Posts

Suculentas, cactos e folhagens por m.e.dite Arte

Montagem de minijardins em recicláveis, iniciada por hobby, se torna fonte de terapia e renda extra para grupo de amigas

Por Natália Zucchi

A enóloga Gisele Gugel, residente em Bento Gonçalves, em 2016, num período de estresse e ansiedade, encontrou na lida com a terra e com mudas de plantas uma forma de relaxar. Gisele, sua mãe Silvana e sua irmã Michele, mais a estudante de Biologia da UCS, Kétini Baccin, desde o ano passado se reúnem em dois turnos por semana para a produção de minijardins, que começaram a ser comercializados há três meses, na segunda edição do Mercado de Rua, ocorrida no município em dezembro de 2017, na Rua Coberta. “Os minijardins, que são decorações vivas para todos os tipos de lares e ambientes, acompanham a tendência de residências, cada vez menores e com pouco espaço para o cultivo”, explica Gisele.

MEDITEARTRE (2)

MEDITEARTRE (1)

meditearte9

Através da proposta, denominada m.e.dite Arte, mudas de suculentas, cactos e folhagens ganham mais vida e personalidade nas mãos das integrantes do grupo e dos recipientes reciclados e personalizados. Em cerca de três meses de produção foram comercializados mais de 150 minijardins, a valores que variam entre R$ 3,00 e R$ 60,00.

meditearte2

Elas trabalham com plantas perenes, que mantém suas folhas o ano inteiro. “Focamos em plantas que se mantém vivas em todas as estações do ano. Por isso, não optamos pelas flores, uma vez que elas são sazonais – florescendo em diferentes estações do ano”, explica Kétini.

MEDITEARTEGISELEMICHELEKETINI

Arranjos em recipientes recicláveis

Nos dois encontros semanais do grupo, diversas espécies perenes se transformam em arranjos criativos colocados em recipientes recicláveis, como frascos de geleia, rolhas de vinho e espumante, xícaras de porcelana, copos, taças de vidro, canecas, aquários, entre outras opções que o imaginário permitir. Também estão sendo utilizados recipientes personalizados, desenvolvidos em parceria com a Blu3D, marca autoral e independente de Bento Gonçalves. São caveiras, animais e personagens da cultura pop, como Darth Vader do universo Star Wars, que ganham um novo penteado com as texturas e tonalidades de cada espécie.

meditearte10

meditearte12

Se o cliente fornecer um recipiente especial, o valor fica mais acessível. Para o transporte dos minijardins o grupo desenvolveu uma embalagem que não amassa a planta, charmosa e ecológica, feita de papel. Gisele adianta que neste ano vão apostar em outros materiais sustentáveis, aderindo a madeira, eletrônicos e vasos autoirrigáveis.

LEIA TAMBÉM: Interiorização e autoconhecimento proposto pelo Projeto Céu Azul em Bento Gonçalves

meditearterolhas

Dicas de irrigação

Gisele mantém em casa, com o intuito de ter a produção independente, pequenos berçários com mudas em diferentes estágios de desenvolvimento e enraizamento. “O mais importante é a planta enraizar no vaso. Depois vem o acabamento. Quando elas estiverem no seu novo lar, indicamos que seja dado água uma vez por semana para suculentas e folhagens. Para os cactos, a cada 15 dias, nos meses mais quentes. Já nos meses mais frios, a cada 15 e 30 dias, respectivamente”, explica Gisele.

meditearte8

MEDITAARTE

Vendas online

A m.e.dite Arte firmou uma parceria com a ONG Patas e Focinhos, destinando 50% do valor das vendas de minijardins pré-selecionados para a causa animal.

Sem espaço físico, o relacionamento do grupo com o cliente é feito através das redes sociais, na página facebook.com/meditearte ou no Instagram.

LEIA TAMBÉM: Patas e Focinhos : Integração na rede de apoio a animais abandonados ou vítimas de violência

Meditearte1

meditearte13

meditearte5

meditearte6

SAIBA MAIS: Projeto Ações Para o Bem na defesa da causa animal através da reciclagem