Capa-coletânea-Sons-que-vêm-da-Serra-486x486

Coletânea “Sons que Vêm da Serra” será lançada nesta quinta-feira

A banda bento-gonçalvense “Os Bardos da Pangeia” é um dos nomes presentes no disco

Nesta quinta-feira, dia 14, ocorre o lançamento da coletânea “Sons que Vêm da Serra”, reunindo uma gama de artistas da Serra Gaúcha. Um dos destaques fica por conta da banda bento-gonçalvense, “Os Bardos da Pangeia”, que com a música “Torre de Babel”, completa o mix de artistas que fazem parte da coletânea.

O projeto foi selecionado pela Natura Musical em edital de 2018 com financiamento da Lei de Incentivo à Cultura Pró-Cultura RS por meio da Secretaria de Estado da Cultura e do Governo do Estado do Rio Grande do Sul. A idealização e produção ficou por conta do selo Honey Bomb Records.

Além de contar com Os Bardos da Pangeia, o álbum terá ainda nomes como, Slam das Manas, Gabrre, o encontro entre duas gerações com Maria Rita Stumpf e João Gôsto, Jagunço, Araucana, OLO, Bloco da Ovelha, TeTo, e também uma parceria entre a banda Não Alimente os Animais e o senegalês Mohamed Aw.

Os Bardos da Pangeia

Os Bardos da Pangeia é um projeto do artista Ernani Cousandier, um dos precursores da canção autoral na Serra Gaúcha (além de quadrinista, escritor e artista plástico).

A banda mescla várias vertentes, rock, soul, latinidade, samba, progressivo, resultando em uma salada sonora e uma batucada colorida, denominada pela própria banda como o “Som da Pangeia”.

A banda lançou o single Putz, que mundo insano (agosto 2018) em clipe disponível no youtube, como prévia do álbum “A máquina está grávida”, lançado no final de 2018.

A banda transita no campo independente e alternativo.

os bardos da pangeia 2

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *