cacador-1

Caçador de Imagens

A fotografia por hobby com resgate histórico e cultural

cacador-1A caça para o homem é um ato milenar. Intrínseca à essência do ser, a procura movimenta a vida. Para alguns, perseguir é uma ação abstrata e delicada. Envolve sentimento, visão, simetria. É o caso do bancá- rio Marco Antonio Carraro, 52 anos, natural de Bento Gonçalves, que tem a fotografia por hobby. Em função dessa paixão, que já dura quase vinte anos, ele se tornou o Caçador de Imagens, codinome para sua página no Facebook, criada em abril de 2015, atualmente com 351 fotos postadas. Entre elas, 325 de Bento Gonçalves e outras 26 das regiões da Serra e Litorânea do Rio Grande do Sul.

cacador-3Carraro procura, principalmente, evidenciar os detalhes e a história da área urbana e rural da Capital Brasileira do Vinho. Sua fanpage tem mais de oito mil seguidores. Ele também compartilha as imagens no Instagram.

Detalhes e peculiaridades do contexto cultural-histórico de Bento Gonçalves e região são ressaltados nas fotografias do bancário. Nelas, ele mostra a arquitetura colonial de construções antigas, aliada a beleza dos parreirais inseridos na natureza da região Nordeste do Estado. “Bento e região possuem lugares ímpares. A nossa região rural é distinta, com paisagens lindas, casas históricas preservadas e locais marcantes. Registro esses locais, diversificando cidade e interior. Tento resgatar e transmitir, através de imagens, a história de Bento Gonçalves e região”, ressalta Carraro.

marco-carraro

As fotos de Marco Carraro já ilustraram matérias de vários jornais, entre eles alguns de circulação estadual. Ele se diz grato por ver seu trabalho utilizado para divulgar o município e região.

“A técnica é muito importante para uma fotografia diferenciada”

cacador-2“Comecei fotografando minha filha Paola, hoje com 19 anos, com uma máquina amadora, de filme. Montávamos cenários na própria casa. Após um tempo, comprei uma câmera semiprofissional. No instante em que me aprofundei na arte da fotografia, comecei a perceber detalhes que antes passavam despercebidos. A técnica é muito importante para uma fotografia diferenciada. Sou exigente comigo mesmo”, explica. Com o passar dos anos, Carraro comprou novos equipamentos, câmera profissional, lentes e se especializou com cursos de fotografia. Hoje, suas fotos são capturadas pelas lentes da câmera Canon T3i e da Go Pro Hero 4, preferencialmente configuradas no modo manual.

cacadorA divulgação das fotos começou no perfil pessoal do bancário no Facebook. Com os elogios de familiares e amigos às suas publicações, Carraro sentiu-se encorajado a criar a fanpage. Nos primeiros meses as postagens eram diárias. Agora, ele tem postado cerca de 15 fotos por mês, que em média recebem de 200 a 800 curtidas cada. “Hoje, meu reacionamento com o público é marcante e positivo. Cultivei muitos amigos e recebo elogios diariamente. Posso dizer que minhas fotos estão sendo curtidas em diversos Estados do Brasil e também em outros paí- ses. Meus amigos e colegas afirmam que estou na profissão errada, que deveria deixar de ser bancário para ser fotógrafo”, relata.

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *