Presidente do Sindiserp defende a vacinação dos profissionais da educação

A presidente do Sindiserp, Neilene Lunelli, defende o movimento pela vacinação dos professores e profissionais que trabalham na área da Educação. Como professora, ela ressalta que o ambiente das escolas, por mais cuidados que sejam adotados, não permite uma maior segurança quanto a propagação do vírus da Covid-19. “Se houver um surto numa determinada escola e vários professores forem contaminados, eles vão se ausentar da sala de aula e dificilmente vão ser substituídos, visto que, antes da pandemia, já se enfrentava o problema da falta de profissionais. Muitos professores lecionam em duas ou três escolas, o que pode ampliar o risco de contaminação. Dessa forma, nem aulas online teremos. Mais do que os pais, nós professores queremos voltar à sala de aula. Mas precisamos ter mais segurança e a vacinação é a melhor medida. Também não podemos deixar de nos preocupar com a saúde dos estudantes”.

Sobre os protestos de pais, que muitas vezes ofendem os profissionais da Educação, principalmente nas redes sociais, a Presidente do Sindiserp lamenta que isso esteja acontecendo. “Respeito é o mínimo que os profissionais da Educação merecem. Ouvir que os professores estão recebendo para ficar em casa é uma inverdade. Os professores estão trabalhando muito mais e, muitas vezes, sem os recursos necessários para atender os alunos online. Sem contar que sofrem com a falta de interatividade e a dificuldade em conseguir transmitir os ensinamentos de forma online. Também há a preocupação dos professores para com os alunos que não tem internet ou um ambiente para estudar. Precisamos de mais empatia e mais união. Pais e professores podem buscar junto uma solução para que as aulas retornem e é através da vacinação!” ressalta Neilene.

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *