Posts

Literatura é tema de podcast do jornalista caxiense Ronaldo Bueno

Com estreia no dia 24, “Atraverso” terá episódios inéditos publicados quinzenalmente, às terças-feiras

Fazer uma jornada entre histórias, autores e personagens. É com esse propósito que o jornalista Ronaldo Bueno, 26 anos, lança no próximo dia 24 o Atraverso, podcast sobre literatura que pretende oferecer aos ouvintes uma espécie de curadoria, apresentando escritores, trazendo curiosidades sobre livros, contextualizando obras e proporcionando leituras alternativas sobre histórias já conhecidas. Os episódios serão disponibilizados quinzenalmente, às terças-feiras (18h), nos principais agregadores de streaming, e reprisados pela Rádio Pinguim (www.radiopinguim.com.br) às terças (20h), quintas (21h) e sábados (13h).

 

“Os índices de leitura no país pioraram nos últimos quatro anos. Para se ter uma ideia, de 2016 pra cá, perdemos 4,6 milhões de leitores, segundo a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil. Ao mesmo tempo, a procura por clubes de leitura tem crescido bastante. Existe uma demanda por curadoria na hora de escolher os livros. As pessoas querem saber por onde começar, que autores precisam ler, se compram best-sellers ou livros aclamados pela crítica. É neste sentido que um podcast pode ajudar tanto os leitores mais experientes quanto os que buscam criar ou retomar o hábito da leitura”, salienta Bueno, ouvinte assíduo de podcasts de gêneros variados há alguns anos.

 

Debruçado sobre o projeto desde abril em todas as suas fases, do planejamento até os últimos preparativos para o lançamento, o apresentador adianta que os episódios seguirão um perfil narrativo, recorrendo a técnicas tipicamente jornalísticas, como apuração de informações, entrevistas, descrição e contextualização. Cada programa terá uma pauta e uma estrutura narrativa pensadas especialmente para o assunto abordado.

 

Habituado a ler desde a infância, o jornalista cita os livros de mistério da Coleção Vagalume, as aventuras de Harry Potter e os romances policiais da Agatha Christie entre os que iniciaram sua trajetória como leitor. “Com o tempo, fui descobrindo outros autores, mergulhando em textos mais difíceis e amadurecendo. A descoberta de Memórias Póstumas de Brás Cubas, do Machado de Assis, ainda no ensino médio, e Crônica de uma Morte Anunciada, do Gabriel García Márquez, no primeiro ano de faculdade, foram momentos decisivos da minha relação com os livros”, recorda.

 

E prossegue: “Acredito na literatura como hábito social e como ferramenta de cidadania. Os livros não podem ser vistos como objetos artísticos intocáveis, descolados da realidade. A literatura faz sentido quando conseguimos, ao final de um livro, entender um pouco mais sobre o mundo em que vivemos. Acredito na leitura como uma experiência que precisa ser compartilhada, debatida”.

 

No episódio de estreia, Bueno recebe o pernambucano Marcelino Freire, com quem conversa sobre a linguagem das ruas na literatura. “O Marcelino é um autor que me conquistou logo nas primeiras linhas de Rasif: mar que arrebenta (2008). Ele tem uma escrita que nos provoca a sair das bolhas em que estamos para olhar o que está acontecendo ao nosso redor, à margem da sociedade. O texto do Marcelino é como um grito abafado, que precisa ser ouvido. E tudo isso com uma narrativa fluída, com marcas de oralidade, personagens que saltam das páginas. É uma literatura necessária, sobretudo nos tempos bicudos em que vivemos.”

 

Marcadores colecionáveis

O Atraverso tem apoio cultural da Do Arco da Velha Livraria e Café. Na semana de lançamento do podcast, de 23 a 28 de novembro, quem adquirir livros na loja física (Rua Dr. Montaury, 1570 – Centro, Caxias do Sul – RS) ou por meio do site www.doarcodavelha.com.br ganhará um marcador de página colecionável do podcast. Neste primeiro momento, são três modelos, assinados pelo designer Gabriel Radaelli. Novas estampas serão lançadas nos próximos meses. A coleção completa conta com 11 marcadores diferentes.

Atraverso 3

 

“Ler é atravessar universos”

Radaelli também foi responsável pelo processo de naming e desenvolvimento de marca. O nome Atraverso faz uma analogia entre literatura e travessia. Remete ao propósito do podcast: fazer uma jornada entre histórias, autores e personagens. Também carrega um sentido poético: ler é atravessar universos e desvendar horizontes. “Além disso, a literatura está repleta de travessias, desde a Odisseia, de Homero, passando por A divina comédia, Os Lusíadas, Dom Quixote, A volta ao mundo em 80 dias e Vidas Secas”, lembra Bueno.

 

Já a identidade visual traz dois pássaros como símbolo. Desde tempos antigos, os pássaros são vistos como criaturas transcendentais por cruzarem céus e mares. Sua capacidade de voar é frequentemente associada à criatividade e à liberdade, duas características essenciais à literatura. Também são animais de comportamento coletivo, pois vivem em ninhos e migram em bandos, casando com a ideia de formar uma comunidade de leitores-ouvintes.

 

As redes sociais do podcast já estão em funcionamento. Além dos perfis oficiais no Instagram e no Facebook @atraversopodcast, o público poderá interagir enviando comentários ou sugestões de temas pelo e-mail atraversopodcast@gmail.com.

 

Sobre o apresentador

Ronaldo Bueno é jornalista graduado pela Universidade de Caxias do Sul (UCS), com experiência em rádio, impresso e assessoria de imprensa. Em oito anos de redação, foi produtor e apresentador na Tua Rádio São Francisco e atuou como repórter de cultura no Jornal Pioneiro (Grupo RBS), escrevendo sobre literatura e comportamento. Participa, desde 2013, da cobertura jornalística de feiras e eventos literários na Serra Gaúcha. Foi premiado no Concurso Anual Literário de Caxias do Sul em 2018 (categoria Conto) e em 2019 (categoria Poesia). É apaixonado por ouvir e contar histórias.

SERVIÇO:

O que: lançamento do podcast Atraverso

Quando: terça-feira (24/11), às 18h

Onde ouvir: Spotify e principais aplicativos de podcast. Os episódios também serão reprisados pela Rádio Pinguim (www.radiopinguim.com.br) às terças (20h), quintas (21h) e sábados (13h).

Fotos: Diogo Sallaberry

Atraverso 2

Atraverso 5