Posts

“Uma Mulher Puxa Outra”: Prêmio Salão Design cria série valorizando o trabalho feminino no design

Ao longo do mês de março, o prêmio convidou mulheres designers a indicarem o trabalho de colegas, numa teia que atravessa gerações e estados brasileiros

Designer é um substantivo de dois gêneros, que, em geral, soa masculino em nosso senso comum. Entretanto, a história do mobiliário no Brasil foi tecida pela criatividade de incontáveis mulheres e, para celebrar o mês que é delas, o Prêmio Salão Design quer mostrar a força feminina nessa área. Assim como uma ideia puxa outra, o prêmio lança para suas mídias sociais a série “Uma Mulher Puxa Outra”, criando uma teia de valorização do trabalho de designers brasileiras da atualidade.

Ao longo do mês de março, o Prêmio Salão Design vai publicar vídeos em que cada mulher indicada aponta e qualifica o trabalho de outra designer, mostrando uma fagulha do que é a incalculável contribuição feminina para o setor. A série começa com a narrativa das gêmeas Tina e Lui, arquitetas e designers gaúchas que escreveram seu nome na história do Prêmio Salão Design como as primeiras mulheres premiadas, em 1990, pelo conjunto de mesa e cadeiras Senta-Bags.

Ao todo, 12 profissionais vão partilhar suas indicações, surgindo nomes como Inês Schertel, Cláudia Moreira Salles, Jacqueline Terpins e Roberta Banqueri. “Soltamos a primeira ponta de uma linha e as próprias mulheres conduziram o fio dessa homenagem que acabou atravessando gerações e estados brasileiros”, conta o diretor do Prêmio Salão Design, José Ferro.

Mais sobre o prêmio 

O Salão Design é o prêmio brasileiro de design de mobiliário, promovido desde 1988 pelo Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis). A iniciativa nasce na Serra Gaúcha, no maior polo moveleiro do país, como indutora de inovação e ferramenta de competitividade para a indústria moveleira. Nessas 22 edições promovidas até hoje, são mais de 15 mil histórias contadas por meio dos projetos inscritos por estudantes, profissionais e indústrias. Para além de uma vitrine de tendências e talentos, o Prêmio Salão Design tem parte na formação da identidade do design brasileiro e latino-americano.

Em 2022, o prêmio chega a sua 24ª edição. As inscrições para estudantes e profissionais estarão abertas entre junho e agosto de deste ano. Para mais informações, acesse https://www.salaodesign.com.br/  ou @premiosalaodesign nas mídias sociais.

Câmara de vereadores dá urgência para compras de vacinas

Mesa Diretora se reúne para dar celeridade ao projeto que autorizará o município a comprar vacina para imunizar população contra a COVID-19

Os Poderes Legislativo e Executivo seguem unidos em uma força tarefa no combate ao coronavírus. Nessa segunda-feira (1º), a Mesa Diretora se reuniu para dar celeridade ao Projeto de Lei protocolado hoje, o qual autoriza o município a abrir um crédito especial de R$ 1 milhão para a compra da vacina contra o coronavírus.

Na semana passada, logo após o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizar Estados e Municípios a efetuarem a compra de vacinas, o prefeito Diogo Segabinazzi Siqueira se reuniu virtualmente com os vereadores para tratar sobre a possibilidade de Bento Gonçalves efetuar a compra direta de vacinas para imunizar a população contra o coronavírus.

“A compra de vacinas para combater o coronavírus tem atenção total e absoluta do Poder Legislativo. Estamos seguindo os trâmites internos, e em rito de urgência a matéria será votada. Em um momento difícil como o que estamos passando, o caminho é a imunização de nossa gente para vislumbrar uma retomada das atividades com segurança”, destaca o vereador Rafael Pasqualotto (PP) presidente da Câmara Municipal de Bento Gonçalves.

A matéria foi encaminhada para parecer das Comissões Técnicas, e uma Sessão Extraordinária está marcada para às 15h de quinta-feira (4) para votação da matéria.

 

Câmara de Vereadores de Bento Gonçalves

Segunda dose da vacina contra o coronavírus para idosos acima de 85 anos será aplicada no domingo

No próximo domingo (07), será realizada a aplicação da segunda dose da vacina contra o coronavírus para os idosos acima de 85 anos, vacinados nos dias 13 e 14 de fevereiro. A vacinação ocorre no formato drive-thru, das 8h às 12h. É necessário apresentar o cartão entregue no dia da imunização e documento.

 

Assessoria de Comunicação Social Prefeitura

Compra da vacina contra o coronavírus é tema de reunião com entidades

Nesta segunda-feira (01), o prefeito, Diogo Siqueira esteve reunido com os setores representativos de Bento Gonçalves para tratar sobre o avanço da Covid-19 e regramentos para bandeira preta.

Estiveram presentes do CIC-BG, Rogério Capoani, CDL, Joel Rasera, Sindilojas Regional Bento, Daniel Amadio, SEC-BG, Orildes Loticci, Comtur, Marcos Giordani e Segh, Márcia Ferronato. Além do procurador geral do Município, Sidgrei Machado Sapassini.

A secretária de Saúde, Tatiane Misturini Fiorio falou sobre a situação da doença na cidade com aumento no número de atendimentos no ambulatório fast-track e capacidade de atendimento do sistema de saúde. Somente no último ano, o número de leitos de UTIs foi ampliado de 20 para 45.

Em suas manifestações os empresários destacaram a preocupação com o fechamento dos setores como comércio, restaurantes, hotéis, escolas, e solicitaram o retorno da cogestão. “Estamos aqui para trabalhar junto com o poder público na busca de soluções, e de ações conjuntas para divulgar as formas de prevenção, vacina, que realmente irão auxiliar a saída desse momento”, destacou o presidente do CIC, Rogério Capoani.

Representando o Segh, Márcia Ferronato ressaltou que “o momento não é de buscar culpados, mas de trabalhar unificados nas ações para que os setores permaneçam funcionando com todas as regras de prevenção”, disse.

O prefeito, Diogo Siqueira destacou que “entende todas as manifestações dos setores, mas que no momento precisamos cumprir os regramentos da bandeira preta e trabalhar, assim, que tivermos melhora nos dados buscar a retomada da autonomia dos Municípios, com a cogestão, pois cada localidade tem seu diferencial. Precisamos nos unir para buscar a vacina, que é o movimento mais concreto para que nossa sociedade possa retornar a normalidade, e os setores voltarem a crescer”, disse.

As entidades vão encaminhar um documento ao Governo fortificando o movimento para compra de vacinas, e imunização mais ágil para população.

 

Assessoria de Comunicação Social Prefeitura

Foto: João Pedrassani 

Decisão judicial suspende aulas na rede municipal de ensino

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul- 3ª Câmara Civil, determinou a suspensão das aulas presenciais da rede municipal de ensino de Bento Gonçalves, enquanto a cidade estiver na bandeira preta. A decisão foi proferida neste domingo (28). O pedido foi feito pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindiserp).

A prefeitura vai cumprir a determinação. “O plano de retorno às aulas presenciais foi elaborado com base em rígidos protocolos sanitários. Nós vamos cumprir o que foi determinado pela justiça e quando houver a troca da bandeira retornamos com as atividades. Estamos informando a direção das escolas para que os pais sejam comunicados.”, destaca a Secretária de Educação, Adriane Zorzi.

 

Assessoria de Comunicação Social Prefeitura

Instituições municipais culturais atenderão mediante agendamento

Nesta segunda-feira, 22, o Governador Eduardo Leite anunciou que a macrorregião da Serra permanece na bandeira preta no distanciamento controlado. Em reunião com o Gabinete de Atenção ao coronavírus o prefeito, Diogo Siqueira anunciou que o Município vai seguir o modelo de cogestão, e os novos regramentos estabelecidos pelo Governo do Estado.

Assim sendo, a Secretaria de Cultura, a Fundação Casa das Artes vêm informar que os atendimentos serão individualizados mediante agendamento horário das 8h às 11h45 e das 13h30 às 17h45. Para agendar o atendimento é preciso entrar em contato por meio do telefone (54) 3771-4224.

O Museu do Imigrante seguirá o seu horário normal das 8h às 11h45 e das 13h30 às 17h45. No entanto, a instituição atenderá grupos de até 6 (seis) pessoas mediante agendamento. Já no Anexo Administrativo do Museu do Imigrante o atendimento terá que ser agendado e será atendida uma pessoa por vez.

A Biblioteca Pública Castro Alves está atendendo com horário diferenciado, com atendimento agendado e individualizado das 8h às 12h e das 13h às 17h, por meio do telefone que atende pelo número (54) 3452-5344. O atendimento será realizado conforme as orientações abaixo:

– Atendimento de um usuário por vez (portando máscara)

– Os livros para empréstimos devem ser solicitados na recepção

– Aumento do prazo de devolução para 30 dias

– As devoluções ficam em quarentena por 14 dias

 

Assessoria de Comunicação Social

Esportivo anuncia meio-campista com passagem pelo futebol europeu e elenco chega a 30 jogadores para temporada 2021

A pedido do técnico Luiz Carlos Winck, Alviazul reforça grupo com o atleta William de Amorim e se prepara para a disputa do Campeonato Gaúcho e da Copa do Brasil

A proximidade da estreia do calendário de jogos na temporada 2021 faz com que o Clube Esportivo Bento Gonçalves invista em contratações pontuais para fechar o grupo que disputará a primeira divisão do Campeonato Gaúcho e a Copa do Brasil no primeiro semestre do ano. O atual elenco alviazul conta com 30 jogadores – sete a mais em relação à quantidade de atletas que iniciou a pré-temporada no dia 11 de janeiro.

O mais recente reforço chega para fortalecer o setor de meio-campo. A pedido do técnico Luiz Carlos Winck, o meia William Douglas de Amorim, de 29 anos, chega do Altay, da Turquia. O atleta é natural de Votorantim-SP, mas possui dupla nacionalidade romena – fruto dos quase oito anos que passou atuando no futebol do país europeu. De Amorim também acumula passagens pelo Xanthi, da Grécia, Kayserispor, da Turquia, e, no Brasil, passou pelas categorias de base do Corinthians e do Grêmio e pelo Arapongas – antes de construir a carreira no exterior.

Com isso, o jogador se soma aos outros 29 atletas do grupo. São eles: Anderson Gavineski, Jonathan Walker, Igor Rafael Schwaikartt e Tiago Kuhn Wiest (goleiros); Éric Da Costa, Jean Zdunek, Júnior Alves, Leonardo Dagostini e Igor da Silva Amaral (zagueiros); Itaqui, Maurício da Luz Rodrigues, Michael de Oliveira e Samuel Balbino (laterais); Guilherme Assis, Lucas Dalarosa, Jocinei Schad, Juninho Tardelli, Lucas Hulk, Mateus Norton, Mateus Santana, Nathan Dutra e Rennan Gonçalves de Oliveira (meio-campistas); Anderson Dim, Daniel Cruz, Emerson Brito, Vinicius Martins, Warlei Antônio De Paula, Wesley Pacheco e Vini Santos (atacantes).

 

Preparação antes da estreia

Para finalizar os testes durante a pré-temporada, o Esportivo enfrentou a equipe sub-23 do Grêmio, no Estádio Montanha dos Vinhedos, no último sábado, dia 20. A partida terminou empatada pelo placar de 2 a 2 – os gols do Alviazul foram marcados na segunda etapa pelos atacantes Vini Santos e Warlei. Com o resultado, a equipe encerra o calendário de amistosos com uma vitória, um empate e duas derrotas.

O time que entrou em campo teve: Anderson, Itaqui, Jean (Mateus Norton), Júnior Alves (Éric Costa) e Michael (Balbino); Lucas Hulk (Nathan), Mateus Santana, Vini Martins (Vini Santos) e Juninho Tardelli (Jocinei); Daniel Cruz (Emerson) e Wesley Pacheco (Warlei).

Foco nos jogos oficiais

Agora, o Esportivo concentra todo o foco na estreia do Gauchão 2021 no próximo sábado, dia 27, diante do São José, em Bento Gonçalves, às 16h. Após a estreia em casa, o Alviazul viaja até São Leopoldo para encarar o Aimoré, no dia 03 de março, às 20h, e, na sequência, recebe o Brasil de Pelotas, no dia 07, às 16h. Há, ainda, a participação na Copa do Brasil, com adversário a ser definido pela CBF – o jogo deve ocorrer nas semanas dos dias 10 ou 17 de março.

 

Ficha técnica do atleta:

Nome: William Douglas de Amorim

Posição: Meio-campo

Idade: 29 anos

Histórico: chega do Altay, da Turquia. Atuou por quase oito anos no futebol romeno e acumula passagens pelo Xanthi, da Grécia, Kayserispor, da Turquia, e pelas categorias de base do Corinthians e do Grêmio, além do Arapongas

Link para entrevista com o atletahttps://we.tl/t-4UJeq5jgjl

Foto: Kévin Sganzerla/Divulgação Clube Esportivo

Casas históricas e centenárias são foco de concurso cultural

As casas históricas e centenárias da linha São Pedro são tema do concurso cultural que teve período de inscrição ampliado até dia 26 de fevereiro de 2021. A ação é promovida pela Associação Caminhos de Pedra de Bento Gonçalves, que fará uma exposição fotográfica na abertura de sua sede, junto a histórica Casa Merlin, prevista ainda para o primeiro trimestre deste ano.

No período de apogeu da Linha Palmeiro, as casas eram grandes e expressavam a prosperidade da família que, normalmente, era numerosa.

As casas imponentes que hoje atraem visitantes de todo o Brasil, são resultado de esforços conjuntos: dos imigrantes que às construíram e mais recentemente, dos descendentes e da comunidade de São Pedro. No final da década de 80, iniciou-se um trabalho de restauração dos casarões que resistiram à passagem do tempo, não só com intuito de transformar o local em atração turística, mas também como um resgate do patrimônio histórico e cultural.

Os passeios nas casas são uma viagem no tempo, sendo que algumas foram construídas em 1880.  É o caso da Família Strapazzon, que hoje disponibiliza a casa de 140 anos para visitação e espaço de degustação de vinhos. Um dos marcos na história dos Caminhos de Pedra foi a utilização da casa transformada em cantina, como cenário para filmagens do filme “O Quatrilho”, lançado em 1995.

Casa da Família Strapazzon

Casa da Família Strapazzon

 

Além destas, outros destaques são as casas de pedra construídas em 1878 para moradia, que mais recentemente foram restauradas e transformadas em hospedagens. A casa de pedra construída em 1878 para moradia da família de Sebastiano De Marchi, imigrantes da região do Veneto na Itália, foi adquirida por Timóteo Cantelli em meados do século XX, e mais recentemente, seus descentes a restauraram e a transformaram em pousada. Construída com pedras irregulares, com dois pisos e “granaro”, (sótão destinado à secagem e estocagem de grãos), a casa construída pelo imigrante Giovanni Barp, por volta de 1878, é uma das mais antigas da região e hoje também foi transformada em local de hospedagem.

Casa da Família Cantelli

Casa da Família Cantelli

 

Tem até casa que hoje é restaurante, é o caso da construção feita por volta de 1880 pelo imigrante Giuseppe DallAcqua, que adquirida pela Família Bertarello por volta de 1925, foi rebocada em 1930, o que a deixou totalmente descaracterizada por mais de 60 anos. Em 1994 readquiriu sua beleza original ao ser a primeira casa restaurada pelo Projeto Cultural Caminhos de Pedra. Com muitas histórias fascinantes, ao lado desta casa também está a árvore Maria Mole ou Umbu, a pequena gruta formada por suas raízes serviu como abrigo para os primeiros imigrantes que chegaram à região, o que atribui a ela grande valor histórico.

Casa Bertarello

Casa da Família Bertarello

 

A Casa Merlin, também construída na década de 1880, por exemplo, foi restaurada recentemente e ainda no ano de 2021 disponibilizará espaço para exposições sobre a Família Merlin, para ensaio e apresentação de grupos folclóricos. A Família Merlin foi responsável por construir a maior casa de pedra de Bento Gonçalves, tombada pelo município, com 43 aberturas, três pavimentos e 400 metros quadrados de área construída.

Mas nem só de casas de pedra se fez o sucesso da Linha Palmeiro, a casa que hoje recebe visitantes para contar a história da produção da erva-mate, foi construída toda em madeira pela Família Cecconello em 1884, e a roda d’água à transformou em um verdadeiro cartão postal para os visitantes.

Como premiação pela participação no concurso cultural, os vencedores das categorias profissional e amador, receberão uma cesta com produtos coloniais produzidos nas casas. Todos os participantes receberão certificado de participação e terão suas fotos expostas na Casa Merlin, até o final de 2021. O envio das fotos e especificações técnicas para participação estão disponíveis em http://bit.ly/ConcursoRCP.

 

Capa: Casa Merlin

Psicólogas de Bento Gonçalves unem-se para auxiliar mulheres de negócios e profissionais através de encontros

BPW – CONEXÃO PSI

O Conexão Psi surgiu do encontro de quatro associadas psicólogas com o desejo de auxiliar mulheres associadas da BPW – Business and Professional Women – Mulheres de Negócios e Profissionais em todo Brasil, especialmente no contexto de pandemia da Covid-19. O projeto é integrado pelas psicólogas Karina Preisig Paggi, Karin Milani Zottis, Maria Rita Rizzi e Tatiana Medina. O objetivo foi contribuir com a saúde emocional, desenvolvimento profissional e fortalecimento feminino das associadas através da oferta gratuita de apoio e suporte psicológico. Esse auxílio também foi expandido para o público em geral.

Iniciado em maio de 2020, o projeto contabilizou 13 encontros realizados. As rodas de conversa aconteceram online, com frequência quinzenal, passando para mensal a partir de outubro. Contou com a participação de associadas da BPW de Bento Gonçalves e de outras BPWs, com vários participantes “fieis” aos encontros. Todos tiveram a liberdade para câmera fechada, para manterem-se em silêncio, apenas assistindo ou usando o chat para perguntas e comentários, se assim desejassem.

Ao longo dos encontros foi possível desmistificar a figura das psicólogas, mesmo sendo quatro profissionais da área, permitindo uma conversa tranquila e proveitosa. Cada uma com seu jeito, características pessoais e história profissional. O fato de atuarem em áreas diferenciadas permitiu um diálogo rico, sob as lentes da clínica, da educação, da empresa, do serviço público e privado, por exemplo. O clima estabelecido entre os participantes sempre foi de acolhida, confiança, troca de experiências e respeito com as vivências alheias.

Os temas abordados ao longo dos encontros foram definidos a partir das discussões e sugestões dos participantes, construindo uma linha de coerência entre eles. Foram eles: Inteligência Emocional nos momentos de crise; O invisível da crise; Perspectivas pós-pandemia; Autocuidado e transformação; Descobertas na pandemia: qual o meu lugar?;  Convívio familiar: da falta ao excesso; Novos encontros, novas conexões na carreira e na vida; À espera do momento ideal: reflexões e possibilidades; Complete a frase: Eu me reconheço …..; Por que não fazer diferente?; Rótulos que aprisionam; Poder e autoestima; 2020: construindo sentidos.

Os encontros buscaram promover e explorar competências e habilidades emocionais para lidar com desafios pessoais, da carreira e fortalecimento da liderança; tornar acessível um espaço para o autoconhecimento, pela abordagem das emoções, sob a coordenação de psicólogas; integrar pessoas em grupos para roda de conversa, abordando temáticas do interesse sobre saúde mental – emocional e afetiva – para superação de dificuldades emocionais.

Um segundo âmbito do projeto é o atendimento em psicoterapia individual, orientação e seleção profissional e assessorias em psicologia. Neste caso, com os devidos honorários, com profissional de livre escolha entre as quatro psicólogas que coordenam as rodas de conversa, presencial ou online. Os valores dos atendimentos acompanharão a Tabela de Honorários do Conselho Federal de Psicologia – CFP, com desconto de 40% às associadas da BPW.

Em 2021, o projeto segue com a realização do Conexão Psi online, nos mesmos moldes de 2020. Além desses encontros gratuitos, existe a possibilidade de realização das Rodas de Conversa destinada a grupos fechados, para falar a respeito de saúde emocional, visando a melhoria da saúde mental, atendendo às solicitações de temas de interesse. Os atendimentos podem ser online ou presenciais, com os devidos protocolos exigidos neste momento de pandemia.

De acordo com as psicólogas, “não podemos deixar de mencionar o convite do Jornal Integração da Serra para escrevermos uma coluna que aborde saúde mental/emocional. Foi muito gratificante para nós, um reconhecimento do nosso trabalho e uma ótima oportunidade de auxiliar as pessoas, aproximando-as desses conceitos e do autocuidado. Somos gratas e esperamos contribuir a partir das próximas edições!”

Realização: BPW Bento Gonçalves

Coordenação: Comissão Saúde e Qualidade de Vida – BPW Bento Gonçalves, RS

Coordenadora do Projeto: psicóloga Maria Rita Rizzi

Psicólogas integrantes do Projeto:  Karina Preisig Paggi, Karin Milani Zottis, Maria Rita Rizzi e Tatiana Medina

Público alvo: associadas da BPW e público em geral

 

Psicologas

KARIN MILANI ZOTTIS

Psicóloga – CRP 07/09741

(54) 99985.0771

Psicóloga (UCS), formação em Psicoterapia Psicanalítica (IEPP), atua em Clínica há 20 anos, Licenciatura Plena em Pedagogia (UCS), pós-graduação em Coordenação Pedagógica (UFRGS/MEC), Professora e Coordenadora Pedagógica há mais de 20 anos.

 

KARINA P. PAGGI

Psicóloga – CRP 07/09253

(54) 99112.0804

Psicóloga (PUC-RS), especialista em Psicoterapia Psicanalítica (Unisinos), mestre em Psicologia Social (PUC-RS), atua em clínica de pacientes de risco há 20 anos. Especialista em Gestão de Redes de Saúde (Fiocruz), professora universitária da UNICNEC, psicóloga no CAPS 2 de Bento Gonçalves e em consultório.

 

MARIA RITA RIZZI

Psicóloga – CRP 07/25243

(54) 99648.8134

Psicóloga (FSG), graduada em Administração de Empresas (UCS), MBA em Liderança, Inovação e Gestão (PUC-RS). Psicanalista, psicóloga clínica e organizacional. Vivência de mais de 20 anos em RH e Desenvolvimento de Carreira.

 

TATIANA MEDINA

Psicóloga – CRP 07/29808

(54) 99166.6432

Psicóloga (PUC-RJ), especialista em Entrevista Motivacional, pós-graduada em Gestão Empresarial e Planejamento, Implementação e Gestão da Educação a Distância. Atua há mais de 10 anos na área de Treinamento e Desenvolvimento Profissional (T&D), orientação de carreira e implementação de projetos.

 

Sobre a BPW

A BPW – Business and Professional Women – Mulheres de Negócios e Profissionais é uma organização não governamental, pública, apartidária, que compõe um espaço intelectualmente ativo, integrado por empresárias, executivas e profissionais de diversas áreas de produção e de conhecimento, que orienta e coordena o desenvolvimento das associadas nas esferas de mercado e poder público, nos níveis local, estadual, nacional e internacional, por meio do trabalho voluntário.

A organização é um legado de Lena Madesin Phillips, iniciada em Nova Iorque no contexto do pós-guerra, em 1918 e fundada em 26 de agosto de 1930, em Genebra, Suíça. O sonho de Lena era “trazer solidariedade entre as mulheres da nação e eventualmente do mundo todo”.

A BPW tem status consultivo no Conselho Econômico e Social das Nações Unidas – ECOSOC, na Organização Internacional do Trabalho – OIT e Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura da ONU – UNESCO. É parceira do ITC – International Trade Center – ONU.

Tem como grande objetivo desenvolver o potencial profissional e de liderança de mulheres em todos os níveis, independente das diferenças, proporcionando trocas de experiências e aprimorando o empreendedorismo, através de conquistas de direitos, mentoring, networking, capacitação e programas de empoderamento econômico e projetos ao redor do mundo.

As associadas são encorajadas a buscarem sua realização profissional e independência financeira através da capacitação, da busca por conhecimento, treinamento profissional e formação educacional superior, para maior protagonismo e melhores oportunidades junto ao setor produtivo.

Estimula-se o uso das capacidades profissionais e intelectuais não só em proveito próprio, mas também em benefício de outras mulheres e da comunidade. Busca-se estimular o relacionamento entre mulheres BPW empresárias, executivas e profissionais dos cinco continentes, estimulando o intercâmbio e a cooperação.

 

BPW BENTO GONÇALVES

A BPW Bento Gonçalves vem contribuindo na comunidade desde 26 de agosto de 2017, data de sua fundação, efetivando projetos nacionais em nível local, pelo reconhecimento do trabalho feminino, em igualdade de direitos com os homens; com campanhas pelo respeito à integridade feminina, pelo combate à violência e pela doação de órgãos.

Ao final de sua primeira gestão (2019), sob a presidência de Beatriz Peruffo, já conquistou para o município o Prêmio Nacional da BPW Brasil, na Categoria de Negócios, com a efetivação da primeira edição do “Troféu Personalidade Mulher – BPW Bento Gonçalves”, evento realizado em parceria com o CIC-BG, com importantes trocas profissionais entre associadas e outras mulheres empreendedoras, valorizando lideranças femininas locais, num contexto profissional.

Na segunda gestão, presidida por Nattália Milan, entre os projetos realizados no Brasil (2020), tiveram destaque na Confam – Convenção da Federação das Associações de Mulheres de Negócios e Profissionais do Brasil, os projetos BPW Conexão Psi e Prata da Casa Jovem. A BPW Bento Gonçalves está aberta a novas associadas.

CIC-BG defende manutenção da cogestão e continuidade das atividades produtivas

A classificação da macrorregião da Serra como bandeira preta – de altíssimo risco – no modelo de distanciamento social imposto pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul, e as restrições dela decorrentes, têm mobilizado entidades representativas na busca da reversão ou, pelo menos, abrandamento das limitações nessa situação.

Acompanhando e reforçando esse movimento, o Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves apoia posicionamentos emitidos em favor da manutenção das atividades produtivas e, da mesma forma, da vigência do sistema de cogestão (o Governador Eduardo Leite estuda a supressão dessa ferramenta com a categorização da macrorregião, pela primeira vez, como bandeira preta).

“Entendemos que o cuidado com a saúde e o respeito aos protocolos de segurança não podem parar – da mesma forma que julgamos imprescindível a continuidade das atividades produtivas na Serra. O momento é de recuperação para a indústria, comércio e serviços, que de forma muito responsável têm seguido rigidamente todas as orientações e normas necessárias. Forçá-los a parar de trabalhar, ou a reduzir drasticamente sua capacidade de operação, será extremamente danoso e, principalmente, ineficiente diante da finalidade a que se propõe a medida”, avalia Rogério Capoani, presidente do CIC-BG.

Há consequências negativas para a medida imposta pelo Governo do Estado no último decreto, suspendendo qualquer atividade das 22h às 5h. Uma delas, por exemplo, é que as indústrias que utilizam o turno da noite para atender suas necessidades produtivas ou viabilizar o esquema de rodízio de trabalho com seus colaboradores, serão obrigadas e aumentar o efetivo diurnamente, contrariando as próprias orientações do modelo do distanciamento controlado do Estado.

“Por isso estamos concentrados em reverter essa classificação. Já tivemos cenários menos favoráveis, comprovados através dos números e dados, em momentos passados, como o mês de dezembro, por exemplo, e não fomos enquadrados na bandeira preta. Temos ciência, sim, de que o momento é delicado e requer cuidados redobrados, cumprimento aos protocolos de segurança no combate ao COVID 19, mas reiteramos a necessidade e adequada condição de darmos sequência nas atividades econômicas, sejam elas ligadas à indústria, comércio ou serviços diversos”, afirma Capoani.

A favor da cogestão

O CIC-BG – que representa os mais de 18 mil CNPJ ativos no município, cujo faturamento anual ultrapassa os R$ 5 bilhões – faz coro à posição adotada por entidades como o SIMECS (de Caxias do Sul), do SIMMME e da Prefeitura de Bento Gonçalves (o prefeito Diogo Siqueira posicionou-se por meio de manifestação nas redes sociais, no sábado, 20) – que defendem, ainda, a manutenção do sistema de cogestão. A ferramenta permite flexibilizar algumas restrições impostas à macrorregião conforme as particularidades de cada microrregião, adequando-as à realidade dos municípios.

“Além de buscarmos, junto a Amesne, a reversão dessa classificação, com o embasamento de dados muito bem argumentados pelo trabalho do Observatório da Saúde, defenderemos, também, o direito de praticar a cogestão”, garante Capoani. No domingo, foi apresentado recurso ao Governo do Estado, pedindo reavaliação da classificação. O documento será analisado e terá parecer divulgado no início da semana.

Enquanto isso, o CIC-BG reforça a importância do compromisso – e ação – coletivos em buscar a contenção da pandemia. “Evitar aglomerações ainda é, sim, uma prática de prevenção e conservação da saúde das pessoas. Em conjunto com esta responsabilidade, que é de toda população, aparece o papel dos gestores públicos, profissionais da saúde, entidades, federações de classes e MP Estadual e Federal na busca contínua e, principalmente, na aplicação prática de tratamentos preventivos e alternativos, juntamente com a execução ágil e eficaz dos programas municipais e estaduais de vacinação”, aponta.

É fundamental que as pessoas procurem o breve diagnóstico em caso de suspeita de Covid-19 e iniciem o tratamento imediato, logo nos primeiros sintomas – prática que comprovadamente se mostrou eficaz no combate da doença e consequente diminuição das ocupações hospitalares, sejam elas em leitos clínicos e principalmente em leitos de tratamento intensivo UTI.

Foto: Gilmar Gomes