Maratona do Vinho na serra gaúcha recebeu a primeira equipe de Canicross

canicrossA Maratona do Vinho, ocorrida no último domingo, 12, no Vale dos Vinhedos, reuniu mais de 1000 competidores. Mas em meio aos corredores individuais, quartetos e octetos, quatros duplas tiveram destaque especial. Letícia Casonatto e Pipoca, Gregori Zamprogna e Madoff, Maurício Pinzkoski e Olívia e Camila Casarotto e Lek. Eles integram a Cusco Equipe de Canicross, primeira equipe do sul do Brasil. Junto aos seus companheiros caninos, participaram pela primeira vez do evento. Eles são canicrossers, nome dado aos praticantes do esporte canicross, corridas e caminhadas realizadas com cães.

Às 7:35 aconteceu a largada das equipes de revezamento de duplas, quartetos e octetos. Letícia e Pipoca compôs o primeiro conjunto da Cusco Equipe de Canicross, que revezou os 44Km com as outras duplas. A equipe recebeu o apoio da Age! Comunicação, Vai Totó e IERGS,

“Nunca é fácil realizar algo que jamais foi feito. Mas estamos muito satisfeitos em todos os sentidos, tanto que para 2018 o organizador sugeriu uma categoria exclusiva para nós, canicrossers”, declarou o competidor Maurício Pinzkoski.

O esporte canicross
Existente desde 2000 e de origem europeia, o canicross – no Rio Grande do Sul – começou em 2015 em Passo Fundo. Em 2016 surgiu a Corrida e Caminhada Beneficente Vai Totó (em Porto Alegre) que promove a atividade. No mesmo ano os “treinões”, e a Cusco Equipe de Canicross, surgem  nos parques da capital incentivando a modalidade. “Correr é fácil, e correr com um cão também é. O canicross pode ser com qualquer cachorro de qualquer raça, desde que treinados”, explicou Camila Casarotto.

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *