Agroindústrias familiares festejam bons resultados na ExpoBento e Fenavinho

A 29ª ExpoBento e 16ª Festa Nacional do Vinho foram sinônimos de sucesso não apenas para os negócios, mas também para as agroindústrias familiares do Município. Há mais de sete edições, os produtos locais fazem parte dos estandes da Feira. Este ano, 11 agroindústrias cadastradas no Selo Sabor de Bento participaram de ambas as atrações. O espaço foi disponibilizado gratuitamente pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal da Agricultura.

Os estabelecimentos Piccola Cantina e Porão do Vale, produtoras de vinho colonial, comercializaram juntas uma média de R$ 30 mil. Sandro Vicentini, sócio proprietário do Porão do Vale, destacou que esta é a primeira edição que a família participa. “Superou minhas expectativas, não esperava um movimento e uma procura pelo vinho tão grandes. Com certeza iremos participar no ano que vem”, garante.

Diva Flamia, da Piccola Cantina, também afirma que a participação foi excelente, resultando em uma venda de 1.500 garrafas de vinho colonial.

Além disso, o comércio gerou também contatos além dos eventos. “Participamos há muitos anos. Porém neste, inovamos colocando, além de geleias, farináceos como pães e biscoitos, e o resultado foi muito positivo. Inclusive turistas já entraram em contato conosco, solicitando os produtos. Isso é muito bacana”, destaca a sócia proprietária da Casa Rebello, Edilce Rebello.

Nos dez dias de evento, se destacaram as diversas opções de cucas, biscoitos, pães, chimias, entre outros produtos coloniais. A Administração Municipal busca incentivar os agricultores em toda a cadeia produtiva, valorizando a produção local.

Sucesso garantido

Localizada na Linha Natividade, no distrito de Faria Lemos, a agroindústria Ovos Polônia é a primeira do município cadastrada no Serviço de Inspeção Municipal (SIM), por comercializar produtos de origem animal, e também no programa Selo Sabor de Bento, pois utiliza o talão do produtor rural para emissão de notas.

A proprietária Adriana Szablewski Herpich ficou extremamente contente com a oportunidade de participar do evento pela primeira vez. “Esta primeira experiência foi excelente, ficamos encantados. Como não tínhamos nos programado, por sermos iniciantes, não levamos muitos ovos para a feira, mas vendemos tudo o que tinha. Quem não comprou, pegou o nosso contato. Porém, isso vale para melhorarmos nas próximas. Só de chegar até ali, como iniciantes, temos motivos de sobra para agradecer, inclusive a Prefeitura, através da Secretaria de Agricultura, que sempre deu muito apoio e suporte”, pontua.

Os ovos produzidos são oriundos das chamadas “galinhas felizes”, ou seja, não são criadas em gaiolas e vivem soltas, o que gera um produto mais saudável e orgânico. Além disso, a alimentação delas também é pensada para que o produto final traga mais benefícios ao consumidor. “Com esse sucesso da ExpoBento e Fenavinho e mais a participação no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), precisaremos aumentar a nossa quantidade de aves”, brincou Adriana.

Foto: José Estefanon

gastronomia

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *