Youtuber de Carlos Barbosa aposta em vídeos como profissão

Por: Natália Zucchi

unnamed (9)O acadêmico de Design da UCS, Augusto Pedruzzi Ferranti, 22 anos, natural de Carlos Barbosa, há três anos trabalha com produção e edição de vídeos sobre jogos digitais no Youtube. Entusiasta de games desde a infância, Ferranti encontrou nesta plataforma sua primeira profissão, como youtuber e jogador de games. Dono do canal BitGamer desde 2014, Ferranti já possui cerca de 200 mil inscritos, 500 vídeos publicados e mais de 38 milhões de visualizações.

Ferranti conta que o canal era para ser apenas um hobby através do qual poderia aprender a editar e publicar vídeos. O primeiro vídeo, editado de forma amadora, alcançou mais de mil visualizações logo após a postagem. Desde a criação do canal, em 4 de janeiro de 2014, o estudante publica um vídeo por semana, com jogos divertidos e lançamentos, mesclando humor e entretenimento nas produções, entre eles um do GTA 5. Ele ressalta que neste ano o conteúdo do canal tem focado em jogos Indies produzidos de forma independente por pequenas empresas.

As visualizações trouxeram ao Youtuber uma renda mensal. A plataforma identificou a popularidade do canal e passou a inserir anúncios na página, na abertura e interior dos vídeos, gerando valores pagos através das Networks, empresas que fazem a intermediação financeira entre o Youtube e o proprietário do canal. Essas empresas utilizam do Paypal, site em que o dinheiro é depositado e posteriormente transferido para a conta do usuário cadastrado. As Networks cobram do Youtuber uma pequena taxa pela prestação do serviço, que pode variar consideravelmente entre os canais. Mas para o BitGamer, a parceria é vantajosa, “eu nem noto essa porcentagem cobrada porque essas empresas oferecem muitos recursos, como músicas sem direitos autorais, suporte, divulgações e consultoria”, afirma Ferranti. O canal também já teve patrocinadores, onde o BitGamer divulgou alguns jogos em troca de comissão.

“No Youtube esse gênero de conteúdo é saturado, por isso, é essencial inovar e reinventar a maneira de gravar, editar e se comportar em vídeo. Eu me dedico ao máximo. Pessoas procuram entretenimento a toda hora e, hoje, o Youtube é o maior site. Enquanto existir pessoas assistindo, haverá vídeos”, observa Ferranti.

3 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta para Dario Augusto leitzke Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *