Posts

Leãozinho do Bem sensibiliza comunidade na reta final da declaração do IR

Até 30 de abril é possível destinar um percentual do imposto para entidades assistenciais e instituições locais

O prazo para acertar as contas com o Leão encerra no dia 30 de abril para todos os brasileiros – e existe uma forma de transformar essa obrigação em um valioso exercício de solidariedade e responsabilidade social. Pessoas físicas podem aproveitar a proposta do projeto Leãozinho do Bem para tornar dedutível um percentual de seu débito com o governo – e ainda garantir recursos para quem mais precisa de ajuda em Bento Gonçalves.

Marcos Fracalossi

Para completar essa importante contribuição comunitária, no entanto, é preciso ficar atento a alguns detalhes. A destinação precisa ser feita pelo programa gerador de declaração, e o limite é de apenas 3% do IR devido. Somente pessoas físicas podem proceder desta forma nesse último mês de prestação de contas – diferentemente do que ocorreu até dezembro, quando pessoas jurídicas também puderam participar e os índices dedutíveis eram maiores.

LEIA TAMBÉM: Parceiros Voluntários realiza ações de solidariedade com público  jovem

O Leãozinho do Bem, cuja criação está ligada à Associação dos Profissionais e Empresas de Serviços Contábeis (Apescont-BG), oportuniza o aporte de recursos a 35 entidades registradas no Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (Comdica). “Essas doações fazem muito mais do que apenas manter ativo o trabalho dessas associações, elas beneficiam centenas de jovens e renovam a esperança dessas crianças”, diz Marcos Fracalossi, integrante da Apescont.

A Apescont estima que a cidade possa gerar até R$ 3,7 milhões em recursos oriundos de destinações do IR. Atualmente, a captação anual está na casa dos R$ 800 mil – bem abaixo do potencial máximo. “A cidade vem respondendo muito bem ao nosso pedido, porque aqui vivem pessoas que se preocupam com os outros. O projeto Leãozinho do Bem ainda é jovem, tem apenas dois anos. Certamente em breve vamos poder colaborar ainda mais para o necessário trabalho dessas entidades assistenciais, que oportunizam melhor qualidade de vida à cidade”, comenta Fracalossi.

SAIBA MAIS: Doações da comunidade ao Consepro de Bento Gonçalves crescem mais de 200% em 2017

O Leãozinho do Bem conta com o apoio do Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC-BG), do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica), do Sicoob Meridional e da imprensa local.

“Continuamos abertos por causa desses projetos”

O projeto Leãozinho do Bem tem colaborado para que diversas entidades mantenham e ampliem seus trabalhos em prol de uma sociedade mais justa. Uma delas é a Associação Integrada ao Desenvolvimento Down (AIDD), que atende atualmente a 23 pessoas. “Continuamos abertos por causa desses projetos”, diz a vice-presidente da entidade, Onívia Soranzo. Além de iniciativas como a do Leãozinho, editais do Comdica e de empresas, como a Ceran, por exemplo, também auxiliam a entidade na busca de recursos para promover o desenvolvimento integral da pessoa com down, buscando sua inclusão na sociedade.

VEJA TAMBÉM: IFRS abre concurso público 

Atualmente, a AIDD atende de bebês a adultos, oferecendo oficinas de dança e arte, entre outras atividades de inclusão social. Também realiza atendimentos individuais e especializados nas áreas de fonoaudiologia, psicologia, pedagogia, psicomotricidade e psicopedagogia.

Projeto “Leãozinho do Bem” segue arrecadando tributos

Cidadãos e empresas de Bento Gonçalves ainda podem destinar parte de seu Imposto de Renda (IR) para contribuir com ações sociais desenvolvidas na cidade. Para tanto, basta aderir ao projeto “Leãozinho do Bem”, que estimula a doação de um percentual do tributo para iniciativas locais.

Microsoft PowerPoint - apresentacao_leaozinho [Somente leitura]Até o final do mês de abril, as pessoas físicas interessadas em ajudar essa importante causa podem direcionar até 3% do valor pago ao Governo Federal para entidades conveniadas ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica). No caso de pessoas jurídicas, o limite é 1%.

O procedimento de destinação da parcela do IR exige que, no momento da declaração à Receita, as pessoas físicas utilizem o formulário completo. As jurídicas devem informar o lucro real.

A estimativa é que, anualmente, pelo menos R$ 3 milhões poderiam permanecer na cidade auxiliando as instituições parceiras, mas, em 2015, por exemplo, as destinações alcançaram apenas R$ 292,5 mil, menos de 10% do total. Com a nova mobilização gerada pelo projeto, a expectativa é que esse montante possa crescer neste ano.

Idealizado pela Associação dos Profissionais e Empresas de Serviços Contábeis de Bento Gonçalves (Apescont-BG), o Leãozinho do Bem conta com o apoio do Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC-BG), do Sicoob Meridional, do Comdica e da imprensa local. Quer conhecer um pouco mais sobre o projeto? Acesse o site www. leaozinhodobem.com.br e a página no Facebook.

Entidades que podem ser beneficiadas

Associação Amigos das Crianças
Associação Atlética Banco do Brasil (AABB)
Associação Atlética de Bento Gonçalves (AABG)
Associação Bento-gonçalvense de Convivência e Apoio à Infância e Juventude (ABRAÇAÍ)
Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE)
Associação dos Deficientes Físicos de Bento Gonçalves (ADEF)
Associação dos Deficientes Visuais de Bento Gonçalves (ADVBG)
Associação dos Surdos de Bento Gonçalves (ASBG)
Associação Integrada ao Desenvolvimento Down (AIDD)
Bento Vôlei
Círculo Operário
Fundação Todeschini
Lar da Caridade