Servidores de escolas infantis podem ter carga horária alterada

 

Entrará em votação o parecer da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final do Poder Legislativo, desfavorável a volta das 6 horas de trabalho para as funcionárias das Escolas Municipais Infantis não beneficiadas na alteração da lei em 2014. A sessão ocorre nesta segunda-feira, 19 de março, às 15 horas, na Câmara de Vereadores de Bento Gonçalves.

Até agosto de 2017, todas as categorias de profissionais que atuam nas escolas municipais infantis vinham cumprindo seis horas diárias, em conformidade com a Lei n° 4.525, de 19 de março de 2009. Com a revogação desta lei, em 2014, ficou estabelecida a retomada da jornada para oito horas. A determinação do cumprimento das 40 horas semanais, no entanto, se deu três anos depois, no dia 7 de agosto do ano passado.

No dia 21 de agosto de 2017, a Câmara aprovou projeto que iguala a carga horária de atendentes de creche e auxiliares de educação infantil para seis horas diárias. As demais categorias, como merendeiras, serventes, auxiliares administrativas e técnicas de enfermagem, contudo, não foram beneficiadas.

“Estamos lutando pelas servidoras, como merendeiras, serventes, auxiliares administrativas e técnicas de enfermagem que não foram incluídas na lei das 6 horas, mas que têm o mesmo direito. Precisamos pensar nos direitos destes servidores e na qualidade do atendimento que será prestado à comunidade” comenta a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindiserp), Neilene Lunelli

A pauta sobre a regulamentação da carga horária das servidoras  foi entregue pelo Sindiserp ao prefeito Guilherme Pasin em audiência realizada no dia 19 de fevereiro. “Na oportunidade, o Prefeito manifestou que se a Câmara aprovar, o Executivo não vai se opor e nem vetar o projeto de lei que institui o horário de seis horas nas escolas municipais infantis” acrescenta. O projeto de lei é de autoria dos vereadores Gustavo Sperotto e Idasir dos Santos, que se tiver o parecer derrubado na sessão de segunda, volta ao plenário para votação.

 

Prefeitura apresenta PPP de iluminação pública a moradores

 A Prefeitura de Bento Gonçalves, estuda um projeto de Parceria Público-Privada, que visa modernizar, expandir e garantir a manutenção da rede de iluminação pública do Município. O resultado da proposta consistirá na troca de todos os 13 mil pontos de luz, já instalados na cidade, por lâmpadas que reduzam o consumo de energia e ampliem a luminosidade em pontos ermos.

 Em virtude disso, os secretários de Desenvolvimento Econômico, Sílvio Bertolini Pasin, de Segurança, tenente coronel, José Paulo Marinho, e de Gestão Integrada e Mobilidade Urbana, Amarildo Lucatelli, estiveram reunidos com presidentes e moradores de bairros, a fim de explicar o funcionamento do projeto, além de ouvir as demandas e sugestões por parte da população.

 Na noite desta terça-feira, 13, os Secretários participaram da reunião dos presidentes da União das Associações Comunitárias de Bairros (UACB) no bairro Humaitá. Ainda nesta semana, ocorreram encontros com a comunidade, nos bairros Ouro Verde, Zatt e Vila Nova. Na oportunidade foram abordados os benefícios que esta ação irá trazer à comunidade, como agilidade no atendimento às solicitações de troca de lâmpadas, economia do consumo de energia e maior segurança aos munícipes.

 “Com esta modernização, teremos um sistema inteligente com 100 câmeras de videomonitoramento acopladas no sistema de lâmpadas de LED, possibilitando o monitoramento da Brigada Militar e aumentando o cercamento eletrônico. Reduzindo os pontos de escuridão, diminuiremos as  ações de delinqüentes, e assim vamos contribuir de forma preponderante para a melhoria na segurança pública de nossa cidade”, ressalta Marinho.

 Outras reuniões com representantes da sociedade, bem como, a realização de audiências públicas estão previstas, a fim de que a população possa opinar e conhecer mais sobre o projeto.

 Impacto direto na segurança pública

 Uma iluminação com alto índice de luminosidade é uma grande aliada das cidades na luta contra a violência urbana, já que é uma grande inibidora de atos de vandalismo, roubo e agressões. A implantação de “luminárias inteligentes”, projetadas e desenvolvidas com tecnologia embarcada, como a Prefeitura busca, irá proporcionar inúmeras funcionalidades e disponibilizar serviços como, agregar sensores de presença e/ou câmeras para a captura de imagens estáticas ou em vídeo, possibilitando receber comandos operacionais para ações de segurança pública. Comandos, programas e rotinas de operação, podem ser enviados por rádio frequência a microprocessadores embarcados nas luminárias que os armazenam em memórias possibilitando inclusive a identificação de pessoas e veículos. Além de inibir o crime a iluminação ajuda também a prevenir depredações e pichações permitindo ainda a gravação remota das imagens próximas ou a uma determinada distância.

 LED e telegestão

 Há poucos anos, uma transformação passou a fazer parte das ruas das cidades e, sobretudo, das casas das mais diversas classes sociais: a troca das lâmpadas tradicionais pelas lâmpadas de LED. No setor público, a iluminação gerada por diodos emissores de luz (LED) também conhecida por iluminação de estado sólido, podem, além de economizar recursos, contribuir para o meio ambiente, uma vez que as tradicionais lâmpadas de vapor de sódio, mercúrio ou vapor metálico causam danos ao meio ambiente por possuírem, como o próprio nome diz, metais pesados, além de gerar passivo de descarte.

 Em 2015, a Prefeitura já promoveu a troca destas lâmpadas por LED, visando uma maior eficiência energética e luminosidade em áreas específicas, como no centro e nas principais vias de ligações entre bairros. As luminárias antigas tinham 35% de rendimento luminotécnico – de toda a energia produzida, apenas 35% era revertido em luz, efetivamente. As novas luminárias têm rendimento de 85% a 90%, com estrutura de alumínio polido e capa de policarbonato que protege a lâmpada, aumentando a vida útil e diminuindo o custo de manutenção.

 Além da substituição das luminárias, a modelo em estudo pela prefeitura prevê completa telegestão do sistema, isto é, a tecnologia garante que o operador da rede saiba a exata localização de cada ponto de luz e receba instantaneamente informações de desempenho e de falhas, como, por exemplo, lâmpadas queimadas. Essa agilidade facilita a manutenção da rede, pois os problemas não dependem apenas de rondas noturnas ou de marcações provisórias.

  Praças, prédios públicos e turísticos

 Pelo projeto em que a prefeitura esta analisando, os prédios públicos, pontos turísticos e praças, contariam com um a iluminação especial. Além da tecnologia em LED haverá o uso de lâmpadas coloridas, de maior dimensão para valorizar e destacar atrativos turísticos, paisagísticos e nas áreas de lazer.

Projeto “Cinema é pra você, sim” ocorre em Garibaldi

Projeto da Caixa Seguradora, o “Cinema é pra você sim” chega a Garibaldi. A iniciativa consiste em exibições no interior de uma carreta – que se transforma em uma grande sala de cinema, com 80 lugares. As sessões iniciaram no último domingo, 18 de março e seguem nos dias 19 e 20 , segunda-feira e terça-feira – na Praça da Martini. As exibições são gratuitas.

 Os filmes apresentados são: Carros 3, Meu Malvado Favorito 3, Sing – Quem canta seus males espanta, Doutor Estranho e Mulher Maravilha – 3D. Garibaldi foi selecionada pelo projeto que passará por 36 cidades da Região Sul e tem o desejo de levar cultura, arte e alegria para famílias do país. De acordo com a organização, também estarão disponíveis pipoca e refrigerante. Detalhes do projeto também podem ser conferidos no site: www.cinemaepravocesim.com.br.

Cinema é pra você sim - Divulgação Caixa

Em Garibaldi, as exibições contam com o apoio da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Turismo e Cultura e Secretaria de Educação. Detalhes sobre as sessões, classificações indicativas e a sinopse das produções podem ser conferidos abaixo.

Dia 18 – Domingo

1ª sessão – Horário: 8h – Carros 3

2ª sessão – Horário: 10h – Meu Malvado Favorito 3

3ª sessão – Horário: 14h – Sing – Quem canta seus males espanta

4ª sessão – Horário: 16h – Doutor Estranho

5ª sessão – Horário: 19h – Mulher Maravilha – 3D

 

Dia 19 – Segunda-feira

1ª sessão – Horário: 8h – Meu Malvado Favorito 3

2ª sessão – Horário: 10h – Sing – Quem canta seus males espanta

3ª sessão – Horário: 14h – Carros 3

4ª sessão – Horário: 16h – Doutor Estranho

5ª sessão – Horário: 19h – Mulher Maravilha – 3D

 

Dia 20 – Terça-feira

1ª sessão – Horário: 8h – Carros 3

2ª sessão – Horário: 10h – Sing – Quem canta seus males espanta

3ª sessão – Horário: 14h – Meu Malvado Favorito 3

4ª sessão – Horário: 16h – Doutor Estranho

5ª sessão – Horário: 19h – Mulher Maravilha – 3D

 

FILMES

 

Carros 3

Animação, Infantil

País: Estados Unidos (2017)

Classificação: livre

Duração: 1h49

Direção: Brian  Fee

Durante mais uma disputa eletrizante nas pistas, o campeão Relâmpago McQueen acelerou demais e acabou perdendo o controle. Agora, após ter capotando várias vezes e quase ter partido dessa para melhor, o vermelinho vai ter sua vida alterada para sempre. O acidente foi tão grave que, com os estragos, McQueen pode ter que se aposentar de vez.

Meu Malvado Favorito 3

Animação, Infantil

País: Brasil (2017)

Classificação: 14 anos

Duração: 1h36

Direção: Pierre Coffin, Kyle Balda

O ex-ator mirim e astro de TV, Balthazar Bratt, foi um típico malvado bem-sucedido nos anos 80 e agora está de volta à ativa. Ele vai aterrorizar a vida de Gru, Agnes, Margo, Edith, Dr. Nefario e os atrapalhados Minions. Em meio a tudo isso, Gru também vai encontrar o seu irmão gêmeo, Drew.

Sing – Quem Canta Seus Males Espanta

Animação, infantil

País: Brasil (2016)

Classificação: livre

Duração: 1h54

Direção: Garth Jennings

Um empolgado coala chamado Buster decide criar uma competição de canto para aumentar os rendimentos de seu antigo teatro. A disputa movimenta o mundo animal e promove a revelação de diversos talentos da cidade, todos de olho nos 15 minutos de fama e US$ 100 mil dólares de prêmio.

Doutor Estranho

Ação

País: Estados Unidos (2015)

Classificação: 12 anos

Duração: 1h55

Direção: Scott Derrickson

Stephen Strange (Benedict Cumberbatch) leva uma vida bem sucedida como neurocirurgião. Sua vida muda completamente quando sofre um acidente de carro e fica com as mãos debilitadas. Devido a falhas da medicina tradicional, ele parte para um lugar inesperado em busca de cura e esperança, um misterioso enclave chamado Kamar-Taj, localizado em Katmandu. Lá descobre que o local não é apenas um centro medicinal, mas também a linha de frente contra forças malignas místicas que desejam destruir nossa realidade. Ele passa a treinar e adquire poderes mágicos, mas precisa decidir se vai voltar para sua vida comum ou defender o mundo.

Mulher Maravilha

Aventura, Ação, Ficção científica

País: Estados Unidos (2015)

Classificação: 12 anos

Duração: 2h29

Direção: Pete Jenkins

Treinada desde cedo para ser uma guerreira imbatível, Diana Prince nunca saiu da paradisíaca ilha em que é reconhecida como princesa das Amazonas. Quando o piloto Steve Trevor se acidenta e cai em uma praia do local, ela descobre que uma guerra sem precedentes está se espalhando pelo mundo e decide deixar seu lar certa de que pode parar o conflito. Lutando para acabar com todas as lutas, Diana percebe o alcance de seus poderes e sua verdadeira missão na Terra.

Crédito das fotos: Divulgação

Horário dos Filmes Programa Cinema é pra você sim

Confraria do Espumante realiza edição em comemoração ao Mês da Mulher 2018 em Garibaldi

Ingressos já estão à venda

Integrando o Mês da Mulher 2018, a tradicional Confraria do Espumante de Garibaldi celebra a mulher e realiza sua edição exclusiva para o sexo feminino. O evento está marcado para o dia 5 de abril, às 19 horas, na CIC de Garibaldi.

Com o tema, “Um brinde à mulher”, o sommelier César Nicolini abordará aspectos de espumantes brasileiros, dicas de harmonização e detalhes do serviço – como guardar o espumante, a temperatura correta, como abrir e servir a bebida. Durante a apresentação, haverá degustação de quatro produtos garibaldenses, integrantes da Rota dos Espumantes.

Confraria do Espumante - edição Mês da Mulher Crédito da foto Alexandra Ungaratto (2)

Os ingressos já podem ser adquiridos no valor de R$ 25 na Associação de Pequenas e Médias Empresas (Apeme) ou na Câmara de Indústria e Comércio (CIC). Informações na Secretaria Municipal de Turismo e Cultura, pelo fone (54) 3462 8235.

A realização da palestra é da Prefeitura Municipal de Garibaldi, por meio da Secretaria de Turismo e Cultura e conta com o apoio da Apeme Mulher e da CIC. A coordenação da programação do Mês da Mulher é da Associação de Pequenas e Médias Empresas de Garibaldi (Apeme).

O palestrante

César Nicolini é sommelier graduado pela conceituada ICIF (Escola de Gastronomia UCS-ICIF, com sede em Flores da Cunha). Também possui formação em Administração de Empresas. Além de presidente da Atuaserra e do Conselho Municipal de Turismo (Comtur) de Garibaldi, é diretor do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Garibaldi e proprietário do Hotel e Hostaria Casacurta.

Crédito das fotos: Alexandra Ungaratto 

CIC-BG amplia opções de cursos de qualificação

Sete capacitações já estão confirmadas para ocorrerem até maio, duas com início ainda em março

A qualificação é fator preponderante para que as empresas – independentemente do segmento de atuação – mantenham-se atualizados e, principalmente, competitivas diante das necessidades do mercado. Para atender a esse desafio cada vez mais relevante na rotina corporativa, uma iniciativa desenvolvida há décadas pelo Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves ganha ainda mais força: a realização de cursos de qualificação e capacitação.

O ciclo de atividades preparados pela entidade para o primeiro semestre de 2018 já tem sete modalidades confirmadas e inicia neste mês. Em março, dois treinamentos serão oferecidos, ambos dos dias 20 a 22 – Administração em Compras e Como Comprometer o Funcionário à Empresa e ao Trabalho – Selecionar e Desenvolver Competências. Em Administração de Compras, o administrador e professor João Antônio Pires Rodrigues, que também ministrará outros dois cursos em abril, abordará assuntos como objetivos e princípios básicos para operacionalidade do setor de compras, organograma do setor, processos de negociação, custos dos estoques, importância de giro nos estoques, entre outros.

cursos cic bg

Os conhecimentos para incentivar o comprometimento, selecionar talentos e desenvolver competências estarão no cerne da capacitação comandada pela consultora Cíntia Arnt. No programa, ciclo de marketing de relacionamento e fidelização ao funcionário, seleção de pessoal, feedback construtivo, endomarketing, entre outros. Até o início de maio serão sete cursos já programados – veja a lista completa ao lado. Mais informações sobre os cursos podem ser obtidas pelo e-mail qualificacao@cicbg. com.br ou pelo telefone (54) 2105.1999.

 

 

ADMINISTRAÇÃO DE COMPRAS

Data: 20, 21 e 22 de março de 2018

Horário: 18h30min às 22h30min

Facilitador: João Antônio Pires Rodrigues

Conteúdo: Um curso completo sobre como identificar as melhores oportunidades de compra para o seu negócio

Programa: A importância da atividade compras para a produtividade e competitividade da empresa; a organização de compras; a qualificação dos compradores; como operacionalizar o sistema de compras; a negociação em compras; características de um bom negociador; as fontes de fornecimento; classificação dos fornecedores; seleção e avaliação de fornecedores.

