médico

Cuidados rotineiros ajudam na prevenção do câncer de próstata

A convite da Liga de Combate ao Câncer de Bento Gonçalves, o Especialista em medicina do Estilo de Vida, André Moschetta, explica as principais mudanças de hábito que devem ser aplicadas no dia a dia

Embora o exame de toque e os demais testes clínicos sejam os principais recursos quando o assunto é prevenção do câncer de próstata, há uma série de hábitos que têm impacto direto no surgimento, ou não, da doença. Para elucidar as principais formas de prevenir esse que é o tipo de câncer mais comum entre os homens, a Liga de Combate ao Câncer de Bento Gonçalves convida médicos especialistas com o intuito de difundir informações e conscientizar sobre a importância da prevenção, especialmente pela campanha temática do ‘Novembro Azul’.

Atuante em projetos relacionados a medicina preventiva e educação em saúde, o médico André Luiz Moschetta, Especialista em medicina do Estilo de Vida, é um dos profissionais que levanta a bandeira da mudança de hábitos como forma de evitar a patologia – que somente em 2020 estima 70 mil novos casos no Brasil. “O câncer de próstata é o mais comum entre os homens, com incidência três vezes maior que o segundo colocado, de intestino. Sabemos que a genética tem um papel muito importante no surgimento dos casos, mas apenas 10% dos diagnósticos apresentam histórico da doença entre familiares de primeiro grau. Ou seja, pesquisas indicam fatores de risco para o desenvolvimento do câncer originários no estilo de vida do homem”, explica.

Por isso, aspectos cotidianos em quesitos como alimentação, prática de exercício físico, aumento de peso, estresse ou sono irregular podem ser o estimulo final para que o problema apareça na glândula que fica logo abaixo da bexiga, envolvendo o canal da urina. “Por ser um câncer que geralmente leva anos ou décadas para começar a incomodar, sua prevenção deve começar o mais cedo possível, envolvendo aspectos centrais do estilo de vida”, alerta.

Mudança de hábitos na rotina de prevenção

Evidenciando a importância e a praticidade da mudança de hábitos na tarefa de prevenir o câncer de próstata, Moschetta elenca algumas dicas simples e fáceis. Veja:

– Aprenda a saber se você tem andado muito estressado. Se estiver, tome atitudes para diminuir o problema, lide com ele e fale com um profissional de saúde de confiança. O estresse excessivo aumenta o risco de aparecimento do câncer.

– Valorize o sono. É durante o sono profundo, de boa qualidade, que o milagre da regeneração do organismo acontece. Dormir pouco (menos de sete horas por dia) ou mal (sentir-se com sono durante o dia) também facilita o aparecimento de cânceres, dentre eles o de próstata.

– Prefira alimentos de verdade, como são encontrados na natureza ou com o mínimo de processamento possível. Dê uma olhada no rótulo – se contiver mais de quatro ingredientes ou se você não souber o que um ingrediente significa, abra o olho, esse tipo de alimento pode ser muito prejudicial.

– Tente evitar gorduras de origem artificial, como a encontrada em alimentos industrializados (chocolates, sorvetes e salgadinhos, por exemplo) e as que passaram pelo processo de fritura (o ato de fritar gera substâncias cancerígenas). Desconfie de alimentos industrializados que não derretem ou estragam em temperatura ambiente, isso não é normal.

– Traga cor ao seu prato. Ao invés de ficar decorando que tipo de vitamina ou nutriente está em que tipo de alimento específico, procure se servir de pratos contendo alimentos com o maior número possível de cores, principalmente entre hortaliças, frutas, legumes, feijões e grãos. Dez cores no almoço e no jantar é um número muito bom. Alimentos vegetais vermelhos contêm licopeno, um nutriente antioxidante que auxilia no combate ao câncer, por exemplo.

– Não deixe de ingerir no dia a dia café, cacau ou chocolate no mínimo 70%, nozes, amêndoas, castanhas, azeite (de oliva), sementes na forma de snacks ou granolas. Esses alimentos são ricos em antioxidantes, que ajudam a proteger a próstata do estresse oxidativo, gerador de câncer.

– Diminua a ingestão de carne vermelha bem passada, grelhada, tostada, braseada ou preparadas em temperaturas mais altas, já que é bem conhecida a relação desse modo de preparo com o surgimento de elementos químicos causadores de câncer. A carne processada industrializada (nuggets, salsichas, hambúrgueres, presuntos, salames e similares) é considerada pela Organização Mundial da Saúde como um fator importante na causa do câncer.

– Evite ao máximo ganhar peso. Cada vez que você ganha peso além do normal (sobrepeso ou obesidade) são geradas substâncias que se relacionam com o câncer de próstata. Procure ajuda profissional.

– Carboidratos refinados e/ou processados, entre eles tudo o que é feito com farinha branca, incluindo polenta, se consumidos em excesso levam a mecanismos no interior de nosso corpo que podem resultar no câncer de próstata.

– Mantenha-se ativo. Caminhe, trabalhe em pé, evite o carro ou a moto, adquira a disciplina de fazer exercício. O mínimo recomendado para alcançar benefícios na prevenção do câncer é de um total de 150 minutos por semana de exercício moderado. Não importa o tipo de atividade, o que está valendo é se manter ativo.

– Procure relacionar-se com pessoas positivas, que lhe fazem bem e cultivam o autocuidado em saúde, e evite os “amigos de ocasião” ou os relacionamentos tóxicos, que lhe fazem mal. Participe de grupos, comunidades, associações.

– No caso de desenvolvimento de uma doença qualquer, seu organismo reagirá muito melhor e mais rapidamente se você não for fumante e não consumir bebidas alcoólicas em excesso. Atenção: a dose máxima de vinho recomendada para homens é de dois cálices médios (300 mL) e para mulheres um cálice médio (150 mL), mas o conselho para pessoas com predisposição hereditária ao câncer é de que não há quantidade segura de ingestão.

            Mobilização para conscientizar

Reforçando a necessidade de prevenção do câncer de próstata, a Liga de Combate ao Câncer de Bento Gonçalves tem proposto uma série de vídeo-depoimentos com especialistas para difundir informações sobre a importância do diagnóstico precoce, da adoção de um estilo de vida saudável como medida preventiva e, também, acerca dos atuais tratamentos para combate à doença e suas sequelas. Os vídeos estão sendo gratuitamente enviados às empresas da região durante o mês de novembro, para que possam ser replicados a seus colaboradores, criando uma rede positiva de disseminação da informação. Mais detalhes nos canais da Liga de Combate ao Câncer de Bento Gonçalves nas redes sociais (para saber mais, visite www.ligaccbg.com.br).

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *