azulcormaisuqnete

Confira cinco filmes para celebrar o Dia do Orgulho LGBT

Por Rodrigo De Marco

rodrigo@integracaodaserra.com.br

@sr_demarco 

Neste domingo (28) é celebrado o Dia Mundial do Orgulho LGBT, em homenagem a um dos episódios mais marcantes na luta da comunidade gay pelos seus direitos: a Rebelião de Stonewall Inn, ocorrida em 28 de junho de 1969, em Nova York. Para celebrar a data, o Integração da Serra indica cinco filmes que abordam a temática.

meninos não choram

Meninos Não Choram

Nacionalidade: EUA

Lançamento- 2000

Direção Kimberly Peirce

Sinopse

Saiba como Teena Brandon se tornou Brandon Teena e passou a reivindicar uma nova identidade, masculina, numa cidade rural de Falls City, Nebraska. Brandon inicialmente consegue criar uma imagem masculinizada de si mesma, se apaixonando pela garota com quem sai, Lana, e se tornando amigo de John e Tom. Entretanto, quando a identidade sexual de Brandon vem público, a revelação ativa uma espiral crescente de violência na cidade.

osegredo3

O Segredo de Brokeback Mountain

Nacionalidade: EUA

Lançamento: 2006

Direção: Ang Lee

Sinopse

Jack Twist (Jake Gyllenhaal) e Ennie Del Mar (Heath Ledger) são dois jovens que se conhecem no verão de 1963, após serem contratados para cuidar das ovelhas de Joe Aguirre (Randy Quaid) em Brokeback Mountain. Jack deseja ser cowboy e está trabalhando no local pelo 2º ano seguido, enquanto que Ennie pretende se casar com Alma (Michelle Williams) tão logo o verão acabe. Vivendo isolados por semanas, eles se tornam cada vez mais amigos e iniciam um relacionamento amoroso. Ao término do verão cada um segue sua vida, mas o período vivido naquele verão irá marcar suas vidas para sempre.

xxy

XXY

Nacionalidade: França, Espanha, Argentina

Lançamento: 2008

Direção: Lucia Puenzo

Sinopse

Alex (Inés Efron) nasceu com ambas as características sexuais. Tentando fugir dos médicos que desejam corrigir a ambigüidade genital da criança, seus pais a levam para um vilarejo no Uruguai. Eles estão convencidos de que uma cirurgia deste tipo seria uma violência ao corpo de Alex e, com isso, vivem isolados numa casa nas dunas. Até que, um dia, a família recebe a visita de um casal de amigos, que leva consigo o filho adolescente. É quando Alex, que está com 15 anos, e o jovem, de 16, sentem-se atraídos um pelo outro.

azul é a cor mais quente

Azul é a cor mais quente

Nacionalidade: França

Lançamento: 2013

Direção: Abdellatif Kechiche

Sinopse

Adèle (Adèle Exarchopoulos) é uma garota de 15 anos que descobre, na cor azul dos cabelos de Emma (Léa Seydoux), sua primeira paixão por outra mulher. Sem poder revelar a ninguém seus desejos, ela se entrega por completo a este amor secreto, enquanto trava uma guerra com sua família e com a moral vigente.

fantastica

Uma Mulher Fantástica

Nacionalidade: Chile, Alemanha, Espanha, EUA

Lançamento: 2017

Direção: Sebastián Lelio

Sinopse

Marina (Daniela Vega) é uma garçonete transexual que passa boa parte dos seus dias buscando seu sustento. Seu verdadeiro sonho é ser uma cantora de sucesso e, para isso, canta durante a noite em diversos clubes de sua cidade. O problema é que, após a inesperada morte de Orlando (Francisco Reyes), seu namorado e maior companheiro, sua vida dá uma guinada total.

Entenda a origem da data

Em 1969, esta data marcou a revolta da comunidade LBGT contra uma série de invasões da polícia de Nova York aos bares que eram frequentados por homossexuais, que eram presos e sofriam represálias por parte das autoridades.

A partir deste acontecimento foram organizados vários protestos em favor dos direitos dos homossexuais por várias cidades norte-americanas.

1ª Parada do Orgulho Gay foi organizada no ano seguinte (1970), para lembrar e fortalecer o movimento de luta contra o preconceito.

A Revolta de Stonewall Inn é tida como o “marco zero” do movimento de igualdade civil dos homossexuais no século XX.

A sigla LGBTQI+

  • Atualmente, o termo mais usado para se referir à comunidade é LGBTQI+, registrado em 1996. Após discussões, foi incluído o símbolo + para representar qualquer outra pessoa que não esteja presente nas iniciais. Confira:
  • Lésbica: Mulheres que sentem atração sexual ou sentimental por outras mulheres.
  • Gay: Homens que sentem atração sexual ou sentimental por outros homens. O termo também pode ser utilizado para mulheres homossexuais.
  • Bissexual: Pessoas que sentem atração (afetiva ou sexual) por ambos os sexos.
  • Transsexual ou Travesti: São pessoas que se identificam com um sexo diferente do seu nascimento. Por exemplo: uma pessoa que nasceu com o sexo biológico masculino, mas se identifica como mulher, é uma mulher transgênero.
  • Queer ou não-binário: Pessoas que se identificam com um gênero próprio seu, independentemente da sua genitália. Ou seja, a pessoa não se define nem como homem, nem como mulher, mas transita entre eles.
  • Intersex: Indivíduos com diferenças congênitas nas características sexuais físicas – o que antigamente era chamado de hermafrodita.
  • E ainda: 
  • Assexual: É a falta de atração sexual, ou falta de interesse em atividades sexuais — pode ser considerada a ‘falta’ de orientação sexual.
  • Pansexual: É a atração sexual ou romântica por qualquer sexo ou identidade de gênero.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *