Consepro oficializa repasses a Brigada Militar em visita do Comando a Bento Gonçalves

Entrega viaturas          A Brigada Militar  de Bento Gonçalves ganhou do Consepro  três veículos Kia Sorento  adquiridos com os primeiros resultados do projeto Segurança para Todos, lançada pelo órgão em setembro do ano passado.  Do lançamento até agora a campanha arrecadou R$ 327,7 mil entre  44 empresas e seis pessoas físicas. Ao todo, com outras receitas, os valores arrecadados chegam a R$ 456,8 mil (veja quadro abaixo).

 O repasse oficial dos veículos ocorreu na noite de ontem (25) em reunião jantar do CIC/BG , com a presença do comandante-geral da Brigada Militar do Estado do Rio Grande do Sul, coronel Andreis Silvio Dal’Lago.  O Coronel, palestrante da noite,  se referiu a iniciativa da entidade como “movimento de otimismo” e pediu aos gaúchos para seguirem os passos da cidade que conclamou seus cidadãos a apoiarem a segurança e entregou, somente neste ano, alojamento novo para o 3º BPAT e três veículos à Brigada Militar, ambos por intermédio do Consepro, além de 60 coletes balísticos doados por entidades moveleiras.

“Aqui em Bento Gonçalves tem um movimento de otimismo. Esse é uma movimentação de virada, de espírito público e de brasilidade. Precisamos somar as forças para multiplicar o grau de efetividade de cada instituição”, disse o militar durante sua palestra sobre Gestão da Polícia Ostensiva na Atualidade.

Ao mostrar o modelo implantado no comando da corporação, destacou os pilares que sustentam o processo diante da crise financeira pela qual o Estado atravessa. O principal deles é a gestão por resultado, ou seja, cada ação adotada precisa agregar valor e ser planejada, tendo em vistas o custo operacional dela – algo bem similar ao que os empresários, público espectador do encontro, estão acostumados a fazer. Outros pontos são os processos e projetos, o compartilhamento de boas práticas – ao todo são 16 comandos regionais no Estado – e o reconhecimento aos soldados – o que faz jus aos 180 anos que a BM comemora em 2017.

Dal’Lago expôs números preocupantes, como os da histórica defasagem de efetivo – mais de 15 mil homens. Mas trouxe algum alento: em julho, 1,1 mil soldados estarão formados, e há um plano futuro para que o efetivo desligado a cada ano da corporação seja reposto em igual número acrescido de 10%, a fim de chegar aos ideais 37 mil soldados. No olhar micro sobre Bento Gonçalves, as estatísticas dos grupos criminais têm retraído no comparativo entre o primeiro trimestre de 2017 e o mesmo período de 2016, como os homicídios (36%) e os roubos a estabelecimentos comerciais, financeiros e de ensino (51,3%). Porém, os roubos a pedestres cresceram 18%.

Para que todos tipos de crimes apresentem retração nos índices, o comandante-geral da BM defende que o Estado cumpra o seu espaço e retome diretrizes constitucionais como o estado de direito. “Todos falam do estado democrático e esquecem o de direito. Não existe democracia sem o direito ser cumprido”, sustentou. E também conta com a consciência dos cidadãos para não alimentar a indústria do crime comprando produtos de receptação, por exemplo. “O filósofo cristão Agostinho dizia que não existe o mal, existe a ausência do bem. Temos que potencializar o bem”, ponderou.

Assim fizeram Movergs, Fimma e Sindmóveis, responsáveis pela doação de R$ 60 mil para a compra de coletes à prova de bala, mais um trabalho colaborativo que teve entrega ontem. É uma atuação que corrobora o atual momento vivenciado pelos poderes constituídos, pelos empresários, pelas entidades e pela sociedade bento-gonçalvense. “Nessa agenda comum que temos construído não existe espaço para egos, vaidades, críticas vazias ou interesses particulares – nosso compromisso é um só: trabalhar de forma integrada por uma sociedade melhor para nós, para as nossas famílias e para as próximas gerações”, afirmou o presidente do CIC, Laudir Miguel Piccoli.

De onde vem o dinheiro

R$ 327.761,00 – 44 empresas e seis pessoas físicas

R$ 33.788,27 – boletos contribuição espontânea junto ao IPTU

R$ 18.080,11 – doação espontânea posto de Identificação

R$ 50.036,48 – Repasse Prefeitura área Azul

R$ 27.190,07 – Receita projetos Jecrim

Total: R$ 456.855,93

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *