Posts

Revista Visual & Design premia melhores arquitetos e designers do Rio Grande do Sul

O 1º Prêmio Visual & Design de Arquitetura, Decoração e Design, realizado pela Revista Visual & Design, irá premiar os melhores arquitetos e designers do Rio Grande do Sul. As inscrições estão abertas, seguem até o dia 30 de junho de 2018 e custam R$ 300,00 por projeto.

A cerimônia de premiação acontecerá em agosto de 2018. Serão 15 troféus ao total, sendo divididos em ouro, prata e bronze nas cinco categorias: Apartamentos, Casas, Comerciais/Corporativos, Mostra de Decoração e Paisagismo. Os ganhadores terão seus projetos publicados na edição subsequente ao prêmio na revista Visual & Design. Além disso, os cinco ganhadores do troféu ouro participarão do sorteio de uma passagem aérea de ida e volta para o Salão do Móvel de Milão 2019.

Design sem nome (1)

Entre os jurados do prêmio estão: a editora do caderno Casa & Cia de Zero Hora, Renata Maynart; a jornalista Eleone Prestes; o colunista social do Jornal do Comércio, Eduardo Bins Ely; o diretor do Museu de Arte do Rio Grande do Sul, Paulo César do Amaral; o colunista social do Correio do Povo, Eduardo Conill; o arquiteto e urbanista, Joaquim Vidal Haas; o colunista social Paulo Gasparotto; o arquiteto Rodrigo Troyano; a professora de Design da UniRitter, Roberta Edelweiss; o designer e presidente da Associação Brasileira de Designers de Interiores, Ivan Andrade; a presidente da Sala de Arquitetos, Jaqueline Crocoli; o conselheiro estadual do Instituto de Arquitetos do Brasil e professor de Arquitetura na Feevale, Alexandre Rosa Bento; e vice-presidente da Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura (Asbea-RS), Vicente Brandão.

LEIA TAMBÉM: AEARV doa alimentos à Secretaria de Assistência Social

PRÊMIO VISUAL & DESIGN

As inscrições estão abertas até 30 de junho de 2018

Valor: R$ 300,00 por projeto inscrito

Inscrições podem ser realizadas pelo site: https://www.sympla.com.br/1-premio-visual–design-de-arquitetura-decoracao-e-design__195890

Para validar a inscrição, o participante deve enviar via Correios um CD ou pendrive com as fotos do projeto; a ficha de inscrição, que está disponível no site acima, preenchida e assinada; o contrato de cessão de direitos autorais; e o comprovante do depósito de inscrição.

AEARV doa alimentos à Secretaria de Assistência Social

As contribuições da Associação dos Engenheiros e Arquitetos da Região dos Vinhedos para o desenvolvimento de Bento Gonçalves vão além das ações em favor dos profissionais que representa – estendem-se, também, em benefício de toda a comunidade. Cerca de 60 quilos de alimentos foram doados pela AEARV à Secretaria Municipal de Habitação e Assistência Social (SEMHAS) no dia 21 de março.

doacao

A ação faz parte de uma das premissas da entidade, que é a de ser uma associação atuante também nas questões que ultrapassam a defesa e a valorização da classe. “Uma entidade precisa se preocupar e se ocupar, também, com os assuntos que dizem respeito à sociedade na qual ela está inserida. Então, esse engajamento é uma forma de devolver à comunidade um pouco daquilo que ela nos proporciona, tanto para a instituição quanto para os profissionais por ela representados”, disse o presidente da AEARV, Diego Panazzolo, que fez a entrega à secretária interina da pasta, Milena Bassani. “Cada vez que chegam doações assim nossos olhos brilham, queremos agradecer pelas pessoas que serão beneficiadas”, comentou Milena.

LEIA TAMBÉM: AEARV comemora 40 anos em 2018 com o desafio do fortalecimento profissional

 Os donativos foram recolhidos como acesso à palestra “Patologia de obras Civis”, promovida pela AEARV na noite de 20 de março, no auditório da Meber Metais, com os engenheiros civis Luiz Alberto Modesti e Guilherme Modesti, da Avalisinos.

Palestra

 Perante cerca de 60 profissionais, eles demonstraram como a falta de cuidado, experiência e conhecimento implica em consequências como desabamentos, incêndios, deficiência de recuperação ou construção, por exemplo, nas edificações. “Tudo começa por um bom planejamento. Por meio da troca de experiências e da demonstração de casos que já ocorreram, queremos ajudar os profissionais a oferecerem obras mais seguras, rentáveis e com maior garantia, visando à promoção do conhecimento”, disse Luiz Alberto Modesti.

Foto: Exata Comunicação

AEARV comemora 40 anos em 2018 com o desafio do fortalecimento profissional

Entidade representativa de engenheiros e arquitetos trabalha pela valorização

Entidade alicerçada em projetos de fundações sólidas, a Associação dos Engenheiros e Arquitetos da Região dos Vinhedos (AEARV) celebra 40 anos de trajetória em 2018. Nascida em meio à necessidade de valorização da classe – premissa que ainda rege sua existência –, a organização desenhou sua história na capacitação técnica de seu corpo associado, na aproximação com os órgãos superiores, no respeito aos códigos éticos das atividades e na promoção de congressos e encontros científicos.

A busca pelo constante aperfeiçoamento da formação acadêmica, assim como a participação no debate de questões inerentes à classe que envolvem o bem coletivo, tem balizado a atuação da AEARV nestas últimas quatro décadas. Palestras frequentes, seja para a apresentação de novos produtos no mercado, seja para a qualificação a respeito de técnicas construtivas, são umas das principais contrapartidas oferecidas pela AEARV aos associados. “A valorização do profissional da arquitetura e da engenharia começa dentro da associação, é por isso que ela existe. Com ela, mostramos à sociedade como esses profissionais são indispensáveis para a segurança e a organização do espaço habitado”, comenta o presidente da AEARV, engenheiro civil Diego Panazzolo.

aearv

Neste contexto, o Congresso Estadual da AEARV, um dos mais importantes encontros científicos da área na região Sul, tem contribuído para oxigenar ideias e atualizar estudantes, associados e profissionais a partir das conferências de renomados arquitetos, designers e engenheiros brasileiros. As visões compartilhadas com a classe local oferecem novas formas de pensar e construir não apenas edificações, mas também uma sociedade. “Estamos em busca de uma formação de caráter crítico para nossos profissionais, pois vivemos numa época de muitas mudanças de conceitos”, opina Panazzolo.

LEIA TAMBÉM: Prefeitura de Bento estuda adotar aplicativo para gerenciamento da frota

Esta é uma forma, também, de a AEARV demonstrar sua preocupação com a comunidade. Ao longo de sua existência, a entidade colocou-se como um ente disposto a interferir de modo positivo em questões pertinentes ao convívio coletivo. Os casos mais recentes dizem respeito a seu posicionamento diante do plano diretor e das futuras instalações do presídio da cidade, além de ter estabelecido uma aproximação com órgãos afins, como o Instituto de Planejamento Urbano (IPURB). “A existência de uma entidade não pode ser apenas para o bem de uma determinada categoria, ela precisa transcender isso e devolver à sociedade alguma forma de contribuição”, acredita o presidente da AEARV.

LEIA MAIS: Hospital Tacchini repagina Centro Obstétrico

A conexão entre arquitetos e engenheiros com a cidade e a integração da classe para o fortalecimento e a solidificação das atividades grifam a trajetória da associação antes mesmo de sua fundação, ocorrida em 23 de setembro de 1978. Sua origem data de pelo menos 15 anos antes. O preâmbulo do que viria a ser a organização aconteceu em 1963, num encontro de classe reunindo profissionais com formação acadêmica – os engenheiros civis João Carlos Pompermayer, Nelson Tegon e Elias Japur e o arquiteto Antônio Ernesto Pasquali (in memorian) – e licenciados com registro junto ao Conselho Regional – constituído pelos engenheiros Luigi Tielet da Silva, Valter Galvani e Orlando Heneman, do 1º Batalhão Ferroviário.

A evolução para a criação de uma associação, no entanto, só se daria 13 anos depois daquele encontro. Em janeiro de 1976, um ofício encaminhado por Pasquali ao Conselho Regional de Engenharia,

Arquitetura e Agronomia (Crea-RS) formalizaria a ideia de estabelecer uma entidade que tivesse representação no próprio conselho. E colocaria em prática o plano daqueles precursores, porém, agora, já acrescidos e fortalecidos pelo ingresso de profissionais também de fora de Bento Gonçalves

SAIBA MAIS: Prefeitura apresenta PPP de iluminação pública a moradores

Assim, a AEARV nascia com uma força expressiva maior, incluindo representantes dos municípios de Garibaldi, Carlos Barbosa, Veranópolis e Nova Prata. Quarenta anos depois, a entidade congrega 21 municípios da região Nordeste do Estado – e demonstra como os ideais daqueles pioneiros foram essenciais para sua grandeza.

Sócios-fundadores

Antonio Ernesto Pasquali (in memoriam), Carlos Domingos Piccoli, João Carlos Pompermayer, Dirceu Luis Nicoletti (in memoriam), Nelson Paulo Boelter, Vilson Felix Jacques, Aquiles Roberto Pizzetti (in memoriam), Humberto Roman Ross, Loreno Gracia (in memoriam), Noely Barzenki, Antonio Bertolini, Olivar Basso, Alfredo Cousandier Filho, Ademar Honorato Facherazzi, Eduardo Humberto Jaconi, Baldomir Simon Lapolli, Luiz Martinelli, Edmar Mattevi, Ciro Pavan, Cedamir Poletto, Angelo Francisco de Piñedo Roman Ross, Olavo Rossoni, Ernesto José Sandrin e Elizabete Valduga.

SAIBA MAIS: Casa DiPaolo de Bento Gonçalves recebe SELO aMANHÊsendo – CRIANÇA BEM-VINDA

Base de atuação

Bento Gonçalves, Garibaldi, Carlos Barbosa, Veranópolis, Nova Prata, André da Rocha, Boa Vista do Sul, Coronel Pilar, Cotiporã, Dois Lajeados, Fagundes Varela, Guaporé, Monte Belo do Sul, Nova Bassano, Protásio Alves, São Valentim do Sul, Serafina Corrêa, Santa Tereza, União da Serra, Vila Flores e Vista Alegre do Prata.

Ftec Bento Gonçalves passa a ofertar curso de Arquitetura

Por entender seu papel com a comunidade e o crescimento da região, o Grupo Uniftec informa que recebeu, em 1 de março, o relatório da Comissão Avaliadora do Ministério da Educação autorizando a abertura do curso de Arquitetura na Ftec Bento Gonçalves.

Além de contar com mais uma graduação com o padrão de qualidade Uniftec, a iniciativa reforça o compromisso da instituição em investir na educação na Serra Gaúcha, levando conhecimento prático e qualificação para cada vez mais alunos e municípios.

De acordo com a Diretora Acadêmica da Ftec Bento Gonçalves, Debora Frizzo, essa conquista representa um grande passo para o selo Uniftec e para a oferta de ensino na cidade. “Seguindo a tradição de sua historia na comunidade bento gonçalvense, a FTEC se orgulha de pode ofertar mais uma oportunidade de qualificação profissional para Bento Gonçalves e região, contribuindo assim para o desenvolvimento da região e cumprindo com louvor seu papel de promover o mesmo.”

A exemplo do curso ofertado no Centro Universitário, localizado em Caxias do Sul, a graduação em Arquitetura de Bento foi avaliada com nota 4 e é considerada excelente de acordo com o Ministério da Educação. Agora, a Ftec segue no aguardo pela publicação da portaria que oficializa o curso, a ser veiculada pela Diário Oficial da União, sem data definida.

Expobento 2018: nova proposta na arquitetura da feira

Quem visitar a ExpoBento 2018, de 7 a 17 de junho, em Bento Gonçalves, nos pavilhões da Fundaparque, verá uma nova proposta na arquitetura na feira: mais sensorial, focada em experiências, para interagir e brincar com os sentidos do público. “Nosso maior desafio foi descobrir os caminhos para trazer novidades capazes de surpreender o público – pessoas que há 28 edições visitam a feira – e já viram excelentes trabalhos nos corredores do Parque de Eventos. Procuramos seguir por uma proposta que ainda não tivesse sido feita, que encantasse e fizesse parte do momento da sociedade. Nossa escolha foi de trazer para a feira uma arquitetura de experiências”, adianta a Diretora Industrial, Letícia Zanesco.

Fora isso, a Diretoria da Expobento 2018, comandada por Leocir Glowack, aposta na continuidade a tudo aquilo que a feira tem de positivo para repetir os bons resultados das edições anteriores.  “O compromisso de cada diretoria que assume a missão de construir a ExpoBento é fazer uma edição ainda melhor do que a anterior.  Esse desafio é o que nos move e que tem engajado diversos líderes há quase trintas anos. Esse é, também, o segredo da ExpoBento, e o motivo pelo qual a feira terá um longo e promissor futuro”, ressalta Glowack.

Leocir Glowack

“A Expobento é um dos mais expressivos projetos do CIC-BG, com trajetória consolidada. A  feira coloca na vitrine, para todo o país, um pouco daquilo que Bento Gonçalves tem de melhor, a começar pelo talento empreendedor dos profissionais e pela força de quem trabalha,” ressalta o presidente da entidade promotora, Elton Paulo Gialdi.

Um mundo de opções

 Com o slogan ‘Um mundo de opções’, as peças da campanha de comunicação da Expobento 2018  mostram como a feira tem atrativos para todos os tipos de públicos – de diferentes idades e variados interesses. “Quando começamos a pensar na Expobento 2018, logo entendemos que tínhamos um grande desafio pela frente: reinventar uma feira que é sucesso há quase trinta edições. Temos diante de nós a missão de oferecer boas opções de compras para todos os tipos de consumidor, bem como alternativas de lazer e de entretenimento para todos os gostos. Essa foi a nossa inspiração para criar o tema da Expobento 2018, trazer para a feira um mundo de opções”, salienta o Diretor de Marketing, Juliano Frizzo.

O material de comunicação, assinado pela agência Tatum, de Bento Gonçalves, logo estará ganhando os canais de divulgação, ilustrando os materiais promocionais e publicitários da 28ª edição da feira – e já podem ser conhecidos por meio das redes sociais da ExpoBento.