“Pela Luz dos Meus Olhos”

 

Projeto reúne deficientes visuais para produção de música, contos e poesia

Há oito anos o projeto “Pela Luz dos Meus Olhos” transforma a vida de bento-gonçalvenses deficientes visuais. O projeto, coordenado por Cristiane Ramos e com a participação de Márcio De Bortoli e Luciano Salerno, trabalha música, contos e poesia com os participantes. O grupo se reúne uma vez por semana na Associação dos Deficientes Visuais de Bento Gonçalves (ADVBG). Sem depender de verba pública, o projeto atinge seus objetivos através de parcerias. Em dezembro do último ano, os participantes do projeto gravaram o clipe da
música “Pela Luz dos Meus Olhos”, com produção e arranjo musical de Diego Guerra, da Produtora 3 em 1, feito de forma voluntária.

Também em 2018 foi lançado um livro contando a história de como cada participante perdeu a visão e também com contos e poesias. São poesias feitas por eles e alguns contos escritos por Márcio De Bortoli, baseados em fatos verídicos, contados de forma divertida”, diz Cristiane.

“Comecei contando histórias infantis, era uma forma de descontrair. A partir disso, eles foram instigados a escrever poesias. Nesse meio tempo, tivemos a parceria de Rodrigo Soltton, que nos levou a um estúdio para gravar as poesias”, recorda.

O grupo também faz apresentações. A próxima será no dia 7 de julho, em Farroupilha, num almoço beneficente, que visa arrecadar fundos para o tratamento de Manuelly Stopiglia, de 3 anos, que nasceu com extrofia vesical, um defeito congênito que consiste de uma má formação da bexiga e uretra.

Superando desafios

“Em 2010 eu pedi ao Pedro Júnior da Fontoura, poeta bento-gonçalvense, para me ceder algumas poesias. Um dia ele foi na Associação com várias poesias e percebeu que tinha um monte de gente lá e ficou conversando com o pessoal. Dessa forma começamos a nos envolver com esse universo, participamos da Feira do Livro. Nessa época o Pedro nos apresentou a Cris”, recorda Mauro Larentis, hoje com 63 anos, que convive com a cegueira desde os 45 anos.

Mauro Larentis é um poeta, ávido pela música e o universo das letras. Sua vida ganhou um episódio especial através do projeto “Pela Luz dos Meus Olhos”.

Larentis lembra que a adaptação após perder a visão não foi fácil, mas que a força de vontade de mudar proporcionou que conhecesse novas opções e passasse a adotar outros hobbies. Ele destaca a importância da família para superar os desafios.

“Perdi a visão em um acidente. Quando eu enxergava tinha um sistema de vida, que depois mudou. É como ser uma criança recém-nascida, tem quem se adaptar tudo de novo, reiniciar. Só com o tempo se consegue filtrar as ideias. O pessoal do projeto me ajudou bastante. A primeira coisa é a pessoa procurar ajuda, porque sozinho não se consegue ir a lugar nenhum. Também é importante ter um psicólogo e o empenho da família, importantes no processo de readaptação”, salienta.

Contatos com Cristiane (54) 99937-3304 ou Márcio (54) 98149-9997.

Foto: Rodrigo De Marco

Matéria projeto para deficientes visuais (1)

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *