Posts

Descubra qual o espumante ideal para brindar no Dia dos Namorados

Com algumas dicas simples é possível criar uma experiência enogastronômica para viver a dois

Data mais romântica para os casais apaixonados, o Dia dos Namorados envolve presentes, experiências, declarações de amor, jantar e momentos a dois. Para tornar esses momentos ainda mais especiais, nada melhor do que harmonizá-los com um bom espumante – bebida símbolo de celebração e alegria. O enólogo da Cooperativa Vinícola Garibaldi, Ricardo Morari, apresenta cinco sugestões de espumantes, valorizando a degustação da bebida para criar um Dia dos Namorados inesquecível. As dicas estão organizadas conforme o grau de doçura de cada espumante, ou seja, do mais seco para o mais doce.

Cassius Fanti

ESPUMANTE GARIBALDI BRUT CHARDONNAY

Ícone da produção mundial, o Chardonnay é um espumante que vai estreitar a relação entre os profissionais e iniciantes no mundo de Baco, deus do vinho, trazendo sofisticação e glamour em sua taça. Harmoniza bem com canapés, sopas cremosas, peixes crus ou cozidos, queijos e patês. Beba gelado. Uma dica especial para o dia dos namorados é combiná-lo com uma trufa de chocolate com maracujá.

ESPUMANTE GARIBALDI BRUT PINOT NOIR

Um rosé que transformou o modismo em tendência no Brasil, com frescor e suavidade na medida certa. Sua harmonização com alimentos é simples e descomplicada, podendo acompanhar massas, queijos, risotos, peixes crus e canapés. A dica especial é servir com sushi e sashimi. Beba gelado.

ESPUMANTE GARIBALDI PROSECCO

O Prosecco tornou-se o espumante mais vendido no mundo em 2017, ultrapassando o champanhe na preferência mundial. Ele também vem ganhando terreno no Brasil – e esse exemplar da cooperativa expressa todo seu glamour e versatilidade. Combina com canapés, saladas, sopas cremosas, peixes leves, frutos do mar e queijos. Uma dica para surpreender seu par neste Dia dos Namorados é o Spritz* (veja receita a seguir).

ESPUMANTE GARIBALDI VERO DEMI-SEC

Ideal para os que procuram um espumante não tão seco quanto o Brut, nem tão doce quanto o Moscatel, é uma ótima escolha para casais com preferências diferentes. Combina com aves como peru e acompanhamentos agridoces, além de harmonizar com sobremesas leves.

ESPUMANTE GARIBALDI MOSCATEL

Um espumante que expressa a tropicalidade e quebra todos os paradigmas acerca da bebida – é doce e de baixa graduação alcoólica. Combina com frutas frescas ou em calda, sorvetes e bolos. Beba gelado.

 Espumantes - Divulgação Cooperativa Garibaldi

NEM SEMPRE É NECESSÁRIO HARMONIZAR

Os espumantes são curingas na hora da harmonização, então encante seu par com as dicas acima sem se preocupar com a harmonização. Não siga as regras, surpreenda.

Receita de * Spritz:

3 partes de Prosecco

2 partes de Aperol

1 parte de água com gás

Gelo e uma fatia de laranja para decorar.

Para Brindar 2018 – Vinícolas da Serra Gaúcha comemoram aumento nas vendas de espumantes

Espumante

Bebida símbolo de comemorações

Por Kátia Bortolini

O brasileiro vai comemorar a virada de ano – e estourar garrafas de espumante. A bebida está pop. Segundo dados do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), o crescimento na comercialização de espumantes moscatel e brut, de janeiro a outubro de 2007, em comparação ao mesmo período de 2017, foi de 125,9%. O destaque deste ano é o crescimento, até o último mês de outubro, de 13,8 % na comercialização de espumantes moscatéis, em relação ao mesmo período de 2016. Os números, provenientes do Cadastro Vinícola, são referentes as empresas gaúchas, responsáveis por 90% da produção nacional. O espumante produzido no Brasil lidera as vendas no mercado nacional, com 70% das comercializações. Em 2016, os principais destinos dos espumantes gaúchos no mercado interno foram Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Minas Gerais, Distrito Federal, Pernambuco, Paraná, Bahia e Goiás.

Pinto Bandeira terá a primeira denominação de origem para espumantes do Hemisfério Sul

25552073_1391281411000237_4389249897394724826_nO terroir do Brasil é próprio para a elaboração de espumantes de qualidade superior. Em áreas frias e de pouca insolação, como a Serra Gaúcha, a uva consegue amadurecer completamente mantendo a acidez alta, característica ideal para a produção da bebida. A Serra Gaúcha, principal produtora do país, deverá ter, em 2018, a primeira denominação de origem para espumantes do Hemisfério Sul – assim como Champagne, na França, a cidade de Pinto Bandeira terá a qualidade de seus rótulos reconhecida oficialmente.

Espumantes representam 30% da venda anual da Cooperativa Vinícola Aurora

A venda de espumantes nos últimos dois meses do ano representa 30% do faturamento anual da Cooperativa Vinícola Aurora, de Bento Gonçalves. A empresa vai fechar 2017 com acréscimo de faturamento de 5% em relação a 2016. Já o resultado financeiro aumentou 30% em relação ao ano passado. Nos últimos anos, a Aurora cresceu 10% a cada ano, tanto na produção, quanto na comercialização das linhas de espumantes.

A direção da cooperativa atribui o crescimento do consumo do espumante brasileiro, tanto no mercado interno como externo “a qualidade, imbatível em relação a produtos semelhantes de outras partes do mundo”. Além disso, o clima tropical do Brasil favorece bebidas que refrescam, como o espumante. “A bebida é muito utilizada em celebrações e os brasileiros celebram muito, desde um aniversário, até um casamento, uma premiação, uma festa de final de ano… tudo é motivo para celebrar, para brindar. E tudo que pede brinde, pede Aurora”.

Ainda conforme a direção da Aurora, os espumantes brasileiros estão sendo cada vez mais reconhecidos no Exterior, onde, nos últimos dez anos, receberam mais de 1,5 mil premiações internacionais. Além disso, críticos importantes, como Steven Spurrier, responsável pelo lendá- rio Julgamento de Paris, e Oz Clarke, um dos mais renomados críticos de vinhos do mundo, são fãs declarados das bebidas verde-amarelas.

Cooperativa Vinícola Garibaldi dobra produção de espumantes em três anos

A Cooperativa Vinícola Garibaldi comemora 2017 com muitas borbulhas. A linha de espumantes registra um crescimento de 30% em 2017, dobrando assim sua produção nos últimos três anos e atingindo a venda de dois milhões de garrafas de espumante. Com as ótimas vendas, a Cooperativa prevê fechar o ano com faturamento de R$ 132 milhões, acréscimo de 9% em relação ao ano passado. “Atualmente as vendas não estão mais concentradas apenas no fim do ano, a sazonalidade diminuiu bastante e vendemos espumantes o ano todo. Mesmo assim, o fim de ano promete ser mais otimista para os consumidores e nada melhor que brindar com um espumante entre família e amigos”, destaca o presidente da Cooperativa Oscar Ló. Os mercados que mais compram rótulos Garibaldi são Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Distrito Federal, Minas Gerais, Paraná, Mato Grosso e Espírito Santo.

Presente há 86 anos no cenário da vitivinicultura brasileira e com grande preocupação ambiental, a Cooperativa Garibaldi, atualmente, possui 396 famílias associadas, de 12 municípios gaúchos, responsáveis pelo cultivo de 900 hectares de vinhedos.

França premia espumantes brasileiros

A qualidade dos espumantes brasileiros segue sendo reconhecida mundo afora. Desta vez foi na França, no 15th Effervescents du Monde, realizado de 15 a 17 de novembro, em Dijon. Com a distinção o Brasil amplia seu ranking com uma premiação especial, uma Medalha de Ouro e oito de Prata.

O concurso reuniu 548 amostras de 21 países, que foram avaliadas por um júri formado por mais de 100 degustadores internacionais.

Top 10 – Best Sparkling
Aurora Espumante Brut – Cooperativa Vinícola Aurora
Medalha de Ouro
Aurora Espumante Brut – Cooperativa Vinícola Aurora

Medalha de Prata

Aurora Espumante Moscatel – Cooperativa Vinícola Aurora
Garibaldi Espumante Prosecco – Cooperativa Vinícola Garibaldi
Miolo Almadem Espumante Brut – Miolo Wine Group
Panizzon Espumante Prosecco Brut – Sociedade de Bebidas
Panizzon Peterlongo Elegance Brut Champenoise – Estabelecimento Vinícola Armando Peterlongo
Peterlongo Presence Moscatel – Estabelecimento Vinícola Armando Peterlongo
Ponto Nero Blanc de Blanc Espumante Brut – Domno do Brasil
Salton Espumante Prosecco – Vinícola Salton

Prova de MasterChef gravada em Bento Gonçalves será exibida nesta terça-feira

Time-vermelho-Crédito-Carlos-Reinis-BandA primeira prova coletiva fora do estúdio da quarta temporada de MasterChef Brasil, programa exibido pela emissora Band, será exibida na noite dessa terça-feira, dia 4, a partir das 22h30min. O episódio gravado nos dias 4, 5 e 6 de março, nos municípios de Bento Gonçalves, Farroupilha e Pinto Bandeira, na Serra Gaúcha, terá como desafio a elaboração de menus acompanhados de vinhos nacionais. A prova será avaliada por 80 convidados, entre eles dirigentes do Ibravin, representantes de vinícolas e enófilos, que terão a difícil missão de eleger a equipe vencedora.

Serão harmonizados três rótulos com pratos inspirados  na culinária italiana e alemã, apresentando a produção vitivinícola brasileira aos 20 competidores, aos jurados da atração, Henrique Fogaça, Paola Carosella e Erick Jacquin a e para audiência fiel do programa. Entre as bebidas, o espumante Brut 130, da Casa Valduga, o vinho tinto Reserva Merlot, da Vinícola Aurora e o espumante moscatel rosé Aquarela, da Casa Perini.

O MasterChef Brasil é transmitido pela Band às terças-feiras, às 22h30, com exibição simultânea no site e no aplicativo da emissora para smartphones, sendo também reproduzido pelo Discovery Home & Health, nas sextas, às 19h20min, com reapresentação aos domingos às 21h45min.