Posts

Edital de Criação e Formação – Diversidade das Culturas, da Fundação Marcopolo e Sedac RS, tem 6591 inscrições

O Edital Criação e Formação – Diversidade das Culturas, realizado pela Secretaria de Estado da Cultura em parceria com a Fundação Marcopolo com recursos oriundos da Lei nº 14.017/2020, a Lei Aldir Blanc, encerrou suas inscrições na terça-feira à noite contabilizando 6591 inscrições, sendo 3389 de Pessoas Físicas e 3202 de Pessoas Jurídicas. Com recursos de R$ 20 milhões, este é o maior edital para a Cultura realizado no Rio Grande do Sul.

O edital recebeu propostas de Pesquisa, Criação, Formação e Qualificação nas áreas do audiovisual, artesanato, artes visuais, circo, culturas populares, cultura viva, dança, diversidade linguística, livro, leitura e literatura, música, teatro, memória e patrimônio, e museus.

A distribuição de recursos chegará aos municípios do Rio Grande do Sul de acordo com a divisão demográfica da população do RS COREDES – Conselhos Regionais de Desenvolvimento. A seleção também contemplará pontuação específica para Diversidade e, nos projetos de Pessoa Física, 50% para cotas sociais.

“Foi um desafio incomensurável. Foi como estrear um espetáculo, sem ensaio e com as folhas da partitura embaralhadas.  Muitos que estão na gestão do projeto e que ficaram encarregados da busca ativa não se conheciam. Alcançar esse número recorde de inscritos foi uma bela finalização para um primeiro movimento desse grande concerto, mas exigiu muito esforço, dedicação e empatia”, comemora o coordenador do Edital, Luciano Balen.

“O número de inscritos traduz o sucesso que foi a parceria formalizada com a Fundação Marcopolo, garantindo que esses 20 milhões de reais, o maior investimento já feito em um edital da Cultura, chegue a trabalhadores e trabalhadoras do setor, por meio da Lei Aldir Blanc”, destaca a secretária da Cultura, Beatriz Araujo.

A nova etapa do Edital prevê a Habilitação e Seleção das propostas. Esta fase deve durar cerca de 15 dias. Depois, disso, os projetos selecionados deverão ser anunciados ao público. O acompanhamento de todo o andamento do edital pode ser feito através do site da Fundação Marcopolo (www.fundacaomarcopolo.com.br), além das redes sociais da instituição. Dúvidas também podem ser resolvidas em contato pelo e-mail: [email protected]br.

Corsan vai apresentar edital a prefeitura para retomada das obras da ETE Barracão

lKyYccNAkmSRPYR-800x450-noPadRepresentantes da Diretoria da Corsan vão apresentar ao prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin, às 10 horas desta sexta-feira (21) o Edital para contratação de empresa que deverá concluir ao obras da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Barração.  A reunião, prevista para acontecer inicialmente no último dia 14, deve marcar a retomada das obras da ETE, iniciadas em setembro de 2011 e interrompidas pela terceira vez na metade de 2016.

>>>> Relembre o caso lendo a reportagem de capa da edição de abril deste ano, elaborada pelo Jornal Integração da Serra: Esgoto de Bento Gonçalves continua sem tratamentopor atraso em obras da Corsan

Lançado o primeiro edital deste ano do Fundo Municipal de Cultura

O primeiro edital de Edital de cultura2017 para financiamentos de projetos culturais através do Fundo Municipal de Cultura (FMC), foi lançado na noite da última terça-feira (18), na Casa das Artes. Nesse edital estão sendo disponibilizando recursos financeiros na ordem de R$ 685.826,00, com teto de até R$ 33.000,00 por projeto concorrente. 

Entre as principais mudanças nesse edital em relação aos anteriores o limite de projetos aprovados por proponente e o prazo de execução. Segundo a nova redação, os proponentes poderão inscrever um número ilimitado de projetos, porém apenas um deles será financiado caso mais de um seja aprovado. Também de acordo com o novo texto, os projetos aprovados no Edital 01/2017 só poderão ser executados a partir de 2018. O Fundo Municipal de Cultura  foi instituído com o objetivo de incentivar o desenvolvimento e difusão de projetos ou produtos culturais e artísticos de Bento Gonçalves. O prazo para inscrições encerra no dia 25 de maio. 

O Fundo Municipal de Cultura foi instituído pela Lei Municipal nº 5.072, de 13 de setembro de 2010 e alterado pela Lei Municipal nº 5.467, de 15 de maio de 2012 e pela Lei Municipal nº 5912, de 4 de março de 2015. As regras e critérios apresentados no edital foram analisados e aprovados pelo Conselho Municipal de Política Cultural. A presidente do Conselho Municipal de Política Cultural, Ivete Todeschini Menegotto, ressalta que os incentivos financeiros do Fundo são repassados de forma democrática, viabilizando criações artísticas e culturais.Numa cidade onde não se desenvolvem os talentos, as pessoas adoecem”, salienta ela.