Posts

Rodrigo Bellora assume liderança do movimento Slow Food em Garibaldi

O chef de cozinha Rodrigo Bellora assume nesse mês de junho a liderança do Slow Food Primeira Colônia Italiana, o convivium do grupo com sede em Garibaldi. Ele dará continuidade ao trabalho que vinha sendo coordenado pela turismóloga Ivane Favero, que liderava o grupo desde a fundação, em 2013. Completa o grupo como vice-líder a nutricionista Bruna Posthinger.

Ivane Fávero, que segue contribuindo como associada e conselheira, comemora os projetos importantes desenvolvidos desde a fundação do convivium, a exemplo da campanha “Sou Orgânico, Pode Confiar”; as hortas escolares; a criação da Via Orgânica em Garibaldi, um roteiro que surge como fruto do movimento; e o gemelaggio com a Itália – projeto único no mundo que permite intercâmbios entre os dois países. Outros eventos, como o Pizza na Praça, em Garibaldi, e uma série de palestras realizadas ajudaram a posicionar o convivium como um dos mais ativos do Brasil.

Ela deixa como exemplo para outras cidades brasileiras com grupos Slow Food a relevância do envolvimento do Poder Público a articulação do movimento. Em Garibaldi, o Slow Food foi fundado dentro do contexto da Secretaria de Turismo e Cultura, que apoia continuamente o Slow Food e empresta a estrutura para os encontros do convivium. “A grande lição que fica é a construção de um trabalho não pessoalizado, resultado de muitas pessoas contribuindo. É uma célula salutar que vai crescendo e se fortalecendo”, frisa.

DSC_7010

Chef de Cozinha e idealizador do conceito “Cozinha de Natureza”, Rodrigo Bellora é proprietário do restaurante Valle Rustico e cofundador do Slow Food Primeira Colônia Italiana. O alimento, para ele, é uma maneira direta de contribuir para um mundo mais limpo. Por isso, em seu restaurante, Bellora aplica os conceitos Slow Food cuidando dos ingredientes desde plantio/nascimento até o prato. “É pela comida que vejo um mundo melhor possível”, reforça.

Como líder do convivium, seu primeiro grande objetivo é levantar recursos para a participação de produtores locais no Terra Madre Salone del Gusto,  o evento mundial do Slow Food, em setembro, em Turim. Nesse sentido, o Slow Food Primeira Colônia Italiana já está promovendo uma série de jantares em restaurantes de cozinheiros membros do convivium. O próximo deles será dia 11 de julho, no próprio Valle Rustico, com menu experiência a R$ 100,00. Metade da renda desses eventos está sendo revertida para a participação no Terra Madre.

Mais sobre o Slow Food

O Slow Food é um movimento que defende o direito ao prazer da alimentação com ética, defendendo o alimento bom, limpo e justo. É uma organização internacional com 1500 grupos pelo mundo e mais de 100 mil associados difundindo as relações entre a comida e o meio ambiente. Para o movimento, as relações entre uma refeição e o planeta são indissociáveis e o que está dentro do prato interfere nas condições do meio ambiente, na biodiversidade, nas tradições e na economia.

Esses conceitos são difundidos pelo Slow Food Primeira Colônia Italiana por meio de mesas redondas, hortas escolares, educação para o gosto e a troca de experiências entre produtores, cozinheiros e consumidores – que o movimento trata sempre como coprodutores,

Qualquer pessoa pode se associar ao Slow Food. Basta fazer um cadastro simples no portal slowfoodbrasil.com. O Slow Food Primeira Colônia Italiana tem perfis no Facebook e Instagram, onde são divulgadas as atividades e campanhas do grupo:  www.facebook.com/slowfoodprimeiracolonia/ e www.instagram.com/slowfoodprimeiracolonia/.

 Foto: Ana Carolina Azevedo

Prefeitura cria projeto “Prato do Bem”

Programa regulariza a doação e reutilização de gêneros alimentícios às entidades do Município

 Nesta quinta-feira, 1° de março, o prefeito Guilherme Pasin assinou o decreto que regulariza e dá início a criação do projeto Prato do Bem, na qual consiste na doação e reutilização de gêneros alimentícios e sobras de alimentos de Estabelecimentos Produtores e Industrializadores às entidades sociais e esportivas de Bento Gonçalves.

O objetivo do projeto é diminuir o desperdício de alimentos e ampliar a oferta de refeições, através das entidades do município, melhorando a nutrição e qualidade de vida das pessoas atendidas. “A ação do poder público é incentivar e aproximar as entidades assistenciais e esportivas com os estabelecimentos gastronômicos de forma segura. O Prato do Bem é um elo entre quem pode e quem necessita”, enfatizou o secretário de Habitação e Assistência Social, Márcio Pilotti.

A partir de agora, será acompanhado em trabalho conjunto com a Vigilância Sanitária a fim de impulsionar tal prática. O processo passa a ter o mesmo regramento que os restaurantes, para que as entidades recebam o alimento com a mesma qualidade que as empresas fazem de forma particular.

Em seu pronunciamento, o secretário de Saúde, Diogo Segabinazzi Siqueira, agradeceu o trabalho feito pelo setor de vigilância. “A vigilância sanitária não é apenas uma parte punitiva, mas de orientação aos cidadãos. As pessoas que mais precisam são aquelas que, muitas vezes, não vão conseguir utilizar o serviço público, e é por isso que temos que dar a importância devida para aquelas que se dedicam a ajudar o próximo”, pontuou.

As entidades doadoras e receptoras que participarem do programa deverão estar licenciadas pelo órgão sanitário competente e seguir os parâmetros com observância das Boas Práticas de Fabricação, conforme legislação sanitária vigente.

O vereador e presidente do Clube Esportivo, Anderson Zanella, afirmou que a atividade veio em boa hora. “Falando como entidade, podemos atender a uma demanda que tínhamos como carência e uso o exemplo do Esportivo, pois mais de 300 crianças estarão assistidas”, frisou.

Representando os estabelecimentos gastronômicos, o sócio da Casa Di Paolo, Emiliano Castaman, comemorou a oportunidade de poder estender uma ajuda ao próximo de uma maneira tranquila e bonita. “Nada mais importante do que ajudar crianças e pessoas que necessitam. O ganho maior que o econômico é o do coração. O nobre é ter uma segurança alimentar em poder doar. Tenho a certeza que outras empresas vão poder agir da mesma forma, numa parceria do poder público com o privado”, destacou.

O prefeito Guilherme Pasin ressaltou que “o poder público incentiva e abraça estas práticas de doação. É algo muito simples, mas a vida é feita de muitas coisas simples que impactam a vida do cidadão. O programa Prato do Bem veio para ficar. É a solidariedade de Bento Gonçalves, uma característica própria fazendo com que a gente se orgulhe ainda mais do nosso povo”.

Os estabelecimentos assinaram um Termo de Ciência e Compromisso, que deverá ser renovado anualmente. O projeto também atende sugestões da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Bento Gonçalves.

Participaram também do evento no Salão Nobre, os secretários Municipais e adjuntos, o presidente da Câmara de Vereadores, Moisés Scussel Neto, o presidente do Sintracon, Itajiba Lopes, presidente do Conselho do CIC, Laudir Piccoli, o representante do CIC, Rogério Capoani, a diretora executiva do SEGH, Márcia Ferronato, a presidente da Abraçaí, Eliana Casagrande, a representante dos Parceiros Voluntários, Angélica Somenzi, a presidente do Sindiserp, Neilene Lunelli, coordenadora da Associação São Roque, Vânia Kratz Mendes, e o sócio da Churrascaria Ipiranga, Milton Santin, além de integrantes da imprensa.


Fotos: José Martim Estefanon 

ExpoBento 2017 promete experiências gastronômicas marcantes com o Buona Forchetta

Projeto é atração inédita e trata, além de cursos, degustações e estações de food truck para a feira

Quem visitar a ExpoBento 2017 , que ocorre de 08 a 18 de junho no Parque de Eventos de Bento Gonçalves, terá a oportunidade inédita de apreciar diferentes experiências gastronômicas com a programação do Buona Forchetta. O projeto traz à maior feira multissetorial do país uma agenda de cursos protagonizados por chefes de expressão, reconhecidos na região, compartilhando sua expertise e valorizando o que há de melhor na cultura de comidas e bebidas da Serra gaúcha – principalmente o conceito de comer e beber bem.

Nessas aulas de gastronomia, no estilo cook show, os visitantes poderão ver, na prática, como elaborar sofisticadas receitas envolvendo ingredientes típicos do local. De forma permanente durante os onze dias de feira, o público poderá apreciar, também, degustações variadas, winebar com premiados vinhos e espumantes, além de saborear as delícias oferecidas pelo Food Truck Destemperados, casa gastronômica de grande sucesso no Estado, que assina o projeto.

55885408c0c676.99627189Somadas, as atrações do Buona Forchetta prometem conduzir o público por um universo de experiências marcantes durante a feira. “A ExpoBento 2017 resgata a força das emoções que proporciona ao visitante e aposta nesse diferencial para construir o sucesso de sua 27ª edição. Estamos inovando ao trazer esse projeto para Bento Gonçalves com dois argumentos muito fortes: o primeiro é o de convidar o público a experimentar um novo conceito de gastronomia, fortemente associado aos prazeres da boa mesa. Depois, mas igualmente importante, a valorização das nossas tradições, cultura, produtos típicos e talentos profissionais dessa área”, avalia o diretor-geral Roger Bellé.

O lançamento oficial do projeto ocorreu na noite de 11 de abril, na Casa Destemperados, em Porto Alegre. Em breve o detalhamento da programação e os nomes dos profissionais confirmados serão anunciados no site da feira.

Foto: Fernanda Garcia