Esportivo promove reestruturação para a reta final da Divisão de Acesso

Clube busca jogadores experientes e uma nova comissão técnica para retomar os bons resultados e avançar de fase

Fora da zona de classificação, mas com a esperança bem viva de conquistar o tão almejado ingresso à elite do futebol gaúcho – assim está a vida do Esportivo de Bento Gonçalves na Divisão de Acesso gaúcha. A equipe encerrou o primeiro turno da competição no sexto lugar, a 3 pontos do G-4. Em busca da conquista de bons resultados, o clube promoveu uma reestruturação do departamento de futebol.

O início das mudanças veio com o reforço do plantel de jogadores. Foram quatro contratações nos últimos dias. Duas delas vieram do Avenida, de Santa Cruz do Sul, semifinalista do Campeonato Gaúcho desse ano e que foi eliminado pelo favorito Grêmio. O primeiro deles é o atacante Welder, de 23 anos, que já possui uma vasta bagagem no futebol gaúcho, com passagens por Cruzeiro-RS, Guarany de Bagé, Pelotas, São Paulo-RG e Avenida. No time, foi titular em 12 partidas na atual temporada. O outro é o meia Diego Torres, que anotou o único gol da equipe do Periquito contra o Grêmio na semifinal do Gauchão.

Cristian de Souza é o novo técnico do Clube Esportivo

Além deles, o zagueiro Tiago Gasparetto, que estava atuando na Penapolense-SP pela série A2 do Campeonato Paulista, integra o grupo; e o meia Eduardinho, destaque do Veranópolis. O jogador de 34 anos tem diversas passagens por clubes gaúchos, porém é conhecido principalmente por ser um dos ídolos do ex-clube. O atleta soma oito temporadas atuando no Veranópolis, intercalando passagens pelo Chapecoense, Luverdense, Santo André, Águia, Náutico e Boa Esporte. Eduardinho joga tanto como volante como meia ofensivo, e chega ao Esportivo para ser um dos titulares da equipe.

Nova composição técnica

A principal mudança para a reta final do Gauchão ocorreu na comissão técnica. O agora ex-treinador do clube Rodrigo Bandeira deu lugar a Cristian de Souza, de 40 anos. Ele é natural de Quaraí, mas foi formado pelo Esportivo e teve sua passagem entre os anos de 2000 a 2008. O técnico atuou no sub-17, sub-20 e sub-23 do Grêmio entre 2009 e 2011, comandou o sub-17 do Figueirense em 2014 e o sub-20 do Ceará em 2015, além da equipe principal de forma interina, em 2016. Soma passagens pelo Rio Branco-AC e pelo Paraná. Em 2017 levou o Água Santa à terceira fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

LEIA TAMBÉM: Escolinhas oferecem acesso ao esporte gratuitamente em Garibaldi

Dez anos depois, Cristian volta com a missão de conseguir o acesso a elite do futebol gaúcho. “É uma convocação, não é nem um convite. Não tinha muito o que pensar, tinha que vir e dar a minha colobaração”, afirma o técnico alviazul. Apesar do momento complicado na tabela, Souza mantém a confiança no poder de reação do grupo que tem em mãos. E já crava que domingo é a primeira final do ano. “Nós pedimos o apoio do nosso torcedor, para que passem confiança ao grupo e venham ao estádio com o intuito de motivar os jogadores dentro de campo”, salienta Cristian.

A diretoria do clube também sofreu mudanças. Rogério Capoani assume a vice-presidência do clube. O presidente Anderson Zanella agradece a colaboração da comissão e passa confiança a equipe. “Não tem motivo para preocupação demasiada. É um momento complicado, sim, mas as medidas tomadas foram as melhores possíveis. Foi uma oxigenação nova no vestiário”, reitera Zanella. Segundo o presidente, a diretoria continuará trabalhando com responsabilidade e respeito por essa importante instituição de quase 100 anos.

Próximos compromissos

O último jogo do Alviazul foi contra o Igrejinha, fora de casa, em 1º de abril, quando empatou sem gols. Para tentar iniciar com pé direito o returno da competição, o adversário será o mesmo. A partida vai ocorrer no estádio Montanha dos Vinhedos, no próximo domingo (08/04), às 16h. Para tentar se aproximar do objetivo final, que é o acesso, todos os novos reforços estarão à disposição de Cristian e sua comissão técnica.

Depois o Esportivo encara uma sequência de duas partidas fora de casa. São elas no dia 15 de abril, um domingo, contra o Passo Fundo, e na quarta-feira subsequente (18/04) diante do União Frederiquense. Para alcançar o acesso, o clube precisa ingressar na zona dos quatro melhores de sua chave. No momento, o Alviazul está na sexta colocação, a três pontos do Tupi, quarto colocado. Até o final da primeira fase, serão mais sete partidas. Se conquistar o ingresso ao G-4, o time precisará eliminar seus adversários nas quartas e semi-finais para ser finalista e conquistar o objetivo da temporada.

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *