Horta Comunitária da Praça CEU começa a ganhar forma

A horta comunitária da Praça CEU começou a ganhar forma. Nesta semana, a coordenação iniciou a instalação da cerca, a demarcação dos canteiros e o plantio de legumes e verduras no terreno que possui 10m de largura x 15m de comprimento. A equipe semeou cenoura beterraba, manjericão, salsa, salsão, alface mimosa, alecrim, sálvia, rabanete, radicci, e, agora, só é preciso esperar o tempo de germinação de 60 dias.

Clóvis Prates, coordenador da Praça CEU, falou sobre o projeto: “estamos concretizando uma ação que vai trazer muitos benefícios para a comunidade em torno. Assim, vamos promover ações de inclusão social para se alcançar objetivos de bem-estar social, nutritivo e cultural, objetivando um ideal sustentável que possa difundir o consumo consciente de alimentos saudáveis”.

A coordenadora do Centro de Referência da Assistência – CRAS I, a Secretaria de Esportes e Desenvolvimento Social, Débora Fin, destacou que “o CRAS oferta o benefício eventual de alimentos, que possuí Legislação Específica, não tendo relação com a Horta Comunitária. O projeto ainda se encontra em andamento, mas com a implementação iremos pensar como irá se organizar a sistemática dos encaminhamentos dos usuários que acessam o órgão”.

Futuramente, em conjunto com o CRAS e uma nutricionista da Prefeitura, será implantado um projeto paralelo orientando a população sobre a importância dos alimentos in natura para a saúde e ensinando técnicas de cultivo. Além disso, serão realizadas palestras com engenheiros ambientais e outros nutricionistas com orientações relevantes sobre a horta e a saúde da população de forma geral.

“A Horta Comunitária vai ser mais uma ferramenta de troca social entre a Praça CEU e a comunidade além de possibilitar um debate sobre a necessidade de conscientização em relação à alimentação saudável e acessível” completou o Secretário Evandro Soares.

A execução do projeto da Horta Comunitária está sendo feita de acordo com as normas sanitárias vigentes de enfrentamento à pandemia causada pela Covid-19 e o usufruto do que será produzido também passará por um rígido processo de higienização e distribuição.

ㅤㅤㅤ

Assessoria de Comunicação Social

Foto: Jose Martim Estefanon

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *