13 clássicos do terror para assistir nesta sexta-feira 13

Por Rodrigo De Marco 

[email protected] 

Hoje é sexta-feira 13, data que flerta com o imaginário dos aficionados por histórias de horror e o universo paralelo repleto de mistérios. Para os fãs do cinema de terror também é uma oportunidade para rever clássicos e conhecer novas obras do gênero. É pensando nesses leitores que o Integração da Serra preparou uma lista de 13 longas que marcaram gerações e continuam sendo cultuados entre os cinéfilos. Quem nunca adentrou madrugadas para vibrar com as garras de Freddy Krueger? A mescla entre sonho e realidade é a grande tônica da história. Esse é apenas um dos personagens que pintarão na lista que preparamos para se divertir nesta sexta-feira 13. Ótimos filmes e boa noite.

o exorcista

O Exorcista

Ao criar uma lista com clássicos do terror não tem como deixar de fora um dos maiores clássicos de todos os tempos, não apenas do gênero, mas da história do cinema mundial. O Exorcista apavorou, surpreendeu e levantou muita polêmica com religiosos. Não é à toa que isso aconteceu, já que se trata do primeiro trabalho cinematográfico voltado ao tema do exorcismo, na época tratado com extremo sigilo pela Igreja Católica. O longa foi dirigido por William Friedkin e escrito por William Peter Blatty, baseado no livro homônimo de sua autoria. O filme aborda a possessão demoníaca de uma garota de 12 anos. O livro de Blatty teve inspiração no exorcismo de um garoto de 14 anos de idade, documentado em 1949.

Sinopse

Em Georgetown, Washington, uma atriz vai gradativamente tomando consciência de que a sua filha de doze anos está tendo um comportamento completamente assustador. Deste modo, ela pede ajuda a um padre, que também é um psiquiatra, e este chega a conclusão de que a garota está possuída pelo demônio. Ele solicita então a ajuda de um segundo sacerdote, especialista em exorcismo, para tentar livrar a menina desta terrível possessão.

Direção: William Friedkin

Lançamento: 1974 (2h 01 min)

texas-chainsaw-massacre-1974

O Massacre da Serra Elétrica

Um dos slashers mais famosos e aterradores é sem dúvida, O Massacre da Serra Elétrica. O longa de produção independente foi dirigido por Tobe Hooper. O enredo gira em torno de dois irmãos que viajam com seus amigos ao Texas com o objetivo de verificar o túmulo supostamente vandalizado de um parente; porém, no caminho até o local, são atacados por uma família de canibais. Hooper concebeu a ideia do filme depois de ter acompanhado a cobertura da mídia com relação aos atos de violência em andamento na cidade de San Antonio, além das mudanças no panorama cultural e político da época; pequenos detalhes da trama, como o personagem Leatherface, foram inspirados pelos crimes do assassino em série Ed Gein (1906-1984). A maior parte do elenco era formada por atores até então desconhecidos do grande público e sem experiência anterior com cinema. Esse foi apenas o primeiro filme da franquia, que inclui até mesmo remakes.

Direção: Tobe Hooper

Lançamento: 1974 (84 min)

a profecia

A Profecia

As crianças fizeram história atuando em filmes de terror. Em 1976 uma, em especial, brilhou nas telas de cinema encarnando um menino enviado pelo próprio demônio e que começa a deixar um rastro de sangue por onde passa. O filme foi dirigido por Richard Donner e é baseado no livro de David Seltzer. O filme recebeu criticas positivas, incluindo a nota 86% no site americano cinematográfico Rotten Tomatoes, tornando-se um clássico para o gênero do terror.

Sinopse

Um diplomata americano preocupado em não chocar a esposa, em virtude da morte do seu filho ao nascer, lhe oculta o fato e adota um recém-nascido de origem desconhecida. Mortes misteriosas começam a cercar a família do homem, que sem saber, pode estar criando o AntiCristo em pessoa.

Direção: Richard Donner

Lançamento: 1977 (1h 51 min)

halloween-600x400

Halloween- A noite do terror

O primeiro slasher da história do cinema pede passagem. Isso mesmo, Halloween é um marco do terror do final dos anos 1970. O filme foi filmado em 1978 e lançado no mesmo ano provocando um verdadeiro êxtase no público. A grande estrela da história é o assassino serial, Michael Myers. Para muitos fãs de Halloween, o filme foi a grande inspiração para a criação do outro aclamado filme do gênero. Estou me referindo de Sexta-Feira 13, lançado também em 1980. Um fato curioso é que o orçamento de Halloween foi tão baixo que não existiu nem mesmo figurinistas. Os próprios atores usavam as próprias roupas nas filmagens. A máscara para o personagem Michael Myers foi comprada numa loja de bairro por um preço simbólico numa loja que ficava no bairro onde o filme foi filmado.

Sinopse:

Michael Myers (Tony Moran) é um psicopata que vive em uma instituição há 15 anos, desde quando matou sua própria irmã. Porém, ele consegue fugir de seu cativeiro e retorna à sua cidade natal para continuar seus crimes na localidade que, aterrorizada, ainda se lembra dele.

Direção: John Carpenter

Lançamento: 1978 (1h 31 min)

Terror-em-Amityville-1979-1

Terror em Amityville

O final dos anos 1970 foi balançado com a estreia de um filme que causou um misto de euforia e pavor. A história baseada numa chacina ocorrida em 1974 ganhava as telas de cinema, após o lançamento do livro de mesmo nome lançado em 1977. A história gira em torno da família Lutz, que compra uma casa por uma bagatela num bairro de classe média de Nova Iorque e que dias após se mudarem para o imóvel começam a ser perturbados por uma força sobrenatural na casa. A família em questão deixou a casa após apenas 27 dias de estadia. O horror que pinta a casa de vermelho começa em 1974 quando um jovem mata a família toda naquele mesmo imóvel. O assassinato inspirou um livro e posteriormente o filme.

Sinopse

13 de novembro de 1974. Em Amityville, um pai, uma mãe e os filhos foram assassinados sem motivo aparente, por um dos filhos do casal. Um ano depois a casa é habitada pela família Lutz, que gradativamente descobre que o novo lar é possuído por um espírito demoníaco. Assim eles passam a conviver com um medo da morte cada vez maior.

Direção: Stuart Rosenberg

Lançamento: 1979 (1h 54 min)

sexta_feira_13_1980_plano_critico-599x400

Sexta-Feira 13

Os anos 1980 foram um deleite para a imaginação e a década do nascimento dos assassinos em série mais famosos da história do cinema. O outro filme que figura entre o gênero é o próprio Sexta-Feira 13. Com uma produção de baixo orçamento o longa está longe de agradar a todos. Nesse primeiro filme da franquia o assassino não aparece nas telas, deixando o público ainda mais apreensivo e curioso. O famoso Jason Voorheese só seria conhecido em Sexta-Feira parte III. Um fato curioso é que o lançamento não agradou a críticos, que o classificaram entre um dos piores filmes daquele ano. Na época recebeu duas indicações para o Framboesa de ouro (premiação dos piores filmes). Foi por pior filme e pior atriz coadjuvante (Betsy Palmer). Mesmo com as ressalvas, é um título importante para entender a origem da história que culmina com uma das franquias mais famosas do cinema.

Direção: Sean S. Cunningham

Lançamento: 1980 (1h 36 min)

O Iluminado (1)o iluminado

O Iluminado

Considerado o filme de terror mais assustador de todos os tempos… pelos exagerados fãs da história, O Iluminado acelera os batimentos cardíacos de quem assiste. O longa carrega uma carga pesada de drama, suspense e claro, terror. O filme é dirigido por Stanley Kubrick, com roteiro de Diane Johnson e do próprio Kubrick baseado no romance homônimo de Stephen King. Embora a resposta inicial para o filme tenha sido mista, a avaliação posterior da crítica ficou mais favorável e agora está classificado entre os maiores filmes de terror, enquanto alguns consideram um dos maiores filmes de todos os tempos. O diretor de cinema, Martin Scorsese, escrevendo para o The Daily Beast, classificou-o como um dos 11 filmes mais assustadores de todos os tempos.

Sinopse

Durante o inverno, um homem (Jack Nicholson) é contratado para ficar como vigia em um hotel no Colorado e vai para lá com a mulher (Shelley Duvall) e seu filho (Danny Lloyd). Porém, o contínuo isolamento começa a lhe causar problemas mentais sérios e ele vai se tornado cada vez mais agressivo e perigoso, ao mesmo tempo em que seu filho passa a ter visões de acontecimentos ocorridos no passado, que também foram causados pelo isolamento excessivo.

Direção: Stanley Kubrick

Lançamento: 1980 (2h 23 min)

 

lobisomemum-lobisomen-americano-750x380

Um lobisomem Americano em Londres

É um filme angloamericano de 1981 dos gêneros horror e humor negro, escrito e dirigido por John Landis. O filme venceu o Oscar de melhor maquiagem e o prêmio Saturn Award, como melhor filme de horror de 1981. Curiosamente, esta foi uma das três produções cinematográficas lançadas em 1981 sobre lobisomens. As outras foram The Howling e Wolfen. Depois de anos o filme continua com fãs, que o consideram um “cult” clássico.

Sinopse

David Kessler (David Naughton) e Jack Goodman (Griffin Dunne) são colegas de colégio, que vieram dos Estados Unidos para conhecer a Inglaterra. Pedindo carona nas estradas, eles chegam a uma pequena cidade. Lá vão ao bar, sendo friamente recepcionados pelos moradores locais. A situação piora ainda mais quando Jack pergunta o porquê do local ter velas e um pentágono na parede. Ao deixar o local, eles caminham por uma estrada deserta e enevoada. Logo percebem que um animal está cercando-os. Jack é então atacado por um enorme lobisomem, tendo seu corpo dilacerado. David foge, mas é também atacado. Ele fica apenas com cortes no rosto e nos ombros, o suficiente para que se transforme em um lobisomem.

Direção:  John Landis

Lançamento: 1981 (1h 37 min)

a_hora_do_pesadelo_1984_plano_critico_2

A Hora do Pesadelo

Posso dizer que esse é um dos meus filmes prediletos do gênero slasher. O grande mérito da história fica por conta do assassino serial Freddy Krueger, que ataca suas vítimas nos sonhos. O filme foi dirigido e escrito pelo mestre do terror Wes Craven, e o primeiro filme da franquia A Hora do Pesadelo. Wes Craven produziu o longa com um orçamento estimado de apenas 1,8 milhão de dólares, investimento que o filme arrecadou na sua primeira semana de exibição nos cinemas. Ao todo, o filme conseguiu arrecadar 25,5 milhões de dólares nas bilheterias americanas. A Hora do Pesadelo foi recebido com elogios críticos e passou a ter um impacto muito significativo sobre o gênero horror, gerando uma franquia que consiste em uma linha de sequências, uma série de televisão , uma passagem com sexta-feira 13, para além de vários outros obras de imitação; um remake do mesmo nome foi lançado em 2010.

Direção: Wes Craven

Lançamento: 1984 (91 min)

o brinquedo assassino

O Brinquedo Assassino

Chucky, sem dúvidas, é um dos personagens que me aterrorizaram crianças no mundo todo. Quem nunca ficou de luz acesa após ver as matanças de Chucky na televisão. O boneco assusta, e muito. dirigido e co-escrito por Tom Holland e produzido por David Kirschner a partir de uma história de Don Mancini. É o primeiro filme da série Child’s Play onde é apresentado o personagem Chucky.

Sinopse

Um serial killer é morto em um tiroteio com a polícia, mas antes de morrer utiliza seus conhecimentos de vodu e transfere sua alma para um boneco. Um menino ganha exatamente este brinquedo como presente da sua mãe. O menino tenta alertar que o boneco está vivo, mas sua mãe e um detetive da polícia só acreditam nele após o brinquedo ter feito várias vítimas. Mas o boneco está realmente interessado é no garoto, pois só no corpo dele poderá continuar vivo, e isto coloca a criança em grande perigo.

Direção: Tom Holland

Lançamento: 1989 (1h 27 min)

Entrevista_com_o_vampiro-770x521

vampire

Entrevista com o vampiro

Um dos clássicos filmes de vampiro (e o meu preferido) e um dos mais cultuados de todos os tempos. Estrelando Tom CruiseBrad PittAntônio BanderasChristian Slater e Kirsten Dunst, o filme foi lançado em novembro de 1994, recebendo críticas positivas e indicação ao Oscar para os prêmios de melhor direção e de melhor trilha sonora. Kirsten Dunst foi ainda indicada ao Golden Globe por melhor atriz coadjuvante.

Sinopse

São Francisco, anos 1990. Um jornalista entrevista um jovem que afirma ser vampiro, narrando suas experiências dos últimos 200 anos. Em flash-back, conhecemos Louis de Pointe du Lac (Brad Pitt), um homem que perdeu a mulher, morta durante o parto, e a vontade de viver. Com a ajuda de uma criatura da noite, Lestat de Lioncourt (Tom Cruise), ele se torna um vampiro e precisa aprender uma nova forma de vida.

Direção: Neil Jordan

Lançamento: 1994 (2h 03 min)

Pânico-1996-5

Crítica-Pânico-1996-2

Pânico

O filme que é do subgênero slasher foi escrito por Kevin Williamson e dirigido por Wes Craven. O longa revitalizou o gênero nos anos 1990, utilizando um conceito que combinava cenas assustadoras com diálogos que satirizavam os clichês dos filmes de terror e foi considerado o único no momento da sua estreia em que os personagens estavam cientes de filmes de terror no mundo real. Baseado, em parte, no caso Gainesville RipperPânico foi inspirado pela paixão de Williamson por filmes de terror, especialmente Halloween (1978). O roteiro, originalmente intitulado Scary Movie, foi comprado pela Dimension Films e foi renomeado pela The Weinstein Company um pouco antes de completarem as filmagens. A produção enfrentou problemas de censura com a Motion Picture Association of America e dificuldades com moradores durante as filmagens no local.

Sinopse

Sidney Prescott (Neve Campbell) começa a desconfiar que a morte de dois estudantes está relacionada com o falecimento da sua mãe, há cerca de um ano. Enquanto isso, os jovens da pacata cidadezinha começam a receber ligações de um maníaco que faz perguntas sobre filmes de horror. Quem erra, morre. As perguntas seguem uma lógica que será desvendada numa grande festa escolar.

Direção: Wes Craven

Lançamento: 1996 (1h 50 min)

bbbbb

A Bruxa de Blair

É um filme norte-americano de 1999 em forma de pseudo documentário, escrito e dirigido por Daniel Myrick e Eduardo Sánchez. Em sua terceira semana de exibição, entre 14 e 16 de agosto do ano de estreia, o filme fez sucesso nas bilheterias e atingiu um faturamento de mais de US$ 107 milhões. Alcançou os US$ 140 milhões. É um dos 100 filmes americanos de maior faturamento de todos os tempos. Muitas pessoas que assistiram o longa na época pensavam se tratar de uma história real (eu inclusive me incluo nessa lista).

Sinopse

Três estudantes de cinema embrenham-se nas matas do estado de Maryland para fazer um documentário sobre a lenda da bruxa de Blair e desaparecem misteriosamente. Um ano depois, uma sacola cheia de rolos de filmes e fitas de vídeo encontrada na mata. As imagens registradas pelo trio dão algumas pistas sobre seu macabro destino.

Direção: Daniel MyrickEduardo Sanchez

Lançamento: 1999 (1h 18 min)

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *