sentido-da-vida-1

Recomeço

Por César Anderle

Na vida tudo é um novo recomeço. Às vezes nos sentimos sempre iguais, fazendo da mesma forma, comendo as mesmas comidas, usando os mesmos temperos, orando do mesmo jeito e por aí afora.

Na atualidade, com o desencadear de novas informações, novas mídias e novas reportagens de televisão, nos abastecemos com uma enxurrada de ideias.

Podemos facilmente aliar as comidas da nossa região com as de outra região do país e até de outros países, com o maior prazer e com uma gama de novos sabores. Os temperos da nossa “nona” se somam com os temperos do outro continente.

Os exercícios que fazíamos algumas décadas atrás, futebol, vôlei, ciclismo, se somaram hoje ao paddel, caminhadas, corridas, yoga, pilates e outros tantos, ou seja, maneiras de se exercitar não faltam. Hoje o que falta é a vontade de não cair no sedentarismo.

Nas orações, aprendemos com nossos pais a arte de rezar. Mas as orações de antes, Pai Nosso, Ave Maria, Creio, Salve Rainha, juntaram-se hoje com o diálogo direto com Deus, com Jesus e com Maria. Hoje a nossa espiritualidade cresceu ao ponto de nos conectarmos facilmente com o nosso superior. A consciência, a reflexão nos conduz por este canal e nos aproxima do divino.

A fé continua a mesma, apenas se aperfeiçoou através de relatos, de exemplos de pessoas leigas. Os padres, em número reduzido para a nossa realidade populacional, fazem o possível, pois eles também são humanos e tem os mesmos direitos de errar como simples mortais que são, assim como todos nós somos.

O Bem deve ser o objetivo de todos, pena que a má fé existe e nos rodeia no dia a dia. Pessoas sem valores humanos, com falsidade nos olhos e na alma e com a incrível ideia de que não acreditam em Deus, mas no sufoco da vida acabam chamando por Deus.

Assim somos todos nós, santos e pecadores ao mesmo tempo, temos frutos bons e em grande número, mas possuímos infelizmente alguns estragados e que acabam abalando a fé dos que nos rodeiam, mas deixamos sempre nos acalentar pelo amor do ser maior, aquele mesmo Deus que nos deu a vida, que nos chamou para a caminhada terrena. Somos inteligentes e, se assim o somos, façamos a nossa parte, o bem deve prevalecer e juntos seremos mais Felizes.

Grande Abraço!

0 respostas

Deixe uma resposta

Escreva um comentário
Sinta-se livre para contribuir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *