Posts

Revistaria/tabacaria resiste a ano marcado pela pandemia

Por Rodrigo De Marco

[email protected]

@sr_demarco 

O comércio físico enfrentou um 2020 engolido por uma das crises econômicas mais severas das últimas décadas. Com as lojas fechadas, a venda online disparou e, mesmo com a reabertura gradual ocorrida nos últimos meses, o efeito da web já havia sido desastroso para muitos comerciantes. As revistarias, que nos últimos anos têm sofrido com a queda na venda de revistas, também estão entre as categorias mais afetadas. O Integração da Serra conversou com Lapaschy Locatelli, 31 anos, sócio da Havana Smoke And More, a única revistaria e tabacaria de Bento Gonçalves. Locatelli relatou as dificuldades enfrentadas neste ano e o que almejam a partir de agora, já pensando em 2021.

Há quantos anos existe a Havana Smoke And More?

Locatelli: A Havana foi criada em abril de 2003, e eu virei socio no final de 2009. Este ano completo 11 anos de loja.

A revistaria e tabacaria conta com aproximadamente quantos itens?

Locatelli: Temos centenas de revistas, quadrinhos e mangás. A tabacaria tem dezenas de variedades como charutos, tabacos, isqueiros.

Qual foi o impacto da pandemia nos negócios de vocês?

Locatelli: O período de março a maio foi o pior. Foram 28 dias totalmente fechados e depois algumas semanas o comercio abria e voltava Revistaria/tabacaria resiste a ano marcado pela pandemia a fechar em seguida. No total foram quase 2 meses sem operar, porém com o custo não muito abaixo do normal, resultando em muito prejuízo.

A venda na Havana teve um impacto de quanto por cento, comparando com 2019?

Locatelli: Aproximadamente 20% de queda.

Recordo na conversa em off que tivemos que tu comentou que foi a tabacaria que salvou o ano da Havana. Comente.

Locatelli: Com a diminuição de praticamente 40% na produção de revistas, algumas variedades ficaram escassas. Além disso com a queda do poder aquisitivo, vários clientes fiéis deixaram de comprar revistas. Em contrapartida, talvez, devido a ansiedade, preocupação e diminuição do horário de trabalho, pessoas passaram a consumir mais produtos de tabacaria.

Vocês já estão sentindo uma melhora neste final de 2020?

Locatelli: Melhorou se compararmos ao primeiro semestre, naturalmente devido a volta da circulação. Não seria uma melhora exatamente, mas uma volta ao normal.

Qual é a expectativa para 2021?

Locatelli: Creio que o primeiro trimestre será bastante difícil para o comércio, mas após a vacinação da maioria, tenho fé de que as coisas voltem ao normal.

Quais foram as estratégias utilizadas para driblar o impacto econômico deste ano?

Locatelli: Redução de custos e maior divulgação nas redes sociais.

Quais são os desafios de estar à frente de um empreendimento?

Locatelli: Hoje o maior desafio da loja física é o comercio eletrônico.

Como tem sido a comunicação com fornecedores nesse período de pandemia?

Locatelli: Praticamente não há visita de fornecedores. As compras são feitas pelo whatsapp e encaminhadas por transportadora ou correios. A Havana Smoke And More está localizada na rua Marechal Deodoro, 238, Centro, no Shopping Bento.

Fotos: Rodrigo De Marco 

revistaria

tabacaria