, RG e comprovante de endereço. O valor a ser pago por oficina é de R$ 180,00 em cota única, ou R$ 200,00, em duas parcelas de R$ 100,00.

No CEU, o horário de atendimento será das 8h30 às 11h30 e das 14h às 17h, de segunda a sexta-feira. Para realizar a inscrição nas oficinas no CEU são necessários os seguintes documentos: CPF, RG e comprovante de endereço. O CEU é localizado no bairro Ouro Verde, na Rua Calisto Orestes Sganzerla. No CEU, as oficinas serão oferecidas gratuitamente.

Oficinas oferecidas na Fundação Casa Das Artes

OFICINA DE MUSICALIZAÇÃO INFANTIL

Total de horas: 45h

Faixa etária: 4 a 10 anos

Dia da semana: terça-feira

Horário: 9h30min às 11h

OFICINA DE VIOLÃO

Turma 1 – Violão

Total de horas: 30h

Faixa etária: a partir de 12 anos

Dia da semana: quinta-feira

Horário: 13h30min às 14h30min

Turma 3 – Violão

Total de horas: 30h

Faixa etária: a partir de 12 anos

Dia da semana: quinta-feira

Horário: 19h às 20h

OFICINA DE TECLADO

Total de horas: 45 h

Faixa etária: a partir de 10 anos

Dia da semana: terça-feira

Horário: das 13h30 às 15h

OFICINA DE BATERIA

Turma 1 – Bateria 1

Total de horas: 45 h

Faixa etária: 10 a 14 anos

Dia da semana: quarta-feira

Horário: 13h45min às 15h15min

 

Turma 2 – Bateria 2

Total de horas: 45 h

Faixa etária: a partir dos 14 anos

Dia da semana: quarta-feira

Horário: 15h30min às 17h

OFICINA DE GUITARRA

Total de horas: 30

Faixa etária: A partir dos 12 anos

Dia da semana: quarta-feira

Horário: 15h às 16h

OFICINA DE PIANO

Total de horas: 45h

Faixa etária: a partir de 12 anos

Dia da semana: terça-feira

Horário: 15h15min às 16h45min

OFICINA DE TÉCNICA VOCAL

Total de horas: 45

Faixa etária: Livre

Dia da semana: terça-feira

Horário: 19h às 20h30min

OFICINA DE TEATRO

Turma 1 – Teatro 1

Total de horas: 60 horas

Faixa etária: 10 anos a 20 anos

Dia da semana: segunda-feira

Horário: 17h às 19h

Turma 2 – Teatro 2

Total de horas: 60 horas

Faixa etária: A partir de 18 anos

Dia da semana: segunda-feira

Horário: 19h às 21h

INTRODUÇÃO AO CINEMA

Total de horas: 45h

Faixa etária: a partir de 14 anos

Dia da semana: segunda-feira

Horário: 19h30 às 21h

OFICINA DE BALLET

Turma 1- Ballet

Total de horas: 30h

Faixa etária: 7 anos à 11 anos

Dia e horário: quarta-feira,

Horário: 9h às 10h

 Turma 2- Ballet

Total de horas: 45h

Faixa etária: 3 anos a 6 anos

Dia e horário: quarta-feira

Horário: 10h às 11h

OFICINA DE DANÇA LIVRE

Total de horas: 60h

Faixa etária: a partir de 14 anos

Dia da semana: sexta-feira

Horário: 9h30min às 11h30min

OFICINA DE DESENHO ARTÍSTICO

Turma 1- Desenho Artístico 1

Total de horas: 45h

Faixa etária: a partir de 8 anos

Dia e horário: terça-feira

Horário: 13h45min às 15h15min

Turma 2- Desenho Artístico 2

Total de horas: 45h

Faixa etária: a partir de 14 anos

Dia e horário: terça-feira,

Horário: 19h00min às 20h30min

OFICINA DE ARTES VISUAIS INCLUSIVAS

Total de horas: 45h

Faixa etária: livre

Dia da semana: quinta-feira

Horário: 13h45min às 15h15min

OFICINA DE ARTESANATO

Total de horas: 60h

Faixa etária: a partir de 14 anos

Dia da semana: terça-feira

Horário: 14h às 16h

OFICINA DE PINTURA EM TELA

Total de horas: 90h

Número de turmas: 01

Faixa etária: a partir de 12 anos

Horário: 14h às 17h

OFICINA DE FOTOGRAFIA

Turma 1- Fotografia Básica

Total de horas: 45 horas

Faixa etária: A partir dos 16 anos

Dia da semana: quarta-feira

Horário: 19h00min às 20h30min

Turma 2- Fotografia Intermediária

Total de horas: 45 horas

Faixa etária: A partir dos 16 anos

Dia e horário: quarta-feira

Horário: 20h30min às 22h

Oficinas oferecidas no CEU:

OFICINA DE VIOLÃO

Turma 2 – Violão

Total de horas: 30h

Faixa etária: a partir de 12 anos

Dia da semana: quinta-feira

Horário: 16h30min às 17h30min

OFICINA DE DANÇAS URBANAS

Total de horas: 30h

Faixa etária: Livre

Dia da semana: quarta-feira

Horário: 15h15min às 16h15min

OFICINA DE CAPOEIRA

Total de horas: 30h

Faixa etária: livre

Dia da semana: quinta-feira

Horário: 14h às 15h

OFICINA DE ARTESANATO EM MADEIRA

Total de horas: 45h

Faixa etária: dos 6 aos 12 anos

Dia da semana: quinta-feira

Horário: 9h30min às 11h

OFICINA DE GRAFITE

Total de horas: 30h

Faixa etária: livre

Dia da semana: quarta-feira

Horário: 14h às 15h

OFICINA DE CROCHÊ E AMIGURUMI

Total de horas: 60h

Faixa etária: a partir de 14 anos

Dia da semana: sexta-feira

Horário: 13h30min às 15h30min

OFICINAS NA FCA

 

Para mais informações favor entrar em contato com o Setor de Oficinas da Fundação Casa das Artes pelo telefone: (54) 34545211 ou pelo e-mail: oficinas@bentogoncalves.rs.gov.br

OFICINAS NO CEU

Confronto Kids B-boys em Bento Gonçalves

Sábado de hip hop, dança breaking e atividades interativas com crianças e adultos

O evento terá cobertura fotográfica do projeto Respect Gang de Porto Alegre, e contará com o apoio de  Daymuns Sonorizações de Bento Gonçalves e da Fundação Casa das Artes.

“Eventos como este incentivam as crianças a dançar e seguir praticando. Neste dia, elas vão aprender posturas da dança, a importância da disciplina e o prazer de dançar. É um momento de lazer e divertimento, com muita energia positiva”, destaca o idealizador e  organizador do evento, Eder Barbosa, dançarino b-boy do Original Flavor Bboys. O dançarino também é o responsável por promover o evento Confronto Final há seis edições, a última ocorrida em janeiro de 2017. Além da dança, Bento Gonçalves recebeu diversos artistas que proveram a arte graffiti nos muros do Edifício Bento Gonçalves no centro da cidade e também nos muros do Estádio da Montanha, na avenida Osvaldo Aranha. O próximo Confronto Final está previsto para agosto de 2018.

Confira a programação:

13h – 14h: Workshops

Oficinas de DJ e B-boy com os também jurados das competições, Dj Hpood Rudimar Carmargo, de Caxias do sul RS, Fabio Soares, dançarino do Elemento BCrew de Bento Gonçalves, Julinho dançarino da Restinga Crew de Porto Alegre e Renata Schneider, dançarina da Essência Crew de Caxias do Sul.

14h15min – 15h: Apresentações de dança com dançarinos locais.

Participação do Studio de Fabrício Lisboa, de Bento Gonçalves, indo além do breaking com a mistura de outros ritmos como jazz, hip hop free style, ballet clássico, entre outros estilos. Na sequência, pockets shows de dança breaking com projetos e artistas de outras cidades e estados.

confronto kidsParticipam membros do projeto Coração Cidadão, de Bento Gonçalves, Cami São José de Caxias do Sul, Aprender Cemae de Igrejinha, projeto Danças Urbanas de Arroio dos Ratos, e outros projetos a serem confirmados, vindos de Porto Alegre e outros estados.

15h15min – 18h: Competições de dança breaking com o som do Dj Hood Rudimar Camargo   e da Percussão de Rodrigo Dias da banda Efeito Coringa, de Porto Alegre. Haverá coquetel para os participantes. As categorias serão intercaladas e não seguirão, necessariamente, a ordem a seguir:

Batalha kids b-boy e b-girl breaking – meninos e meninas de 8 a 14 anos competem na categoria 1vs1

Batalha kids modalidade All Style (estilos misturados) -meninos e meninas de 8 a 14 anos  na categoria 2vs2

Batalha adulto avançado b-boy e b-girl  breaking – homens e mulheres na categoria 1vs1

18h15min: Premiações

Categorias kids recebem brindes das lojas Manos Caps de Ararangua, Paraná, Bomic&Clyde de Carazinho, Deep Clothes de Bento Gonçalves  e também receberão os troféus confeccionado pela empresa Primoar, de Bento Gonçalves.

18:30- Fechamento com alguns MC’s de Rap de Bento Gonçalves.

