Livro com poesias eróticas do jornalista Rodrigo De Marco será lançado em setembro

Por Natália Zucchi

foto loucaO erotismo é o tema do primeiro livro de poesias do jornalista Rodrigo De Marco, 26, intitulado Escritos da Carne. A obra será lançada no próximo dia 9 de setembro, às 15 horas, na Dom Quixote Livraria e Cafeteria. Contemplado pelo Fundo Municipal de Cultura em 2016, o livro tem mais de cem poesias em português e espanhol escritas nos últimos cinco anos pelo jovem autor, em 124 páginas. O lançamento também será marcado por exposição artística com ilustrações baseadas no livro de De Marco. Os ilustradores são: o cartunista, ilustrador e músico Ernani Cousandier, de Bento Gonçalves, a tatuadora Nicole Martinato e a ilustradora Isadora Gazzi, ambas de Caxias do Sul. Eles vão criar cinco ilustrações cada, com diferentes poesias previamente selecionadas. Serão mil exemplares impressos, entre eles, cem serão doados à Secretaria de Cultura do município. Para o futuro, De Marco adianta que já está pensando no segundo livro de contos eróticos.

O interesse pela temática erótica surgiu quando De Marco tinha 20 anos, influenciado por autores como Paulo Leminski, poeta curitibano e por obras cinematográficas, “filmes cult” como Ninfomaníaca, Azul é a Cor Mais Quente, 100 Escovadas Antes de Dormir e Ata-me, de Pedro Almodóvar. Pela música, De Marco sempre teve o artista David Bowie como figura inspiradora, por sua ousadia na arte. Segundo De Marco, as poesias possuem várias intensidades. Umas são mais leves, outras são mais pesadas e picantes. Elas são baseadas em uma mescla de experiências pessoais, inspiradas na literatura, cinema, música e também pelo imaginário do jornalista. As poesias em espanhol foram produzidas durante e após seu intercâmbio em Buenos Aires, na Argentina. De forma livre, elas mostram passagens sexuais sem distinção de gênero.

LEIA TAMBÉM: Ernani Cousandier: trajetória artística do homenageado da próxima Feira do Livro de Bento Gonçalves

Entre os títulos, alguns que recheiam o livro “Escaldante prazer”, “Pétalas”, “El Bar” e “Mosteiro”. “Estou me abrindo para a sociedade de
uma forma fora dos padrões convencionais, e muito menos puritanos. Nunca me censurei ou me contive na hora de produzir meus escritos. Não me prendi às métricas rígidas da poesia, apenas mantive meu estilo. Toda criação foi bem natural e bem rápida, na emoção. Recebi muito apoio da minha mãe, Rita De Marco e da minha namorada, Luiza Aiolfi. Em nenhum momento tive medo de julgamentos da sociedade, porque acredito que a função do livro é fazer com que as pessoas, pelo menos, reflitam sobre a liberdade individual e sexual de cada um e se deixem levar por seus sentimentos, sem restrições”, destaca.

CAPA - ESCRITOS DA CARNETambém com estilo boêmio, as poesias dão apoio a libertinagem e ao amor e prazer entre os indivíduos, sem restrições por raça ou gênero. “A sociedade está muito presa a preconceitos e preceitos religiosos que reprimem seus sentimentos, suas vontades e a própria felicidade, com uma visão pecaminosa do que é natural do ser humano. Meu livro usa do sarcasmo como forma de brincar com o tesão e o pecado, com o proibido. A ideia é que as pessoas se deixem levar pela obra, se abram para essas ideias e sintam prazer lendo”, explica.

Capa

As imagens da modelo Paula Giusto, que ilustra a capa do livro, e outras encontradas ao longo da obra, foram produzidas pela fotógrafa Kamila Vendrame, de Bento Gonçalves. Pepe Pessoa, natural de Pernambuco, hoje morador de Caxias do Sul, produziu e maquiou a dançarina Paula Giusto, da Companhia Municipal de Dança de Caxias. No corpo dela, palavras citadas no livro foram pintadas, expondo as ideias de De Marco.

1 responder

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] LEIA TAMBÉM: Livro com poesias eróticas do jornalista Rodrigo De Marco será lançado em setembro […]

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *