Posts

Brazil Wine Challenge é vitrine para 18 países

9ª edição do concurso organizado pela ABE no Brasil já é a maior da história em representatividade, com amostras dos cinco continentes

América, Ásia, África, Europa e Oceania estarão representados por centenas de rótulos de vinhos e espumantes durante o 9º Concurso Internacional de Vinhos – Brazil Wine Challenge (BWC), organizado pela Associação Brasileira de Enologia (ABE) no período de 5 a 8 de junho, no Vale dos Vinhedos,  em Bento Gonçalves (RS). São 18 países produtores que já encaminharam suas amostras, número de nações nunca antes atingido na história do evento.

 A quantidade de amostras não para de crescer. Isso porque o caminho até chegar a Serra Gaúcha é longo. Muitas garrafas atravessam oceanos carregando seu terroir, que será degustado por um júri internacional formado por especialistas. Considerado um dos mais importantes concursos internacionais de vinhos das Américas, o Brazil Wine Challenge será realizado no SPA do Vinho Hotel & Condomínio Vitivinícola – hotel oficial do evento.

 JS5_8601

Único no Brasil com a chancela da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV), maior e mais importante instituição do vinho do mundo, e da União Internacional de Enólogos (UIOE), o BWC exerce um importante papel na promoção dos vinhos. “A conquista dessa representatividade mostra que as vinícolas do mundo inteiro veem no Brasil um importante mercado para seus vinhos. E o Brazil Wine Challenge é a principal vitrine no país verde amarelo”, destaca o presidente da ABE, enólogo Edegar Scortegagna. “Nossa expectativa agora está focada no fechamento do número de amostras que já passa de 600, mas que ainda não chegou ao fim devido a demora no envio. Além disso, pode ser que mais países sejam confirmados”, salienta.

 O concurso conta com um sistema de avaliação totalmente informatizado, que garante maior agilidade e segurança na captação e tabulação dos dados. Implantado ainda na edição de 2010, o sistema apresenta excelente desempenho, colocando a avaliação entre as mais organizadas do mundo.

 Países confirmados

África – África do Sul

Américas – Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Estados Unidos, México e Uruguai

Ásia – China

Europa – Alemanha, Bulgária, Espanha, França, Grécia, Itália e Portugal

Oceania – Austrália e Nova Zelândia

Foto: Jeferson Soldi

Vinícolas e importadoras ganham mais uma semana para inscrever amostras

Associação Brasileira de Enologia prorroga prazo até 10 de abril

Com amostras chegando de diversas partes do mundo, a Associação Brasileira de Enologia (ABE) prorrogou o prazo para vinícolas e importadoras inscreverem seus rótulos no 9º Brazil Wine Challenge, um dos mais importantes concursos internacionais de vinhos das Américas. O Brazil Wine Challenge acontecerá de 5 a 8 de junho, no SPA do Vinho Hotel & Condomínio Vitivinícola, no Vale dos Vinhedos. A data limite passa a ser dia 10 de abril, com recebimento das amostras até 20 de abril. As inscrições podem ser feitas pelo site www.brazilwinechallenge.com.br. O Concurso é o único  do Brasil com a chancela da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV) e da União Internacional de Enólogos (UIOE).

Dez países já figuram entre os participantes: Argentina, Austrália, Bolívia, Brasil, Bulgária, Chile, Grécia, Nova Zelândia, Portugal e Uruguai. A expectativa é de que esta representatividade aumente, reunindo centenas de amostras de diferentes procedências que disputarão espaço nesta que é a principal vitrine de vinhos no Brasil. “Ter um vinho ou um espumante premiado no Brazil Wine Challenge é ter o reconhecimento de especialistas de diversos países. É associar sua marca aos melhores rótulos avaliados no concurso, atraindo olhares de conhecedores e de quem está ingressando neste universo de sensações”, destaca o presidente da ABE-, enólogo Edegar Scortegagna.

 O concurso conta com um sistema de avaliação totalmente informatizado, que garante maior agilidade e segurança na captação e tabulação dos dados. Implantado ainda na edição de 2010, o sistema apresenta excelente desempenho, colocando a avaliação entre as mais organizadas do mundo.