Posts

US+THEM

Por Natália Zucchi

Pink Floyd foi o que eu mais vi ao vivo nessa minha turnê pelas bandas que tanto gosto. Claro, uma parte assisti com Waters e outra com Gilmour, separados desde 1985. The Wall, inclusive, foi meu primeiro show internacional, lá em 2012, na capital. Roger Waters, baixista e um dos fundadores da banda, tocou o álbum na íntegra, enquanto o muro gigantesco era construído, atravessando o Beira Rio.

Comecei minha tour de shows em grande estilo: Roger Waters entregou um concerto repleto de efeitos visuais inesquecíveis. Mas se já não bastasse o título do primeiro show, somado à estrutura surpreendente, o espetáculo me deixou outra marca: aos 14 anos, adolescente, enfrentava o início da separação dos meus pais, quando meu pai saiu de casa nas vésperas. Meu muro estava em construção também.

Já em 2015, foi a hora de ver David Gilmour com toda sua sensibilidade na Arena do Grêmio. Foi INCRÍVEL! Fui pelo Pink Floyd, mas também curtindo o pouco trabalho solo que conheço do cara. A tour Rattle That Lock foi linda, com menos efeitos especiais em comparação ao Waters, mas com direito a lasers dançantes e a animações nas características do Pink passando no telão. Gilmour precisa de pouco. Coming Back To Life ficou como performance inesquecível do show.

Voltando ao Waters

Seis anos depois do The Wall, comprei novamente o ingresso para o show da turnê US +THEM do Roger Waters, em Porto Alegre, no último dia 30 de outubro. Dói admitir que todo o estresse das eleições e manifestações políticas me deram uma boa intoxicada criativa, diga-se de passagem. Acabei anestesiada, sem ansiedade ou expectativa.

Uma pena. Para quem só vive o momento do show, não sabe como é gostoso passar pelos dias que antecedem o espetáculo ouvindo toda a discografia de quem você vai assistir, ficar repassando as letras para não errar nos refrões, relembrar os momentos já vividos com aquelas músicas e sentir aquela energia viva de ansiedade boa e motivadora. O efeito dos shows para mim duram muito, por isso invisto tanto neles. Mas no último show, na verdade, eu não esperava nada até às19h30, quando Renato Borghetti fez as aberturas.

Animals

Felizmente, Waters não decepcionou no repertório, muito menos nos efeitos visuais do show. Misturou sucessos de álbuns como Dark Side of The Moon, Wish You Were Here, The Wall e Animals com suas canções em carreira solo. Another Brick In The Wall foi o momento para o coro do público e novamente cantei contra meu muro interno. Entre latidos de cachorros e grunhidos de porcos, Dogs e Pigs, duas pérolas brilhantes na noite. Dogs pelos mais de 16 minutos de execução impecável e riffs hipnotizantes e Pigs, bom, por ser Pigs. O grande porco passeou pelo estádio com a mensagem #StayHuman. Trump no telão, no mínimo, tirou umas risadas da galera. Importante para descontrair os momentos mais tensos do show, não devido às imagens, mas pelas pessoas.

Pagando para arranjar briga

Roger Waters sempre foi um cara político e não tinha como esperar algo diferente em seus shows. Tudo bem. Mas também me ensinaram que o significado da arte não é gerado somente por quem a cria, mas, sim, pela interpretação de quem com ela interage.

Roger Waters chegou com sua tour no Brasil incendiando ainda mais o conturbado período eleitoral de 2018. Porém, no show que sucedeu a eleição, Waters não tocou no nome do presidente eleito. Nem foi preciso. O público se encarregou de pegar para si toda e qualquer manifestação do telão e retribuir com algum mantra de protesto hit nessas eleições. Totalmente previsível e esperado. Porém, a frequência dos protestos foi exaustiva. Já na metade do show, tenho minhas dúvidas se as vaias eram contrárias ao conteúdo ou se já eram um pedido de basta de quem não aguentava mais o “Ele Não” ou o “Fora PT”. Não acreditei quando percebi os seguranças correndo de um lado para o outro devido às brigas e discussões geradas, muito provavelmente por divergências políticas. Assustador, triste, cansativo e chato. Pra mim, esse show só reforçou que o discurso de ódio e a intolerância são independentes da sigla política.

Ouvidos em outro Estádio

Outro momento inusitado, que me faz questionar o potencial auditivo das pessoas, foi o flagra no senhor que passou o show com fones de ouvido, acompanhando o jogo do Grêmio. Cada um com seu fanatismo

The Great Gig In The Sky

A noite do último dia 30 foi marcada por um temporal feio que atacou o RS. Em Porto Alegre, a eletricidade acima do estádio chegou na parte 02 do show e complementou os efeitos de luzes, com raios rosados iluminados no céu. Interferências naturais durante os shows: comece a observá-las 😉 Pena ter sido o motivo pelo corte de Mother no setlist.

Elipse e Brain Damage

Vivi para ver a capa de Dark Side of The Moon nas proporções do gramado do Beira Rio, pairando no ar. Duvido que quem presenciou um dia irá esquecer as luzes coloridas atravessando o grande prisma. Esperança de que quando passamos pela arte, saímos renovados.

YANGOS lança clipe gravado em Portugal

Vídeo de ‘Gaita ou Sanfona’, do disco ‘Brasil Sim Senhor’, já está disponível no Youtube

É ao som de Gaita ou Sanfona, no ritmo de uma cativante “chamarra”, que o grupo YANGOS apresenta nesta segunda-feira, 17, seu mais recente clipe, gravado em apenas oito horas nas freguesias de Graça, Alfama e Alcantara, em Lisboa, Portugal. Trata-se do seu vídeo mais bem produzido, com captação e edição de imagens que traduzem muito da energia e do profissionalismo do grupo de Caxias do Sul, na Serra Gaúcha, hoje referência na música latina instrumental no sul do Brasil.

O esmero com a produção tem uma justificativa técnica, a expertise da equipe da produtora portuguesa Wondr, coordenada por Pedro Coelho. Mas tem também – e muito – uma relação de amizade e cumplicidade entre o diretor do clipe, o caxiense Filipe Mello, e a YANGOS. Radicado há um ano em Lisboa, Mello recebeu os amigos por lá durante uma breve parada que o quarteto fez em Portugal antes de seguir para a Rússia, onde se apresentou durante a Copa do Mundo, em julho.

A fotografia de Maurício Franco, que divide a direção com Mello, e a produção de Carine Panigaz dão ao clipe beleza estética e dinamismo, conceituando as cenas com a descontração típica da YANGOS. “Nunca tivemos pretensão de fazer algo extraordinário, estávamos todos ali para celebrar o nosso encontro aqui na Europa. Foi tudo meio no improviso, mas com suporte profissional. O clipe é uma celebração da amizade, nada mais do que isso”, resume Mello.

Para o tecladista e autor de Gaita ou Sanfona, Mello era a pessoa certa para fazer o clipe. “Essa música busca minimizar as diferenças, desfazer os rótulos. Por exemplo, não importa se chamamos gaita ou sanfona, o que importa é criar, tocar, fazer a coisa acontecer. E o vídeo mostra isso, nossa linguagem estética visual, quem somos e a nossa proposta por meio da música instrumental. O olhar do Filipe foi certeiro nesse sentido”, destaca Casara.

Confira o clipe de Gaita ou Sanfona:

https://youtu.be/hTBnfDswtw8

Ficha técnica:

Produtora: Wondr

Direção: Filipe Traslatti de Mello e Maurício Franco

Direção de Fotografia: Maurício Franco

Assistente de Fotografia: Virgílio Pinto

Produção: Carine Panigaz

Edição: Filipe Traslatti de Mello

Gaita ou Sanfona 4 - Produtora Wondr

A YANGOS

Formado por César Casara (piano), Cristiano Klein (percussão/cajón e bombo leguero), Rafael Scopel (acordeon) e Tomás Savaris (violão), é um dos grupos referência da música instrumental sul-brasileira. Faz da união desses instrumentos um encontro cheio de energia, transmitida por ritmos como milonga, vaneira, chacarera e chamamé, misturados com um punhado de performance rock e uma pitada jazzística. Em 13 anos de carreira, o quarteto soma cinco álbuns, um DVD, uma premiação e três indicações ao Prêmio Açorianos de Música (2015/2016), uma menção honrosa no Festival Audiovisual da Serra Gaúcha (2017) e uma nominação ao Latin GRAMMY Awards ® (2017). Foi selecionado com outros 10 grupos do Brasil para apresentar-se durante a FIFA World Cup 2018, Moscow/Russia. Conquistou público e crítica de todas as regiões do Brasil e em mais de uma dezena países em todas as três Américas e Euro-Ásia.

Saiba mais:

O trabalho da Yangos está disponível em todas as plataformas de streaming e nos canais oficiais do Spotify, YouTube e Soundcloud, além do Facebook e Instagram @yangosoficial.

www.yangos.com.br

You tube: https://www.youtube.com/user/yangosquarteto

Crédito da imagem em anexo: Produtora Wondr

910 Block Party afirma cultura urbana em Bento Gonçalves

No cenário da Serra Gaúcha, Bento Gonçalves já é vanguarda no fomento das diferentes linguagens e elementos do hip hop. A realização das Battle In The Cypher há quase uma década afirmam esse contexto. Uma novidade desponta agora, em 09 de setembro, a partir das 15h, com a 910 Block Party, na Rua Coberta, ao lado da Fundação Casa das Artes, que vai trazer à cidade a atmosfera das festas de quarteirão, realizadas em Nova Iorque e outros grandes centros urbanos. Música, dança, esporte e lazer estarão reunidos no mesmo espaço, afirmando a importância da cultura urbana na contemporaneidade.

A programação inclui diversas atrações musicais, dentre elas a banda gaúcha Da Guedes, workshops gratuitos, flash tattoo, exposições, live paint, competições de dança e skate, food trucks serão as atrações de um domingo diferente, para público de todas as idades, com entrada gratuita, numa organização da Nest Panos, que já trabalha pela cultura urbana bento-gonçalvense realizando as Battle In The Cypher. O projeto é realizado com recursos do Fundo Municipal de Cultura.

Daguedes1

“A 910 Block Party vem de uma ideia de levar a cultura urbana para um público mais maduro e eclético de Bento Gonçalves, fazendo assim novas pessoas se interessarem por esta manifestação”, diz Pedro Ramon Festa, organizador do projeto.

Atrações da 910 Block Party:

Da Guedes, banda gaúcha que é referência no rap e tem hits consagrados entre o público como Bem Nessa, Dr. Destino, Jogo da Vida e |Passe Livre, a formação tem projeção e prêmios nacionais e internacionais, a banda comandada por Baze, Nitro Di e DJ Deeley é o destaque do linen up.

Lusco Fusco, formação da cidade de Santa Cruz, que aposta e afirma a música negra numa mistura de samba rock, funk, soul e groove.

Dj Bugz, que integra o coletivo de hip hop Nest Team e faz suas pesquisas e fusões sonoras com técnicas de turntablism.

DJ Zion, mixa clássicos do hip hop a temas mais atuais, num set de hip hop, R&B, reggae, funk, pop e música eletrônica, o cara é o atual vice campeão do Battle In The Cypher DJ.

Déh, MC destaque em duelos de rimas, é um dos organizadores da Batalha da Praça, em Bento Gonçalves, tem se dedicado aos estudos de composição musical.

BDL Gang, grupo de hip hopers destaque na Batalha da Loja, de Carazinho, se dedica à elaboração de projetos individuais em postagens no YouTube.

Além destes destaques, a 910 Block Party também terá worskhop de Bottons, com William Sarate Ballestrin, Expo Coolture Trip, Live Tatto com Vinicius Igui, Live Paint Graffiti com Rodrigo Almeida, competições de breaking, Best Trick Skate e diversos food trucks com opções de alimentação.

A organização da 910 Block Party é da Nest Panos, com apoio da Battle In The Cypher, Coolture Trip, Notícias Bento, Fullness Tattoo, Jamar, Bonny & Clyde, Dona Fifi, Taco Pub, King Street e Sociedade 20 de novembro.

Wladi Costa lança novo trabalho no Teatro do Sesc Bento Gonçalves

A apresentação do projeto “A arte do afago” acontece no dia 29 de junho, a partir das 21h

 Sesc Bento Gonçalves traz ao município o show de lançamento do disco “A arte do afago”, novo trabalho do músico Wladi Costa. No dia 29 de junho, próxima sexta-feira, a partir das 21h, o Teatro do Sesc local recebe a apresentação do espetáculo, que flerta com gêneros como Reggae, Rap, MPB, Rock, Soul e a música gaúcha contemporânea. Os ingressos custam R$ 20 e podem ser adquiridos antecipadamente no chaveiro Pertile, no Shopping Bento, ou uma hora antes do show na portaria do Teatro. Mais informações estão disponíveis no telefone (54) 3452-6103 ou no site www.sesc-rs.com.br/bento_goncalves/.

O segundo disco da carreira reafirma Wladi como compositor que mistura vários gêneros musicais, mas não perde sua identidade. Ele canta a paixão pela música, as poesias que fez para a esposa, os namoros dos amigos, as viagens, a luta contra o relógio e o amor que transborda de vida em vida. Para este show o cantor promete tocar todas as músicas do segundo trabalho “A arte do afago” e as principais músicas do primeiro álbum “Na ponta dos pés” (2013).

Wladi é natural de Porto Alegre e viveu em Alegrete até os seis anos de idade. Foi a Bento Gonçalves e viveu até os 24 anos. Há três anos voltou para a capital. Todas estas mudanças influenciaram nas suas referências e contribuiu para o desenvolvimento de sua composição. Em 2013 lançou o seu primeiro trabalho “Na ponta dos pés” no teatro da Casa das Artes, em Bento Gonçalves.

Sobre o Arte Sesc – Cultura por toda parte – Criado pelo Sistema Fecomércio-RS em 2007, o programa reúne todas as atividades culturais desenvolvidas pelo Sesc no Rio Grande do Sul, entre teatro, música, artes plásticas, literatura e cinema. Além de promover uma intensa troca de experiências e ampliar o acesso à produção artística, o Arte Sesc busca ser reconhecido como promotor de ações culturais no Estado, sendo elas não só apresentações artísticas, mas também de caráter formativo e educacional, orientadas por três eixos: transversalidade, diversidade e acessibilidade.

 

Wladi Costa – Bento Gonçalves

 Data: 29 de junho (sexta-feira)

Horário: 21h

Local e endereço: Teatro do Sesc Bento Gonçalves – Rua General Cândido da Costa, 88

Ingressos: R$ 20 e podem ser adquiridos antecipadamente no chaveiro Pertile, no Shopping Bento, ou uma hora antes do show na portaria do Teatro

wladi-costa4675948

Raul Seixas terá show em sua homenagem na Semana do Rock

Rodrigo Seixas, cover de Raul, irá se apresentar no Anfiteatro da Fundação Casa das Artes

Inspirado na obra de Raul Seixas, o cantor Rodrigo dos Santos irá se apresentar no dia 12 de julho, às 20h, no Anfiteatro da Fundação Casa das Artes. Realizado pelo Sistema Fecomércio-RS/Sesc com apoio da Fundação Casa das Artes e Secretaria de Cultura, o evento terá ingressos com valores entre R$ 12 e R$ 26, comercializados no Sesc Bento Gonçalves (Rua General Cândido da Costa, 88). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (54) 3452-6103, no site www.sesc-rs.com.br/bentogoncalves e na página www.facebook.com/sescbentogoncalves.

Há 20 anos, Rodrigo dos Santos trabalha como cantor e desde 2001 como cover de Raul Seixas – de lá para cá assina o seu nome artístico como Rodrigo Seixas. O artista revive nos palcos os melhores momentos do “Maluco Beleza”, com ênfase na fase mais jovem de Raul, mas sem se esquecer de sucessos como “Gita”, “Metamorfose Ambulante” e “Há 10 mil anos atrás”.

Tributo a Raul Seixas (3)

Tributo a Raul Seixas

Data: 12/07

Local: Anfiteatro da Fundação Casa das Artes (R. Herny Hugo Dreher, 127 – Planalto)

Horário: 20h

Ingressos à venda no Sesc (Rua General Cândido da Costa, 88):

R$ 12,00 + doação de 1kg de alimento não perecível – Categoria Comércio e Serviços do Cartão Sesc/Senac
R$ 18,00 + doação de 1kg de alimento não perecível – Categoria Empresários do Cartão Sesc/Senac
R$ 26,00 + doação de 1kg de alimento não perecível – Público em geral

R$ 13,00 + doação de 1kg de alimento não perecível – Estudantes, professores, idosos e classe artística

2ª Edição da Maratona Urbana ocorre no próximo domingo

O Maratona Urbana nasceu da ideia de levar o Hip Hop para mais pessoas e lugares. Sua segunda edição será em 24 de junho, no Bairro Ouro Verde em Bento Gonçalves. serão realizados workshops gratuitos de graffiti e deejay , além de um bate papo sobre produção de eventos com artistas da cidade e de outras partes do Rio Grande do Sul. Também ocorrerá pintura dos muros da Praça CEU e batalhas de dança para iniciantes e para adultos.

O evento itinerante ocorre pelo segundo ano consecutivo. Nesta edição, serão feitos Collabs com outros eventos do estado, com excursões vindas de outras cidades. A Collab da vez será do evento Batalha Da Prova, de Caxias Do Sul, que é um encontro voltado para projetos sociais que trabalham com oficinas continuadas de Hip Hop. Está confirmada a participação de dois ônibus com crianças e professores de diversos projetos sociais de Caxias, além dos alunos das Oficinas Da Praça CEU em Bento.

1 edição

Após as competições de dança, também será oferecido um lanche para as crianças participantes, com apoio dos projetos sociais envolvidos e do comércio da comunidade do Bairro Ouro Verde.

Durante mais outras quatro edições mensais, serão visitadas praças do Município incentivando crianças e jovens a se interessar por cultura urbana.

Maratona Urbana
Cronograma:
13:00h Workshop Graffiti – ComBernardo Duarte
13:00h Workshop Deejay – ComZion
13:45h Workshop Produção De Eventos -William Sarate Ballestrin
13:45h Momento All Style
15:00h Batalha de Iniciantes 1×1
16:00h Seven To Smoke Breaking
17:00h Final Iniciantes
17:30h Café Com Breaking
18:00h Encerramento

Elenco:
Jurado:Bernardo Duarte
Mc/hoast:Pedrinho Footwork Squad
Deejays: Zion //Jua Mariano // Cheirinho
Writers:Rodrigo de Almeida
Exposição De Jaquetas Customizadas
Fotos:Bruna Ferreira
Video:Victor Costa
Organização:Nest Panos
Atividades 100% Gratuitas
Projeto Financiado Pelo Fundo Municipal de Cultura de Bento Gonçalves

Teatro do Sesc Bento Gonçalves recebe novo projeto da banda Plano 13

Apresentação do show “Longe do Impossível” acontece no dia 14 de junho, a partir das 20h

 A mistura de rock, pop, rap e reggae que sempre marcou a carreira da banda Plano 13 ganhou um novo capítulo com o lançamento do disco Longe do Impossível. Essa mescla de estilos será apresentada em Bento Gonçalves, no dia 14 de junho (quinta-feira). A partir das 20h, no Teatro do Sesc , os músicos apresentam seu novo repertório. Os ingressos estarão disponíveis na bilheteria do Teatro local, uma hora antes do show começar, pelo preço de R$ 20.

Plano-13

Fundada em 2011, na cidade de Caxias do Sul, a banda iniciou suas atividades em bares e eventos da cidade natal. O objetivo era tornar seu nome conhecido e seu som familiar ao público para depois apresentar suas obras autorais. Marcada por dois populares singles, “Berlinda” e ” Anos Atrás“, a Plano 13 lançou em 2017 mais duas canções inéditas: “Aquela Arte” e “Caminhos” – que se tornaram as músicas de trabalho do grupo. Isso pavimentou o caminho para o lançamento do projeto “Longe do Impossível”, que contou com a produção de Edu Coelho – importante nome da cena gaúcha, que trabalha com artistas como Hique Gomez, Claus & Vanessa, Rosa Tattooada, entre outros.

Sobre o Arte Sesc – Cultura por toda parte – Criado pelo Sistema Fecomércio-RS em 2007, o programa reúne todas as atividades culturais desenvolvidas pelo Sesc no Rio Grande do Sul, entre teatro, música, artes plásticas, literatura e cinema. Além de promover uma intensa troca de experiências e ampliar o acesso à produção artística, o Arte Sesc busca ser reconhecido como promotor de ações culturais no Estado, sendo elas não só apresentações artísticas, mas também de caráter formativo e educacional, orientadas por três eixos: transversalidade, diversidade e acessibilidade.

Plano 13 – Bento Gonçalves

Data: 14 de junho (quinta-feira)
Horário: 20h
Local e endereço: Teatro do Sesc Bento Gonçalves – Rua General Cândido da Costa, 88
Ingressos: à venda na bilheteria do teatro local, uma hora antes do show, pelo valor de R$ 20 

Valdir Verona comemora 30 anos de carreira no Teatro do Sesc Bento Gonçalves

Lançamento do projeto “Viola de 9 Cordas” acontece no dia 10 de maio, a partir das 20h

O músico Valdir Verona completa 30 anos de estrada e escolheu Bento Gonçalves para celebrar essa importante data. No dia 10 de maio,  o Teatro do Sesc local ( abre suas portas para receber o espetáculo “Viola de 9 Cordas“. A partir das 20h, as principais composições instrumentais do violeiro serão apresentadas em formato inédito. Os ingressos estarão disponíveis no local pelo preço de R$ 20 ou R$ 30, para quem optar por também adquirir o disco do projeto.

A viola de nove cordas que dá nome ao projeto é uma criação de Verona em parceria com o Dominus Luthier, com base em pesquisas nas violas brasileiras e violão de 12 cordas. Na viola nordestina (usadas pelos repentistas) e viola do fandango caiçara (litoral sul de São Paulo e litoral paranaense) são encontrados exemplares em que são mescladas ordens de cordas simples, duplas e em algumas, também são usadas ordens triplas. Nesta viola de nove cordas, com três ordens simples e três duplas, o resultado é um instrumento com uma sonoridade encorpada e robusta, mesclando tradição e contemporaneidade.

Valdir Verona 30 anos de carreira

Sobre o Arte Sesc – Cultura por toda parte – Criado pelo Sistema Fecomércio-RS em 2007, o programa reúne todas as atividades culturais desenvolvidas pelo Sesc no Rio Grande do Sul, entre teatro, música, artes plásticas, literatura e cinema. Além de promover uma intensa troca de experiências e ampliar o acesso à produção artística, o Arte Sescbusca ser reconhecido como promotor de ações culturais no Estado, sendo elas não só apresentações artísticas, mas também de caráter formativo e educacional, orientadas por três eixos: transversalidade, diversidade e acessibilidade.

 Mais informações estão disponíveis no telefone (54) 3452-6103 ou no site www.sesc-rs.com.br/bento_goncalves/.

Valdir Verona – Bento Gonçalves

Data: 10 de maio (quinta-feira)

Horário: 20h

Local e endereço: Teatro do Sesc Bento Gonçalves – Rua General Cândido da Costa, 88

Ingressos à venda no local

– R$ 20 – Geral

– R$ 30 – Na aquisição do disco “Viola de 9 Cordas”

BBQ Vale Festival ocorre neste domingo no Vale dos Vinhedos

A chuva e o mau tempo do último sábado, 21, atrapalharam os planos de quem pretendia degustar um cardápio regado a churrasco americano, cervejas artesanais e rock. A primeira edição do BBQ Vale Festival foi transferida para o próximo domingo, dia 29, no Sítio Valduga (passando o Hotel Villa Michelon, logo após a entrada do Condomínio Parque dos Vinhedos).

O BBQ Vale Festival irá apresentar os pratos elaborados pela equipe do BBQ Bueno, de Caxias do Sul, e trará opções de pratos que vão de R$ 15 a R$ 40. Destaque para o Brisket, tradicional corte do churrasco americano que tem como diferencial o modo de cozimento, feito a partir de defumação e que pode levar até 18 horas para ficar pronto. Vai rolar, ainda, ilha de caipiras, espumantes e drinks e deliciosos brigadeiros.

BBQ Foto Rafael Sartor

Na trilha sonora muito rock com as bandas Blackbirds e Voz do Brasil. A discotecagem fica por conta do Dj Zonattão e seus discos de vinil. O evento inicia às 10 horas da manhã e se estende por todo o dia. Os ingressos são limitados e custam R$ 25 (antecipado), com direito a 01 copo personalizado do evento e um chopp 300ml. No local, o valor será R$ 35. O estacionamento é gratuito e o evento é Pet Friendly. Mais informações pelo fone 54 9 9932-8829, ou na fan page do festival: facebook.com/bbqvalefestival. Em caso de mau tempo o evento será transferido novamente, desta vez para o feriado de 1º de maio.

Fotos: Marino Neves e Rafael Sartor

Orquestra Municipal de Carlos Barbosa promove espetáculo “Trilha Sonora” na quinta

A Orquestra Municipal de Carlos Barbosa apresenta, sob a regência do maestro Dirceu Andrioli, a série “Concertos Especiais” com apresentação que marca a abertura da Temporada 2018 de concertos da Orquestra. Com a temática Trilha Sonora,  a apresentação conta com a participação especial dos convidados Franceli Zimmer – soprano e Maurício Barbieri – guitarra. O Concerto será no próximo dia 19 de abril, quinta-feira, 20h30min, no Salão Paroquial de Carlos Barbosa, com entrada franca.

  Cartaz Orquestra de Carlos BarbosaABRIL - 2018

 Através do Concerto “TRILHA SONORA” a orquestra presta sua reverência ao Cinema, trazendo para o público, composições magistrais como “Star Wars” , “Indiana Jones” , “Era Uma Vez no Oeste”,  “Os Sete Magníficos”,  “Piratas do Caribe” , “Senhor dos Anéis” e outras grandes obras.

Além dos arranjos escritos por Gilberto Salvagni para a formação Orquestra de Sopros e as performances dos solistas convidados, o concerto trará também elementos audiovisuais com transmissão de imagens via telão, interação com a plateia com personagens dos filmes escolhidos. A direção artística é de Dirceu Andrioli que também é o regente da Orquestra.

O concerto tem o patrocínio da empresa Tramontina; apoio cultural do Centro Educativo Crescer e da Prefeitura Municipal de Carlos Barbosa. Lei de Incentivo à Cultura – Realização: Governo Federal Ordem e Progresso.

SOBRE A ORQUESTRA E SEUS DESAFIOS:

A ampliação do calendário anual de atividades da Orquestra é um dos objetivos do ano. Atualmente realiza dois concertos didáticos, dois concertos oficiais e quatro apresentações de grupos de música de câmara, e neste ano, graças ao projeto encaminhado na Lei Federal de Incentivo à Cultura Nº 8.313/91 – Lei Rouanet, que teve aprovação e captação de recursos em 2017, a orquestra tem a oportunidade de pela primeira vez, apresentar um concerto de abertura da temporada, e escolheu para esse momento um concerto de Temas de Filmes, com o título: TRILHA SONORA.

 A Orquestra:

Desde 2002, ano de sua criação, a Orquestra Municipal de Carlos Barbosa, trabalha para ter seu espaço no cenário cultural local e regional. Realiza atividades regulares e de qualidade como o concerto anual, de Natal, concerto em comemoração ao aniversário do município e apresentações com grupos de música de câmara com a orquestra jovem e escola de música, durante todo o ano. A Orquestra Municipal de Carlos Barbosa representa importante mecanismo de atuação musical para a comunidade em geral. Um dos seus principais objetivos é a integração com seu meio social, transformando seu trabalho em ponto de convergência dos músicos da região, além de fomento para o desenvolvimento regional e crescimento cultural da comunidade.

Criada pela administração municipal, atualmente tem como regente titular e diretor artístico o maestro Dirceu Andrioli, seu quadro de músicos é composto por aproximadamente 40 músicos que variam conforme o repertório. É gerida e administrada pela Associação Orquestra Municipal de Carlos Barbosa. A Orquestra apresenta um repertório diversificado, com interpretação desde a música de concerto, especialmente escrita para Orquestra de Sopros, à música popular brasileira, também muito utilizada para esse perfil orquestral.

Mantém desde 2009, uma Escola de Música com os objetivos voltados para a formação de músicos que futuramente terão na Orquestra a oportunidade de trabalho e realização profissional. Criou a Orquestra Jovem, que é formada exclusivamente por alunos da escola de música acompanhados por seus professores. A Orquestra Municipal de Carlos Barbosa tem como objetivo principal o crescimento cultural e social de toda a comunidade.

 Franceli Zimmer:

Fonoaudióloga especialista em voz, Cantora, Professora de Canto, Regente Coral, professora de ensino superior bacharelanda em Música e Colunista. Natural de São Vendelino, Franceli iniciou seus estudos na área musical em 1990. Estudou canto Lírico e Popular com renomados professores de quem recebeu aporte técnico para atuar profissionalmente. Estudou violão clássico e popular. Fez cursos e workshops na área do teatro. Atuou como cantora e solista em diversos grupos vocais da região. Participou da gravação de vários CDs, de Musicais, de Concertos com Orquestras e bandas em todo Estado do RS, apresentando-se também com músicos de vários estilos musicais. Atuou como cantora solista com a Orquestra Municipal de Sopros de Caxias do Sul, foi solista no Desfile Cênico Musical da Festa Nacional da Uva de 2012, solista dos Musicais “Celebration”, “Gota D’Água, “Romancero Gitano” e “Opereta de Natal”, solista convidada da Orquestra Sonarte de São Leopoldo, da Orquestra de Sopros de Carlos Barbosa, da Orquestra de Sopros de Veranópolis e da Orquestra Sinfônica da UCS. Integrou o Coro Municipal de Caxias do Sul como cantora e preparadora vocal por 18 anos. Atualmente realiza shows e concertos como cantora solista em grupos vocais e atua como preparadora vocal e regente de coros de Veranópolis, Bento Gonçalves e em Caxias do Sul.  É docente na Faculdade Fátima de Caxias do Sul. Realiza atendimento Clínico Fonoaudiológico em consultório. É colunista do site Veragora.

 Solista: Maurício Barbieri (guitarrista)

Natural de Veranópolis, é guitarrista e multi-instrumentista há mais de 15 anos, iniciando suas atividades ainda quando criança. Integra os grupos Guerrilla, Powerslave (Iron Maiden Tribute) e Louder, com o qual lançou o EP “Take One” e está preparando um álbum full-length. Atua como músico convidado em diversas bandas e projetos da região, com destaque para a banda Blackbirds, tendo participado recentemente da gravação de um DVD ao vivo em comemoração os 21 anos de carreira do grupo.

 SERVIÇO:

O quê: Concerto especial – Orquestra Municipal de Carlos Barbosa – ABERTURA DA TEMPORADA

Quando: 19 de abril de 2018 – quinta-feira

Onde: Salão Paroquial (Festiqueijo) | R: Prefeito Jose Chies, 193 – Centro | Carlos Barbosa – RS

Informações gerais: (54) 9 99987307

ENTRADA FRANCA