Posts

26º BENTO EM DANÇA: Festival confere 60 bolsas para bailarinos, professores e escolas

Contemplados terão a oportunidade de aperfeiçoamento em cursos e de competir em concursos no Brasil, Estados Unidos, Itália e Portugal. Entrega marcou encerramento da edição na noite do último 13 de outubro,  além da apresentação dos destaques do festival

 Do palco do Bento em Dança, centenas de bailarinos já emigraram para outros festivais ou cursos como bolsistas. Somente este ano, foram distribuídas 60 bolsas entre cursos e seletivas para competições no Brasil, Estados Unidos, Itália e Portugal, o maior número concedido na história do evento numa única edição. A Gala de Encerramento, realizada no sábado, 13, também foi marcada pelo retorno ao palco dos destaques em diversas modalidades. Nos oito dias do 26º Bento em Dança – de 6 a 13 de outubro – 5.200 participações totalizaram 32h de espetáculos com a exibição de mais de 500 coreografias, além de 69h de aula em 19 oficinas. Em 2019, o evento retorna na primeira quinzena de outubro.

“Desde o início, o Bento em Dança sempre cumpriu seu papel de promover a dança, oportunizando aos seus participantes acesso a cursos e importantes competições. Não apenas contemplamos a performance dos bailarinos no palco como também ajudamos em sua evolução. Assim, tem sido há 26 anos”, destaca a presidente do Bento em Danç,a Erci Grapiglia, que encerra mais uma edição do festival com a convicção de que a dança exerce forte influência no desenvolvimento de crianças, adolescentes e adultos. “Vivemos em uma sociedade que carece de arte e cultura. A dança tem este papel de não apenas manter viva esta corrente, como também de aproximar este universo. Não é fácil, mas temos a felicidade de encontrar grandes parceiros nesta caminhada, que têm permitido seguir promovendo a arte da dança”, agradece.

 Entrega de bolsas

A Gala de Encerramento abriu com a entrega das bolsas. A coordenadora artística do Bento em Dança, Bárbara Rey, anunciou os contemplados, que receberam a notícia com muita empolgação. “Esses bailarinos terão a oportunidade de aprender com grandes nomes da dança e de competir em outros palcos do Brasil e exterior. Sozinhos esta caminhada seria muito mais difícil”, ressalta Bárbara. Somente para o Dance World Cup, em Braga, foram conferidas 21 bolsas. O Bento em Dança é o único festival do Brasil que seleciona bailarinos para esta final em Portugal, que reúne grupos do mundo inteiro, através de classificatórias realizadas em cidades de todos os continentes. Também em Portugal, outras quatro bolsas foram entregues para o Dançarte Algarve. Já para o Bento em Dança 2019 foram conferidas quatro bolsas para oficinas.

Para o Opus Ballet, em Firenze, na Itália, foram concedidas sete bolsas, contemplando, além do concurso, descontos para o curso de verão. Ainda no país da bota, outras três bolsas foram entregues, sendo duas para o Spoletto International Dance Competition e uma para o curso no Ateneo Della Danza, em Siena. Outra bolsa foi para o curso Northwest Dance Intensive, em Seattle, nos Estados Unidos. As outras 20 bolsas restantes foram para a final do Summer Move Passo de Arte, além de curso, realizado em São Paulo.

Do Bento em Dança para o mundo

Dandara Veiga, descoberta pela Escola Ballerina, de Alegrete, é um exemplo. Começou a participar do Bento em Dança com 12 anos de idade, fazendo aulas e mostrando sua performance no palco. Indicada pelo Bento em Dança, através da italiana Claudia Zaccari, como Melhor Bailarina para a Opus Ballet, na Itália, Dandara cruzou o Oceano Atlântico e a partir daí começou a trilhar sua caminhada internacional. Do país da bota foi para Montana, nos Estados Unidos, e de lá para Portugal, onde permaneceu por um ano na Escola de Ballet Annarella Sanchez. Como bolsista, permaneceu por mais um ano na Alvin Ailey American Dance Theater, em Nova York, onde permaneceu e hoje faz parte de uma das principais companhias, o Ballet Hispánico.

 Bento em Dança 2018

– Data 6 a 13 de outubro de 2018

– Local: Pavilhão E do Parque de Eventos de Bento Gonçalves

– Professores e jurados: Alex Neoral, André Rockmaster, Bárbara Rey, Cícero Gomes, Cláudia Zaccari, Edson Santos, Gustavo Côrtes, Luiz Fernando Bongiovanni, Moacir Corrêa, Monique Paes e Teresa Augusta

– Prestígio na abertura: Ana Botafogo e Liana Vasconcelos do Theatro Municipal do Rio de Janeiro

– Coreografias: 500

– Horas de espetáculos: 32h em oito noites

– Participações: 5.200

– Oficinas: 19

– Horas de aulas: 69h – 36h Fase A – 33h Fase B

– Patrocinador Master: Ceran – Companhia Energética Rio das Antas

– Patrocinadores: Supermercados Grepar, Corsan – Governo do Estado do Rio Grande do Sul

– Apoiadores: Antonio Cesa Longo, Dall’Onder Grande Hotel, Pousada Thiany, Hotel Vinocap, Prefeitura de Bento Gonçalves, Sindilojas Regional Bento, CDL de Bento Gonçalves e Bento Convention Bureau

Bento em Dança vai à escola e a escola vai ao Bento em Dança

Festival se aproxima da comunidade oferecendo oficinas de dança gratuitas para alunos do Ensino Fundamental e Ensino Médio 

Há 26 edições, Bento Gonçalves tem sido palco de um dos mais importantes festivais de dança do país. Além de promover a dança entre bailarinos de escolas brasileiras e do exterior, o Bento em Dança também assumiu a missão de aproximar a comunidade regional da arte da dança. Com este propósito, este ano cerca de 300 crianças e adolescentes da cidade terão a oportunidade de participar de aulas de dança com os professores Gustavo Côrtes e André Pires.

Na primeira oficina, programada para quarta-feira, 10 de outubro, das 10h às 11h30min, o Bento em Dança vai à Escola Estadual Mestre Santa Bárbara, onde reunirá 150 adolescentes do Ensino Médio numa aula de Danças Populares com o especialista no gênero, Gustavo Côrtes, que integra o quadro docente e de jurados do festival. A escola foi escolhida levando em conta sua intensa atividade com a realização da Tertúlia, em sua 10ª edição. Inclusive, duas turmas abrirão a programação do concurso no mesmo dia, na Noite das Etnias, com apresentações do folclore gaúcho.

No dia seguinte, 11 de outubro, às 10h, será a vez de 150 crianças de 8 a 12 anos irem ao festival para viver a experiência de uma aula de Danças Urbanas com o professor André Pires. São alunos do Centro de Atendimento à Criança e ao Adolescente (Ceacri) Balão Mágico, do bairro Aparecida, e da Escola Municipal Félix Faccenda, do Jardim Glória. “O Bento em Dança vai seguir mais vivo do que nunca em espaços abertos para a promoção da arte. Vamos levar a dança para quem quiser viver a arte em suas mais diversas manifestações. Este é um dos nossos compromissos e faremos o melhor para que nossas crianças e adolescentes possam se embalar na cultura da dança, participando de experiências produtivas e saudáveis”, destaca a presidente do Bento em Dança, Erci Grapiglia.

 Em 26 edições, o evento já reuniu, sempre no mês de outubro, mais de 150 mil bailarinos de mais de 20 países, contribuindo para a promoção da dança como expressão artística, além de estimular a integração de povos e culturas. Este ano serão cerca de 500 coreografias num total de 32h de espetáculos em oito noites. Durante o dia, 69h de aula, sendo 36h na Fase A e 33h na Fase B. Alex Neoral, André Rockmaster, Bárbara Rey, Cícero Gomes, Cláudia Zaccari, Edson Santos, Gustavo Côrtes, Luiz Fernando Bongiovanni, Moacir Corrêa, Monique Paes e Teresa Augusta. Estes são os nomes dos professores do 26º Bento em Dança. Eles têm dupla jornada, ministrando aulas durante o dia e avaliando as coreografias à noite.

 FASE A – 6 a 9 de outubro – Clássico e Contemporâneo

FASE B – 9 a 12 de outubro – Danças Urbanas, Populares (folclore, a caráter, étnicas e dança de salão), Sapateado, Jazz e Estilo Livre.

 bento-em-danca-2017-credito-solange-avelino (51)

PROGRAMAÇÃO CONCURSO – Gêneros de cada noite

Dia 6 (18h) – Ballet Clássico de Repertório, Neoclássico e Clássico Livre e Técnicas Contemporâneas de Dança

Dias 7 e 8 (19h) – Ballet Clássico de Repertório, Neoclássico e Clássico Livre e Técnicas Contemporâneas de Dança

Dia 9 (19h) – Jazz, Neoclássico e Clássico Livre e Técnicas Contemporâneas de Dança

Dia 10 (16h) – Mostra Aberta – Via Del Vino, abertura da Feira do Livro

(19h) – Danças Populares, Estilo Livre, Jazz,

Dia 11 (19h) – Danças Populares, Estilo Livre, Jazz,

Dia 12 (14h) Batalhas de Hip Hop (entrada gratuita)

(19h) – Danças Populares, Estilo Livre, Sapateado, Danças Urbanas

Dia 13 (19h) – Gala de Encerramento com apresentação dos premiados de 2018

 O Programa de oficinas detalhado está disponível em nosso site www.bentoemdanca.com.br

SERVIÇO

Quando? 6 a 13 de outubro de 2018

Onde? Pavilhão E do Parque de Eventos de Bento Gonçalves

Noite abertura: 18h

Demais noites (concursos): 19h

Ingresso: R$ 20 no local

Bento em Dança embala a Capital Brasileira do Vinho

A bailarina e atriz carioca, Ana Botafogo, prestigia a noite de abertura do Festival

Durante oito dias, Bento Gonçalves, a Capital Brasileira do Vinho passará a ser a Capital da Dança. De 6 a 13 de outubro, uma jornada de
oficinas durante o dia e concursos à noite integrará bailarinos de diversos estados brasileiros e países. Reconhecido como um dos principais festivais de dança do país, o Bento em Dança chega a sua 26ª edição com a notoriedade de grandes nomes como Ana Botafogo e a bailarina do Corpo de Baile do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Liana Vasconcelos, que sobe ao palco com ‘A Morte do Cisne e Esmeralda’. Neste dia, a programação inicia às 18h no Pavilhão E do Parque de Eventos de Bento Gonçalves. Ingressos podem ser adquiridos no local a R$ 20.

Ana Botafogo é, sem dúvida, o principal nome da dança clássica brasileira. Ela, além de Carlinhos de Jesus, manifestaram-se em vídeo a favor da continuidade do Bento em Dança, em razão do anúncio na edição passada do término do festival por falta de incentivo. O apoio se confirma com sua presença na noite de sábado, 6, quando o palco será dividido por diversas escolas no primeiro dia do concurso. Ballet Clássico de Repertório, Neoclássico e Clássico Livre e Técnicas Contemporâneas de Dança são os gêneros desta primeira fase (6 a 9 de outubro). A Fase B, de 10 a 12 de outubro, contemplará Danças Urbanas, Sapateado e Jazz.

image010

Para a organização do Bento em Dança, a continuidade do evento é também a certeza de que a arte da dança segue viva num palco que já recebeu mais de 150 mil bailarinos. “É emocionante olhar para trás e ver o que o festival já proporcionou a milhares de bailarinos. Todos os anos, premiamos bailarinos com bolsas de estudo. Este é um dos nossos compromissos que seguimos a risca desde o início, talvez um dos mais importantes. Nessa caminhada, vimos estudantes se tornarem grandes bailarinos e coreógrafos. Começaram aqui, nas oficinas, foram para o palco e hoje trazem alunos e viajam o mundo sempre embalados pela dança”, destaca a presidente Erci Grapiglia. A expectativa é que a comunidade abrace o Bento em Dança e aproveite para mergulhar na arte da dança, assistindo aos espetáculos.

bento-em-danca-2017-credito-solange-avelino (51)

Em 26 edições, o evento já reuniu, sempre no mês de outubro, mais de 150 mil bailarinos de mais de 20 países, contribuindo para a promoção da dança como expressão artística, além de estimular a integração de povos e culturas. Este ano serão cerca de 500 coreografias num total de 32h de espetáculos em oito noites. Durante o dia, 69h de aula, sendo 36h na Fase A e 33h na Fase B. Alex Neoral, André Rockmaster, Bárbara Rey, Cícero Gomes, Cláudia Zaccari, Edson Santos, Gustavo Côrtes, Luiz Fernando Bongiovanni, Moacir Corrêa, Monique Paes e Teresa Augusta. Estes são os nomes dos professores confirmados para o 26º Bento em Dança. Eles terão dupla jornada, ministrando aulas durante o dia e avaliando as coreografias à noite, durante o concurso.

bento-em-danca-2017-credito-solange-avelino (118)

Ana Botafogo no Bento em Dança

Bailarina e atriz carioca prestigia noite de abertura neste sábado, 06, que terá Liana Vasconcelos no palco com A Morte do Cisne e Esmeralda

 Durante oito dias, Bento Gonçalves, a Capital Brasileira do Vinho passará a ser a Capital da Dança. De 6 a 13 de outubro, uma jornada de oficinas durante o dia e concursos à noite integrará bailarinos de diversos estados brasileiros e países. Reconhecido como um dos principais festivais de dança do país, o Bento em Dança chega a sua 26ª edição com a notoriedade de grandes nomes como Ana Botafogo e a bailarina do Corpo de Baile do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Liana Vasconcelos, que sobe ao palco com ‘A Morte do Cisne e Esmeralda’. Neste dia, a programação inicia às 18h no Pavilhão E do Parque de Eventos de Bento Gonçalves. Ingressos podem ser adquiridos no local a R$ 20.

Ana Botafogo é, sem dúvida, o principal nome da dança clássica brasileira. Ela, além de Carlinhos de Jesus, manifestaram-se em vídeo a favor da continuidade do Bento em Dança, em razão do anúncio na edição passada do término do festival por falta de incentivo. O apoio se confirma com sua presença na noite de sábado, 6, quando o palco será dividido por diversas escolas no primeiro dia do concurso. Ballet Clássico de Repertório, Neoclássico e Clássico Livre e Técnicas Contemporâneas de Dança são os gêneros desta primeira fase (6 a 9 de outubro). A Fase B, de 10 a 12 de outubro, contemplará Danças Urbanas, Sapateado e Jazz.

 Para a organização do Bento em Dança, a continuidade do evento é também a certeza de que a arte da dança segue viva num palco que já recebeu mais de 150 mil bailarinos. “É emocionante olhar para trás e ver o que o festival já proporcionou a milhares de bailarinos. Todos os anos, premiamos bailarinos com bolsas de estudo. Este é um dos nossos compromissos que seguimos a risca desde o início, talvez um dos mais importantes. Nessa caminhada, vimos estudantes se tornarem grandes bailarinos e coreógrafos. Começaram aqui, nas oficinas, foram para o palco e hoje trazem alunos e viajam o mundo sempre embalados pela dança”, destaca a presidente Erci Grapiglia. A expectativa é que a comunidade abrace o Bento em Dança e aproveite para mergulhar na arte da dança, assistindo aos espetáculos.

 image010

Em 26 edições, o evento já reuniu, sempre no mês de outubro, mais de 150 mil bailarinos de mais de 20 países, contribuindo para a promoção da dança como expressão artística, além de estimular a integração de povos e culturas. Este ano serão cerca de 500 coreografias num total de 32h de espetáculos em oito noites. Durante o dia, 69h de aula, sendo 36h na Fase A e 33h na Fase B. Alex Neoral, André Rockmaster, Bárbara Rey, Cícero Gomes, Cláudia Zaccari, Edson Santos, Gustavo Côrtes, Luiz Fernando Bongiovanni, Moacir Corrêa, Monique Paes e Teresa Augusta. Estes são os nomes dos professores confirmados para o 26º Bento em Dança. Eles terão dupla jornada, ministrando aulas durante o dia e avaliando as coreografias à noite, durante o concurso.

 Quem é Liana Vasconcelos?

Liana Vasconcelos é bailarina formada pela Escola Estadual de Dança Maria Olenewa (Fundação Theatro Municipal do Rio de Janeiro) e pela Royal Academy of Dance, de Londres. Bacharel em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e Mestre pela Fundação Casa de Rui Barbosa/UFRJ, com o projeto de pesquisa que propõe a criação de um Museu da Dança no Brasil. Segue uma carreira independente como solista de Ballets de repertório. Desde 2014 é bailarina contratada do Corpo de Baile do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. É bailarina e produtora do Duo Cello e Movimento. Em setembro de 2017 representou o Ballet Clássico brasileiro no BRICS Cultural Festival em Xiamen, na China, onde dançou o Grand Pas de Deux de “Le Corsaire” e ministrou Master Class para as alunas de Ballet da Escola de Artes de Xiamen. Desde 2018 é professora de Ballet Clássico da Escola Estadual de Dança Maria Olenewa, da Fundação Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

 FASE A – 6 a 9 de outubro – Clássico e Contemporâneo

FASE B – 9 a 12 de outubro – Danças Urbanas, Populares (folclore, a caráter, étnicas e dança de salão), Sapateado, Jazz e Estilo Livre.

 

PROGRAMAÇÃO CONCURSO – Gêneros de cada noite

Dia 6 (18h) – Ballet Clássico de Repertório, Neoclássico e Clássico Livre e Técnicas Contemporâneas de Dança

Dias 7 e 8 (19h) – Ballet Clássico de Repertório, Neoclássico e Clássico Livre e Técnicas Contemporâneas de Dança

Dia 9 (19h) – Jazz, Neoclássico e Clássico Livre e Técnicas Contemporâneas de Dança

Dia 10 (16h) – Mostra Aberta – Via Del Vino, abertura da Feira do Livro

(19h) – Danças Populares, Estilo Livre, Jazz,

Dia 11 (19h) – Danças Populares, Estilo Livre, Jazz,

Dia 12 (14h) Batalhas de Hip Hop (entrada gratuita)

(19h) – Danças Populares, Estilo Livre, Sapateado, Danças Urbanas

Dia 13 (19h) – Gala de Encerramento com apresentação dos premiados de 2018

O Programa de oficinas detalhado está disponível em nosso site www.bentoemdanca.com.br

SERVIÇO

Quando? 6 a 13 de outubro de 2018

Onde? Pavilhão E do Parque de Eventos de Bento Gonçalves

Noite abertura: 18h

Demais noites (concursos): 19h

Ingresso: R$ 20 no local

Números do 26º Bento em Dança

Coreografias: 500

Horas de espetáculos: 32h em oito noites

Participações: 5.200

Oficinas: 19

Horas de aulas: 69h – 36h Fase A – 33h Fase B

Foto: Leandro Menezes

Bento em Dança: Definida banca de jurados e quadro de professores

Onze especialistas em diversas áreas conduzirão as oficinas durante o dia e atuarão como jurados nas noites dos concursos

Alex Neoral, André Rockmaster, Bárbara Rey, Cícero Gomes, Cláudia Zaccari, Edson Santos, Gustavo Côrtes, Luiz Fernando Bongiovanni, Moacir Corrêa, Monique Paes e Teresa Augusta. Estes são os nomes dos professores confirmados para o 26º Bento em Dança, que será realizado de 6 a 13 de outubro no Parque de Eventos de Bento Gonçalves. Eles terão dupla jornada, ministrando aulas durante o dia e avaliando as coreografias à noite, durante o concurso.

 Master Class: “Danças Brasileiras: Coreografias e Gestos Populares”, House Dance, Locking,  Popping e Wacking, Moderno, Jazz, Técnica de Ballet Clássico, Técnica Masculina e Técnica de Partenaire, Técnicas Contemporâneas de Dança são os estilos oferecidos nas oficinas deste ano.

Os bailarinos já podem se inscrever para as oficinas por meio do site www.bentoemdanca.com.br, onde está disponível o cronograma das aulas.

O festival também estará aceitando inscrições durante o evento, desde que haja disponibilidade, pois as vagas são limitadas.

Além das aulas durante o dia, à noite todos podem prestigiar as apresentações do concurso. Bailarinos e bailarinas de diversos lugares do mundo dividirão o palco do Bento em Dança.

jurados1

Jurados2

Jurados3

 Em 25 edições, o evento já reuniu, sempre no mês de outubro, mais de 150 mil bailarinos de mais de 20 países, contribuindo para a promoção da dança como expressão artística, além de estimular a integração de povos e culturas. Somente em 2017, foram 627 coreografias, 18 oficinas e aproximadamente 6 mil bailarinos. Foram cerca de 50 horas de apresentações em oito noites de espetáculos, todas abertas ao público com ingresso a preço popular. O ballet, nos gêneros Clássico de Repertório e Neoclássico e Clássico Livre somou o maior número de inscrições com cerca de 300 coreografias. Jazz, Estilo Livre, Técnicas Contemporâneas de Dança, Danças Populares, Danças Urbanas e Sapateado completaram a relação de gêneros da dança.

PROFESSOR OFICINA  
Alex Neoral Contemporâneo Básico / Intermediário Fase A
André Rockmaster Master Class Danças Brasileiras: Coreografias e Gestos Populares Fase B
Bárbara Rey Clássico Infantil Coordenadora do Júri
Cícero Gomes Clássico Técnica Masculina

Técnica de Partnaire

Fase A
Cláudia Zaccari Clássico Intermediário / avançado

Clássico Infantil

Clássico

Fases A e B
Edson Santos Jazz avançado

Jazz Básico / Infantil

Fase B
Gustavo Cortês Master Class Danças Populares Fase B
Luiz Fernando Bongiovanni Contemporâneo Intermediário / Avançado Fase A
Moacir Corrêa Moderno

Preparação Física para Bailarinos

Fase A
Monique Paes Jazz Fase B
Teresa Augusta Clássico Básico / Intermediário Fase A

SERVIÇO

Quando: 6 a 13 de outubro de 2018

Onde: Pavilhão E do Parque de Eventos de Bento Gonçalves

Horário dos espetáculos (concursos): a partir das 18h

Última semana para se inscrever no Bento em Dança

Escolas e grupos de dança têm até 10 de setembro para garantir vaga em Concurso Aberto

A 26ª edição do Bento em Dança se aproxima. E o período das inscrições vai chegando ao fim. Escolas e grupos de dança do Brasil e do exterior têm até a próxima segunda-feira, 10 de setembro, para se inscrever no Concurso Aberto. O regulamento completo está disponível no site www.bentoemdanca.com.br. O festival acontece de 6 a 13 de outubro, em Bento Gonçalves.

Cada grupo ou escola pode inscrever até 25 coreografias. São aceitas coreografias nos gêneros Ballet Clássico de Repertório, Neoclássico e Clássico Livre, Técnicas Contemporâneas de Dança, Danças Urbanas (hip hop, free style, popping, locking, break e outros), Danças Populares (Danças de Salão, Tango, Samba, Bolero, Forró, Flamenco, Danças Étnicas, Danças Folclóricas e sapateio folclórico. Inclui também Danças à Caráter que não pertençam aos Ballets de Repertório do Ballet Clássico), Sapateado, Jazz e Estilo Livre. Estão previstos os sub gêneros de solo, duo, trio e grupo de quatro pessoas ou mais.

Outra categoria é a do Concurso Seletivo, que registrou 78 coreografias aprovadas. Os vídeos enviados pelas escolas e grupos de dança foram avaliados por uma banca de jurados. O objetivo com esta categoria é valorizar as melhores produções, oferecendo ao público um espetáculo de qualidade.

Com inscrições chegando de todas as partes, o Bento em Dança movimenta a Capital Brasileira do Vinho, que durante oito dias será palco dos mais diversos gêneros e estilos. Entretanto, o ballet clássico e contemporâneo, a exemplo de anos anteriores, segue sendo a maioria. Além das noites de espetáculos com a agenda de concursos realizada no Pavilhão E do Parque de Eventos, também será possível acompanhar a Mostra aberta com apresentações na Via Del Vino.

bento-em-danca-2017-credito-solange-avelino (13)

Premiação

Cada grupo ou escola premiada receberá troféu ou medalha e cada integrante da coreografia ganhará um certificado de participação. O Bento em Dança também concederá Prêmios Especiais do Júri, escolhidos por fase, sendo eles: Bailarina/Bailarino Revelação ou Destaque, Melhor Coreógrafo, Coreógrafo Revelação, Criatividade, Figurino, entre outros.

Para os vencedores no Concurso Seletivo haverá premiação em dinheiro, escolhidos entre as cinco médias mais altas para Melhor Bailarino, Melhor Bailarina, Melhor Coreografia e Melhor Grupo, com distinções na Fase A e na Fase B.

Bento em Dança embala a Capital Brasileira do Vinho

Festival reunirá milhares de bailarinos de 6 a 13 de outubro em Bento Gonçalves

Os passos que vão embalar o 26º Bento em Dança foram dados. O evento que transforma a Capital Brasileira do Vinho na Capital da Dança será realizado de 6 a 13 de outubro, levando a arte para diversos espaços da cidade. Milhares de bailarinos do Brasil e do exterior participarão como concursantes ou fazendo as dezenas de oficinas em diferentes técnicas com grandes nomes da dança. A promoção é da Associação Cultural Bento em Dança.

Considerado um dos principais festivais de dança do país no gênero, o Bento em Dança quase deixou de ser realizado. No ano passado, driblando dificuldades pela falta de incentivo, a presidente Erci Grapiglia, chegou a anunciar o fim do festival. Entretanto, diante do movimento #ficaBentoemDança, liderado pelos próprios bailarinos, coreógrafos e professores, e da confirmação do patrocínio do Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC/BG), o festival segue cumprindo seu papel. “O espetáculo vai continuar graças ao apoio decisivo do CIC, que garantirá a cobertura de investimentos imprescindíveis para a realização do festival. O mundo da arte da dança só tem a agradecer”, destaca Erci.

Em 25 edições, o evento já reuniu, sempre no mês de outubro, mais de 150 mil bailarinos de mais de 20 países, contribuindo para a promoção da dança como expressão artística, além de estimular a integração de povos e culturas. Somente em 2017, foram 627 coreografias, 18 oficinas e aproximadamente 6 mil bailarinos. Foram cerca de 50 horas de apresentações em oito noites de espetáculos, todas abertas ao público com ingresso a preço popular. O ballet, nos gêneros Clássico de Repertório e Neoclássico e Clássico Livre somou o maior número de inscrições com cerca de 300 coreografias. Jazz, Estilo Livre, Técnicas Contemporâneas de Dança, Danças Populares, Danças Urbanas e Sapateado completaram a relação de gêneros da dança.

SERVIÇO

Quando? 6 a 13 de outubro de 2018

Onde? Pavilhão E do Parque de Eventos de Bento Gonçalves

Horário dos espetáculos (concursos): a partir das 18h

Números do 25º Bento em Dança (2017)

Coreografias: 627

Horas de espetáculos: 50h em oito noites

Bailarinos: mais de 6 mil

Países: Argentina, Brasil, Chile, Itália, Uruguai e Venezuela

Oficinas: 18

Horas de aulas: 69h

Fotos: Solange Avelino

Prorrogadas inscrições para concurso seletivo do Bento em Dança

Escolas e grupos de dança têm até 20 de julho para inscrever vídeos

 Sexta-feira é o último dia para escolas e grupos de dança de todo o Brasil e do exterior se inscreverem no Concurso seletivo do 26º Bento em Dança, que acontece de 6 a 13 de outubro, em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha. No mesmo dia, abre o período das inscrições para o Concurso Aberto. O regulamento completo está disponível no site www.bentoemdanca.com.br.

As coreografias selecionadas para o Concurso Seletivo serão divulgadas no site e fanpage do evento. Cada selecionado terá o prazo de 15 dias para confirmar sua inscrição no festival. Este modelo de participação foi lançado no ano passado e segue nesta edição com o propósito de valorizar as melhores produções.

 Tanto no Concurso Aberto quanto no Seletivo, cada grupo ou escola pode inscrever até 25 coreografias. Em ambas as categorias serão aceitas coreografias nos gêneros Ballet Clássico de Repertório, Neoclássico e Clássico Livre, Técnicas Contemporâneas de Dança, Danças Urbanas (hip hop, free style, popping, locking, break e outros), Danças Populares (Danças de Salão, Tango, Samba, Bolero, Forró, Flamenco, Danças Étnicas, Danças Folclóricas e sapateio folclórico. Inclui também Danças à Caráter que não pertençam aos Ballets de Repertório do Ballet Clássico), Sapateado, Jazz e Estilo Livre. Nas duas categorias, serão contemplados solo, duo, trio e grupo de quatro pessoas ou mais.

 SolangeAvelino-Foto-BentoemDança_PAT9581

Premiação

Cada grupo ou escola premiada receberá troféu ou medalha e cada integrante da coreografia ganhará um certificado de participação. O Bento em Dança também concederá Prêmios Especiais do Júri, escolhidos por fase, sendo eles: Bailarina/Bailarino Revelação ou Destaque, Melhor Coreógrafo, Coreógrafo Revelação, Criatividade, Figurino, entre outros.

Para os vencedores no Concurso Seletivo haverá premiação em dinheiro, escolhidos entre as cinco médias mais altas para Melhor Bailarino, Melhor Bailarina, Melhor Coreografia e Melhor Grupo, com distinções na Fase A e na Fase B.

 O EVENTO

26º Bento em Dança – 6 a 13 de outubro de 2018

Local: Pavilhão E do Parque de Eventos de Bento Gonçalves

Regulamento: www.bentoemdanca.com.br

FASE A – 6 a 9 de outubro – Clássico e Contemporâneo

FASE B – 9 a 12 de outubro – Danças Urbanas, Populares (folclore, à caráter, étnicas e dança de salão), Sapateado e Jazz

13 de outubro – Gala de Encerramento com apresentação dos premiados de 2018

 

INSCRIÇÕES PARA CONCURSO

 

CONCURSO SELETIVO – Inscrições: 1º de junho a 20 de julho

CONCURSO ABERTO – Inscrições: de 20 de julho a 10 de setembro

Bento em Dança começa a coreografar 26ª edição

Festival reunirá milhares de bailarinos de 6 a 13 de outubro em Bento Gonçalves

 Os primeiros passos que vão embalar o 26º Bento em Dança foram dados. O evento que transforma a Capital Brasileira do Vinho na Capital da Dança será realizado de 6 a 13 de outubro, levando a arte para diversos espaços da cidade. Milhares de bailarinos do Brasil e do exterior participarão como concursantes ou fazendo as dezenas de oficinas em diferentes técnicas com grandes nomes da dança. A promoção é da Associação Cultural Bento em Dança.

Considerado um dos principais festivais de dança do país no gênero, o Bento em Dança quase deixou de ser realizado. No ano passado, driblando dificuldades pela falta de incentivo, a presidente Erci Grapiglia, chegou a anunciar o fim do festival. Entretanto, diante do movimento #ficaBentoemDança, liderado pelos próprios bailarinos, coreógrafos e professores, e da confirmação do patrocínio do Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC/BG), o festival segue cumprindo seu papel. “O espetáculo vai continuar graças ao apoio decisivo do CIC, que garantirá a cobertura de investimentos imprescindíveis para a realização do festival. O mundo da arte da dança só tem a agradecer”, destaca Erci.

 Em 25 edições, o evento já reuniu, sempre no mês de outubro, mais de 150 mil bailarinos de mais de 20 países, contribuindo para a promoção da dança como expressão artística, além de estimular a integração de povos e culturas. Somente em 2017, foram 627 coreografias, 18 oficinas e aproximadamente 6 mil bailarinos. Foram cerca de 50 horas de apresentações em oito noites de espetáculos, todas abertas ao público com ingresso a preço popular. O ballet, nos gêneros Clássico de Repertório e Neoclássico e Clássico Livre somou o maior número de inscrições com cerca de 300 coreografias. Jazz, Estilo Livre, Técnicas Contemporâneas de Dança, Danças Populares, Danças Urbanas e Sapateado completaram a relação de gêneros da dança.

BENTO EM DANÇA

O regulamento do 26º bento em Dança já está definido e as inscrições abrem durante o mês de julho.

 

SERVIÇO

Quando? 6 a 13 de outubro de 2018

Onde? Pavilhão E do Parque de Eventos de Bento Gonçalves

Horário dos espetáculos (concursos): a partir das 18h

Números do 25º Bento em Dança (2017)

Coreografias: 627

Horas de espetáculos: 50h em oito noites

Bailarinos: mais de 6 mil

Países: Argentina, Brasil, Chile, Itália, Uruguai e Venezuela

Oficinas: 18

Horas de aulas: 69h

 

Fotos: Divulgação Bento em Dança

26º BENTO EM DANÇA – O espetáculo vai continuar

CIC de Bento Gonçalves confirma apoio decisivo para Festival prosseguir

O Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC-BG) acaba de confirmar coparticipação, garantindo a cobertura de investimentos imprescindíveis para a realização da 26ª edição do Bento em Dança, em outubro de 2018.  Com edições anuais desde 1993, o evento ficou comprometido por falta de incentivo financeira anunciado em 2017.

 O apoio garante a locação do espaço que compreende o Pavilhão E do Parque de Eventos de Bento Gonçalves, além do consumo de água e energia elétrica. “O CIC abraçou o Bento em Dança e garantiu a continuidade do evento. Este apoio é de fundamental importância para seguir promovendo a arte da dança, formando bailarinos do Brasil e do exterior”, agradece a presidente do Bento em Dança, Erci Grapiglia.

 Junto ao Centro está a Fundaparque, administradora do Parque de Eventos. O presidente do CIC-BG, Elton Gialdi, anunciou o suporte em reunião com o secretário de Turismo, Rodrigo Parisotto, realizada no início da tarde desta quarta-feira, 7. O empresário adiantou que buscará respaldo junto a outras entidades da cidade. “O Bento em Dança é de Bento, promove a cidade, atrai visitantes e faz nossa economia girar. O CIC não poderia deixar que este sonho chegasse ao fim”, destaca o presidente Elton Gialdi. Parisotto se comprometeu com serviços de logística.

DSC_0025

 A interrupção do evento havia sido anunciada pela presidente Erci Grapiglia na cerimônia de abertura no ano passado. A falta de incentivo levou à decisão, que imediatamente resultou no movimento #ficaBentoemDança. Bailarinos e coreógrafos manifestaram-se a favor da continuidade, assim como Ana Botafogo e Carlinhos de Jesus, artistas que já participaram do Bento em Dança no palco e como jurados e professores. Na ocasião, o secretário de Cultura do Estado do Rio Grande do Sul, Victor Hugo Alves da Silva, também deu seu depoimento lamentando o fim do evento.

 “Agora vamos recuperar o tempo perdido e organizar a 26ª edição. As luzes do palco não se apagaram, pelo contrário, estão mais acesas do que nunca. Com certeza, hoje, o mundo da dança segue embalado pelo ritmo da felicidade”, finaliza Erci, que também aposta no apoio do Poder Público Municipal.

 Com a participação de 150 mil bailarinos de mais de 20 países, o evento é considerado um dos principais festivais de dança do país no gênero. Somente na edição anterior, o Bento em Dança reuniu mais de 6.327 bailarinos em 627 coreografias e 18 oficinas. O festival também premiou os destaques com 22 bolsas de estudo em escolas na Itália, no Uruguai e no Brasil.

 Fotos: Kauê Camargo / Conceitocom Brasil

25ª edição do Bento em Dança inicia neste sábado

bento em dançaA 25ª edição do Bento em Dança inicia às 20 horas deste sábado (7) no pavilhão E do Parque de Eventos. Uma das novidades desta edição é o início das competições já na primeira noite do festival. Cícero Gomes, primeiro bailarino do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, e a solista Melissa Oliveira, são a atração da abertura, dançando Cisne Negro.

O evento prossegue até o dia 14 deste mês, no Parque de Eventos, com concursos de 627 coreografias, de 8 a 13, a partir  das 18 horas. Em paralelo, também no Pavilhão E, ocorrem 18 oficinas  ministradas por 13 professores especializados em diferentes áreas. Serão 69 horas de aulas numa maratona que reúne técnica, sensibilidade, habilidade, dedicação e muito treino. A programação inicia às 9  e segue até às 16 horas, com oficinas em espaços simultâneos. A previsão é de que o festival congregue cerca  seis mil bailarinos, de vários Estados do Brasil e de outros países. 

 Celebração a pluralidade

Considerado um dos principais festivais de dança do país no gênero, o Bento em Dança já reuniu em 24 edições cerca de 140 mil bailarinos, de mais de 20 países. A  presidente do Bento em Dança, Erci Grapiglia, salienta que o festival celebra a pluralidade cultural e dá voz à dança. “Nessa trajetória do evento, ajudamos a formar grandes bailarinos, viabilizamos intercâmbios que transformaram a vida de muitos estudantes . Também  promovemos a dança como uma expressão artística. E, fizemos tudo isso por amor à arte, por compreender que através da dança é possível comunicar, emocionar, interagir”, acrescenta ela.

As inscrições para oficinas ainda estão abertas e podem ser feitas pelo site www.bentoemdanca.com.br.  O Bento em Dança é uma promoção da Associação Cultural Bento Gonçalves. Esta 25ª edição  do evento conta com o patrocínio da Companhia Energética Rio das Antas ( Ceran), da  Corsan e  do Banrisul.

 

SERVIÇO

Quando? 7 a 14 de outubro de 2017

Onde? Pavilhão E do Parque de Eventos de Bento Gonçalves

Horário dos espetáculos (concursos): a partir das 18h

Valor do ingresso: R$ 20

Venda: local do evento

 

Números do 25º Bento em Dança

Coreografias: 627

Horas de espetáculos: 50h em oito noites

Bailarinos: mais de 6 mil

Estados brasileiros: todos

Países: Argentina, Brasil, Chile, Itália, Uruguai e Venezuela

Oficinas: 18

Horas de aulas: 69h