Natal

Sabedoria do Natal

Por César Anderle

Como estamos entregando nossa vida? Nosso tempo, nossos recursos, nossa inteligência, nossos dons, habilidades, aptidões? Essa época do ano me faz refletir e lhe convido a refletir comigo: não deveríamos entregar primeiramente a Deus e depois às pessoas a nossa vida?

Aqui podemos pensar que cabem diversas renúncias para nos entregar a Deus: o “eu”, a vaidade, o amor próprio, o orgulho, o dinheiro. Como está o nosso coração em relação a Jesus, o grande aniversariante deste mês? Estamos nos preparando para contemplá-lo? Para recebê-lo em nossa casa?

Muitas pessoas, e eu mesmo, querem estar próximas de pessoas sábias, como é bom conviver com essas pessoas. Elas nos ajudam a encontrar soluções em momentos difíceis, nos ajudam a reagir de forma correta em momentos que não apresentam saída. Pessoas sábias enxergam mais longe e, ao ouvirmos seus conselhos, dificilmente nos arrependeremos, pois as experiências e o conhecimento do outro nos poupam de tristezas maiores. Penso que se estamos com dificuldades de encontrar este tipo de pessoa, se faz necessário pedirmos para que Deus nos coloque frente a frente com pessoas com este perfil.

Mas precisamos ter também consciência de que não depende somente dos outros, nós mesmos temos de ir atrás desta sabedoria, que irá alimentar nossa alma. A sabedoria preserva a vida de quem a possui.

O mundo atual tornou-se muito superficial. Infelizmente, nada é muito permanente: relacionamentos, preferências, carreiras… Muitos têm um relacionamento assim com Deus também. Se ele não me der o que pedi, não o amarei mais, não há o compromisso de fidelidade.

Porque será?

Porque somos frágeis, somos egoístas. O Amor a Deus deve vir por obediência, deve ser sincero, com ações práticas ao nosso irmão, não devemos querer algo em troca e, sim, fazer o bem sem olhar a quem.

Quando estamos com alguma dificuldade, nos esquecemos da fé e achamos que Ele nos esqueceu também, ou mesmo nos abandonou. Mas, com certeza, estamos equivocados se assim pensarmos. Deus sempre cuidou e cuida de nós, mas temos de ter consciência de que Ele nos deixa livres para decidirmos o caminho que tomamos, se hoje não estamos bem, talvez seja porque tomamos um caminho equivocado no passado.

Pode ser que neste Natal que se aproxima estejamos no meio de dificuldades no relacionamento, com problemas financeiros ou de saúde. Talvez estaremos sem a presença física de uma pessoa querida, ou sem a fartura esperada de anos anteriores, quem sabe até com maior escassez. Talvez o presente que você tanto queria comprar para seu filho, sua esposa, seu marido, ainda tenha de continuar guardado na prateleira da loja.

Devemos sempre acreditar que o verdadeiro Natal é aquele que acontece no coração de cada um de nós e se chama Jesus, ele está por nascer novamente no seu, no meu coração. Desejo a você e sua família, um Santo e abençoado Natal, que a paz do menino Jesus lhe traga muita luz e paz de espírito!

Feliz Natal!

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *