População pode auxiliar forças policiais com contribuição espontânea ao Consepro

Taxa de R$ 15 pode ser paga junto ao IPTU, gerando benefícios às polícias em equipamentos e em tecnologia

Bento Gonçalves é exemplo e referência pelo engajamento comunitário e pelas redes de parceria que têm rendido resultados vistosos. Uma das uniões mais representativas estabeleceu-se entre o Consepro, os empresários, as entidades e a população do município – em 2017, eles foram responsáveis por injetar quase R$ 1 milhão em projetos de segurança coordenados pelo órgão.

Em mais um movimento importante para auxiliar as forças policiais da cidade, o Consepro cria uma força-tarefa de sensibilização social, convidando os bento-gonçalvenses a colaborarem com o trabalho em prol da segurança no município.

Junto com o Imposto Predial e Territorial Urbano, uma guia de contribuição espontânea no valor de R$ 15 foi emitida como oportunidade de ajudar o Consepro a continuar financiando o trabalho das polícias. “Todo dinheiro arrecadado será aplicado na segurança pública, para que nossas policiais consigam trabalhar melhor, estarem mais presente na rua e com maior capacidade de investigação. O benefício é direto para toda a população”, explica o presidente do Consepro, José Carlos Zortea.

Essa mesma estratégica foi adotada em 2017. Naquele ano, a comunidade contribuiu com R$ 33,8 mil ao Consepro. Os recursos auxiliaram para o rateio de investimentos em combustível, em equipamentos de proteção e até em veículos para órgãos como a Brigada Militar e a Polícia Civil.

O que é feito com as doações

A modesta contribuição individual se transforma em um aporte, muitas vezes, fundamental para viabilizar a atuação das forças policiais. “A ajuda do Consepro nos proporcionou grandes avanços tecnológicos, com o monitoramento eletrônico, por exemplo. Também teve o apoio na renovação da frota de veículos, na manutenção de viaturas, e isso faz grande diferença no nosso trabalho. Os recursos que chegam até a Brigada oportunizam um retorno que pode ser visto nas ruas, com a Brigada tendo mais condição de trabalho e sendo mais eficiente”, diz o capitão Diego Caetano, do 3º Batalhão de Policiamento de Áreas Turísticas (3º BPAT).

Crédito Arquivo Ascom Davi Da Rold

O titular da Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), delegado Arthur Reguse, endossa a opinião do oficial militar e diz que a contribuição do Consepro, além de ajudar na manutenção dos serviços, fortalece o poder de investigação da Polícia Civil. “Nós não temos autonomia financeira orçamentária, então o trabalho do Consepro é muito importante no auxílio aos atendimentos e às necessidades prementes da delegacia. Em 2018 fomos contemplados com uma viatura nova e tivemos troca de equipamentos que permitiu avanços tecnológicos. Espero que boa parte da população tenha condições de contribuir com esses R$ 15”, diz o delegado.

Para o secretário municipal da Segurança, José Paulo Marinho, a comunidade tem um papel importante na construção de uma sociedade mais segura. “Nossa própria Constituição estabelece a segurança como sendo dever do Estado, mas de responsabilidade de todos”, observa. “Portanto, nós, como cidadãos, também temos a responsabilidade para tentar fomentar a segurança, que necessita constantemente ser mantida. O Consepro tem ajudado muito, junto com o poder público e toda comunidade, a oportunizar uma forma de auxiliar a segurança pública”, comenta Marinho.

Como doar

O Consepro é uma fundação que atua no auxílio aos órgãos policiais e é formado por representantes voluntários de diversas entidades de classe de Bento Gonçalves. Na condição de fundação, tem o exercício de suas atividades periodicamente auditado pelo Ministério Público, o que garante a lisura e transparência de suas operações. O cidadão pode colaborar pagando o boleto de R$ 15,00 que está sendo encaminhado junto ao carnê do IPTU. Também é possível fazer doações de outras importâncias. Mais informações sobre o trabalho desenvolvido e também sobre outras formas de colaborar podem ser obtidas pelo fone (54) 3452-6920.

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *