Estudo da CDL POA apresenta perfil das crianças da geração alfa, aquelas nascidas a partir de 2010

Estimativa é de que o Dia das Crianças de 2019 tenha um volume de vendas de até 2,7% a mais do que no último ano, com ticket médio de R$ 232

Eles são espertos, multitarefas, têm facilidade para interagir com a tecnologia. Também praticam esportes, dança, estudam idiomas, artes, música e aprendem sobre programação no horário inverso ao da escola. Por outro lado, boa parte delas não ajuda nas tarefas domésticas e está sujeita a se tornar egoísta, solitária e a esperar gratificação instantânea. Essas são algumas das características das crianças da geração alfa, as nascidas a partir de 2010, segundo estudo especial da Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre (CDL POA) que analisou 412 famílias de diferentes classes sociais. Além de identificar perfis de comportamento em crianças de zero a nove anos, o levantamento – aferido pela Vitamina Pesquisa – mostrou – que o Dia das Crianças deste ano deverá movimentar entre 1,7% e 2,7% a mais do que no mesmo período do ano passado.

Brinquedos seguem como o presente mais desejado, com 56% das intenções de compra, seguido de roupas (21%) e dinheiro em espécie (5%), o que evidencia um aumento da autonomia e do empoderamento infantil. De acordo com a pesquisa, a maioria das compras deverá ser paga à vista, sendo 44% em dinheiro e 31% no cartão de débito. Outros 16% pretendem comprar com cartão de crédito parcelado; 6% com cartão de crédito em uma única parcela; 2% no prazo, em cartão da loja ou no crediário, e 1% à vista em cheque.

“Tais projeções são consistentes com a evolução recente da economia, cuja retomada ainda é gradual. Por outro lado, acreditamos que os primeiros saques parciais das contas inativas do FGTS, a inflação estável e o efeito defasado da redução na taxa Selic sobre o nível de atividade são os principais elementos positivos no curto prazo”, explica o economista-chefe da CDL POA, Oscar Frank.

O ticket do Dia das Crianças subiu 15% em relação a 2018 e chega a R$ 232 para a média de todos os presentes. “Esta é a data comemorativa que apresentou maior aumento em relação aos anos anteriores. Tomando como base os demais estudos que fizemos em 2019, observamos que o Dia das Mães e o Dia dos Namorados aumentaram o ticket em menos de 10%, enquanto que o ticket do Dia dos Pais até recuou”, explica o presidente da CDL POA, Alcides Debus.

O estudo mostrou que o ticket médio dos meninos é superior ao das meninas: R$ 240,74 contra R$ 213,26. Também foi verificado que os homens, as pessoas com idade entre 35 e 49 anos e os indivíduos da classe B são os mais dispostos a gastar. A média de presentes adquiridos por consumidor ficou em 1,8. Filhos (41%), afilhados (26%), netos (15%) e sobrinhos (13%) lideram o ranking de quem deverá ser presenteado na data.

geração alfa

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *