Posts

Primeiro Cicloturismo de Garibaldi ocorrerá durante a Fenachamp 2017

Projeto se tornará rota turística em 2018

Cicloturismo (2)

As paisagens acidentadas de Garibaldi serão foco de uma atividade diferenciada no dia 14 de outubro. Em meio a parreirais, estradas de chão, e paisagens típicas da serra, o evento chamado de Cicloturismo Fenachamp promete encantar ciclistas e visitantes que fazem da bicicleta um modo de desbravar lugares e culturas. A ideia é transformar o projeto em uma rota turística no próximo ano.

O convite é aberto à comunidade e visitantes. A recepção será às 13h, com saída às 13h30min no Ginásio Municipal de Garibaldi. Haverá a opção de dois trajetos. Um com dificuldade média, em um trajeto de 30km, e outro com altimetria elevada e trilha de 60km.

As inscrições deverão ser realizadas pelo site Sprinta e o valor será de R$ 30. Quem comprar antecipadamente ganha um ingresso para a Fenachamp. Na hora, não haverá o benefício. Todo o equipamento de segurança é de responsabilidade do participante e será exigido para a realização dos trajetos.

O secretário de Turismo e Cultura, Paulo Salvi, salienta que o Poder Público precisa estar atento às tendências e há algum tempo a Secretaria vem alimentando esta possibilidade. “Queremos transformar a nossa cidade em mais um destino da prática deste esporte saudável e que propicia belíssimas paisagens passando pelos roteiros enoturísticos”, defende.

Além da atração de lazer, o objetivo é debater formas de incentivar e viabilizar o uso da bicicleta, pensando em ações permanentes no Município. A realização do evento é da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Turismo e Cultura e Secretaria de Esportes e Lazer, da Fenachamp e da Agaci.

Fotos: Divulgação

Eventos ciclísticos de 100 e 200 quilômetros acontecem em Bento Gonçalves e região

Por Natália Zucchi

unnamedBento Gonçalves sediará pela primeira vez o evento ciclístico Audax – modalidade não competitiva e de longa distância, no domingo, dia 19 de fevereiro. O evento será de 200 quilômetros entre os municípios de Garibaldi, Bento Gonçalves, Nova Roma do Sul e Farroupilha, percorridos em 13 horas e 30 minutos por ciclistas experientes, que vão testar os limites de corpo e mente em um trajeto de altimetria elevada, com muitas subidas e morros. Em paralelo ao Audax, acontecerá também o Desafio 100, sendo 100 quilômetros de trajeto. A previsão é de que os eventos reúnam cerca de 300 ciclistas de vários municípios da região Sul do Brasil.

Terra da Uva e do Vinho

O evento, intitulado Audax 200 & Desafio 100 – Terra da Uva e do Vinho, é promovido pelo Clube Bento Ciclismo de Bento Gonçalves. A concentração ocorre a partir das 5 horas no Hotel Villa Michelon, no Vale dos Vinhedos, onde também acontecerá a largada, programada para às 6 horas. As inscri- ções estarão abertas até 10 de fevereiro, através do site do Clube Bento Ciclismo.

Neste evento, os ciclistas passam por Bento Gonçalves, Barracão, Caminhos de Pedra e Nova Roma do Sul. Em seguida retornam ao Santuário de Nossa Senhora de Caravaggio, passam pela Rota do Sol até o Trevo da empresa Frasle, em Caxias do Sul, e seguem para Mato Perso e Rodoviária de Farroupilha. Através da VRS 313, os ciclistas pedalam em direção a Garibaldi, via Borghetto, e retornam ao Hotel Villa Michelon.

Já o Desafio 100km, trajeto um pouco mais plano e indicado para iniciantes, é percorrido em rota similar, excluindo Nova Roma do Sul e Mato Perso. Em alguns pontos do trajeto, a velocidade pode chegar a setenta quilômetros por hora. Segundo a organização, as estradas foram escolhidas conforme as condições estruturais que se encontram, priorizando as de melhor tráfego.

Cicloturismo

unnamed (1)“Escolhemos trechos turísticos que mostram as belezas da região. É uma forma de divulgarmos nossas paisagens. Muitas pessoas que participam desses eventos, voltam com a família para conhecer as cidades. Isso movimenta o turismo, movimenta a economia e é satisfatório para quem está visitando”, ressalta o representante comercial Marciano Antônio Fontana, ciclista e responsável pelo Clube Bento Ciclismo.

Ao longo do percurso, os ciclistas contarão com pontos de apoio para hidratação e alimentação, além de cinco pontos de controle. “A pessoa tem que saber os limites do próprio corpo. As provas de Audax são um desafio particular, um desafio para o corpo e a mente. Em longas distâncias, que duram 70 horas, por exemplo, não dormimos. Então, se a mente disser para o corpo que ainda é possível manter a atividade, o ciclista vai continuar, mesmo cansado. É um desafio psicológico e que depende da vontade de cada participante”, destaca Fontana.

Pausas

O ciclista tem autonomia para organizar o tempo do seu passeio, conforme suas necessidades. Durante o trajeto, o ciclista também pode optar por pausas para descanso e alimentação. Conforme as dicas do ciclista Rodrigo Rubbo, é importante que as pausas não durem mais que 30 minutos, para não desacelerar demais a atividade física.

É necessário que os participantes utilizem adequadamente os equipamentos de segurança, pois trata-se de um trajeto em rodovias. O capacete é obrigatório, além do uso do farol dianteiro e sinaleira traseira na cor vermelha, equipamentos que auxiliam na identificação dos ciclistas. O participante também deve estar preparado para fazer a manutenção da bicicleta na ocorrência de contratempos. Por isso, é indicado o uso de uma pequena mochila com equipamentos básicos, como ferramentas, remendos, câmara e pneu reserva. No caso de falhas mecânicas na bicicleta, a organização realiza o resgate do ciclista.

Audax Club Parisien

Criado em novembro de 2015, o Bento Ciclismo é um clube sem fins lucrativos, formado por ciclistas amadores, com objetivo de promover e incentivar o ciclo turismo e o ciclismo de longa distância na região da Serra Gaúcha. Vinculado ao Audax Club Parisien (ACP) e ao Randonneurs Brasil, o clube está habilitado a organizar os “Brevets Randonneurs Mondiaux” (BRM) de 200, 300, 400, 600 e 1000 km, que preparam os ciclistas para provas com distâncias maiores por outras regiões e países. A prova mais antiga, reconhecida mundialmente, é a Paris-Brest-Paris, que ocorre a cada quatro anos na Fran- ça e reúne cerca de 5.000 ciclistas para o trajeto de 1230 km em até 90 horas.

Leia outras reportagens na edição digital nº 187 do jornal Integração da Serra, também disponível para download