Abril volta a registrar saldo positivo de emprego, mostra OECON

Depois de registrar o primeiro mês do ano com saldo negativo de empregos em março (-84), Bento Gonçalves computou um abril azul na geração de postos de trabalho. Apesar da retomada, os números foram tímidos: 48 vagas. Ainda assim, com os grandes índices de janeiro (879) e fevereiro (433), o acumulado no ano até abril tem saldo positivo de 1.275 postos.

Conforme os números do Novo Caged, esse saldo tem na indústria (767), principalmente, a razão pela boa performance. Mas esse segmento, mostra a análise do Observatório da Economia (OECON) do Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC-BG), registrou pelo segundo mês consecutivo recuo nos saldos de emprego, chegando a -42 em abril – março havia fechado em -11.

A análise do OECON ainda traz o constrate aumento no número de registros de MEIs. Somente em abril, o saldo foi de +144. “No acumulado do ano, são quase 590 MEIs a mais na comparação com o fechamento de 2020”, observa Fabiano Larentis, integrante da equipe do OECON e professor da Universidade de Caxias do Sul, ressaltando que, no período da pandemia, são quase 1,8 mil novos MEIs no município.

Quanto aos empregos formais, 2021 ultrapassou o contingente de 2014, até então o maior da série, em 353 postos de trabalho, assim como é quase 3% superior a 2020. “Importa a ressalva de que, a partir de 2020, tornou-se obrigatório por parte das empresas informar dados de empregos temporários, o que pode ocasionar inconsistências quando se comparam os resultados até 2019 com o decorrer dos meses de 2021”, comenta Antônio Carlos Paludo, também membro do OECON e responsável pelo estudo.

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *