Posts

Insetos cortadores

formigas-cortadeiras-35São assim designados aqueles insetos que cortam pedaços de folhas e outras partes vegetais, não para utilizá-los diretamente como alimento, mas com propósitos diversos. Tais insetos cortadores pertencem à ordem dos himenópteros, que inclui, entre outros, as abelhas, as vespas e as formigas.

Entretanto, os principais insetos desse grupo são as formigas cortadeiras. Existindo em todo o território brasileiro e atacando grande número de plantas cultivadas, tais formigas representam, inegavelmente, os mais sérios inimigos da nossa agricultura.

As formigas constroem suas moradias subterrâneas com o fim de, abrigadas no seu interior, preparar seu alimento e criar sua sucessão. Elas vivem exclusivamente à custa de um cogumelo ou fungo, que cultivam cuidadosamente no interior dos ninhos. O cogumelo ou fungo nada mais é do que uma planta e, como tal, necessita de cuidados para se desenvolver. Daí a intensa atividade das formigas, cortando e transportando para seus ninhos pedaços de folhas e de outras partes vegetais, para com elas adubar os canteiros de cogumelos. Portanto, as formigas não comem as partes que cortam das plantas.

De modo geral, os formigueiros são formados pelas seguintes partes: olheiros – os buracos ou “olhos” vistos na superfície do solo e que servem como entrada ou saída dos ninhos; canais – a continuação dos olheiros, descem para o subsolo como se fossem tubos; panela – verdadeiros ocos escavados no interior do solo, comunicando-se com os canais através de ramificações curtas.

Dentro das panelas, as formigas cultivam o fungo que lhes serve de alimento. Nos formigueiros de saúvas, ou sauveiros, vive grande quantidade de formigas. Por isso, eles apresentam várias panelas, todas interligadas por canais, com grande número de olheiros na superfície do solo. Nos sauveiros velhos, são comuns panelas situadas além de 5 metros de profundidade.

Nos formigueiros vivem formigas de diversos tamanhos, todas, porém, adultas. As maiores encarregam-se principalmente de defender o ninho contra qualquer inimigo. Por isso, são chamadas de “soldados”. As de tamanho um pouco menor trabalham no corte e transporte de plantas para o formigueiro: são as “cortadeiras”. De tamanho menor ainda são as “jardineiras”, cuja tarefa é cuidar dos canteiros do fungo no interior das panelas.

A sociedade toda é comandada por uma só “rainha”, mãe de todas as demais formigas do ninho e de tamanho bem maior que elas. A rainha, que pode viver mais de dez anos, existe somente para colocar ovos, dos quais sairão larvas que, depois da fase pupal, darão origem a novas formigas para povoar o ninho e garantir a sua procriação.

Nos meses da primavera, encontra-se também nos ninhos formigas com asas, que são fêmeas e machos, prestes a abandona-los para formar novos formigueiros.

Para evidenciar a importância econômica das formigas cortadeiras, basta referir que tais insetos vivem permanentemente cortando as folhas de um grande número de plantas, chegando, às vezes, a causar o seu desfolhamento completo. Tal dano pode ser notado em pomares, lavouras, hortas, campos e jardins, enfim, onde quer que existam plantas. Assim, os prejuízos que causam à agricultura são enormes.