” Dança dos Nem Tão Famosos ” na Expobento 2017

Seis duplas competiram com coreografias de Forró e SoltinhoExpobento dança

 A segunda edição da ‘Dança dos Nem Tão Famosos’movimentou a Praça Gastronômica da Expobento 2017,  na tarde de hoje (15).  Embaladas pela energia das torcidas, seis duplas, avaliadas por seis jurados, disputaram a premiação coreografadas pelos ritmos Forró e Soltinho.Um embate acirrado consagrou como vencedores o professor Guilherme Trevelin e a aluna Thami Chesini. Além dos aplausos, ele levou um prêmio de R$ 300 e, ela, três meses gratuitos de aula de dança no Via Attiva Espaço da Dança.

A eleição dos vencedores coube a um corpo de jurados composto pelo diretor de Eventos da Expobento, Leocir Glowacki, Rudi Bortolotto, Cristóvão Christianes, Carolina Castro, Moacir Corrêa e Patrícia Larentis. Participaram da competição as  duplas Cristianfer Brand e Cristiane Cardoso, César Tomasi e Franceli Arsego, Rosane Milan e Edivan Woitosky, Chelisson Villan e Daniela Trevizan e Alessandra Pozzer e Carlos Leonardo Monteiro. (foto: Emerson Ribeiro)

 

 

 

II Mostra de Capoeira Angola e Saberes Populares ocorre até domingo em Bento Gonçalves

II-MOSTRA-LOGOComeçou na última segunda-feira, 24, e se estenderá até o domingo, 30,  a II Mostra de Capoeira Angola e Saberes Populares em Bento Gonçalves. As atividades que acontecem de segunda a sexta, com workshops e rodas de capoeiras gratuitas e abertas ao público. As atividades de 29 e 30 de abril,  sábado e domingo, são fechadas e sua participação necessita de inscrição.

 Nessa quarta-feira, 26, a roda de capoeira acontece às 19 horas, no Áfricamente-BG (Rua São Caetano, 25) .  Amanhã, 27, no mesmo local, ocorre às 19 horas a Oficina de Brincadeiras Populares, com o Grupo de Estudos em Cultura Popular – Ciclos de Percussão. Na sexta-feira, 28, mais uma roda de capoeira e confraternização também à partir das 19 horas no Áfricamente-BG.

No sábado, 29, as atividades seguem no Ginásio Municipal. Às 9h30min, incia a Oficina de Danças Populares, com Vanessa Carraro. Às 11 horas, Oficina de Percussão, com Tonico de Ogun. Às 14h30min, Oficina de Musicalidade, com Trenel Gil. Às 16h30min, Oficina de Movimento, com Trenel Maskote. Ás 18 horas, na praça ao lado do Museu do Imigrante, acontece o Bate-Papo Capoeira Angola, com roda de capoeira e samba de roda.

Já no domingo, 30, as atividades iniciam a partir das 10 horas, com Roda de Conversa sobre Permacultura – saber tradicional em modo contemporâneo. Das 11h30min às 13h30min, Vivência de Bioconstrução, com Crissander Deboni e Maria Hoffman  do Instituto Na Luum, na Áfricamente-BG (Rua São Caetano, 25). Das 15 horas às 17h30min, ocorre a Oficina de Capoeira Angola, com Contramestre Guto, no Ginásio Municipal.  A Mostra termina com o Rastapé de Angola às 18 horas.

Mostra bento-gonçalvense de Dança ocorre no fim do mês de abril

dancaA Secretaria Municipal de Cultura e a Fundação Casa das Artes, em parceria com o L’América Shopping e o Sesc, realizam o evento “Mostra Bento-gonçalvense de Dança” entre os dias 28 e 30 de abril.  O evento nasce como comemoração a data 29 de abril, Dia Internacional da Dança.  Serão mostras dos talentos locais e  dois espetáculos da Cia Municipal de Dança de Porto Alegre no dia 27 de abril, intitulados “Scanner e Humano Vazio”. O evento também realiza ação solidária, arrecadando quilos de rações para cães e gatos, que serão destinados à associação Todos por um Focinho de Bento Gonçalves.  Poderão participar do projeto bailarinos, escolas e grupos de dança da cidade. As inscrições das coreografias poderão ser feitas até 21 de abril, através do preenchimento da ficha de inscrição das coreografias e enviadas para o e-mail cristian.bernich@bentogoncalves.rs.gov.br.

Dia Internacional da Dança

A data foi criada em 1982 pelo Comité Internacional da Dança (CID) da UNESCO, em comemoração ao dia de nascimento de Jean-Georges Noverre (1727 – 1810), considerado um dos primeiros contribuidores da dança.

 17388903_1394368943916655_6021268485044149887_oProgramação

 27/04

Cia Municipal de Dança de Porto Alegre, espetáculo “Scanner e Humano Vazio”

Horário: 20h

Local: Anfiteatro Ivo da Rold, Casa das Artes

Ingresso: Escolas e Studios de Dança de Bento Gonçalves ou na Fundação Casa das Artes

Valor: R$ 20

28/04

Apresentações de danças

Horário: 19h

Local: Shopping L’América

Evento gratuito

 29/04

Oficinas de Dança

Horário: 10h às 17h

Local: Casa das Artes

30/04

Apresentações de danças

Horário: 19h

Local: Anfiteatro Ivo da Rold, Casa das Artes

Ingresso: R$ 10

Foto: Cintia Bracht/ Divulgação

6ª Edição do Confronto Final acontece em Bento Gonçalves

conforntoA 6° Edição do Confronto Final – Campeonato Internacional de Bboys, Bgirls e Graffiti acontecerá no dias 27, 28 e 29 de janeiro em Bento Gonçalves. Nos três dias, a cidade estará recebendo cerca de 80 artistas e dançarinos nacionais e internacionais. O evento é gratuito e promove Graffiti em espaços urbanos na sexta–feira, oficinas e Batalhas de dança Breaking no sábado, além de shows, Dj’s e Food Trucks no domingo. O Confronto Final é uma iniciativa do grupo Fanatics Bboys Crew de Bento Gonçalves.  

A abertura do evento ocorre na manhã da sexta-feira, às 8 horas, com a primeira intervenção cultural em Graffiti no Murro do Estádio da Montanha, antigo Esportivo, e às 9 horas no Edifício Bento Gonçalves, no centro da cidade. Ambos podem ser acompanhados pelo público até o fim do dia. Para produzir a arte, a cidade recebe os grafiteiros Sow- Eder Sandro de São Paulo, Jackson Brum de Porto Alegre e Wagner Wagz de Florianópolis. Além deles, outros grafiteiros inscritos vão participar da intervenção. É a primeira edição do Confronto Final patrocinada pela loja Casa do Pintor de Bento Gonçalves, que forneceu cerca de 300 sprays Arte Urbana Colorgin.

confrontoNo sábado, os Workshops de dança Breaking acontecem na Casa das Artes a partir das 9 horas. As aulas serão ministradas pelos dançarinos Bboy Negão Mos Crew de São Paulo, Tiago, da Super Star Bboys, de Curitiba e pelo Bboy Alisson Flying Boys de Maringa, que também serão os jurados das Batalhas  de dança no sábado e domingo. As inscrições para as oficinas podem ser feitas no dia e exigem que o participante já tenha conhecimentos básicos da dança.

No mesmo dia, é no L’america Shopping que o evento continua, às 15 horas, com Batalhas de dança, nível adulto e profissional, nas categorias Top Rock, B-Boys 1vs1, e B-Girls 1vs1 – categoria recente destinada às mulheres. Serão 70 dançarinos convidados e inscritos. Vindos dos países vizinhos, a cidade recebe dançarinos do Uruguai, Paraguai, Argentina e outros ainda não confirmados. Além deles, cerca de 10 competidores vão representar Bento Gonçalves. Neste ano, o apresentador do Confronto Final será o MC Uiu Sousa de São Paulo.

No domingo, acontecem as semifinais e finais das Batalhas às 14 horas na Rua Coberta. Para o dia, tocam os Dj’s Hood de Caxias do Sul, Leocadio de Blumenau e a banda de percussão Nego Quilocos.

confronto 2Para chegar em Bento Gonçalves, o Confronto final passou por eliminatórias  em outros campeonatos em São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul. “Neste ano decidimos deixar o evento gratuito e aberto ao público para que a cidade possa conhecer mais essa cultura e vivenciar um pouco da arte Graffiti. Nos próximos anos, queremos dar continuidade ao Confronto Final e quem sabe tornar o evento à nível Mundial de Graffitti, em Bento Gonçalves”. Explica  Eder João   Barbosa, organizador do evento e membro do grupo Fanatics Bboys Crew” .

O Confronto Final 2017 conta com o apoio da Prefeitura, Fundação Casa das Artes, Bento Convention Bureau, entre outras instituições.

Confronto Final      

O evento nasceu em 2009 pela iniciativa do grupo Fanatics Bboys Crew junto a Associação Ágape de Assistência Social, em Bento Gonçalves. Com o objetivo de atender o público jovem e promover o intercâmbio entre artistas e público, o Confronto Final realiza atividades educativas, artísticas e culturais, unindo debates, palestras e Campeonato de Graffiti e dança Breaking para profissionais de alto nível.