Posts

Inscrições para o curso “Formação de Gestores para o Comércio” são prorrogadas até dia 11

Ampliação do prazo é decorrência das paralizações que ocorrem no país. Capacitação, fruto da parceria entre CDL-BG e UCS, tem nova data de início marcada para 12 de junho.

Os profissionais interessados em agregar qualificação às suas habilidades de gestão ganharam prazo extra para investir em sua formação. As inscrições para o curso “Formação de Gestores para o Comércio” foram prorrogadas até o dia 11 de junho – por conta das paralisações que transtornaram o país nos últimos dias. As aulas iniciam em 12 de junho e ocorrem às terças e quintas-feiras, das 19h30min às 22h30min, na sede da CDL-BG (Rua Marechal Deodoro, nº 139 – Centro de Bento Gonçalves).

O curso é uma iniciativa do projeto Escola de Negócios, parceria entre a Câmara de Dirigentes Lojistas de Bento Gonçalves e a Universidade de Caxias do Sul. Seu programa contempla 13 disciplinas, totalizando 150 horas. A grade curricular foi planejada conforme as necessidades identificadas em pesquisa de mercado conduzida com lojistas. Nesse processo, foram identificadas as principais lacunas de capacitação e objetivos dos comerciários junto aos seus funcionários. “A expectativa é de preencher as necessidades do comércio em capacitação para gerir com competência. Nosso trabalho é focar no que realmente importa para que eles atinjam esse objetivo”, comenta um dos coordenadores do programa, professor Cristiano Wagner Tesser Pavinato.

Outro diferencial importante é o caráter prático da metodologia, que torna o curso amigável para o aluno. “O fator mais importante foi, sem dúvida, a necessidade de termos uma especialização que falasse a linguagem do comerciante. Não adianta criar um curso com professores letrados, mas sem experiência no comércio. Por isso trabalhamos para que todos os docentes fossem capacitados e com experiência no segmento”, esclarece. Nessa perspectiva prática, a disciplina de Análise de Crédito e Cobrança, por exemplo, usa a ferramenta do SPC Brasil de forma on-line em sala de aula, simulando o que acontece no dia-a-dia das empresas.

SERVIÇO

O que: curso “Formação de Gestores para o Comércio”

Quando: inscrições até 11 de junho. Início das aulas dia 12 de junho.

Inscrições:

UCS Relações com o Mercado: (54) 3449-5203, com Catiane Zembruski

CDL Bento Gonçalves: (54) 3055-0566 ou [email protected]

            Mais informaçõeswww.cdlbento.com.br/cdl-treinamento

Crédito das imagens: Exata Comunicação

” Empresas apegadas a velhas crenças vão sucumbir”, afirma especialista em gestão

 “O mundo vive  um novo momento, de transformação digital,  voltado a empatia, a criatividade, a sustentabilidade do planeta. As empresas que ficarem apegadas a velhas crenças vão sucumbir”. A afirmação é da  professora Eliane Zanluchi, que palestrou hoje na reunião almoço do Centro da Indústria, Comércio e Serviços (CIC) de Bento Gonçalves.

20170717_123307Segundo ela, a quebra de paradigmas é urgente porque nesse novo modelo, são valorizadas as  economias criativa e compartilhada e também a espiritualidade. Como divisores de águas citou a inteligência artificial, que já substituiu parte do trabalho humano  atual e a economia criativa, através do qual a produção de bens também beneficia as classes menos favorecidas.

Como inteligência artificial citou o programa Watson, da IBM, como representante da computação cognitiva (aplicações e sistemas interagindo com humanos  em uma linguagem natural, ajudando a melhorar o mundo com inteligência extraída de dados).

Já como economia compartilhada ressaltou empresas que estão faturando alto ao vender dois em um. É o caso de uma empresa americana que a cada alpargata vendida, destina outra para pessoas de vários países do mundo que não tem o que calçar.

“Passivo deixado pela última edição da Fenavinho não é tão alto”20170717_122355

Antes da palestra de Eliane, a tribuna foi utilizada pelo empresário Moysés Michelon, que mais uma vez se pronunciou sobre a importância da retomada da Festa Nacional do Vinho (Fenavinho) para a história e a economia de Bento Gonçalves e região. Michelon entregou a imprensa e lideranças um relatório da primeira edição da Fenavinho, em 1969. Presidida por ele, a 1ª Fenavinho projetou Bento Gonçalves no cenário nacional, através da grande imprensa, pelo vinho e suco de uva distribuídos gratuitamente no centro da cidade. Michelon salientou que o passivo deixado  pela  última edição do evento,  em 2011, de R$ 1, 2 milhão, não é tão alto. “A doação, por parte da cada morador de Bento Gonçalves, do valor gasto com uma taça de vinho ou uma garrafa de cerveja, por exemplo, cobriria a dívida”