  COMO COMPROMETER O FUNCIONÁRIO À EMPRESA E AO TRABALHO – SELECIONAR E DESENVOLVER COMPETÊNCIAS

Data: 20 e 21 de março de 2018

Alimentação complementar para bebês será tema de Oficinas nas Unidades Básicas de Saúde

A Secretaria Municipal de Saúde, através da Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil do Ministério da Saúde realiza nos meses de março e abril nas Unidades Básicas de Saúde, oficinas sobre Alimentação Complementar para bebês.

O objetivo é ajudar mães com filhos menores de um ano, com orientações e tirando dúvidas frequentes com relação à alimentação nesta fase. “As mães nos questionam muito sobre, por exemplo, a partir de que idade pode-se inserir os alimentos na rotina do bebê? A partir de que idade o bebê pode comer ovo? Devo colocar óleo na sopinha do meu filho? Papinha de bolacha ajuda o bebê crescer saudável?, então estas oficinas vem para esclarecer essas dúvidas e muitas outras”, afirma a nutricionista do Centro de Referência Materno Infantil, Andressa Dalcin.

imagem reproducao internet

A Estratégia busca orientar as famílias para introdução da alimentação complementar adequada e no tempo certo. É importante que a criança receba os alimentos que são fontes dos nutrientes importantes ao seu desenvolvimento e crescimento, a partir do momento que seu organismo está pronto para recebê-los. “O principal objetivo deste cuidado é evitar nos adultos de amanhã, as doenças que prejudicam nossa qualidade de vida hoje, como diabetes, obesidade e hipertensão” explicam as nutricionistas.

As oficinas são gratuitas e direcionadas para mães, pais ou cuidadores de crianças de 0 a 12 meses. Para participar é necessário se inscrever nas UBS´s. Serão fornecidas receitas de preparações e orientações sobre rotina alimentar, comportamento alimentar do bebê, curva e crescimento. Os interessados devem procurar a Unidade de Saúde mais próxima.

Cronograma das atividades:

ESF ZATT – 09/04 às 13h30

ESF OURO VERDE – 17/04 às 13h30

ESF APARECIDA – 13/04 às 13h30

ESF PROGRESSO – 20/04 às 13h30

Nutricionista Nara da Silveira

ESF Municipal – 19/03 13h30

ESF Conceição – 14/03 manhã

ESF Vila Nova – 13/04 às 14h

Nutricionista Luana Zamin

UBS ZONA SUL – 27/04 às 15h

Nutricionistas Érica ou Tanandra

CRMI – 05/04 às 14h30

Nutricionista Andressa Giacomello Dal Cin

Setor vinícola retoma vendas e encerra 2017 com alta de 5,6%

Último trimestre do ano consolidou recuperação comercial, com destaque para o suco de uva 100%, que fechou o ano com crescimento de 16%

Com uma retomada iniciada no terceiro trimestre e que ganhou fôlego nos últimos três meses do ano, o setor vitivinícola terminou 2017 com dados positivos, apresentando crescimento de 5,67% nas vendas no mercado interno. No total, foram comercializados 363.184.941 litros de vinhos, espumantes, sucos e outros derivados da uva.

Nos vinhos tranquilos, as vendas ficaram positivas em 2,19%, com 189,3 milhões de litros comercializados. Os vinhos espumantes ampliaram o volume em 3,22%, com 17,4 milhões de litros, e os sucos de uva 100% prontos para consumo foram os itens que mostraram melhor desempenho, com expansão de praticamente 16% ante o ano anterior, com 109 milhões de litros vendidos.

“O início do ano foi bem difícil, pois vínhamos de uma quebra de safra recorde (ocorrida em 2016), que aumentou os custos de produção, diminuiu a oferta de produtos, junto com uma crise econômica e política que deixou o mercado bastante retraído. Essa conjuntura começou a se dissipar apenas a partir do terceiro trimestre”, observa o presidente do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Oscar Ló. “A partir daí, os espumantes e os sucos, produtos em que temos maior competitividade, já estavam com vendas melhores que em 2016, mas foram os últimos três meses do ano que recuperamos os resultados de fato”, complementa o dirigente.

Venda vinhos BRA 2017 - Dandy Marchetti

No ano passado, 32% do total das comercializações foram efetivadas entre outubro e dezembro. Marcio Ferrari, vice-presidente do Ibravin, observa que, a partir da metade do ano, com o ingresso dos produtos elaborados a partir da nova safra – recorde histórico no Rio Grande do Sul, com 753 milhões de quilos – houve um arrefecimento nos custos e, por consequência, nos preços ofertados ao consumidor, assim como uma melhoria na perspectiva econômica no país. Com o resultado, no mercado doméstico, os rótulos nacionais mantiveram a participação de 61,5% nas vendas de vinhos e de 71% nos espumantes.

Somando as vendas dos produtos brasileiros com os volumes de importação, o mercado de vinhos ampliou em 13%. No ano passado, ingressaram no país aproximadamente 125,8 milhões de litros de vinhos e espumantes, representando alta de 36,6% ante 2016. O suco de uva, por sua vez, recuou 18,7%, com o ingresso de 226,5 mil litros.

Para esse ano, a perspectiva é de ampliação dos resultados positivos iniciados no último trimestre de 2017 devido à normalização dos estoques e aos produtos elaborados a partir da safra 2018, considerada de excelência em qualidade. Entretanto, para ampliar a competitividade mercadológica, o setor trabalha pela retirada do vinho do regime de Substituição Tributária (ST).

No início do mês, durante o lançamento da Wines South America, feira internacional que será realizada em setembro, em Bento Gonçalves, Ló fez um pedido para que o governo do Rio Grande Sul lidere um movimento pelo fim da ST. “O Rio Grande do Sul, como maior produtor de uvas e vinhos do país, tem que dar o exemplo junto ao Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária). Não estamos pedindo redução de alíquotas, embora este também seja um grande pleito do setor. O que buscamos é alteração na forma de cobrança do ICMS, que pelo regime estabelecido onera principalmente as empresas vinícolas. Diversas unidades da Federação já estão alterando sua legislação e eliminando a ST, já que com os atuais instrumentos existentes para o controle fiscal, a cobrança antecipada do tributo não se justifica. Temos certeza que com esta medida, não haverá perda de arrecadação e poderá estabelecer um estímulo para ampliar ainda mais as vendas no mercado interno”, defendeu.

Os estados da Bahia, Pernambuco, Goiás, Maranhão e Pará já retiraram o mecanismo da ST para os vinhos.

 Dados de destaque:

– No mercado interno o setor vitivinícola ampliou as vendas em 5,67%.

– Na categoria de vinhos tranquilos, que ficou com alta de 2,19% no ano, a retomada da comercialização ocorreu no último trimestre. Entre outubro e dezembro as vendas cresceram 32% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

– A participação de mercado dos rótulos nacionais de vinhos tranquilos ficou em 61,5%.

Desempenho comercial 2017

  2016 2017 2016/17
Vinhos 185.240.774 189.296.869 2,19%
Espumantes 16.861.200 17.403.873 3,22%
Total vinhos* 205.226.076 210.504.985 2,57%
       
Sucos de uva 100% 94.062.052 109.031.664 15,91%
       
Total geral** 343.701.968 363.184.941 5,67%

 

* Vinhos finos, de mesa, espumantes e outras categorias

** Incluindo vinhos, sucos e outras bebidas derivadas da uva

Fonte: Cadastro Vinícola, mantido em parceria entre Ibravin, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação do Rio Grande do Sul (Seapi/RS). Números referentes as vinícolas gaúchas, em litros.

 

Importações

  2016 2017 2016/17
Vinhos 88.389.050 118.808.313 34,42%
Espumantes 3.748.557 7.074.330 88,72%
Sucos de uva 278.626 226.594 -18,67%
Total 92.416.233 126.109.237 36,46%

Fonte: Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços – AliceWeb

 

 

FOTO
Legenda:
 Setor pleiteia retirada da Substituição Tributária para ampliar participação do vinho brasileiro no mercado interno

Crédito: Dandy Marchetti/Banco de Imagens Ibravin

Espumante é a aposta brasileira na maior feira mundial de vinhos    

Onze empresas integrantes do projeto setorial Wines of Brasil estarão na Alemanha, entre os dias 18 e 20 deste mês. Projeção é de negócios de cerca de US$ 1 milhão nos próximos 12 meses

O Brasil reforçará ao mundo do vinho a vocação do país para a elaboração de espumantes. A participação das vinícolas brasileiras na maior feira do segmento, a ProWein Alemanha, em Düsseldorf, de 18 a 20 de março, focará na promoção e prospecção de negócios que devem chegar a US$ 1 milhão nos próximos 12 meses, com as borbulhas liderando as atenções e estratégias das 11 empresas que estarão no estande verde-amarelo, no hall 9 – G28. A ação é do projeto setorial Wines of Brasil, desenvolvido pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), por meio do Fundo de Desenvolvimento da Vitivinicultura do Rio Grande do Sul (Fundovitis), em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). Está é a 14ª participação consecutiva das vinícolas na feira.

Entre as novidades desta edição e alinhada com o objetivo do projeto setorial está o lounge Sparkling Brasil, com degustação de 22 rótulos de espumantes, de 12 empresas, conduzidas pelo sommelier brasileiro Maurício Roloff. As vinícolas verde-amarelas que estarão no estande coletivo são Aurora, Casa Perini, Casa Valduga, Don Guerino, Góes, Lidio Carraro, Miolo, Mioranza, Peterlongo, Pizzato e Salton, além da Nova Aliança, que participará apenas com produto no Sparkling Brasil.

Wines of Brasil_Crédito Dandy Marchetti

Também será a primeira vez que os produtores brasileiros estarão representados no ProWein Forum. Às 10h do dia 18, os representantes do projeto setorial conduzirão uma degustação de espumantes verde-amarelos e apresentarão a produção nacional.

 “Vamos reforçar a qualidade e a diversidade dos nossos espumantes, algo já reconhecido e validado pela crítica e pelo próprio trade internacional, posicionando-os como carros-chefes da produção brasileira. Em 2017 retomamos o crescimento nas exportações, com um incremento de 47,5% na venda da bebida”, informa o gerente de Promoção do Ibravin, Diego Bertolini.

A participação na feira, segundo Bertolini, é valorizada em função de reunir os principais compradores dos países que são mercados-alvo do Wines of Brasil – Estados Unidos, China e Reino Unido – e também de importadores da América Latina. “A ProWein reúne players do mundo inteiro e a nossa participação de forma conjunta deverá trazer ótimos resultados, tanto em negócios como em imagem”, acredita.

Em 2017, a Alemanha foi o 10º principal destino das exportações de vinhos e espumantes brasileiros, com mais de 20 mil litros, em negócios que ultrapassaram a marca de US$ 117,5 mil. “É importante ressaltar o valor médio por litro exportado, que foi de US$ 5,70 e mostra que estamos posicionados numa categoria de produtos com maior valor agregado, tanto em espumantes como em vinhos tranquilos”, aponta.

Após a participação na ProWein, um grupo de 14 pessoas, de sete vinícolas brasileiras, realizará uma missão técnica na Itália, nas regiões de Conegliano e Treviso. De 21 a 23 deste mês, integrantes do Wines of Brasil e das empresas Aurora, Casa Perini, Casa Valduga, Góes, Miolo, Peterlongo e Salton farão visitas em vinícolas, em roteiros enoturísticos e na Escola de Enologia de Conegliano. O objetivo é conhecer a produção das empresas, as experiências dos empreendimentos com o turismo e as formas de atrair visitantes para os roteiros de vinhos no Brasil.

ProWein 2018 em números          
A ProWein 2018 terá a presença de 6,7 mil expositores, de 61 países. Serão mais de 300 regiões vitivinícolas representadas e cerca de 500 eventos, incluindo sessões de degustações guiadas, seminários e apresentações.

Sobre o Wines of Brasil
Criado em 2002, o Wines of Brasil é uma iniciativa de promoção comercial dos vinhos e espumantes brasileiros no mercado externo, desenvolvido entre o Ibravin e a Apex-Brasil. O projeto conta atualmente com a participação de 42 vinícolas e têm como mercados-alvo os Estados Unidos, Reino Unido e China. Nos últimos anos, cerca de 95% das empresas que aderiram a iniciativa conseguiram dar continuidade em suas exportações, devido ao suporte e aos programas de capacitação oferecidos e o trabalho setorial de consolidação da imagem dos rótulos nacionais no Exterior. Mais informações podem ser obtidas nos sites www.winesofbrasil.com e www.ibravin.org.br.

Foto: Dandy Marchetti/Banco de Imagens Ibravin

Fundaparque investe em captação de eventos para movimentar Bento Gonçalves

Com diversas melhorias estruturais, meta é encerrar 2018 com mais de 30 eventos realizados

Palco de grandes eventos de negócios, cultura e comemorações, a Fundação Parque de Eventos e Desenvolvimento de Bento Gonçalves (Fundaparque) planeja atrair cada vez mais eventos à Capital do Vinho. Para isso, a equipe aposta em melhorias estruturais e na articulação com entidades, parceiros e empresas da região ligadas ao turismo.

Entre os ajustes já realizados no parque, estão a aprovação do PPCI permanente, novas soluções para o fornecimento de energia elétrica – representando economia para os promotores de eventos –, melhorias na iluminação externa e nas sinalizações de trânsito horizontal e vertical. “Esses investimentos, entre outros que foram feitos, tornam o espaço bem mais moderno e qualificado. Como reflexo, até agora a agenda deste ano soma 26 eventos de diversos tipos confirmados. Nossa meta é encerrar 2018 tendo abrigado 33 eventos”, ressalta o presidente da Fundaparque, Silvio Sandrin.

As prioridades elencadas para este ano contemplam a reestruturação dos espaços locados dentro do parque, como novas salas para entidades locais e novos parceiros; instalação de elevador para o espaço onde será instalado o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin); captação de novas receitas e conhecer novas possibilidades de eventos para o município com base em visitas estratégicas.

Parque de Eventos

“Os principais desafios, hoje, são evoluir na criação de novas formas de redução de custos operacionais para quem organiza os eventos e investir em ações promocionais e visitas direcionadas aos polos de referência no segmento, como Porto Alegre, Florianópolis Curitiba e São Paulo. Além disso, buscamos ampliar o trabalho em rede com o Bento Convention Bureau e os departamentos comerciais dos hotéis de Bento Gonçalves e região”, pontua o vice-presidente da Fundaparque, Gilberto Durante.

Sobre a Fundaparque

O Parque de Eventos de Bento Gonçalves possui estrutura preparada para abrigar variados eventos, dispondo de 322.566 m² de área territorial, sendo um dos maiores espaços cobertos e climatizados para eventos da América Latina (58.000 m²). A estrutura reúne torre de telefonia, internet, cobertura Wireless, heliponto, reservatórios de água próprios, estacionamento asfaltado para 2.500 automóveis, entre outras vantagens.

Os pavilhões recebem grandes eventos nacionais e internacionais. No primeiro semestre de 2018, figuram Movelsul Brasil, Feira de Carros Adaptados, Rodada de Negócios do Bento Convention Bureau, show da banda Maneva, Fiema Brasil, Envase Brasil, Festival da Cerveja Gaúcha, ExpoBento e Transposul.

Aurora é a marca de vinhos mais lembrada pelo público gaúcho

Cerimônia anual do Jornal do Comércio reconheceu as marcas mais lembradas e preferidas pelos gaúchos

 

Aurora é a marca de vinhos mais lembrada pelo público, de acordo com a 20ª edição da pesquisa anual Marcas de Quem Decide, realizada pela Qualidata e promovida pelo Jornal do Comércio, de Porto Alegre. A cerimônia de homenagens às empresas com suas marcas premiadas ocorreu no último dia 06 de março,  no Teatro do SESI na capital gaúcha.

 A pesquisa Marcas de Quem Decide relaciona as marcas mais lembradas e preferidas pelo público gaúcho em 73 categorias.

 A Vinícola Aurora é líder no mercado brasileiro em vinhos finos. Em sua marca Aurora estão incluídos vinhos tintos e brancos, espumantes e vinhos de sobremesa.

 Além disso, é a maior e mais premiada vinícola brasileira em concursos nacionais e internacionais de vinhos, com mais de 590 medalhas conquistadas nos últimos anos.