Posts

CDL-BG oferece curso sobre crédito, cobrança e direitos do consumidor

Qualificação orientará profissionais do comércio sobre como evitar problemas de inadimplência

 De acordo com dados recentemente divulgados pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Bento Gonçalves (CDL-BG) o percentual de dívidas no comércio local cresceu 5,85% no comparativo entre o primeiro semestre de 2018 com o mesmo período de 2017. O indicador, preocupante, vem acompanhando de um alerta: é preciso cuidado na hora de efetuar negócios para que uma boa oportunidade de venda não acabe se transformando em dor de cabeça ou, pior ainda, em prejuízo.

Disposta a auxiliar os empreendedores e profissionais do segmento a prevenir os transtornos – e lidar com os casos – relacionados à inadimplência, a entidade promove o curso “Crédito, Cobrança e Código de Defesa do Consumidor”, sob orientação da administradora Iara Cristina Bussolotto. Os encontros ocorrerão nos dias 14, 15 e 16 de agosto, das 19h30min às 22h, na sede da CDL-BG (rua Marechal Deodoro, 139, sala 501 – Galeria Zanoni).

Crédito, crediário, cobrança, código de defesa do consumidor e como evitar golpes são alguns dos tópicos a serem abordados pela instrutora a fim de fortalecer o conhecimento dos profissionais e evitar problemas de inadimplência de forma mais eficiente. Atuando há 24 anos como gestora nas áreas de finanças, assistência técnica, controle de estoque, recursos humanos e TI, Iara possui vasto conhecimento nas práticas administrativas e gerenciais do varejo. Ela é graduada em Administração pela Universidade de Caxias do Sul, com especialização em Gestão de Varejo e Pós-graduada em Controladoria- Planejamento e Controle.

 Sequence 02.Still007

Inadimplência em Bento Gonçalves

As dívidas dos consumidores bento-gonçalvenses chegam a R$ 12.165.433,60. Em 66,89% dos casos, são contas de até R$ 250, mas, em 22,37% deles, os débitos com o comércio superam os R$ 500 – é a segunda maior parcela de valores, perdendo somente para os da faixa entre R$ 100 e R$ 250, que correspondem a 23,67% do total. A maior parte dos inadimplentes (72,26%) está concentrada na faixa etária dos 30 aos 64 anos.

 SERVIÇO

O quê: curso “Crédito, Cobrança e Código de Defesa do Consumidor”

Quando: 14, 15 e 16 de agosto, das 19h30min às 22h

Onde: rua Marechal Deodoro, 139, sala 501 – Galeria Zanoni

Quanto: R$ 130 para associados à CDL-BG e R$ 190 para público e geral*

Inscriçõescdltreinamento@cdlbento.com.br | (54) 3455.0566

Associado do Sicredi tem desconto especial conforme consulta

 Foto: Daniel Anderson

Agenda 20/20 discute desafios regionais no CIC-BG

A Agenda 20/20, movimento que reúne diversos segmentos da sociedade gaúcha, chega a Bento Gonçalves, na próxima terça-feira, 31 de julho, para debater os desafios regionais em busca da transformação da realidade do Rio Grande do Sul. No salão de eventos do Centro da Indústria, Comércio e Serviços (CIC-BG), às 17h30min, serão apresentadas algumas tendências globais e o panorama socioeconômico da região e do Estado, através da Sinaleira 2020. A ferramenta é utilizada para mostrar mais de 50 indicadores, os quais estão divididos nas cores vermelho, amarelo e verde, simbolizando o que deve parar, o que deve melhorar e o que deve prosseguir, respectivamente.

A partir desses dados, representantes de entidades, do setor empresarial, de universidades, do poder público, entre outros organismos devidamente credenciados, serão convidados a propor ideias a serem implementadas no Estado. A Agenda 20/20 surgiu em 2006 com o propósito de criar uma agenda estratégica a fim de traçar os rumos de desenvolvimento para serem adotados pela iniciativa privada e pelo poder público desde aquele ano até 2020. Uma das maiores conquistas do movimento foi a aprovação da Lei de Responsabilidade Fiscal Estadual, no final de 2015.

A intenção do grupo é transformar o Estado por meio de informação qualificada, de mobilização da sociedade e de ações conjuntas para o bem comum. Tudo a partir de indicadores e dados socioeconômicos e encontros com a sociedade para construção de estratégias coletivas em mais de 10 áreas, entre elas agronegócio, desenvolvimento regional, educação, gestão pública, infraestrutura, inovação e tecnologia, saúde e segurança. Além do CIC-BG, a Universidade de Caxias do Sul (UCS) é parceira nesta atividade da Agenda 20/20.

Foto Humberto Busnello - Crédito Divulgação

Programação:

– Credenciamento

– Abertura

– Agenda 2020: tendências e indicadores Brasil/RS, com Humberto César Busnello, presidente do Conselho Superior da Agenda 2020

– Apresentação de indicadores regionais, com Leonardo Spindler, gestor de dados estatísticos da Agenda 2020

– Propostas para o futuro, dinâmicas de grupo, com Leandro Vignochi e Francisco Batista

Sobre a Agenda 2020

É um movimento da sociedade gaúcha que tem como objetivo tornar o Estado no melhor lugar para se viver e trabalhar. A Agenda 2020 busca transformar a realidade do Rio Grande do Sul por intermédio da mobilização de lideranças de todos os segmentos, da ação conjunta voltada para o bem comum e da informação qualificada. O primeiro passo nessa direção foi dado em março de 2006, em Porto Alegre, quando um encontro reuniu 850 voluntários, entre empresários, trabalhadores, políticos e entidades civis, representando diferentes segmentos da sociedade, na sede da FIERGS. A gestão executiva da Agenda 2020 é realizada pela Agência de Desenvolvimento Polo RS.

De lá para cá, em torno de mil voluntários vêm debatendo as necessidades para o desenvolvimento do Estado, identificando os gargalos que travam o crescimento e elaborando projetos em 11 Fóruns Temáticos. As prioridades definidas já geraram propostas detalhadas que foram entregues para os candidatos ao Executivo do Estado nas duas últimas eleições. A Agenda 2020 também faz o acompanhamento do que está sendo realizado pelo governo nas áreas definidas como prioritárias, entre elas: educação, saúde, segurança, agronegócio, cidadania e responsabilidade social, gestão pública, infraestrutura, inovação e tecnologia, meio ambiente e desenvolvimento regional.

Agende-se

O que: Agenda 20/20 apresenta Desafios Regionais: Bento Gonçalves

Quando: dia 31 de julho, às 17h30min

Onde: Salão de Eventos do CIC-BG (Avelino Luiz Zat, 95 – Fenavinho)

Informações: 2105-1999

Palestra no CIC-BG esclarece sobre transporte de resíduos

Encontro trata de dúvidas quanto à nova norma de controle de cargas em vigor no RS

 Em uma região produtiva como a da Serra, conhecer a legislação que envolve o transporte de resíduos é fundamental para a segurança não só das empresas como também de terceiros. Na próxima segunda-feira, 30 de julho, uma palestra sobre o sistema online do Manifesto de Transporte de Resíduos esclarecerá as dúvidas quanto à nova norma de controle de cargas em vigor no Rio Grande do Sul.

No Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC-BG), das 14h às 17h, dois especialistas vão dirimir dúvidas sobre a ferramenta digital que, desde o dia 30 de junho, a Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) adotou como forma de modernizar o sistema talonário e monitorar as cargas em tempo real, melhorando o controle ambiental.

A palestra, gratuita, será conduzida por Odilon Amado, diretor da Regional Sul da Associação Brasileira de empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes (Abetre), e Tiago José Pereira Neto, analista técnico do Conselho de Meio Ambiente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs).

As inscrições podem ser feitas no CIC (2105.1999), no Sindmóveis (2102.6800) ou na Movergs (2102.2450), promotores da palestra que tem apoio da Fundação Proamb.

Clóvis de Barros Filho: o que torna uma vida bem vivida?

Palestra promovida pela CDL-BG reuniu cerca de mil pessoas no Parque de Eventos

 O que faz a vida valer a pena? Esse dilema que cerca a existência humana desde os seus primórdios foi o tema central da palestra de Clóvis de Barros Filho – que utiliza a filosofia como fio condutor de sua fala –-, promovida na noite de 19 de julho pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-BG). Cerca de mil pessoas acompanharam a explanação no Pavilhão E do Parque de Eventos de Bento Gonçalves.

Durante aproximadamente 90 minutos, o público ouviu o professor incitar importantes reflexões. A primeira delas foi mostrar que quando o indivíduo não sabe para onde ir, todos os caminhos se equivalem. Dessa análise surgiu a pergunta central: que valores da vida são tão valiosos que servem para a reflexão universal? Ou seja, o que torna uma vida bem vivida? Citando renomados filósofos, como Epicteto e Aristóteles, o palestrante despertou o poder de cada um na tomada de decisões que apontam para o sentido da existência – já que nem tudo depende do acaso. “Você não pode influenciar a metade da sua vida que lhe é alheia, mas a outra, sim. Então gaste todas as suas fichas nas coisas que dependem de você”, exalta.

Essa recomendação ganha apelo ainda mais forte a partir de outra constatação trazida à pauta por Clóvis: a vida pode ser boa nesse exato momento. “A vida é agora. O lugar certo é onde você gosta de estar”.

Palestra de Clovis de Barros Filho promovida pela CDL-BG (8) - Cópia

Por isso, aconselha o professor, já passou da hora de pararmos de colocar na conta do acaso aquilo que é de nossa responsabilidade. As escolhas que fizemos durante a vida podem ser questionadas, e compreender se elas foram boas ou não depende do que esperamos da existência. Conduzindo o público pelo caminho da reflexão, ele fez uso da filosofia para ajudar a responder o que torna uma vida bem vivida. A resposta não é simples. “A felicidade acontece em um determinado lugar e instante toda vez que você, realmente, deseja que aquele momento que está vivendo pudesse durar um pouco mais. A felicidade é uma característica da vida que acontece quando você tem uma alegria tal que anseia por compartilhar. Se você teve um momento assim, foi genuinamente feliz”, disse.

Clovis de Barros Filho (1) - Cópia

 Ação estimula reflexão e reação

A palestra de Clóvis de Barros Filho foi promovida pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-BG), em parceria com a CDL Jovem, além de patrocínio de CIC-BG e Sicredi, e apoio de O Boticário, Farmácias São José e Bento Convention Bureau. A iniciativa encampada pela entidade teve o intuito de estimular a reflexão – e, principalmente – a reação diante do atual momento social. “A recessão econômica, a concorrência, a inadimplência, o pós-crise, a retomada. Argumentos para justificar problemas em nossos negócios não faltam. E, realmente, todos eles são plausíveis. Mas adianta só justificarmos as causas? Precisamos, mais do que nunca, ter atitude para mudar esse cenário. São muitos os desafios de nosso comércio, é verdade. Nosso trabalho deve ser sempre no sentido de despertar o interesse do público, lembrando que atendimento, qualidade e preço competitivo são decisivos para a compra. Precisamos estar abertos às novidades e exercer nossa criatividade para o mercado nos enxergar como case nesse competitivo ramo. A missão é árdua, sabemos bem. Mas é proporcional ao nosso talento”, disse o presidente da CDL-BG, Marcos Carbone.

 Crédito das imagens: Exata Comunicação

“Precisamos falar sobre política”, diz Simone Leite

Em palestra-almoço no CIC, presidente da Federasul defende engajamento empresarial para futuro político do país

 Direta, contundente e assertiva, a presidente da Federação das Entidades Empresariais do Rio Grande do Sul (Federasul), Simone Leite, fez um apelo à plateia que a assistiu no Centro da Indústria, Comércio e Serviços (CIC-BG) no dia 16 de julho: “nós precisamos falar sobre política”. Para ela, parte da responsabilidade vivenciada pelo país, com crises em diversas esferas – ética, moral e política, que desencadeou também o recesso econômico –, deu-se pela omissão dos brasileiros. “Enquanto negamos a política, alguém está nos governando, e muitos outros estão se preparando para assumir o poder. A política muda nossa vida, para o bem e para o mal”, advertiu.

Mas há espaço para mudanças, e isso passa pelas eleições em outubro – o que, para ela, é a pauta mais importante do país neste ano –, embora de nada adianta se não houver uma efetiva participação de empresários e comunidade em geral. “Temos que influenciar, sermos elementos ativos na transformação de nosso Estado, de nosso país, que só vai mudar através da política”. Simone defende que não basta votar e se resguardar com o resultado. “Alguém foi eleito e estará governando nossa vida”, comentou.

Para ela, não basta cumprir com o dever cívico nas eleições. É preciso participar. “Vivemos numa sociedade individualista, é mais cômodo se esquivar das responsabilidades, delegar nossas responsabilidades”, ponderou. A dirigente da Federasul, por exemplo, não evitou o peso do cargo. Uma das primeiras atitudes como primeira mandatária mulher da entidade foi mudar o estatuto que não previa manifestações políticas e religiosas na associação. E foi além. No último congresso da entidade, em junho, os pré-candidatos ao governo do Estado da esquerda não foram convidados para o painel político do encontro. “Acho que a Federasul deixou de ser hipocritamente isenta quando não chamou esses pré-candidatos que não têm os mesmos valores da classe produtiva gaúcha”, argumentou. A atitude, segundo ela, evita a recorrente prática de os empresários financiarem um pouco cada candidatura – assim ficariam de bem com qualquer que fosse o vencedor –, até então uma ação comum antes da mudança do financiamento de campanha.

Simone também criticou quem tem defendido votos em branco ou nulo como sinal de protesto à classe política. “Que protesto é esse?”, indagou. “É omissão total, anular o voto pra dizer depois “eu não votei em ninguém porque ninguém me representa”. “Como se fosse possível alguém não se eleger”.

Sobre o Rio Grande do Sul, a presidente da Federasul disse que a sociedade gaúcha vive uma crise financeira. Por isso, criticou os partidos de centro-direita que buscam protagonismo num momento em que o Estado precisa estar unido. “É uma cultura que cada um de nós pode influenciar. Já imaginaram se o MDB, o PSDB, o PP, o Novo e outros partidos estivessem juntos com um único projeto de reconstrução do Estado do Rio Grande do Sul? Teríamos condição de ganhar no primeiro turno e legitimidade para governar com uma Assembleia Legislativa mais organizada”.

Aliás, Simone criticou duramente o Parlamento. Para ela, se repetirá o que ela chamou de “uma Assembleia ideologicamente prostituída”. “Eu vou muito à Assembleia e vejo os partidos dizendo, “não somos mais da base do governo, não vamos ajudar o Sartori”. Como se votar algo importante fosse para ajudar o governador que ora ocupa o Palácio Piratini”.

Para mudar esse cenário de crise na política nacional e de finanças no Estado, Simone prega serenidade e coragem. “ Que consigamos transformar nosso espírito empreendedor numa força política, numa voz ativa na construção do Brasil e do Rio Grande que nós todos queremos”.

 Simone Leite

Empresariado pode e deve melhorar o país

O conceito de engajamento político por parte da classe empresarial é uma das bandeiras que o presidente do CIC-BG, Elton Paulo Gialdi, vem defendendo de forma contundente desde que assumiu a presidência da entidade bento-gonçalvense. “A classe empresarial precisa conhecer e utilizar a sua força. Precisamos assumir nossa responsabilidade e protagonizarmos as escolhas políticas das quais depende o progresso de uma nação.

Como empresários, somos importantes na cadeia de desenvolvimento do país: empregamos, geramos riquezas através de impostos. Mas além de cuidarmos de nossos negócios, devemos ser mais participativos e contundentes com nossas demandas. Isso significa exercitar a cidadania e a liderança. Faz parte do nosso dever ajudar uma sociedade que tanto carece de bons exemplos”, disse, ao sensibilizar o empresariado local a fazer parte desse projeto de mudança.

Crédito das imagens: Barbara Salvatti/Exata Comunicação

7º Meeting da Construção vai ser realizado no dia 16 de agosto em Bento

A Economista do Ano 2016 no RS, Patrícia Palermo, está confirmada para o evento

O Meeting da Construção é um encontro anual de empresários, que reúne associados da Ascon Vinhedos e interessados ou envolvidos com o setor da construção civil. Realizado pela Ascon Vinhedos, em 2018 o encontro acontece na noite de 16 de agosto, com recepção às 18h30min e início às 19h, no Salão Principal do Centro de Eventos do CIC, no Centro Empresarial de Bento Gonçalves, bairro Fenavinho. Cerca de 250 profissionais e empresários do setor, são esperados no evento que trata de informações relevantes ao setor, com temas do panorama econômico, cenários e perspectivas e cases de sucesso.

Respeitado e sempre aguardado pelas empresas da região, o Meeting da Construção, desde o seu lançamento em 2012, traz referências e personalidades de notoriedade no mercado nacional em suas áreas de atuação. A primeira palestrante da noite será Patrícia Palermo, escolhida a Economista do Ano 2016 do RS, agraciada com o prêmio 2017 “Mulheres que Inspiram” – da revista Donna, autora de livros, consultora, professora e palestrante. A palestrante falará sobre o momento econômico atual, salientando o impacto das decisões de política econômica, atuais e passadas, sobre a dinâmica da economia, bem como as perspectivas de curto e médio prazo para a economia brasileira. O tema da palestra será – As certezas e incertezas do Brasil no cenário político e econômico e seus impactos no setor da construção civil.

Patrícia Palermo_Crédito_Thallys Costa

“Contextualizando o cenário econômico atual, apresentarei o diagnóstico da conjuntura econômica atual, abordando as perspectivas de curto e médio prazo para a economia brasileira para variáveis como PIB, consumo das famílias, investimentos, preço, juros e câmbio. Traremos ainda informações sobre as finanças públicas e o impacto sobre a dinâmica da economia nacional e sobre o impacto das eleições na economia brasileira”, destaca a palestrante Patrícia. Todos os aspectos citados, terão um fechamento com a repercussão do cenário político-econômico sobre o setor da construção civil. Uma economista de referência, com apresentação prática e ilustrativa, trazendo valiosas informações para nortear as ações estratégicas das empresas do setor.

O segundo palestrante da noite será divulgado em breve. Nos últimos anos, o evento contou com a presença de palestrantes renomados, entre eles o Ministro do Trabalho – Ronaldo Nogueira e o Economista Gesner Oliveira, em 2017. Segundo o presidente da entidade, Adriano Marcelo De Bacco, ao aproximar pessoas e empresas com objetivos afins, a Ascon Vinhedos cumpre o seu papel social de entidade de classe. “A representatividade da construção civil no crescimento do país é indiscutível, pois contribui, de maneira muito particular, no desenvolvimento da nação, na construção de moradias, geração de empregos na cadeia produtiva e tem intensa participação econômica e social”, destaca De Bacco.

 

O que: 7º Meeting da Construção*

Quando: 16 de agosto

Onde: Salão Principal do Centro de Eventos de Bento Gonçalves – CIC

Horários: recepção 18h30min, início 19h

Realização: ASCON Vinhedos

Informações e reservas: (54) 3454 5734 / ascon@asconvinhedos.com.br, com Gabriela

*Palestras e Jantar com bebidas inclusas – consulte ingressos e valores

Presidente da Federasul palestra no CIC de Bento Gonçalves

Engajamento Cívico será o tema da conversa de Simone Leite no próximo dia 16

 O atual quadro político-econômico do país suscita uma série de debates – e várias ideias promissoras advêm dessa situação a fim de livrar o país da instabilidade. Essa sensibilização por mudanças carrega consigo um conceito que ganhou o nome de Engajamento Cívico – tema que a presidente da Federação de Entidades Empresariais do Rio Grande do Sul (Federasul), Simone Leite, explora no Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC-BG), durante palestra-almoço dia 16 de julho (segunda-feira).

No encontro, Simone apontará que é preciso maior envolvimento do empresariado com as questões que definem os rumos do país. Ela defende o protagonismo da classe produtiva, grande condutora do Brasil com os empregos e os impostos gerados, para mobilizar a classe a fim de não terceirizar responsabilidades. “A Federasul acredita que o desenvolvimento econômico precede o social. Por isso, é nosso dever, enquanto empresários, incentivar o debate público e lutar por um ambiente menos hostil ao empreendedor”, diz.

Nesse entendimento, o empresário precisa atuar de forma a fazer a diferença, sendo um ente na defesa dos interesses da atividade e ampliando o discurso do voto consciente, de acordo com ela. O engajamento cívico, nesse caso, passa, necessariamente, pelas eleições. O voto, portanto, não deve ser nulo nem em branco, na opinião da presidente da Federasul, pois isso afasta os empresários de temas centrais do desenvolvimento brasileiro. Uma forma de se buscar essa consciência é participando das soluções dos problemas, de modo a transformar os empresários numa fonte coletiva de mudanças. E isso também deve contar com o apoio das entidades de classes, tradicionais fontes de protagonismo, liderança e desenvolvimento.

07/11/2017 - Porto Alegre, RS, BRASIL - RENASCER AOS 90 ANOS, NOVA SEDE DA FEDERASUL (Federação de entidades empresariais do RS). Inauguração do novo espaço e comemoração dos 90anos.Foto: Itamar Aguiar/Agência Freelancer.

Simone Leite foi eleita presidente da Federasul para a gestão 2016/2018 – sendo a primeira mulher a ocupar o cargo máximo da Federação de Entidades Empresariais do Rio Grande Sul. Ali já atuou na condição de vice-presidente de Integração, desde 2012, promovendo o associativismo no Estado. A gestora participa do cotidiano de entidades de classe desde 2006, tendo presidido a Câmara da Indústria, Comércio e Serviços de Canoas (CICs), e sido secretária de Desenvolvimento Econômico de Canoas entre 2009 a 2011. Natural de Estância Velha, formada em administração de empresa, atua como diretora administrativo-financeiro do Grupo Urano, em Canoas, além de integrar diversos conselhos superiores de empresas.

Os ingressos para a palestra podem ser adquiridos no CIC-BG pelo valor de R$ 75,00 para associados e de R$ 105,00 para não sócios. Outras informações podem ser obtidas pelo fone 54. 2105.1999.

SERVIÇO

O que: palestra com a presidente da Federasul, Simone Leite. Tema: Engajamento Cívico

Quando: dia 16 de julho, às 11h45min

Onde: Centro Empresarial de Bento Gonçalves/CIC-BG (Rua Avelino Luiz Zat, 95)

Quanto: R$ 75 (associado) e R$ 105 (não associado)

Legenda: Simone Leite palestra no CIC no próximo dia 16.

Crédito: Itamar Aguiar

Esportivo sensibiliza diretoria do CIC-BG em busca de apoio

Clube procura parcerias com a comunidade empresarial para a manutenção da estrutura das categorias de base

Um time de todos: assim se define o Clube Esportivo de Bento Gonçalves, da mensagem que acompanha seu logo até a proposta de atuação social. Visando a continuidade de sua trajetória quase centenária, e de suas contribuições junto à comunidade, a agremiação está procurando parceiros que colaborem com a manutenção das atividades da categoria amadora planejadas ao longo deste ano.

Sensibilizando o empresariado para essa realidade, integrantes da diretoria do Esportivo apresentaram os projetos de trabalho e compartilharam detalhes sobre a situação financeira do clube aos diretores do Centroda Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves.

Estadio copy

Uma das estratégias na captação de aliados é utilizar as leis de incentivo ao esporte para que empresas possam destinar parte de seus impostos à instituição. “Para mantermos a base e o time jogando, nesse ano ainda precisamos de um aporte financeiro de em torno de 100 mil reais”, diz o diretor financeiro do clube, Edgar Brandelli.

O Parque Esportivo Montanha dos Vinhedos é um dos complexos mais bem estruturados do interior do Brasil e o clube continua em processo de expansão. Além de contar com alojamento e academia, tanto para a base quanto para os profissionais, a diretoria está investindo na construção de um campo complementar. Parte da receita do clube é oriunda da venda de camisetas, das mensalidades dos sócios, das vendas de placas publicitárias, da bilheteria e de patrocínios em geral. Contudo, o montante não é suficiente para superar um déficit que o clube possui em relação à divisão amadora. As despesas se dão pela desproporcionalidade entre o que é lucrado com o profissional e o que é oferecido à base.

Reunião CIC

O clube é um dos orgulhos da cidade. Muitos empresários e políticos emprestaram seus conhecimentos na administração do Esportivo e contribuíram na conquista de importantes feitos, como o vice-campeonato gaúcho de 1979 e seis títulos de Campeão do Interior. Assim como a Maria Fumaça, a Fenavinho e a Pipa Pórtico, o Esportivo é um dos símbolos de Bento Gonçalves e um dos pilares no desenvolvimento de sua sociedade.

Aposta nas categorias de base
A base do clube Esportivo, atualmente, é referência na região. São mais de 200 crianças e adolescentes com idade entre 6 e 17 anos atuando nas categorias. Os treinos ocorrem no antigo estádio da Montanha dos Vinhedos, na avenida Osvaldo Aranha, região central de Bento Gonçalves. Cada categoria treina duas vezes por semana, totalizando cerca de cinco horas de atividade que ocorrem sempre em turno oposto ao das aulas. Eles também participam de competições locais e estaduais, sendo que, nessas ocasiões, o Clube Esportivo oferece aos atletas subsídio em alimentação e transporte.

A proposta, mais do que formar atletas, é preparar esses jovens para vida, constituindo cidadão íntegros para o convívio em sociedade. “Esse projeto é muito mais do que simplesmente futebol, é uma oportunidade de organização, de responsabilidade, que realmente faz a diferença para esses jovens e pode ajuda-los a ter uma vida melhor. Fazer parte desse processo é fabuloso”, comenta o presidente do Conselho Superior do CIC e conselheiro do Esportivo, Laudir Miguel Piccoli.

Como ajudar
Os interessados em conhecer mais sobre a atuação do clube na esfera de contribuições sociais podem contatar o CIC-BG pelo fone 2015.1999 e descobrir, também, de que formas é possível contribuir com as ações e projetos do clube para 2018.

Delegado da Receita Federal palestra sobre destinação de imposto de renda no CIC-BG

Nilson Sommavilla é o convidado da palestra-jantar que ocorre nesta segunda-feira, dia 09

 Abril é o mês do acerto de contas com o Leão – até o dia 30, os brasileiros precisam encaminhar a documentação que determina a tributação sobre os rendimentos acumulados em 2017. Na hora de finalizar a papelada que vai para o Governo, os contribuintes têm, muitas vezes, dúvidas acerca de uma benéfica prática social cada vez mais frequente: destinar parte de arrecadação para causas assistenciais.

Os fundos de incentivos fiscais podem ajudar uma série de entidades a aumentarem o número de crianças e adolescentes beneficiados por propostas sociais. Dirimir dúvidas quanto à destinação do imposto de renda a esses mecanismos é o tema da palestra-jantar que o auditor fiscal e delegado da Receita Federal em Caxias do Sul, Nilson Sommavilla Primo, fará no Bento Gonçalves Centro Empresarial, no dia 9, às 19h30min.

Nilson Sommavilla - crédito divulgação

 A convite do Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves, ele apresenta as possibilidades de destinações dedutíveis aos fundos de incentivo aos jovens. Na palestra Destinação do Imposto Renda – Ato de Cidadania, Primo abordará, entre outros temas, as principais dúvidas quanto a procedimentos e vantagens em apoiar causas sociais. “Muitas pessoas acreditam que, ao fazerem a destinação, ela pode ficar retida em malha, o que não é verdade”, diz.

 Primo é formado em Administração de Empresas e Ciências Contábeis, com especialização em Contabilidade Financeira, e já foi chefe da agência de Bento Gonçalves da Receita Federal.

 Os interessados em participar podem confirmar sua adesão à palestra-jantar pelo telefone (54) 2105.1999. O ingresso para o jantar custa R$ 75,00 para associado e R$ 105,00 para não sócios ao CIC-BG.

SERVIÇO

O que: jantar-palestra com o delegado da Receita Federal em Caxias do Sul, Nilson Sommavilla Primo

Quando: 09 de abril, às 19h30

Onde: Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves

Informações: pelo fone 54. 2105.1999 ou e-mail qualificacao@cicbg.com.br

Mérito Lojista 2017 premia Puls.com, Dolce Gusto e Motolife

Além dos agraciados nas categorias Comércio, Serviços e Jovem Empreendedor, Henrique Caprara foi homenageado com o troféu Personalidade

As histórias mais marcantes do empreendedorismo bento-gonçalvense foram conhecidas durante a cerimônia do prêmio Mérito Lojista 2017, promovido pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Bento Gonçalves (CDL-BG) na noite desta quinta-feira, 5 de abril, no Hotel Dall’Onder. Cerca de 300 pessoas, entre associados, autoridades e imprensa, acompanharam a entrega dos troféus para Plus.com, em Comércio; Dolce Gusto, em Serviços; Matheus Afonso Lazzarotto, da Motolife veículos e acessórios, como Jovem Empreendedor. Também houve a outorga do título Mérito Lojista Personalidade ao empresário Henrique Alfredo Caprara.

FLM_9822

Cada um dos mais de 30 concorrentes apresentou um case contando sua história. Esse material foi submetido à votação pelos próprios associados à entidade, com cerca de 200 votos. Entre os critérios de avaliação, figuram quesitos como a abertura de um comércio ou desenvolvimento de novo serviço; aumento da estrutura física, ampliação ou mudança de instalações; geração de novos empregos; participação ativa em atividades comunitárias e/ou projetos sociais; implantação de processos de gestão e desenvolvimento de inovações em seu estabelecimento, entre outros.

“Acima de tudo, esse foi um momento de celebração e de orgulho para todos os que atuam nos setores do comércio e serviços. Todos somos vencedores porque mantivemos as portas de nossos negócios abertas mesmo durante um ano muito difícil como foi o de 2017, atendendo os clientes com carinho, dedicação e excelência. Superamos a recessão econômica e conseguimos extrair bons resultados de um ano que colocou a prova todo o talento empreendedor do nosso setor. Prova disso é cada um dos cases inscritos no Mérito Lojista 2017”, assinalou o presidente da CDL-BG, Marcos Carbone.

FLM_0034

Conheça os agraciados do Mérito Lojista 2017

Mérito Lojista Comércio: Plus.com

Loja exclusiva plus size, a Plus.com inaugurou em novembro, acompanhando o movimento do mercado: 56% da população brasileira e 63% da população gaúcha está acima do peso ideal – configurando-se como loja exclusiva para atender esse perfil de consumidor. Oferece opções de cores, estampas, decotes e modelos da moda, favorecendo e valorizando o estilo de cada cliente. A Plus.com é sinônimo de fortalecimento da autoimagem e da confiança própria de cada pessoa.

Mérito Lojista Serviços: Dolce Gusto

Em 2017, a loja no bairro São Bento foi renovada, refletindo o DNA da marca, que prima pela sofisticação, sem perder o toque de tradição. Aliado a isso, foi atualizada a identidade visual e agregadas comodidades aos clientes, como o Pet Stop junto à entrada da loja. Preocupados também com a origem dos insumos, adquiriu, na localidade de Pinto Bandeira, uma área de terras para produção de uma parte dos ingredientes utilizados pela empresa. A Dolce Gusto conta com uma equipe de 50 profissionais preocupados em fazer sempre o melhor para os clientes.

 Mérito Lojista Jovem Empreendedor: Matheus Afonso Lazzarotto, Motolife veículos e acessórios

Em 2017, a loja foi premiada pelo Moto Honda da Amazônia, com a concessão para o empresário Matheus Afonso Lazzarotto abrir uma nova unidade na cidade de Caxias do Sul. A nova loja foi aberta no dia 1º de janeiro de 2018, superando as expectativas de vendas e aceitação dos caxienses logo nos dois primeiros meses de funcionamento. Construída em uma área de 900 m², a Motolife de Caxias do Sul comercializa motocicletas, acessórios e presta assistência técnica. Com moldes mais modernos de atendimento para aproximar os vendedores dos clientes, chamou a atenção dos que visitaram o espaço.

Mérito Lojista Personalidade: Henrique Alfredo Caprara

Empresário do setor de comunicação, Caprara é formado em Direito pela UCS, jornalista e diretor do Sistema S de Comunicação, grupo responsável por levar informação aos lares bento-gonçalvenses há 50 anos, bem como pela promoção de eventos de expressão estadual que contribuíram para a projeção do município. Desenvolveu intensa atividade política, social, comunitária e de liderança empresarial, entre elas: presidente do Clube Esportivo, presidente da Associação dos Jornais do RS, fundador e vice-presidente da União Gaúcha dos Estudantes do Ensino Comercial, vereador e secretário municipal.

Lançamento de parceria com a UCS

Comprometida a investir em ações que gerem retornos para o associado, a CDL-BG lançou oficialmente uma novidade em favor da qualificação e aperfeiçoamento dos profissionais dos setores que representa: a Escola de Negócios CDL/UCS, em parceria com a Universidade de Caxias do Sul. A assinatura do contrato ocorreu durante a programação da solenidade de revelação do Mérito Lojista, envolvendo o presidente da CDL-BG, Marcos Carbone, o Vice-reitor da Universidade de Caxias do Sul, professor Odacir Graciolli, e o sub-reitor do campus Universitário da Região dos Vinhedos, Miguel Ângelo Santin.

Planejado para qualificar as pessoas do comércio, a iniciativa tem como primeira ação a realização do Curso de Formação de Gestores para o Comércio. Valendo-se da linguagem do dia a dia dos comerciantes e comerciários de nível gerencial, vai capacitar profissionais para atuarem na gestão e coordenação de equipes.

O curso tem carga horária de 150 horas, divididas em 13 módulos. O início das aulas está previsto para o dia 16 de maio de 2018, com aulas ministradas na sede da CDL-BG. O curso já é oferecido em Caxias do Sul e outras cidades da região, mas essa será a primeira turma em Bento Gonçalves. O corpo docente será composto por professores da UCS Caxias e por outros profissionais que atuam na área. O público alvo são profissionais ligados ao comércio, que buscam desenvolver, de forma consistente e ágil, habilidades de gestão demandadas em seu dia a dia profissional. Ou seja, é um curso aberto a participação de toda a comunidade local. Os valores variam: para associados da CDL-BG, acadêmicos e egressos da UCS o custo é de R$ 2.780,00 à vista ou 1+9 parcelas de R$305,00. Já para o público em geral, o curso sai por R$ 3.340,00 à vista ou 1+9 parcelas de R$ 367,00. Mais informações podem ser obtidas com a CDL, pelo fone (54) 3455-0555, ou com a UCS, pelo fone (54) 3449-5203.