Procura por livros na Biblioteca Pública Castro Alves aumentou em 2019

Em 2019, a Biblioteca Pública Castro Alves registrou um aumento no número de empréstimos em 10% a mais que em 2018. No último ano, foram contabilizados 5.678 empréstimos de livros e, de acordo com a bibliotecária Paula Porto Gautério, “mesmo em um período de crise de público nas Bibliotecas Públicas de todo Brasil, acredito que os fatores que contribuíram para um aumento no número de empréstimos na Biblioteca Pública Castro Alves sejam um intenso trabalho de incentivo à leitura, através dos projetos e atividades culturais desenvolvidos durante todo o ano”.

A Biblioteca Pública Castro Alves, (localizada na Rua Barão do Rio Branco, 123, bairro Centro) tem uma estrutura que conta com espaços, utilizados pela comunidade, como Periódicos, Referência (setor responsável pelo atendimentos às pesquisas), Juvenil, Hemeroteca (arquivo de jornais locais), Telecentro, Memória Literária (reúne a produção literária do município livros de escritores nascidos ou residentes em Bento Gonçalves), Acervo Especial (reúne livros raros e/ou valiosos, retirados do acervo geral, visando sua preservação), Biblioteca Infantil e Setor de Projetos e Eventos.

O Telecentro, inclusive, teve um aumento no número de pessoas atendidas em 2019 que totalizou 2.315. Um aumento de 20% se comparado ao mesmo período de 2018. O espaço integra o Programa de Inclusão Digital do Ministério das Comunicações, democratizando o acesso às tecnologias de informação e conta com seis computadores.

A participação da Biblioteca com a comunidade vai além de seu local, indo de encontro com um público que tem pouco acesso à instituição, realizando atividades como a contação de histórias e dinâmicas para o grupo de idosos do Lar do Ancião. Paula comenta que foi um momento especial onde “pudemos estreitar nossos laços com esse público e fazer atividades manuais relacionadas ao tema da contação de história, permitindo estabelecer um universo compartilhado entre a imaginação e a criatividade”.

Também a Biblio, como é carinhosamente chamada, marcou presença em eventos como a 5ª Feira do Livro Infantil do Sesc, e promoveu ação como a Semana do Livro, Balaio da Saúde Literária, Leitura em Movimento e cinco edições do projeto “Falando Sobre”, que debateu assuntos como Meio Ambiente, Autismo, Religiões, Agrotóxicos e Depressão. Firmou parceria com o Jovem Aprendiz e desenvolveu ações temáticas para o Dia da Mulher, Dia dos Namorados e Arraiá do Museu, entre outros.

O secretário da Cultura, Evandro Soares ressalta que “é preciso cada vez mais descentralizar as ações e atividades e levar esse universo do Livro e da Leitura para diferentes pontos da cidade e públicos, de todas as idades e interesses. A Biblioteca é um pólo difusor de conhecimento, informação e cultura e a comunidade precisa se apropriar dela. Assim sendo, as atividades ampliaram o diálogo e a participação cidadã estabelecendo uma relação profícua e duradoura”.

biblioteca

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *