Bento registra o maior número de agroindústrias de vinhos, sucos ou produtos vegetais do Estado

Cenário de desenvolvimento de pequenos negócios é crescente na Capital do Vinho

Bento Gonçalves se consolida como um dos maiores incentivadores da produção da agricultura familiar. Das 1,2 mil agroindústrias existentes no Estado, 29 estão instaladas na cidade, o que faz com que a Capital do Vinho seja um dos municípios que mais possuem agroindústrias. Relacionadas à confecção de produtos vegetais, sucos ou vinhos, o Município é pioneiro no Rio Grande do Sul, contando com 21 estabelecimentos.

A atual Administração trabalha na valorização dos produtores desde 2013, a partir da instituição do Programa Municipal de Agroindústria Familiar (PMAF), por meio da Lei Municipal nº 5.553, que tem o intuito de apoiar os pequenos empreendimentos rurais pelo processo de legalização e atividades de incentivo e divulgação.

No mesmo ano, outro importante avanço foi a criação do Selo Sabor de Bento, que tem por finalidade agregar valores aos produtos da agroindústria e estimular o consumo, viabilizando a ampliação de mercado e a competitividade, por meio da certificação de qualidade.  Atualmente, o programa possui 22 pequenos negócios cadastrados e mais sete em processo de regularização.

IMG_0141 2

A produtora Anita Marcolin é uma das beneficiadas pelo Selo e atua há 19 anos na produção de sabores regionais, que são comercializados na Casa do Vinho, e também que servem de cardápio em uma escola do interior e no Salão da Comunidade. “A Prefeitura e a Emater sempre nos incentivaram. Estiveram nos ajudando e apoiando para mostrar nossos produtos, que são de qualidade, naturais e sem conservantes, revelando o sabor caseiro do que fazemos com amor. Só temos a agradecer”, relatou.

O coordenador do Serviço de Inspeção Municipal (SIM) – setor que fiscaliza os estabelecimentos registrados no programa –, Cristiano Selbach, ressalta que o destaque do nosso município se deve a um trabalho sério desenvolvido pela Secretaria de Agricultura, em parceria com a Vigilância Sanitária Municipal e Emater/RS-Ascar/BG. “Esta parceria entre as entidades é reflexo da criação do programa municipal de agroindústria familiar, sendo o único município do Rio Grande do Sul a possuir uma iniciativa específica para essa atividade. Os frutos desse trabalho podem ser identificados através do selo Sabor de Bento, marca própria que exalta a originalidade, característica e a qualidade de seus produtos”, avalia Selbach.

A Serra Gaúcha é a região com o maior número de agroindústrias familiares no cenário estadual que comercializam seus produtos de forma totalmente formalizada, sendo que Bento Gonçalves desponta no número destes empreendimentos.

Confira outras iniciativas da Prefeitura para a promoção das agroindústrias familiares:

Programa Municipal de Qualificação e Desenvolvimento do Meio Rural

Criado em 2013, o programa qualifica moradores do interior com cursos de Informática Básica, Biscoitos e Salgados, Panificação Caseira, Tortas e Docinhos Caseiros, Massas Frescas e Rechedas, Autoconhecimento e Desenvolvimento Pessoal e Lideranças e Desenvolvimento de Equipe, ministrados por instrutores do SENAR e Emater.

Projeto Olhar Atento – Ciências para a Vida

Parceria entre as secretarias de Educação e Agricultura, o projeto tem o objetivo de incentivar as crianças matriculadas no Jardim B e 2ªs séries da rede municipal a consumir alimentos saudáveis oriundos da produção primária e conhecer sua origem na agricultura familiar do Município. Cerca de 82% dos alimentos que compõem o cardápio das escolas são oriundos da agricultura familiar.

Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e Agricultura Familiar

Criado em 2003, o programa é uma ação do Governo Federal, por meio do Ministério de Desenvolvimento Social e Combate a Fome, para fortalecer a agricultura familiar e assegurar o direito humano a alimentação adequada às pessoas em situação de vulnerabilidade social e insegurança alimentar e nutricional. A iniciativa consiste em adquirir produtos de agricultores familiares e repassar às entidades e serviços socioassistenciais do Município.

Projeto de Valorização dos Vinhos Coloniais

Coordenado pela Emater-Rs/ Ascar em parceria com a Secretaria de Agricultura, o projeto visa qualificar e valorizar a produção da matéria-prima e a elaboração dos vinhos coloniais produzidas no interior do Município. Abrangendo agricultores dos quatro distritos oferece tardes de campo e demonstração de método em atividades de poda, adubação, manejo dos vinhedos, degustação, elaboração de vinhos e mostra gastronômica.

 

 Créditos foto: Laura Kirchhof

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *